sábado, fevereiro 27, 2021

Saab Naval

Comandante da Marinha visita o AMRJ

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, visitou, hoje (15), o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), acompanhado do Diretor-Geral de Material da Marinha, do Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, do Chefe do Gabinete do Comandante da Marinha e do Diretor do AMRJ.

No encontro, a comitiva visitou o local onde são construídas as Lanchas “Excalibur”. O Comandante da Marinha e demais autoridades visitaram também os Submarinos “Tamoio”, “Timbira” e Tikuna, que estão em período de manutenção. Na ocasião, a comitiva acompanhou as obras de construção dos Navios-Patrulha (NPa) “Maracanã” e “Mangaratiba”.

O grupo de recebimento do NPa “Maracanã” se apresenta em janeiro de 2021.

Autoridades visitam os Submarinos “Tamoio”, “Timbira” e Tikuna

Comitiva visita as obras de construção do Navio-Patrulha “Maracanã”

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

92 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
92 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel

Me parece que, mesmo sendo em um ritmo de trabalho longe do ideal, as construções dos navios de patrulha e manutenções dos submarinos deve ser sempre sempre saudadas.

Agora é torcer que o ritmo de liberação de recursos, para as atividades, seja pelo menos mantido, para serem finalizadas no menor prazo possível.

ERNANI BORGES

Excelente saber que o AMRJ está funcionando. Outrora lá foi construída pelo menos uma fragata classe Niterói (que demorou séculos). Pode perfeitamente ser usado para a construção de navios de menor complexidade, como os Navios Patrulha.

Camargoer

Ola Ernani. Foram construídas duas fragatas Niteriói lá. E foram construidas rapidamente. Quem demorou foi a corveta Barroso que também foi fabricada lá e o submarino Tikuna.

Esteves

União e Independência.

As datas de construção e comissionamento estão no wiki.

ERNANI BORGES

Ok. Boa memória a sua. Melhor que a minha…
E olha que eu passava sempre por lá.

Paulo HPS

Caro Camargoer… Nao esqueçamos do NAe Brasil…

Paulo HPS

*NE Brasil

Camargoer

Olá Paulo. Bem lembrado.

Israel Valim

Sem falar no NE BRASIL!!!!

Vovozao

16/12/2020 – quarta-feira, bdia, Gabriel, visitar não quer dizer que estejam efetuando os tão almejados PMG. A visita pode ser no intuito de saber qual dos três deverá ser priorizado apos a conclusão do 4 (quarto) Scopene em Itaguaí, até la ficaram docados no AMRJ.

D.Hélder

“…que estão em período de manutenção..”, é só ler e interpretar…

marcus

Tomar vinhos franceses ou chilenos e tira gosto de camarão ou lagosta. Esse foi o intuito da visita.

2Hard4U

Compra camarão e vinho e seja feliz também.

Marcelo

Se fosse o STF seriam 3,6 mil garrafas por 828 milhões e ninguém vinha dar um pio em qualquer forum

Marcelo Andrade

Cuidado, não se pode denegrir a imagem do Egrégio Tribunal!!!

Foxtrot

Os Tupis estão em período de manutenção?
Então não serão mais vendidos?
Se for será uma excelente notícia, pois eles ainda oferecem um grande pode de dissuasão.
Acho que a MB deveria fazer um esforço descomunal para modernizar os Tupis (todos os 4) e transferir para uma base no nordeste.
Depois do grande feito de “afundar,” o porta aviões espanhol em operação conjunta e fugir burlando todo o aparato da Pra, só vem demonstrar que esse equipamento ainda tem grande valia e a excelência do treinamento e tripulação.

Paulo

Três submarinos em manutenção! Complicado. Continuemos o debate, a MB tem que cortar pelo menos 30% do efetivo otimizando os recursos. Hoje ela é praticamente uma marinha de terra firme. Hoje talvez nem 20% trabalham embarcados.

