Home Defesa Costeira EUA aprovam venda de 400 mísseis antinavio Harpoon para Taiwan

EUA aprovam venda de 400 mísseis antinavio Harpoon para Taiwan

5014
148
Míssil Harpoon em voo sobre o mar

WASHINGTON — O Departamento de Estado tomou a decisão de aprovar uma possível Venda Militar Estrangeira para o Escritório de Representação Econômica e Cultural de Taipei nos Estados Unidos (TECRO) de até cem (100) Sistemas de Defesa Costeira Harpoon (HCDS) e equipamentos relacionados por um custo estimado de US$ 2,37 bilhões. A Defense Security Cooperation Agency entregou hoje (26) a certificação necessária, notificando o Congresso desta possível venda.

O TECRO solicitou a compra de até cem (100) Harpoon Coastal Defense Systems (HCDS) consistindo de até quatrocentos (400) mísseis lançados de superfície RGM-84L-4 Harpoon Block II; e quatro (4) mísseis de exercício RTM-84L-4 Harpoon Block II.

Também estão incluídos quatrocentos e onze (411) contêineres, cem (100) unidades transportadoras do lançador do sistema de defesa costeira Harpoon, vinte e cinco (25) caminhões de radar, peças de reposição e de reparo, suporte e equipamento de teste, publicações e documentação técnica, treinamento de pessoal, assistência técnica do governo dos EUA e de representantes de contratados, serviços de suporte de engenharia e logística e outros elementos relacionados de suporte logístico.

O custo total estimado do programa é de US$ 2,37 bilhões.

Harpoon Coastal Defense System

FONTE: Defense Security Cooperation Agency

Subscribe
Notify of
guest
148 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bardini
Bardini
1 mês atrás

São 100 lançadores com 4 mísseis cada = 400 mísseis. De onde saiu o 500?

MARCELO DE SOUSA BASTOS
Reply to  Alexandre Galante
30 dias atrás

São 400 para serem instalados em navios e 100 para lançadores em terra….

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Defesa extremamente importante para qualquer pais, com mísseis de 300km a partir da costa e que seja móvel! Claro, tudo isso sem uma defesa aérea acontecia o que acontece na guerra atual da armênia.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Contra as hordas de milhões de soldados chineses (plagiando o Kings) somente uma forte defesa aérea e um sólido sistema de defesa marítimo para tirar um pouco o animo e impeto de possíveis aventuras tresloucadas de quem imagina que o nome de um Mar na verdade faz parte de seu País.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Obrigado pela menção .rsrs
Creio que se a China atacar Taiwan (o que acho pouco provável) os chineses dominarão os ares e sairão caçando esses lançadores.
Parece óbvio

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Só combinem com Taiwan

Kira
Kira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pela primeira vez nesse blog, concordo com vossa excelência!

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pois é, alguns DFs nas bases e rodovias taiwanesas e sobrará apenas buracos em Taiwan para a luta contra a infantaria chinesa, já que a marinha e a força aérea de Taiwan não terão de onde lançar seus aviões e navios.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

As pessoas não têm noção da tamanho da China e as F.A. que ela está preparando.

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

De onde vc tirou que são 300km ? O alcance dessa versão é de aproximadamente 120km.

Bosco
Bosco
Reply to  Funcionario da Comlurb
1 mês atrás

Os americanos divulgam o alcance do harpoon, desde a versão inicial da década de 70, como sendo de “127 NM +”. De lá pra cá houve pelo menos 7 versões e nunca houve uma correção
desses dados. Não sabemos o quanto é esse “+”. O que sabemos é que mísseis análogos têm alcance na faixa de 200 km.

Last edited 1 mês atrás by joseboscojr
Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Ops! Cometi um equivoco. O alcance divulgado é de 67 NM + e não de 127 nm

Carlos Ravara
Reply to  Bosco
29 dias atrás

Correção, o ônibus antinavio…

Fernando OP
Fernando OP
1 mês atrás

Wow! Isso é um escudo de mísseis! Dificilmente os 400 estarão operando ao mesmo tempo, mas hipoteticamente digamos que 300 estejam, e desses 300 eles consigam, pelos mais diversos motivos, disparar somente 150, e, dos disparados somente 50 atinjam seus alvos numa mesma marinha inimiga. Já não tem invasão por desembarque anfíbio de jeito nenhum.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Fernando OP
1 mês atrás

Esses mísseis nada adianta se não tiver uma defesa aérea. Se forem fixos, mísseis chineses não terão dificuldades em destruir eles! Por isso a importância de serem mísseis móveis e não fixos! Assim vai dificultar.

WELLINGTON RODRIGO SOARES
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Mas Taiwan tem defesa antiaérea, inclusive também um número considerável de caças para interceptações. Se os F16 block 70 chegarem a tempo ficará cada vez mais difícil a China querer invadir Taiwan, seria um custo muito elevado pela pequena ilha. O pior ainda é que todo o povo iria rejeitar essa anexação, embargos da ONU, etc..

Last edited 1 mês atrás by WELLINGTON RODRIGO SOARES
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

As vezes o orgulho fala mais alto, então tenho certeza que isso um dia vai acontecer, mas não agora.

leonardo
leonardo
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Se os Eua continuar vendendo tantas coisas assim esse dia pode não chegar

Rogerio
Rogerio
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Difícil os avião consegue decolar.,, com tantos míssil caindo mesmo tempo soldado desembarque

sj1
sj1
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

??

