Home Drones Por que pescadores chineses encontram tantos ‘espiões submarinos’?

Por que pescadores chineses encontram tantos ‘espiões submarinos’?

12604
41
Tela capturada de uma reportagem de TV chinesa sobre os drones encontrados por pescadores

Por Owen Amos – BBC News

A princípio, parece uma manchete peculiar: “China recompensa pescadores que capturaram dispositivos de espionagem estrangeiros”.

Mas por trás dessa manchete na mídia estatal chinesa, há uma história diferente – e mais intrigante.

Em primeiro lugar, não foram dois ou três pescadores recebendo prêmios. Foram 11 – uma mulher, os demais homens – que encontraram sete dispositivos no total.

Em segundo lugar, não foi a primeira vez que pescadores de Jiangsu encontraram “drones espiões”. Em 2018, cerca de 18 foram recompensados ​​por encontrar nove dispositivos. Houve também uma cerimônia um ano antes.

Em terceiro lugar, as recompensas foram enormes – até 500.000 yuanes (72.000 dólares; 55.000 libras) – cerca de 17 vezes a renda disponível média na China.

Então, de onde vêm os “espiões submarinos”? O que eles fazem? Por que eles são valiosos?

E por que os pescadores chineses estão encontrando tantos?

Jiangsu é uma província no leste da China, com um litoral de mais de 1.000 km de comprimento.

De frente para o Japão e a Coreia do Sul, enquanto Taiwan fica a cerca de 800 quilômetros ao sul. Essa geografia – e a enorme presença dos EUA na região – começa a explicar por que os pescadores continuam encontrando esses dispositivos.

A China não revelou de onde os dispositivos vieram, apenas disse que foram “fabricados em outros países”.

Mas o especialista e consultor regional Alexander Neill diz que eles provavelmente vieram “da Marinha dos EUA, das Forças de Autodefesa do Japão ou potencialmente de Taiwan – essa é uma grande área de rivalidade”.

Então, o que os americanos, japoneses ou taiwaneses esperam aprender?

Em 2009, a Marinha dos EUA patrocinou pesquisas sobre drones subaquáticos, amplamente conhecidos como “veículos submarinos não tripulados (UUV – Unmanned Underwater Vehicle)”. A pesquisa recomendou sete maneiras de usar os UUVs, incluindo:

  • Rastreando “submarinos potencialmente adversários”
  • Procurando e lidando com minas subaquáticas – particularmente nas águas de outros países
  • Implantando equipamentos de vigilância
  • Monitorando “infraestrutura submarina”, como cabos de comunicação

A pesquisa também destacou os pontos fortes dos UUVs planadores (gliders) – um UUV menor, provavelmente o que os pescadores de Jiangsu encontraram – podem ser utilizados por “meses” e são “baratos o suficiente para serem considerados descartáveis”.

Nesse caso, barato significa “apenas dezenas de milhares de dólares”.

Seu custo, alcance e capacidade significam que “espiões submarinos” são cada vez mais importantes – Neill estima que o número mundial seja “certamente nas centenas superiores”.

Então, isso explica – em parte – por que eles continuam aparecendo nas redes chinesas. O país possui uma enorme frota pesqueira, e a lei das médias sugere que irá recolher ocasionalmente os drones.

Mas também é verdade que a frota da China é diferente da de outros países. Alguns pescadores, eles próprios, fazem parte das forças armadas – e entender como essa unidade exclusiva funciona pode explicar por que eles continuam encontrando equipamentos militares.

Milícia marítima chinesa trabalha ems barcos de pesca
Milícia marítima chinesa trabalha em barcos de pesca

A milícia marítima chinesa (CMM) faz parte da milícia nacional – isto é, as forças civis de reserva.

É “virtualmente único e publicamente obscura”, segundo o professor Andrew S. Erickson, da Escola de Guerra Naval dos EUA – mas é bem conhecida pelos militares dos Estados Unidos.

De acordo com um relatório de 2017 do Departamento de Defesa dos EUA, a CMM desempenhou “papéis significativos em várias campanhas militares e incidentes coercitivos ao longo dos anos”.

No passado, a CMM alugava embarcações de empresas ou pescadores. Mas agora, segundo o Departamento de Defesa, “parece que a China está construindo uma frota de pesca estatal para sua força de milícia”.

De fato, Neill diz que muitos barcos estão apenas “disfarçados de navios de pesca – eles estão realmente fazendo vigilância naval e marítima contra os rivais da China”.

“No papel, eles parecem arrastões modernos e sofisticados”, diz ele. “Mas na verdade são essencialmente embarcações do tipo militar – com casco de aço, não com casco de madeira, com tonelagem crescente.

“Se você olhar para as fotografias, fica claro que as embarcações estão conectadas em rede – por causa de suas capacidades de envio de sinais – com a rede de comando e controle  da Marinha normal”.

Com efeito, a frota pesqueira pode fornecer uma primeira linha de defesa ou vigilância de baixo nível – uma força militar que trabalha sob uma capa civil.