Camargoer

Paulo. A MB priorizou a construção dos quatro Riachuelos. Foi uma decisão correta. Agora é o momento de retomar o PMG dos Tupi remanescentes. Hoje defendo que os cinco sejam colocados em serviço, montando uma frota de 9 submarinos com propulsão convencional.

Paulo

Sim, compreendo a importância em otimizar os recursos. Agora crise não tem dia e hora marcada. Digamos que hoje surgisse um problema como a “Guerra das Lagostas”. Quantos submarinos operacionais teríamos disponíveis agora?

Esteves

Prontos para a guerra?

Ney Mar

Esteves

Seria uma quebra de paradigmas. Uma ultra novidade. Um pulo do gato marinheiro.

9 submarinos. Da-lhes pólvora.

marcus

Pólvora??? Os EUA tem muito mais Pólvora que o Brasil.
Só rindo mesmo.

Nilo

“..a Marinha do Brasil não tem tripulantes para todos os submarinos..”
“..15 a vida útil..”
Vende logo, o quanto antes, o Classe Tupi (TODOS).
Basta a demora da decisão do A-12, a venda da sucata não paga a conta de Estacionamento.

MMerlin

Concordo. Com um PMG descente e algumas atualizações é possível estender em 15 a vida útil das embarcações.

Marujo

Acho uma irresponsablidade desinorporar os Tupis num momento que as forças de superfície estao fragilizadas e Itaguai precisa de novas obras para continuar operando. Uma força de submarinos expressiva não substui as escoltas mas ajuda a MB fortalecer seu papel dissuassorio.

Camargoer

Olá Marujo. Anos atrás, defendi que a MB vendesse um ou dois Tupis para a marinha argentina. Teria sido uma solução boa para os dois países. Contudo, com a obsolescência da frota de superfícia acelerada e com a perspectiva das novas FCT entrarem em operação até 2028, passei a defender a conclusão do PMG dos Tupi como forma de compensar a perda de poder naval de superfície da MB pelo reforço da força de submarinos. Ao invés de gastar US$ 100 ou US 200 milhões para comprar fragatas de segunda mão, é mais adequado colocar os Tupi em operação.

rommelqe

Caro professor: em tese sim, mas considerando a obsolescencia dos Tupis quando comparados aos Riachuelos, acho que realmente é melhor ficar com o Tikuna e vender dois dos Tupis para o Peru. Os dois Tupis restantes, que já fizeram o PMG e necessitam de manutenções não tão intensas assim, estariam sendo operados da melhor forma possível, sem que sejam realizados investimentos de alta monta; até já pensei que estes dois poderiam ser Tikunizados, pois sabe-se que o seu grande problema são os motores diesel….então a idéia era utilizar esses motores para recuperar os dos outros dois, mas concluimos que isso… Read more »

Camargoer

Olá Rommelq. Caso alguém queria comprar os Tupis, eu concordaria com a venda. O problema é se haverá de fato a venda. Creio que com a pandemia, a venda destes submarinos foi inviabilizada. Países sem capacidade de comprar um submarino novo estão com problemas para cobrir os gastos com a pandemia. Países que tem capacidade de comprar submarinos novos ou construir seus próprios submarinos não terão interesse nos Tupis usados…

Xerem

Camargoer o que significa PMG?

Yluss

Permita-me: Período de manutenção geral.

Allan Lemos

Três submarinos em manutenção! Complicado.

Isso porque o planejamento das forças armadas brasileiras é quase inexistente. Estou sempre falando isso aqui e estou sempre sendo criticado. Acham que a culpa de todos os males que afligem a defesa do Brasil é dos políticos, mas cuidar para que as forças mantenham um nível mínimo de prontidão a qualquer tempo é responsabilidade dos oficiais, não do poder civil.

Satyricon

Caro Allan, isso pq o SubNuc ainda não entrou na dança. Quando entrar, essa questão de manutenção vai ficar feia para o restante da frota.
Escrevam.