Flanker
Flanker
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

Pelo amor de Deus!!!! Ao menos vc entendeu o que vc escreveu??

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Flanker
1 mês atrás

2!!!!! kkkkkkk kkkkk kkkkkkkkk

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Caro Wellington.
Sou “pela paz” e simpático a Taiwan – sua soberania e independência territorial – mas, neste caso, e não importa o quanto esteja armada, acho que é questão de tempo para a China tomar a ilha. Infelizmente.

WELLINGTON RODRIGO SOARES
Reply to  Cinturão de Orion
1 mês atrás

Concordo plenamente que a China tomaria Taiwan, mas cada dia isso vai ficando com um custo maior, seja em percas de meios militares e de soldados. Não é assim tão fácil como alguns acreditam. Iraque e Afeganistão eram mais fracos que Taiwan e olhem o transtorno que os países invasores tiveram, não só os EUA como a própria URSS no Afeganistão. Taiwan tem praticamente 300 mil soldados ativos, centenas de caças, centenas de mísseis Antinavio, centenas de blindados, alguns navios de guerra.. A cagada deles na minha opinião e que faria toda a diferença é não terem investido pesado em… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Tomar é uma coisa permanecer é outra…

Agressor's
Agressor's
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

E você acha mesmo que os EUA se enfiariam numa guerra com a China só pelos outros?

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Os EUA têm um acordo com Taiwan que os obriga a defender a ilha. A gente nunca vai ter conhecimento do interior teor desse acordo, mas pelo jeito os americanos estão fazendo de tudo para desestimular os chineses porque sabem que, se houver um ataque a Taiwan eles vão ser obrigados a entrar na confusão. Foi assim que começou a segunda guerra mundial e eu acho que vai ser assim que vai começar a terceira.

Ersn
Ersn
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Eles quase arrastaram o mundo para uma guerra nuclear em 1962 ,apenas por causa de ICBMs que seriam baseados em Cuba.

Dalton
Dalton
Reply to  Ersn
1 mês atrás

Na verdade eram “IRBMs”, seja como for ameaçavam diretamente o território americano, diferentemente de uma eventual invasão de Taiwan pela China.

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Caro Fábio. Sem sombra de dúvida, mas isso não vale para um País (China) que tem 10x mais TUDO (Tropa, Navios, Blindados, Aviões, Armamento, Munição, etc.) e proximidade territorial para manutenção das Operações e, principalmente, uma história de “extermínio puro e simples (prisão e paredão)” de todo e qualquer opositor político, não importa idade, sexo, etc. A ONU está subvertida e conivente com os Movimentos de Violência da Esquerda Mundial; não faria absolutamente NADA (é a omissão “que concorda”, como fez Pio XII e a Igreja Católica na 2a Guerra Mundial). Vai tomar, simplesmente acabar com o que não lhe… Read more »

Wagner
Wagner
Reply to  Cinturão de Orion
1 mês atrás

A ONU também nao fez nada a respeito da invasao americana no Iraque (cadê as armas de destruição em massa?), também não mexeu uma palha no massacre de Ruanda, não faz nada sobre a invasão americana do Afeganistão e a ingerência americana na Síria, não dá um pio em relação ao que Israel impõe a quem vive na palestina e tudo porquê é subserviente aos comunist… opa, espera, algo de errado não está certo!!

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Iraque, Ruanda, Afeganistão, Síria e Palestina são 5 conflitos com causais totalmente diversos (Destituição de Ditador/Apoiador do Terrorismo, Guerra Civil “étnica”, Caçada a Líder Terrorista e destruição de suas Bases, etc.), e nenhum deles associado à “subserviência” ideológica, como na atualidade. Tens dúvida? Igrejas católicas queimadas e “Sua Santidade” silente? Não quero deduzir serem 5 provas da técnica sinistra de “como usar a digressão para confundir”, ou seriam 5 argumentos vazios que comprovam a absoluta incapacidade sinistra de unir o tico ao teco?

Ricardo Ramos
Reply to  Cinturão de Orion
30 dias atrás

Acredito que tenha alguém “muy loco” a caminho de Alnitak…

Last edited 30 dias atrás by Ricardo Ramos
henrique
henrique
Reply to  Wagner
30 dias atrás

tb nao fez nada quando a russia invadiu a criméia…..nao faz nada quanto aos milhares de foguetes disparados pelos palestinos contra israel….pelo massacre de civis feito pela ditadura siria……na verdade a ONU nao serve pra nada além ser cabide de emprego pra burocrata e servir de sonho de consumo pra certos tipos de políticos megalomaniacos, feito um certo presidente q tivemos….

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fernando OP
1 mês atrás

Exato, e eles só precisam segurar os chineses tempo o suficiente para o reforço dos americanos chegarem, nesse meio tempo os americanos já mobilizariam tropas no Japão e na Coreia do Sul para socorrer Taiwan!

Last edited 1 mês atrás by Fabio Araujo
Renan
Renan
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Aí eu duvido, acho na minha opinião que jamais os EUA colocará um soldado seu neste conflito

Ersn
Ersn
Reply to  Renan
1 mês atrás

No vietnam eles fizeram coisa muito pior por muito menos.

Dalton
Dalton
Reply to  Ersn
1 mês atrás

O Vietnã do Norte era massivamente apoiado pela URSS e temia-se com um certo exagero que se o Vietnã do Sul caísse o comunismo se espalharia por boa parte da Ásia daí o apoio dos EUA financeiro e militar para contrapor-se ao apoio dado pelos soviéticos.
.
No Vietnã do Sul o inimigo estava infiltrado e era difícil de reconhecer e no fim das contas a reunificação do Vietnã não trouxe perigo aos EUA e se Taiwan cair também não trará e isso pode ser entendido como causa não suficiente para um envolvimento direto dos EUA.