“Uma parcela muito significativa da frota de pesca da China é cooptada na milícia”, diz Neill.

“Eu pensaria que, com um pouco de pesquisa, você descobriria que esses caras [os pescadores de Jiangsu] podem muito bem fazer parte disso”.

A China não encontra apenas drones subaquáticos – também os opera.

No desfile militar para marcar o 70º aniversário da República Popular da China (RPC), foi inaugurada a HSU001 – uma grande UUV, possivelmente capaz de lançar drones menores.

UUV HSU001

E cinco meses antes, outro UUV chinês foi revelado de maneira menos formal, quando  pescadores indonésios pegaram um “míssil” com marcas chinesas nas ilhas Riau.

“Não é um míssil, mas um drone marítimo, que geralmente é usado para pesquisas subaquáticas”, disse a polícia.

Embora sua origem não tenha sido confirmada, os especialistas suspeitam que ele faça parte da vasta vigilância subaquática da China – a chamada “Grande Muralha Subaquática da China”.

Assim, à medida que a tecnologia UUV se desenvolve, mais pescadores – na China, na Indonésia ou em outros países – podem esperar encontrar mais drones.

“Eles [drones] estão ampliando o alcance da capacidade de vigilância de todas as marinhas modernas da região”, diz Neill.

E – como descobriram os vencedores do prêmio Jiangsu – eles podem ser uma captura valiosa.

Unmanned Maritime Systems dos EUA

FONTE: BBC News

41
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
26 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
Tiago Gimenesednardo curiscoRafael M. F.Cristiano GRMgtow Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Os chinese pegando tantos drones submarinos de outros países, recompensando os pescadores que os encontram e não fazem nenhuma reclamação formal e nem questionam quem os mandou? Pode até ser que a história seja verdadeira e os drones sejam estrangeiros, mas existe há possibilidade deles também serem de fabricação local e que para lançar uma cortina de fumaça afirmaram que são estrangeiros! Numa região tão sensível perto de Taiwan, do Japão e das Coreias a própria China pode usar esses drones em vigilância e espionagem! A Coreia do Norte teriam condições de fazer esses drones?

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Coreia do Norte pode fazer tudo e melhor do que todos, não a coloque fora dos pusilânimes possíveis inimigos do Império Chines…

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Durante a segunda guerra, o governo usava os pescadores como fonte de informação a respeito de submarinos alemães na costa do Brasil. A maioria dos avistamentos eram assim, depois eram checados pela aviação.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

a pescaria também se dá em águas internacionais.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Baita sacanagem que estão a fazer com a China… estão a ESPIONAR os Chineses???

Isso não se faz, espionar é uma coisa baixa e é a prova cabal dos incompetentes que tentam copiar as soluções inovadoras e hiper eficientes do criativos e inovadores chineses.

Espionar a “Virgem do Cabaré” não pode.

eudes
Visitante

Nestes tempos “freirísticos” é sempre bom avisar quando usamos de ironia, pq tem uma “ruma” q não entende.

Mgtow
Visitante
Mgtow

Freire o maior educador que esse pais teve. Tentar envenenar o poço com essas piadinhas tentando vincular a burrice com a pessoa dele não muda a realidade. Lide com isso

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

Freire é o nome do fracasso da educação do Brasil. Toda a doutrina e idéias (com acento de propósito) criadas por ele devem ser revistas ou ignoradas completamente.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Devem estar desmontados agora, vão aproveitar o conhecimento de gratis kkk bom a MB devia mandar os marinheiros pescar também, assim eles fazem algo mais útil, quem sabe o gasto com lagosta e caviar diminui

Felipe Alberto
Visitante
Felipe Alberto

Com certeza é cheio de ‘tecnologia simples’, afinal, podem ser facilmente capturados.

francisco
Visitante
francisco

Se a Marinha do Brasil pescasse algum drone espião, em vez de desmontar para estudar, enviaria pra os USA.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Infelizmente e verdade.

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

Não sei se, assim fosse, o termo a ser usado seria atitude de coió ou puxa saquísmo.

Mgtow
Visitante
Mgtow

E eles estão certissimos se realmente fizerem isso.

Delfim
Visitante
Delfim

Se os UUV não possuem marcas nacionais, a quem reclamar ?
.
Esses UUV podem servir de “alerta naval antecipado”, detectando movimentos massivos da cada vez maior Marinha Chinesa. Ninguém naquela região quer ser pego pelo dragão de calça arriada.
.
Esses “pesqueiros” chineses já abriam fogo contra aeronaves navais americanas nas conhecidas “route package” durante a Guerra do Vietnam. Desde Sun Tzu que chineses se utilizam do engôdo como tática.

Kommander
Visitante
Kommander

Provavelmente aqui a marinha nem sabe o que isso. Se achassem nas águas do Brasil, iriam colocar na sala dos achados e perdidos esperando o dono aparecer.

gen.braga
Visitante
gen.braga

Não apenas sabe como pesquisa UUVs há anos.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Se quiserem ajudar os dois editores do site e o próprio site, a sugestão é muito mais simples: comentem a matéria com base em fatos e não achismos (insinuar que vai pra “achados e perdidos” é atestado de total desconhecimento sobre o tema) e também sem xingamentos.