J L

Bem, esse foi o resultado de vários anos seguidos de contingenciamento, acumulo na manutenção e atraso na reposição dos meios que foram dando baixa. Agora estamos com quase toda a armada envelhecida e os equipamentos que ainda estão com meia vida, passaram da hora de fazer seus PMGS.
Concordo que a medida que foram dando baixa, deveriam estar adequando também o contingente de acordo com o que se tem para operar. Estamos com o setor de pessoal muito além do necessário o que gera custo agora no presente e no futuro quando todo esse pessoal der baixa.

Allan Lemos

Há quanto tempo estes dois navios-patrulha estão em construção?

Willber Rodrigues

“No encontro, a comitiva visitou o local onde são construídas as Lanchas “Excalibur”.”

Alguem tem mais detalhe sobre essas lanchas?

marcus

Como a lendária espada, as lanchas ficarão fincadas no AMRJ por muito tempo.

Roberto

Como são bonitos esses patrulhas classe macaé…. deveriamos ter mais

Marcelo R

O BRASIL precisa acordar….o Brasil é o único PAÍS que tem 70% de seu solo agricultavel, temos muita água nos rios e no subterrâneo….o aquífero Guarani o maior do mundo está aqui…o BRASIL é o único país do mundo que pode ter a possibilidade de 3 safras por ano…. nossas jazidas de minérios são as maiores do mundo…E as mais importantes para extração comercial…. O BRASIL É a potência mundial….mas o povo BRASILEIRO foi educado para ser um cachorro de rua…. Mas a China, a França, os EUA, Rússia , Alemanha , sabem disso… quem dominar o Brasil….domina o mundo…..… Read more »

Thiago

somos importantes sim e poderíamos ser muito mais , porém afirmar que quem dominar o Brasil domina o mundo me parece um” pouco ” de ufanismo amigo, não somos a último biscoito do pacote, já ouviu falar de ” terras raras “? O Brasil e seu território é indubitavelmente abençoado mas existem vários outros territórios ao redor do globo que foram abençoados, além do fato que recursos naturais são sim importantes porem mais importante é conhecimento para transformar essa matéria. Que seja de exemplo o nosso ciclo da borracha ( entre tantos outros ciclos) , quando o sudeste asiático com… Read more »

Bruno

Uma dúvida: enquanto esses submarinos passam por manutenção, o que a tripulação faz? Opera e treina em outros submarinos, treina dentro do submarino passando por manutenção, treina em simuladores, não faz nada o dia inteiro, ajuda na manutenção…?
A propósito, o Tupi está operacional e o resto em manutenção, mas quais deles estão terminando o PMG e quais estão entrando nele? E a revitalização do AMRJ, como caminha?

Bruno

Muito obrigado Galante.

Ferreras

Ou seja, na pratica possuímos menos de 4 submarinos disponíveis independente da manutenção dos mesmos. Assustador.

sj1

Mas tem dentistas para todos…!

Flanker

Sério, Galante?? A MB tem 5 submarinos (os Riachuelo ainda não contam, pois nenhum está operacional ainda) e, com +/- 80 mil homens, não tem tripulações para todos esses 5 submarinos?!?! Então, se por acaso todos os 5 estivessem disponíveis, não poderiam operar por não ter tripulantes, mesmo com 80 mil integrantes na Força?!?!……..Larguei…..desisto…..

Caique

Como uma força com 80 mil homens não tem tripulação treinada para todos os submarinos?

marcos r

pensei exatamente a mesma coisa…

Marcelo Andrade

Caique, a Marinha tem Fuzileiros, aviadores, mecanicos, engenheiros, intendentes, advogados, contadores, médicos, dentistas, marinheiros,etc. Temos o litoral, a Amazônia, o Pantanal, 35.000 km de vias navegáveis, Nem todo mundo é pessoal embarcado pois o apoio é necessário.Também concordo que poderiam iniciar um plano para diminuir o quadro, mas não desse jeito que querem. Comparar o Brasil com a Inglaterra, que cabe e ainda sobra, dentro de MG, é de uma ignorãncia tacanha!