Tiago
Tiago
Reply to  Renan
1 mês atrás

Concordo, os EUA vão vender armas para tornar bem custosa a invasão (se ocorrer), mas enviar um soldado americano para defender uma ilhar contra a China? Mesmo que esteja na lei, o povo americano não aceitaria isso, na verdade, acho que nem uma parcela considerável dos militares, não tem justificativa clara.

“Meu filho morrendo em uma ilha que eu não conheço defendendo-a de um país que nem tem terroristas e que compra 50% do que eu fabrico? Essa briga não é nossa”

Last edited 1 mês atrás by Tiago
Renan
Renan
Reply to  Tiago
1 mês atrás

Perfeito

leonardo
leonardo
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Mais ja têm soldados dos eua nos 2 países não?

Renan
Renan
Reply to  Fernando OP
1 mês atrás

Discordo 50 naufrágio não irá afastar o dragão que tem centenas de navios em sua marinha.
E com certeza na primeira leva os chineses irá colocar os navios boi de piranha, se afundar não faz diferença.

leonardo
leonardo
Reply to  Renan
1 mês atrás

Kkkkkkk , até parece que não vai fazer falta ainda mais agr q china ta com marinha bem prox da dos eua

Renan
Renan
Reply to  leonardo
1 mês atrás

Olha a China não é boba ela tem 225 navio de 500 toneladas capazes de chegar até às praias da ilha, então acredito que por estratégia ela irá mandar estes navios para servir de boi de piranha e assim identifica onde cada item de defesa costeira está posicionado.

Não fará falta se perder estes navios pois o infográfico previsto para 2025 mostra o que vira atrás dos 225 navios da primeira onda

PLA-Navy-2025-2-1024x1101.jpg
Renan
Renan
Reply to  Renan
1 mês atrás

Mais isso

PLA-Navy-2025-4-1024x1118.jpg
Renan
Renan
Reply to  Renan
1 mês atrás

E isso

PLA-Navy-2025-3-1024x1137.jpg
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Renan
30 dias atrás

50 navios, mas eles vão invadir a ilha com destroier, fragata e corveta, tipo a tripulação chega perto de Taiwan e o capitão diz: pronto agora tudo mundo pega um fuzil e nada até a ilha?

WELLINGTON RODRIGO SOARES
Reply to  Carlos Campos
29 dias atrás

O povo acha que vão desembarcar de botes desses navios de 500 toneladas.
Para uma invasão doa fuzileiros terá que ser feito pelos navios de desembarque anfíbios e com as fragatas e destroyer com apoio antiaéreo e de fogo na costa.
O primeiro embate seria pelo ar, pois a China teria que dominar o espaço aéreo para destruir as armas antiaérea e depois os lançadores de mísseis Antinavio.
Vai ter muito J10 sendo abatido pelos F16 rsrr…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Estão forçando os chinas a fazer contas… quanto custa um missil X quanto custa um navio fora de combate…

400 Harpons… se fizerem 100 baixas na frota chinesa já começa a criar uma gritaria do outro lado..

Renan
Renan
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

O problema que antes de tudo acredito que a China inicie o combate com uma barreira pesada de mísseis, destruído energia, comunicação e água potável, depois busque através do j20 e mísseis de cruzeiro destruir todas as defesas anti aéreas, acredito que a China destruirá com mísseis 50% da capacidade da ilha. Com por aviões do lado oposto da ilha mantendo se afastado uns 600km. Só aguardando o momento de dar o bote. Então com um pesado ataque para tomada de cabeça de praia após garantir o domínio do espaço aéreo. Aí após pisar na areia e muitas baixas para… Read more »

leonardo
leonardo
Reply to  Renan
1 mês atrás

Todo mundo sabe que é impossivel até taiwan sabe , porem vão dar trabalho e china vai ter muitas perdas ai vai depender da china querer perde tantas coisas e conquistar a ilha ou não

Marcelo Danton
Marcelo Danton
1 mês atrás

A china ainda não entendeu que TODOS os seus vizinhos, somados, tem mais poderio de retaliação destrutivo que a china, em caso de pits deles, pagarão muito caro pela aventura…ou vcs acham mesmo que seus vizinhos vão ficar calados?! Até a Russia vai fazer vistas grossas. Basta só Japão para por a pique uns 30% da “famosa” frota chinesa. O restante nem dos portos sairão caso ataquem Taiwan. Isso sem contar os portas avioes do ocidente. China sabe que NÃO vai ter folego pra manter gastos militares com a derrocada de suas exportações nos próximos 10 anos… o Tiro que… Read more »

MMerlin
MMerlin
Reply to  Marcelo Danton
1 mês atrás

A única forma da China “recuperar” novamente Taiwan seria fazer com que esta solicitasse a reintegração, mediante estrangulação de sua economia por parte da primeira, mas mantendo a liberdade individual econômica de suas empresas e cidadãos, semelhante aos princípios que regem o texto da Lei Básica de Hong Kong.
Ocorre que a China já começou a revogar algumas das liberdades do Hong Kong, principalmente na área jurídica (a meu ver o principal pois garante dos direitos) onde o governo central agora detém o controle. Acho difícil outro país cair nesta história.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Pois é.O pessoal aqui costuma levar as bravatas chinesas de invasão a sério,mas a verdade é que hoje,qualquer tentativa de tomar a ilha por meio da força é simplesmente inviável do ponto de vista geopolítico e diplomático.Eles tomariam a ilha e em contrapartida jogariam todos os países da região ainda mais no colo dos EUA,e ainda provocariam uma carnificina que levaria quase todas as nações do globo retaliarem os chineses economicamente.

leonardo
leonardo
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Melhor comentário que vi até agr

Tiago
Tiago
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Sinceramente não sei se levaria o MUNDO todo a retaliar contra os Chineses, vai ter algum barulho, mas depois, o dinheiro fala mais alto.

