Home Ciência e Tecnologia Inauguração da nova base brasileira na Antártica

Inauguração da nova base brasileira na Antártica

2630
26
Estação Antártica Comandante Ferraz
Estação Antártica Comandante Ferraz

O vice-presidente Hamilton Mourão viajou ao continente gelado para participar da reinauguração como o principal representante do governo brasileiro

Com um dia de atraso, a nova Estação Antártica Comandante Ferraz foi inaugurada nesta quarta-feira (15), com a presença de autoridades brasileiras e pesquisadores. O evento começou por volta das 20h30, no horário de Brasília e ocorreu em frente às instalações do Brasil na Ilha Rei George. A operação e a logística da base são de responsabilidade da Marinha, que recebe o a apoio da Aeronáutica.

O vice-presidente Hamilton Mourão viajou ao continente gelado para participar da reinauguração como o principal representante do governo brasileiro. A cerimônia estava prevista para terça (14) mas foi adiada por causa do mau tempo.

Ele foi acompanhado pelos ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), além de representantes da Marinha e outras autoridades.

O complexo de mais de 4,5 mil m² foi entregue quase oito anos após o incêndio que destruiu a base anterior. Pesquisadores brasileiros estão há mais de três décadas no continente.

A nova estação é sustentável e de baixo impacto ambiental. Toda a estrutura usada na construção é desmontável e reciclável.

Os módulos foram feitos em contêineres fáceis de serem transportados por qualquer navio. Além disso, os acabamentos e parte da montagem da estrutura foram feitos fora da Antártica, o que diminuiu o impacto por transporte, otimizando a logística.

A questão energética também foi pensada no projeto para ser menos dependente de energias não renováveis.

Por isso, foram instalados painéis fotovoltaicos e geradores eólicos que produzem cerca de 30% da energia consumida na estação.

Por dentro da Estação Antártica Comandante Ferraz

FONTE: G1 / FOTOS: Marinha do Brasil

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauro
Mauro
8 meses atrás

Lindíssimas instalações. Deve dar uma satisfação enorme ser pesquisador e chegar a esta base para realizar seus trabalhos. E o “Tio Max” só na manha… navio muito lindo também, é antigão véi de guerra mas por dentro é tudo muito bem conservado, tudo novo. Uma base como esta incute nos pesquisadores um estado psicológico, além de uma responsabilidade prazerosa em fazer o melhor possível pelo seu país. Tá dando certo. _________ Foi construida por uma empresa chinesa, mas a arquitetura foi feita por brasileiros, uma empresa de Curitiba. A estação antártica Comandante Ferraz foi noticiada no New York Times em… Read more »

R_cordeiro
R_cordeiro
Reply to  Mauro
8 meses atrás

Comentário tão bom de ler quanto a matéria. Parabéns!

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  Mauro
8 meses atrás

Parabéns pelo comentário, muito enriquecedor. Lembrando que a MB promoveu um concurso para o projeto arquitetônico, logrando com o escritório de Curitiba como vencedor.

Paulotd
Paulotd
8 meses atrás

Finalmente uma boa notícia. Ótima base

Samuca cobre
Samuca cobre
8 meses atrás

Parabéns a todos os Brasileiros!!! Parabéns à MB parabéns aos cientistas envolvidos , parabéns para os Chineses que construíram … enfim quando querem fazer a coisa andar, e andar certo eles fazem… kkkk

OSEIAS
OSEIAS
8 meses atrás

Um marco para nossa nação. Uma oportunidade de ouro de se fazer ciencia e pesquisar.
Que estação belissima.
Parabens ao Brasil e ao seu povo.

DanielJr
DanielJr
8 meses atrás

Simplesmente Maravilhoso.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
8 meses atrás

Sensacional !

Luiz Mendes
8 meses atrás

O Brasil deu um passo extraordinário a nível científico internacional. Uma base de pesquisa tão futurística, que mais se parece a filmes de ficção centifica.

Existe alguma matéria publicada a qual descreva dados mais técnicos da estação, e os programas de pesquisa a serem implementados?

Parabéns.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Luiz Mendes
8 meses atrás

Procure um site chamado ArchDayly. Tem o projeto completo junto com o memorial técnico. Mas os chinas mudaram alguns materiais propostos (vai saber o que mais mudaram no projeto executivo original durante a execução modular que sequer foi acompanhada pela equipe vencedora…).

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Alex Barreto Cypriano
8 meses atrás

Correção: ArchDaily.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
8 meses atrás

Existe um apagão na arquitetura brasileira. Tramóias politiqueiras separaram os arquitetos do CREA e os lançaram ao CAU, que tem que mostrar serviço junto com o IAB. Concurso de arquitetura no Brasil é selvageria pura, expressão da esquizofrenia nacional entre o ideal de modernidade e a prática da exploração e do favor sob um autoritarismo atávico, e o resultado geral é sempre coisa anódinas, frias (cool) e sem caráter. Depois entram todos a fazer elogios do que não tem significado cultural. Segue o bote que os chinas vêm aí.