Caique

Caro Marcelo, a questão não é nem o efetivo, e sim o fato da MB não ter 180(36×5) homens treinados para embarca nos 5 submarinos IKL, isso mostra que independente de manutenção não teríamos todos os submarinos ativos, se é assim com eles, vai ser assim com os S-BR, vamos ter 4 novos submarinos sem tripulação treinada para todos.

gari

Contador e advogado precisam ser militares? tem que ser parte da marinha? tem os jardineiros tb, enólogos da marinha…

Marcelo Andrade

Não por isso ficam 8 anos e vçao para a reserva não remunerada

Thiago

Espera aí Marcelo , a nossa Marinha de GUERRA tem um efetivo que da quase 3 Marinhas européias juntas : Royal Navy, Marine Nationale e Marina Militare . Todas as tres com efetivos de pouco superior 30. 000 . E olha que a ZEE da FRANÇA é a maior do mundo, 3 vezes a do Brasil e espalhada ao redor do globo. A ZEE do Reino Unido também é maior que a nossa. E cá entre nós elas são marinhas de GUERRA de verdade envolvidas em contextos bem mais quentes que o nosso.

Last edited 2 meses atrás by Thiago
Marcelo Andrade

Eles têm Guarda Costeira para cuidar da ZEE

rommelqe

Vamos botar trocentos marinheiros de tripulação em um Tupi mais um Tikuna (são os dois em operação neste momento….)?

Marujo

Se em 80 mil pessoas, a MB não consegue arrumar 200 para tripular os IKLs, então ela está muito mal mesmo. Pode fechar.

Kemen

Lembrando a tentativa de reequipar as FA´s! Brasil e França assinarão na próxima semana um grande acordo global na área de defesa, numa parceria que envolve aquisição de quatro submarinos convencionais e um de propulsão nuclear e tecnologia a ser empregada no programa “Soldado do Futuro”, que atuará em ações na selva e com capacidade de visão noturna. Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e o francês Nicolas Sarkozy assinarão os termos da parceria no próximo dia 23, no Rio.Na agenda de cooperação dos dois países estão negócios que envolvem a construção no Brasil, nos próximos dez anos, de… Read more »

Ricardo Rosa Firmino

” 10 anos ” pra construir um patrulha de 500ton imagina uma corveta..uma fragata…
Compra tudo de prateleira mesmo…fica até mais barato..

Camargoer

Ricardo. O problema das Macaé foi a falência do estaleiro privado que ganhou a concorrência. As duas primeiras foram construídas em um estaleiro privado que fez tudo certinho do prazo. Foram compradas “de prateleira” também. É importante não misturar as coisas.

Ricardo Rosa Firmino

Olá Camargoer..sim foi a falência do Ilha..não estou misturando as coisas não..há Países aí que constroem fragatas de 4,5,6 mil ton em dois anos..aqui um patrulha de 500ton com falência ou sem falência, demora isso. Quando falo comprar de prateleira é construir no País que ganhou a concorrência e entregar aqui…prontinho e cheirando a novo..
Nesse sentido que falo…na verdade estou desanimado mesmo..tem entrevistas de Ministro da Marinha, sim eram ministros, de 30 anos atrás cheio de planos e mais planos de substituir isso..substituir aquilo e estamos do mesmo jeito..acho que é isso mesmo..Desânimo. Abs

Camargoer

Caro Ricardo. Temos acompanhado que todos os países que possuem algum grau de industrialização ou possuem algum estaleiro estão optando pela construção doméstica. Em uma outra noticia sobre o Chile, encontramos que eles avaliaram a capacidade de seu país de construir fragatas em um estaleiro chileno e a conclusão foi que o preço de fazer no país é um pouco superior ao de se comprar pronto no exterior, mas os benefícios diretos e indiretos compensam por uma grande margem. Isso significa encomendas de peças e equipamento na indústria local, geração de emprego diretos e indiretos que por sua vez impactam… Read more »

rommelqe
rommelqe

É, sem um dedinho da mão não se consegue fazer nada….