Eu como brasileiro não quero ver o desemprego aumentar por conta de problemas na exportação devido a “alguma represaria” do governo brasileiro contra a invasão da ilha de Taiwan, sabe.. eles que se virem..

Temos que vender o nosso e trabalhar pelo nosso povo.
Ninguém saiu em nossa defesa quando falaram da Amazônia, lembre-se disso.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Marcelo Danton
1 mês atrás

Vc acha isso, a China não vai cede nenhuma polegar de território, vai fazer igual Crimeia, invadir e ngm reclamar mais nada, apena usa vão tentar sanção a China, só isso vai acontecer

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

Me perdoe e b om dia, mas você está usando o Google translate?Abraços

leonardo
leonardo
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

Se fosse só isso eles ja tinha invadido amigão

MMerlin
MMerlin
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

A Criméia nunca foi 100% autônoma, transitando entre facções, Ucrânia, do Império Russo e União Soviética. Metade de sua população quer que o país seja anexados novamente pela Rússia. A outra metade quer continuar sobre tutela da Ucrânia.

A situação nem de longe é similar a Taiwan, que é uma democracia independente com total autonomia, possui uma economia crescente, um nível educacional altíssimo e possui em sua integridade uma população satisfeita e determinada em defender um modelo de sucesso que deu certo a duras penas.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Marcelo Danton
1 mês atrás

Acho que tem já pelo menos uns 15 anos que vejo o pessoal dizendo que “a China irá quebrar”…. 15 anos não me parece pouco. No mais, eu estou quase certo de que boa parte dos vizinhos não interfeririam em um eventual ataque chinês.

Tamandaré
Tamandaré
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

A União Soviética, que claramente não tinha como se sustentar, demorou uns 70 anos…. mas caiu!! 🤷‍♂️

É sempre a mesma coisa: sufocam o próprio povo, escravizam mão de obra (acham que entendem de economia), cassam os direitos de opositores…. mas no fim das contas, estão num arranjo econômico e social insustentável!

Tudo aquilo que não é harmônico, demanda muita energia para se manter de pé mas, invariavelmente, entra em ruína. As vezes demora umas décadas… mas a correção nunca falha.

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
1 mês atrás

Se Taiwan pequena colo é já tera uma futura capacidade com 400 mísseis, imaginem o quanto nós não precisaríamos em quantitativos de sistemas ASTROS 2020 com o AVTM300 para cobrir toda a costa? Não se sabe ao certo a distância do Matador mas acredita-se que supera os 1000 km de alcance certo? Com radares OHT de fabricação nacional que tem se não me engano capacidade de rastreamento em 450km e uma certa “capacidade” de rastrear alvos aéreos TB, estaríamos muito bem protegidos. A somar com misseis ManSup nos sistemas ASTROS e radares antiaereos SABER M60 e SABER M200, o que… Read more »

Renan
Renan
Reply to  Rogério Loureiro Dhierio
1 mês atrás

Infelizmente no mundo moderno está tecnologia está muito defasada, acredito que nos falta tecnologia de ponta. Para nos garantir frente as ameças de hoje.

Vou citar um exemplo uma frança não precisa de muito para destruir toda infra estrutura nacional, e mandar para o fundo do mar nossa esquadra inteira.

Se for enfrenta Argentina, Uruguai, países deste porte ok, mas se for uma marinha como a do Chile já começa a complicar.

WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Tendo uma marinha de superfície fraca igual a nossa MB, não seria o caso de desenvolver uma versão do míssil Antinavio Mansup para ser lançado de terra ?
Logicamente que numa segunda versão do Mansup, porque esse de 70km já está muito defasado no quesito alcance.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Um dia chega lá, deixe de agonia… kkkkkk

WELLINGTON RODRIGO SOARES
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Eu não queria me interessar por questões militares kkkkk…Duro você gostar dessa questão e ver nossa marinha de superfície nessa situação 😐😐

Renan
Renan
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Duro é saber que temos um dos maiores orçamento militar do planeta e está nesta situação devido ao cabide de emprego, luxo e adendos salarial.

Mas conheça, pesquisa, para quem sabe influência outros a conhecer a pesquisa, assim em grão e grão vamos juntando milhares de pessoas informadas, pois ficará mais difícil de engana a todos

Oráculo
Oráculo
Reply to  WELLINGTON RODRIGO SOARES
1 mês atrás

Duro é ver o tanto de “almirantes de terra” que nós possuímos.
Isso sim indigna.

O custo de mante-los “navegando” em seus escritórios acaba sufocando o já pequeno fôlego financeiro da MB.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

O Harpoon Block II tem +- 120km de alcance. não é uma ameaça para os grandes combatentes de superfície chineses que podem se manter mais afastados, mas com certeza é capaz de impedir qualquer força de desembarque que invariavelmente teria que se aproximar.