Se tiverem algo a acrescentar sobre a pesquisa de UUV / ROV no Brasil, fiquem à vontade para comentar.

gen.braga
Visitante
gen.braga

https://www.marinha.mil.br/ipqm/node/105 é um bom ponto de partida.

Maurício Benício de Carvalho
Visitante

Lembrando que na época da catástrofe do nosso programa espacial em que morreram vários cientistas, pescadores encontraram esses “espiões” perto de Alcântara.

Tiago Gimenes
Visitante
Tiago Gimenes

Exatamente, eu lembrei na hora também.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

E ante-ontem assisti um vídeo de um drone chinês idêntico a um tubarão.
Inclusive nos movimentos da cauda.
Até nisso os chineses estão evoluindo.

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

Os chineses estão tendo avanços tecnológicos impressionantes, mas penso que Estados Unidos e Rússia já devem ter há muitos anos em operação não somente o drone tubarão, mas também a lagosta, a sardinha e o plâncton.
O que a China investe hoje em P&D, a dupla da Guerra Fria já faz há mais de 50 anos, em especial os estadunidenses, que continuam líderes em inovação tecno-científica.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Pois é melhor que os EUA apliquem melhor seus recursos, porque esta V-1 subaquática está caindo até em rede de pescador.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Drones em formato de peixe e que simulam movimentos de peixe estão sendo pesquisados há pelo menos 30 anos.

Não há novidades dos Qin nesse terreno, digo, nessas águas…

RICARDO nascimento de Andrade
Visitante
RICARDO nascimento de Andrade

Bom dia prezados amigos lendo esse artigo fiquei lembrando das histórias de vários amigos pescadores que foram hostilizados. Próximo ao limite de nosso mar territorial ao se aproximarem de pesqueiros chineses inclusive com exibições de ak 47 por parte dos tripulantes,será que essas milícias já rondam o atlântico sul?

RICARDO nascimento de Andrade
Visitante
RICARDO nascimento de Andrade

Eu tenho inclusive algumas fotos no mínimo preocupantes e por enquanto não posso postalas para resguardar a fonte pois o mesmo ainda se encontra no serviço na MB , quando essa pessoa estava em missão no rochedo são Pedro e são Paulo vários navios pesqueiros chineses se aproximavam e tudo que os marinheiros , fuzileiros e pesquisadores que estavam na estação podia fazer era fotografar e informar aos navios que estavam em águas brasileiras mas sempre sem resposta, a única coisas que podia fazer era lançar sinalizadores, isso realmente me deixa preocupado.

Kommander
Visitante
Kommander

Provavelmente sim, infelizmente nossos mares estão a deriva, entre e sai quem quiser.

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

O Uruguai, que até março será governado pela esquerda, fez alguns acordos com os chineses permitindo os barcos pesqueiros em sua costa e se continuasse a esquerda no governo seria criada uma base “pesqueiro-naval” próxima a Montevideo.
Agora com os resultados das urnas, que correu a esquerda do governo uruguaio, com a histórica união dos Brancos e Colorados, e do retrocesso dos argentinos que não sabendo sair da crise, elegeram quem ajudou a aumentá-la, poderemos ver essa aproximação chinesa mais próxima de Buenos Aires.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Mais do que nunca a MB teria que ter MCMs pelo menos na regiao da baia contigua a base de Itaguai. Fico imaginando quantos drones ja nao existem por la….
As embarcaçoes propostas pela SAAB sao uma oportunidade imperdivel…nao da para perder!

Masa
Visitante
Masa

Eis uma boa ideia, alguém inventar um drone submarino espião com facas no nariz/lemes pra rasgar as redes de pesca.
O projeto não seria difícil de desenvolver…

Renan
Visitante
Renan

Vamos pesquisar e desenvolver nossos drones também antes que seja tarde

Raduga
Visitante
Raduga

Já posso ouvir um almirante falando ” uma tecnologia que apenas cinco países no mundo dominam”. Mas verdade seja dita, oficiais das três forças adoram essa cantilena.

marcius
Visitante
marcius

Olha olhando aquela terceira foto não duvido nada que se possa transformar esses submarinos espiões em submarinos torpedos inteligentes, seria uma arma de ataque, mais barata, sem custo de perdas de vidas, bastaria colocar uma ogiva, do jeito que a tecnologia está indo, quem sabe? Gostaria de ouvir opinião de alguém se é viável, mas,me parece perfeitamente possível.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Chega a surpreender a eficiência da Marinha… ops… dos pescadores chineses?

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Agora alguém me explica o porque dos inimigos estarem espionando os pescadores??? Ou será que esses drones passearam entre as milhares (acho que milhões) de embarcações de guerra chinesas sem serem vistos???