Alexandre Pessoa
Reply to  Alex Barreto Cypriano
8 meses atrás

Sou arquiteto, e esse seu comentário é desinformação pura. Não houve “tramoia politiqueira alguma”, os arquitetos pleiteavam sair do CREA desde sua criação por Vargas nos anos 1930! O IAB não tem nada com o CAU, é uma entidade associativa livre e independente, enquanto o CAU (e o CREA) são autarquias federais de associação obrigatória para se exercer a profissão. E os concursos de arquitetura são a melhor modalidade de contratação de projetos, refletindo a técnica de seu tempo, e não para serem “cool” ou terem “caráter”. Seu comentário é arrogante, mal-informado e superficial, algo infelizmente muito comum hoje em… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Alexandre Pessoa
8 meses atrás

Mais um… Aposto que me formei antes de você. Conte-me mais sobre a excelência do CAU e sobre quão importantes e relevantes são concursos de arquitetura. Afff… Sabe qual foi o prêmio? 100 mil numa obra de 72 milhões (que depois passou pra cem milhões e aumentou de área -3200 pra 4500m2). Sabe as colunas telescópicas? As turbinas eólicas originais? Todo aquele papo-furado de preservação ambiental, conservação energética (o edifício tem máxima envoltória agravando as trocas térmicas, o duvidoso esquema de ligar as turbinas eólicas e os painéis fotovoltaicos no gerador diesel (vergonha da profissão!)? Santo Deus… Um galpão super… Read more »

Alexandre Pessoa
Reply to  Alex Barreto Cypriano
8 meses atrás

Duvido que tenha se formado antes de mim, meu jovem. Mais fácil que você tenha sido meu aluno. E se tivesse me formado depois de você? O que tem isso de importante? O CAU não tem NADA de excelente, ao contrário, é mais uma autarquia cartorial arrecadatória, que só pune o profissional, à sombra do CREA, mas ainda assim é muito melhor que o CREA. Participei ativamente do IAB, do CREA e participo do CAU. Nos concursos (pelo jeito não tem ideia do que fala…) a premiação é irrelevante, os contratos de desenvolvimento de executivos é que são importantes, além… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Alexandre Pessoa
8 meses atrás

Prêmio irrelevante… Em lugar civilizado, existe lista de convidados a participar e há pagamento pelo tempo dispendido no projeto – como disse, concurso é selvageria e explora trabalho humano especializado, bem ao estilo escravista tão ao gosto nacional. A arquitetura foi tão colonizada pela politicagem de verniz esquerdista, que já se fala que concursos de arquitetura não devem ser julgados por arquitetos a partir dos princípios específicos do saber e prática, mas por um grupo multidisciplinar e ‘iinclusivo’ de leigos – o sumo do plebiscitarismo lúmpen tão ao gosto dos ditos progressistas (aqueles mesmos que tem administrado a biopolitica de… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Alex Barreto Cypriano
8 meses atrás

E o projeto vencedor foi profundamente modificado na execução. Se o Estúdio 41 imaginou um layout interno baseado em módulos de OSB de 3×6 metros, a CEIEC executou módulos tipo container de 2,44×6,10 (veja o arranjo do dormitório: tão estreito que colocaram as camas em linha…), que demandaram estruturas de plataforma e cobertura mais pesadas, que demandaram, por sua vez, blocos de fundação maiores. Além disso, alterou-se a disposição do bloco de ligação entre os blocos leste e oeste, dotando de avultada fachada janela a academia e outros ambientes, prejudicando o conforto térmico e demandando mais calefação (= mais energia).… Read more »

Pavan
Pavan
8 meses atrás

Uma pergunta, pq não foi construído uma pista de pouso pra aviões e respectivamente uma pra helicópteros ? Vejo sempre comentários que nossos aviões pousam numa base chilena…

Joao Moro
Joao Moro
Reply to  Pavan
8 meses atrás

Existe um aeroporto improvisado perto da estação. Acredito que é compartilhado com outros países.

Gilbert
Gilbert
8 meses atrás

Gente por gentileza escrevam um legendinha nas fotos, tipo: de cima para baixo a primeira foto está nota 10 a legenda Foto da baia XXXX com a estação xxxx ao fundo Foto dos prédios xxxxx da estação Foto do janelão da estação (afinal não fazemos ideia de que sala fica ali no janelão) Foto do prédio preto e do prédio do janelão Foto do outro janelão e passarela ( não fazemos ideia do que é ali e a passarela é de acesso ao prédio preto ou entrada principal) Foto da academia (acho que essa foi um das poucas que realmente… Read more »

João Bosco
João Bosco
8 meses atrás

A Estação Antártica ficou muito bonita, por dentro e por fora, via fotos. Parabéns a todos os envolvidos.

Alex Nogueira
Alex Nogueira
8 meses atrás

A impressão que tenho, é que parece uma “base lunar”, algo do tipo que só se vê em filmes de ficção, eu me sentiria orgulhoso e honrado em trabalhar ai, deve ser o máximo. Base linda demais, parabéns aos envolvidos!

Wagner
Wagner
8 meses atrás

Em que ano termina o tratado de não exploração comercial na Antártica?
Olhei no mapa e o Brasil tem um pontinha de terra.
Parece que vai ganhar o que a Maria ganhou atrás da horta.

Pedro
Pedro
Reply to  Wagner
8 meses atrás

Justamente. Deveria investir mais, possivelmente, ficaremos pra trás, caso não consigamos realmente se instalar no continente, se não me engano, estamos numa ilha e não propriamente no continente.

raffael
raffael
8 meses atrás

Como tudo no Brasil, precisou piorar muito até começar a melhorar. Achei muito pouco 30% de geração de energia alternativa, temos tecnologia e o local necessita até mais. A arquitetura é interessante, não é revolucionária mas para o local beira o inovador, espero que tenha um padrão de qualidade aceitável apar durar o que foi estipulado em projeto.

Fred.
Fred.
8 meses atrás

Linda. Espetacular. Chorei.