Agora é fornecer uma capacidade A2/AD decente para poder proteger os lançadores.

Isso já iria escalar e muito a dificuldade que a china teria em chegar na costa de Taiwan

Matheus S
Matheus S
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Taiwan já vem produzindo o sistema de defesa Sky Bow II e III há algum tempo, muito difícil Taiwan não usar os sistemas para a proteção adequada dos lançadores Harpoon. Provavelmente, sem proteção os lançadores não ficarão.

filipe
filipe
1 mês atrás

Pelo menos já são 200 Navios abatidos , Taiwan é o calcanhar de Aquiles da China, assim como Cuba é dos EUA, se a China arma a Venezuela e Cuba, os EUA vão armar Taiwan, pena perderem Hong Kong.

leonardo
leonardo
Reply to  filipe
1 mês atrás

Um general dos eua deu uma entrevista hoje mesmo falando que ia impedir qualquer missil que fosse para venezuela, ou vc acha que os eua vai fica vendo china , irã e russia armar a venezuela e deixar ?

Glasquis7
Reply to  leonardo
1 mês atrás

E com qual pretexto iria fazer isso?

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  leonardo
1 mês atrás

“Aaacho” que a Venezuela “já recebeu” uma pilha de armamento para dissuação, e de longo alcance.

leonardo
leonardo
Reply to  Cinturão de Orion
1 mês atrás

Até parece que os eua vai deixar chegar missil de longe alcance pra venezuela kkkkk

sergio ribamar ferreira
Reply to  filipe
1 mês atrás

Concordo com sr. filipe. as grandes potências armando países de esferas de influência. Aqui no Brasil continuamos no antiquário e no atraso tecnológico pois Defesa não é questão necessária. A nossa Indústria de Defesa e de certa forma o parque industrial brasileiro foi desmantelado por gananciosos civis e militares. Atualmente aquela tentando sobreviver a ganância destes.

sj1
sj1
Reply to  filipe
1 mês atrás

400 mísseis , 200 navios abatidos… verdadeira teoria de sala com ar-condicionado e Sprite. Isso acontecendo precisaria do ataque da China ter 0% de sucesso com sua chuva de mísseis e outros presentes.

Ivo
Ivo
1 mês atrás

Estou achando dinheiro de menos pra equipamentos de mais….. Deve ter um subsídio monstro nessa possível aquisição.

leonardo
leonardo
Reply to  Ivo
1 mês atrás

Arma taiwan é um interesse dos Eua pra conter a China tmb não é só vendas (se é q me entende )

Matheus S
Matheus S
Reply to  Ivo
1 mês atrás

Com relação ao míssil Harpoon, eu sinceramente tenho minhas desconfianças com relação a essa compra. Taiwan já detém mísseis antinavios como o Hsiung Feng II(HF-II) em três versões de lançamentos, tanto terrestre, naval e aéreo e com alcance de 160 km. Há uma versão nova em desenvolvimento chamado “Block II” de alcance estendido aumentando o alcance para 250 km, onde o míssil foi testado com sucesso. A produção em massa irá ser concluída em 2023. Além desse míssil, Taiwan conta com um míssil de alcance operacional de 400 km conhecido como HF-III já em produção. Isso está parecendo um grande… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Matheus S
1 mês atrás

O que li Matheus é que o sistema americano tem maior mobilidade em terrenos “off road” por conta do veículo utilizado,

Matheus S
Matheus S
Reply to  Dalton
1 mês atrás

Isso de fato é um bom argumento. Os caminhões que são usados ​​atualmente para os lançadores HF móveis de estrada são muito pesados ​​e difíceis de dispersar. Plataformas menores, mais fáceis de dissimular e mais dispersíveis, aumentaria a sobrevivência dos sistemas nacionais de Taipei, isso seria mais do que adequado para adaptar o veículo utilizado do sistema Harpoon ao sistema HF nacional que é muito mais barato do que o sistema Harpoon e já está sendo produzido em massa. Eu diria que do ponto de vista de Taipei, teria muito mais peso o fator dos lançadores móveis do que essencialmente os… Read more »

Zorann
Zorann
1 mês atrás

E nós temos 16 Harpoons….

sergio ribamar ferreira
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Nós somos o futuro… de uma colônia de abastecimento de comódites. Um país que não quer ser Nação desenvolvida visto a ganância e traição imperar ainda. O atraso tecnológico imenso em virtude do enriquecimento ilícito com dinheiro do contribuinte. É de causar vergonha. Grande abraço.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  sergio ribamar ferreira
1 mês atrás

Onde assino?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Zorann
1 mês atrás

E não há um único oficial que proponha a aquisição e/ou desenvolvimento de um sistema de defesa costeira.

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Caro Allan. Não funciona assim “… que proponha …”. As FFAA não são Grêmio Estudantil nem Assembléia de Condomínio pra exercício infantil tipo “conversa de barzinho, ouvindo um violão”. Não é “vomitar qualquer coisa que vem na cabeça” e “Oba! Participei na decisão de como fazer a defesa do meu País”. Isso não é coisa pra criança. Não são estudos (muito sérios, aliás) nem decisões (mais sérias ainda, aliás) para militantes de plaquinha na mão. É pra gente formada e que trabalha toda uma Vida especificamente para isto – para a defesa de um País. Propostas desta natureza vc encontra… Read more »

Clóvis Henrique Arrué
Clóvis Henrique Arrué
Reply to  Cinturão de Orion
30 dias atrás

Ou seja, muito “lero-lero” e nada de trabalho sério…Enquanto isso, os ‘bonitos” fazem uma carreira toda sem retornar nada para o otário “pagador de impostos”…
Ah, mas eles tem toneladas de “estudos” pra mostrar…

Satyricon
Satyricon
Reply to  Zorann
1 mês atrás

É realmente impressionante…

Zézinho
Zézinho
1 mês atrás

O Estreito de Taiwan vai ficar bloqueado com tantos recifes artificiais!