Jagdverband#44

Será que rolou uma champanhota nessa visita? \Quem sabe um regabofe ou um 12 anos…
É bom ser oficial da MB !!!!

Funcionario da Comlurb

Não sei. O que sei é que por conta de comentários ridículos como esse que vc escreveu, muita gente boa , profissionais como por exemplo o almte. Monteiro, o Fernando XO, entre outros, deixaram de comentar aqui no blog.

Jagdverband#44

Fica tranquilo 01. Tem muita gente boa na MB da Guanabara. Esse comentário é muito ridículo mesmo, mas é essa sua essência. Chamar a atenção para a pobreza que temos que lidar no gerenciamento do ramo mais importante das nossas FAAs.

Marcelo Andrade

Sim, oblog tinha uma qualidade de comentários excelente. A gente aprendia muito…..

Jagdverband#44

01, dá uma olhada na FAB. A mesma passou por uma reestruturação profunda nos últimos anos. O resultado está ai.
Aos poucos, meios modernos e projetos sensatos.

sj1

Lagosta e camarão-pistola

Marcelo Andrade

Faz concurso para a EN, quem sabe você passa….

sj1

Faça vc a sua parte lá nas reuniões e denuncie o descaso com os meios.

Marcelo Andrade

Não é no EMA que temos que pressionar, é no Congresso

sj1

É lá também, o alto comando tem que fazer chegar ao poder político e ao povo o perigo do descaso, além de fazer a sua parte na administração.

Jagdverband#44

Não tenho mais idade para isso amigo. E, depois, não seria profissionalmente feliz trabalhando na MB da Guanabara, do jeito que ela é.
Aliás, meus colegas da Praça Mauá sempre confessavam que: “ah!, o Brasil nunca vai entrar em guerra mesmo”, tá mais que bom para mim.
Palavras de um colega teu da MB.

Rinaldo Nery

Acho que esse tipo de comentário já encheu o saco. Junto com o da pensão das filhas, tamanho das Forças, comparação com países com população e tamanho INFINITAMENTE menores etc.

Bardini

Isso aí é um retraro do que será futuro.
.
Os Tupis estão encostados, pq hoje os SBR são prioridade e não se tem dinheiro.
.
Os SBR daqui ums anos também vão encostar, podendo enfrentar os mesmos problemas. Pq?
.
O SNBR vai ser a “prioridade” da vez e vai sugar todos os recursos…
.
Se o SNBR vingar, também vai ter de parar para manutenção e, nunca mais poderá voltar, pois o estado dos SBR vai ser uma prioridade… a construção de outros submarinos vai ser prioridade e etc.
.
É um ciclo sem fim de decisões porcas.

Jagdverband#44

Cuidado Bardini. Não podemos criticar os tomadores de decisão na MB da Guanabara. Pessoal fica chateado.

mk48

O que vc escreveu mais acima não foi crítica, foi molecagem. Se não tem idade para fazer um concurso então já passou dos 40, e deveria já saber a diferença entre crítica e molecagem.

Marcelo R

Muito bem lembrado….Caique…
Com 80.000 pessoas…nao tem gente suficiente pra guarnecer todos os submarinos.???? Seria muito estranho isso???..entao para que toda essa gente???
A Royal NAVY, que é uma MARINHA que FUNCIONA…. Tem 35.000 pessoas….fica aí a pergunta… Com tanta gente fazendo sabe se o que???? Pois nem uma esquadra mais temos além de um monte de navios velhos demais para navegar…

sj1

Capitanias, fiscalização de bêbados em rios, HGs, FNs etc.. Mas ninguém quer por o dedo na ferida, então deixa assim.

Last edited 2 meses atrás by sj1
Marcelo Andrade

Você devia pesquisar mais ao inves de ficar vendo TikTok, comece pela Amazônia e veja o trabalho que é realizado por lá, se é que você saiba o que é Amazônia?