Last edited 1 mês atrás by Zézinho
rodrigo
rodrigo
1 mês atrás

Trump garantindo sua reeleição…

OSEIAS
OSEIAS
1 mês atrás

Um dia a China vai entrar em Taiwan como vento e todo esse material militar de fabricação americana vai cair nas mão deles. Vão descobrir todos os segredos e fraquezas assim vão adaptar doutrina melhorando sua prontidão.
Se os americanos e europeus se importasse mesmo com Taiwan, começavam reconhecendo eles como país soberano, pois eles reconhecem a China ditadura, mas ainda não reconheceram uma democracia que é Taiwan.

Matheus S
Matheus S
Reply to  OSEIAS
1 mês atrás

Pois é. O pessoal tá achando que os americanos farão uma defesa obstinada à um território que eles nem mesmo reconhecem como um país independente e soberano.

Caio
Caio
Reply to  OSEIAS
1 mês atrás

Isto se dá por que europeus, americanos e japoneses investiram muito tanto na China continental, quanto em Taiwan, só que a China tinha muito mais mão de obra, e um mercado consumidor imenso e pra quem eu vender, não é bom aborrecer o freguês.

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  Caio
1 mês atrás

Olá Caio, esse é o motivo. Mas o interessante é que deixa muito claro que essa conversa de proteção ambiental, liberdade, democracia, e outros valores ocidentais, são conversa fiada, porque no final o que conta mesmo é o dinheiro. Então temos que parar de cair nessa conversinha de bom menino. Abraço

leonardo
leonardo
Reply to  OSEIAS
1 mês atrás

China gasta bastante dinheiro comprando dos eua se acha que eles vão reconhecer taiwan ? Ai china para de gastar com eles vcs acha que é os cara são besta ? É melhor pra eles reconhecer taiwan como parte da china e a china continua gastando com eles do que reconhecer taiwan e china cortar gasto com eua

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  leonardo
1 mês atrás

Mas é disso que estou falando, os americanos fazem discursinho pró democracia para os outros, o que importa é grana. Então vamos parar com esse politicamente correto e ir atrás dos nossos interesses. Pois na hora “H”, o que vai importar é a grana que vão ganhar destruindo quem seja.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Já dá para segurar evitar um desembarque na primeira onda de ataque!

Renan
Renan
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

O problema que na primeira onda é todo boi de piranha, a segunda vai ser pior e se tiver uma terceira já acabou qualquer defesa

Parabellum
Parabellum
1 mês atrás

Se a Argentina tivesse 10% disso em seus paiois, talvez o desfecho de 1982 tivesse sido outro.

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Parabellum
1 mês atrás

Provavelmente Margareth Thatcher teria autorizado o emprego de armamento nuclear.

Renan
Renan
Reply to  2Hard4U
1 mês atrás

Ela deu ordens se o porta aviões inglês fosse para o fundo do mar bombas nuclear no continente sem pensar, deu a ordem antes dos navios zarpar
Foi isso que fiquei sabendo

Glasquis7
Reply to  Renan
1 mês atrás

Seria um ultrajem a Inglaterra usar armamento nuclear contra Argentina. Não faz sentido. tudo isso é lenda.

Se a Argentina tivesse mais misseis, teria perdido a guerra mesmo assim. Mandaram conscritos a combater soldados profissionais. Perderam de Amadores.

sj1
sj1
Reply to  Glasquis7
1 mês atrás

Cada lenda de internet que acreditam, como se fosse assim fácil jogar uma nuke num país e não existissem outras potencias antagonicas no resto do mundo.

Kemen
Kemen
Reply to  Renan
30 dias atrás

Isso não é verdadeiro, foram veiculadas muitas noticias falsas.__ O inicio de uso de qualquer armamento nuclear precisaria ser confirmado pela Ministra instantes antes de seu emprego.__ Um segundo aspecto a ser considerado seria o uso de armamento nuclear nas ilhas Malvinas, onde residiam habitantes de cidadania inglesa, isso tornaria o território com alto índice radioativo por muitos anos..

Last edited 30 dias atrás by Kemen
Kemen
Kemen
Reply to  2Hard4U
30 dias atrás

Ainda bem que não aconteceu, com isso seria grande a possibilidade na ocasião de entrarmos diretamente no conflito que não era nosso, e outros paises também.__ Mesmo um ataque ao territorio continental argentino poderia envolver mais paises no conflito.

Last edited 30 dias atrás by Kemen
Caio
Caio
1 mês atrás

É assim que se compra! quando se realmente quer seu país protegido.

Mabeco
Mabeco
1 mês atrás

Quem já leu Sun Tzu sabe que a suprema vitória é dobrar o adversário sem desembainhar a espada. A China não vai atacar Taiwan. Muito menos irá destruí-la. Vai posicionar-se e esperar, pois são os mestres do tempo, da mesma forma que os EUA são os senhores do espaço, estrategicamente falando.

Ainda mais porque a China sabe que a janela do tempo está se fechando contra os norteamericanos. De modo acelerado.