Luiz Floriano Alves

Temos que ser críticoss e analisar os meios disponíveis e o pessoaç do quadro comparando com os objetivos estratégicos de longo prazo. IND necessitamos dps FN. Bela banda de música. Tocam o Cisne Branco e a Aquarela do Brasil, como ninguém. Mas, o custo para o setor operativo- fim, se torna muito pesado. Temos que fqzer uma reengenharia das FFAA. Não estamos no Império, com sedições a todo o instante e castelhanos belicosos a nos ameaçar. Ainda temos cavalaria Hipomóvel. Centenas de veterinários. Toneladas de ração e remédios. Para desfile dos Dragões? Não temos dinheiro para jogar pela janela. Precisamos… Read more »

sergio ribamar ferreira

Concordo com o Sr. Luiz Floriano Alves. Reorganizar e racionalizar o que se deseja. Vender, extinguir tudo que seja oneroso e obsoleto. agora faz necessário ter e aperfeiçoar os combatentes pois de que adianta termos militares que não sabem manejar qualquer equipamento moderno. daí racionalizar pessoal tendo cursos de aperfeiçoamento. Mas isso não cabe a nós e sim, aos Oficiais superiores da MB e demais Forças. Mentalidade de quarenta anos à época das fragatas Niterói. Poucos são os que possuem visão de modernidade. O Tempo como sempre, “senhor de todos os remédios”.

Marcelo Andrade

O reino Unido cabe dentro de MG e ainda sobra pão de queijo, comparação exdrúxula!!!

sj1

Isso, continue defendendo tudo isso, daí quando o inimigo estiver pisando em nossas praias mostra a camisa 10 do ronaldinho.

Last edited 2 meses atrás by sj1
Marcelo Andrade

Não amigo, vou me apresentar na Base Aérea do Galeão, será que você vai?

sj1

Se eu ainda puder combater, não vou me abster de me apresentar ao meu BI originário do SM.

Thiago

Olha como cabe , uma ZEE que é quase o dobro da tupiniquim e ainda mais espalhada mundo a fora, sem mencionar as responsabilidades de tarefas que tem que cumprir e participação em conflitos reais. Uma Marinha de GUERRA de verdade.
” The United Kingdom’s exclusive economic zone is the fifth largest in the world at 6,805,586 km2 “

640px-british-overseas-territories.png
rommelqe

Há no Brasil uma infinidade de estaleiros. É só contratar os que trabalham honestamente. Por que contrataram um estaleiro que ia à falência? Não há inspeção? Diligenciamento?
https://www.portalnaval.com.br/estaleiros/estaleiros-brasil/

Camargoer

Caro Rommelqe. Uma licitação demanda primeiro a abertura dos envelopes com as propostas, seguido de um prazo de recursos. Depois é feita uma solicitação de toda a documentação trabalhista, financeira e técnica. O contrato é assinado depois desta análise. Se o primeiro colocar apresentar problemas, é chamado o segundo colocado e assim sucessivamente. Como o contrato foi assinado, significa que toda a documentação estava correta (geralemente uma empresa pre-falimentar esconde os dados reais, falsifica documentaçao, etc….). Quando há a intervenção judicial, todo o patrimônio da empresa e dos proprietários é congelado para cobrir as dívidas trabalhistas. A justiça demoruou bastante… Read more »

Cicero Pazey

Enquanto a maioria dos brasileiros estão com aumento de salário de apenas 1 mil reais e muitos passando fome o presente quer investir em armamentos de guerra, pra gente investir em armamentos sofisticados de guerra primeiro tem que fazer a economia crescer e depois da economia forte é que se tira o dinheiro para fortalecer a defesa nacional ao invés de ficar sufocando os cidadãos com cargas tributárias exorbitantes

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Relembre a entrevista com um comandante de submarino da Marinha do Brasil

Há cerca de 20 anos o Poder Naval Online entrevistou, por meio do colaborador Bruno Fagundes, um comandante de...
- Advertisement -
- Advertisement -