Kira
Kira
Reply to  Mabeco
1 mês atrás

Olá. Concordo em partes. O oriental como um todo é paciente, mas a China se propôs a “dominar o mundo até 2045”, segundo mais variados sites de defesa. Dessa forma, a China está num dilema: como ser temida e respeitada mundialmente, se não consegue “reaver” seu território ocupado por opositores?
A China para alcançar seu objetivo de hegemonia mundial precisa resolver sua disputa com Taiwan,as se errar a mão e passar vergonha tudo estará perdido. Se não cumprir sua meta nesse prazo a vergonha também será grande.

Mabeco
Mabeco
Reply to  Kira
1 mês atrás

Confeso que não conheço esse plano de dominação por parte da China. Ainda mais que para dominar o mundo teria de combinar com os russos primeiro, como diria o Garrincha.

O que tenho visto são os esforços da China para reativar as rotas da seda, plano que teria pouca viabilidade em um cenário de instabilidade e sem cooperação. Na minha opinião.

Glasquis7
Reply to  Mabeco
1 mês atrás

É lindo no papel.

Mabeco
Mabeco
Reply to  Glasquis7
1 mês atrás

Você pode ter razão.
Mas, do ponto de vista chinês, seria mais vantajoso recuperar a ilha com sua integridade econômica e social, agregando-a ao PIB nacional, ou arrasar a ilha sob a força das armas, tendo que arcar com sua reconstrução? Veja o custo para reunificação da Alemanha.

Sob este aspecto, tomando-se como irreversível a recuperação da ilha, parece-me mais vantajoso para os EUA que ela seja completamente arrasada em uma guerra, fato que geraria desestabilidade econômica e alimentaria a oposição por décadas.

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Vocês nunca pararam pra pensar por quê os EUA nunca vendem o material top para Taiwan? Pq Taiwan não tem F-15, F-35 como Japão e Coreia do Sul? Pensem nisso e tirem suas proprias conclusoes.

Dalton
Dalton
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

Taiwan não tem recursos para tudo isso. A melhor coisa é investir o pouco que tem em sistemas relativamente baratos, seja adquirindo dos EUA ou fabricando localmente que possam em teoria desanimar o potencial adversário China quanto a uma agressão..
.
Taiwan nem mesmo adquiriu as 4 fragatas classe Oliver Perry que pretendia, limitando-se apenas à duas descomissionadas em 2015.

leonardo
leonardo
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

Compra f-35 é baratinho né cara ? Como vc me fala uma besteira dessa ?

Felipe Augusto Batista
Reply to  leonardo
30 dias atrás

A Grécia quebrada está comprando, se os EUA realmente quisessem podiam financiar a longo prazo pra caber no orçamento de Taiwan.

leonardo
leonardo
Reply to  Felipe Augusto Batista
29 dias atrás

Comprou 6 que era da produção para turquia porem a turquia testou os s-400 da russia ai eles venderam para grecia que faz parte da otan .. ai eles dão um jeito né

Kemen
Kemen
1 mês atrás

Ao que parece Taiwan esta se preparando para afundar toda a frota da China continental em caso de guerra._ O presidente norte americano esta conseguindo fazer a industria belica norte americana faturar alto, por essa e muitas outras vendas, reiniciando a guerra fria, isto provocou bons resultados $$$.

vlademir baltazar
vlademir baltazar
1 mês atrás

Será que Taiwan…vai saber usar tudo isso ou td que tem contra a china???. Eu vejo que os EUA vendem x quantidade de armamento…..mas será que na hora H vai dar certo?

Renan
Renan
1 mês atrás

Alguém sabe o prazo de validade destes mísseis?

Adoraria ver meu Brasil com uns 200 destes

Desc
Desc
1 mês atrás

Eles 400 …e nós???

Zorann
Zorann
Reply to  Desc
1 mês atrás

Nós temos 16

sj1
sj1
Reply to  Zorann
1 mês atrás

12, 4 são de treinamento, e são lançados de aeronaves de patrulha.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Zorann
27 dias atrás

Mais do que o suficiente até EUA nos protegerem.

XFF
XFF
1 mês atrás

Taiwan pode comprar 1000 mísseis antinavio Harpoon que não será suficiente para parar a China.

Em caso de guerra, que eu acho pouco provável de acontecer em curto prazo, a China destruiria todo centro comando de Taiwan antes de começar a ser aproximar com navios. Central de comando, energia serão todos eliminados em curto espaço de tempo.
A compra desses mísseis é apenas uma demonstração de força que não vai salvar o Taiwan.

Ghutoz
Ghutoz
Reply to  XFF
1 mês atrás

Pensei o mesmo, taiwan não vai ter tempo de colocar um único avião no ar, vai ter que esconder muito bem os lançadores desses mísseis ai se quiser disparar algum….

XFF
XFF
Reply to  Ghutoz
1 mês atrás

Taiwan é uma ilha, não tem como esconder armas da inteligência Chinesa. Eles monitoram isso 24h por dia.
Nenhum navio e caça da Chinesa não precisa entrar no território da Taiwan para realizar ataques. Dentro do território chinês, a China já liquida o Taiwan sem precisar aproximar demais.

Last edited 1 mês atrás by XFF
ghutoz
ghutoz
Reply to  XFF
1 mês atrás

exatamente, uma opção seria submarinos, mas isso a china daria cabo facilmente tb

MestreD'Avis
MestreD'Avis
1 mês atrás

Discussões neste site: Taiwan ou outro pais compra um qualquer missil anti-navio/anti aéreo/ caça F-16 “Que é isso para a China? China vai entrar com tudo e rebentar isso de longe. Taiwan não dura 1 dia. Tudo alvo para missil chinês. China poder perder 100 aviões mas vai arrasar. EUA não vai entrar para defender Taiwan” Irão/Siria/Qualquer pais compra meia duzia de caças ou misseis Chineses ou Russos “É isso, quero ver os EUA encarar. F-35 nem vai perto. Manda um Nimitz para o fundo. EUA só bate em cachorro morto. Novo Vietnam/Afeganistão/Batalha de Little Big Horn. Aliado da China/Russia,… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  MestreD'Avis
1 mês atrás

Pra essa galera dodói ai? a resposta é sim. eles nem sabem oque coerência quer dizer no dicionario.

Oráculo
Oráculo
Reply to  MestreD'Avis
1 mês atrás

Os vermelhinhos são malucos.
Não cobre coerência deles.Eles nem tem noção do que é isso.

guilardo
guilardo
Reply to  MestreD'Avis
1 mês atrás

Colega vc tem razão. O debate vai muito além do que os países têm hoje. A China caminha numa progressão jamais pensada pelo mundo ocidental. Ataca por duas vias, a econômica, que se ainda não passou, está em vias de sobrepujar a economia americana. A militar, que logo dominará em números reais todos os outros países. O crescimento é inexorável e não será parado por ninguém. No momento a China não quer guerra nenhuma, quer dominar economicamente o mundo como já vem fazendo. Observem os senhores, que os mandarins detém a maior parte da dívida dos Estados Unidos, que se… Read more »

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  guilardo
1 mês atrás

O poderio da China é inquestionável, mas eu tenho algumas reservas. A primeira é que dinheiro não é infinito, nem pra eles! Esse tamanho dessas forças armadas, tudo sendo construído ao mesmo tempo (enquanto eles aprendem como fazer), tem vida útil, tem manutenção, uma hora vai tudo ter que passar por algum tipo de parada. Eles vão construir outros equipamentos e jogar o que já tem fora? Quanto custa? E essa questão de dívida, eles detêm quase toda a dívida mundial e se eles resolverem cobrar, os devedores estão ferrados. Se eu tenho uma divida enorme para receber com alguém,… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Nilo Rodarte
1 mês atrás

Acredito que se há “culpa” não deve ser totalmente atribuída ao “mundo ocidental”.
.
A relação com a URSS foi de modo geral positiva e na década de 1970 houve um afastamento entre as duas nações comunistas e uma reaproximação da China com os EUA e isso foi benéfico aos EUA, afinal pensava-se e não poderia ter sido diferente que o “inimigo do meu inimigo é meu amigo”.
.
E já na década de 1980 a relação entre chineses e soviéticos começou a melhorar estendendo-se á Rússia.

leonardo
leonardo
Reply to  MestreD'Avis
29 dias atrás

India , japao , coreia do sul e australia fica ali do lado não sei se você sabe e todos em torno da china tem briga com ela por causa do mar do sul da china , a Russia tem uma fronteira meio que disputada com china ela sabe que qualquer hora pode virar pra ela, ela não vai ajudar tanto assim não no maximo fornecer equipamentos e coisas do tipo

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  MestreD'Avis
27 dias atrás

Agente vermelhos infiltrados

Kemen
Kemen
1 mês atrás

A tempos Taiwan prepara a sua defesa.__ O harpoon tem grande precisão e comprovada efetividade, mas é subsônico e na atualidade e anos vindouros isso poderia vir a ser um problema, facilitando sua interceptação.__ Versões para plataformas terrestres__ RGM / UGM-84D (Bloco 1C): 140 km__ RGM-84F (Bloco 1D): 278 km__ RGM / AGM-84L (Bloco 2): 124 km__ Um missil embarcado (mar-mar), o Hsiung Feng-3 (HF-3) de Taiwan é um míssil supersônico que chega aos 400 km. Tem propulsores de combustível sólido e líquido, ogiva perfurante e alto G.__O missil de cruzeiro Hsiung Feng 2E (terra-terra) esta tendo seu alcance de… Read more »

Teropode
1 mês atrás

Sem armas nucleares isto ai é cosmético .

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Ah,como eu ficaria feliz caso viesse ao poder naval e lesse a modesta notícia de :

” Ministério da defesa adquire quarenta mísseis antinavio para a Marinha do Brasil”…

Bispo
Bispo
30 dias atrás

E se …. a China lançar contra as defesas costeiras… enxames de drones(saturação) kamikazes guiados por satélites …

Será que os..drones…já não mudaram em definitivo a forma de se fazer guerra….

Hellen
Hellen
30 dias atrás

Esses missil contra o chineses nao dura 1 hora de guerra !!!!!
O ataque de saturacao chines vai ser avassalador !!!!!!

Anderson
Anderson
30 dias atrás

A Argentina já fez um estrago danada em 82 com alguns poucos misseis, imagine o estrago que 400 pode fazer.

nonato
nonato
29 dias atrás

Como os alvos serão iluminados?
Radar em terra têm curto alcance.

Azor Barros
Azor Barros
29 dias atrás

Fico imaginado a reação dos USA caso a China resolvesse vender equipamentos similares para Cuba !!

Gabryel
Gabryel
29 dias atrás

Eu acho que vai ter uma 3°guerra mundial, hein?!

Azor Barros
Azor Barros
27 dias atrás

Fico imaginado como reagiria os USA caso a China fornecesse equipamentos similares e este para Cuba !