segunda-feira, janeiro 24, 2022

Saab Naval

Coreia do Sul desiste do segundo lote de AW159 devido à pressão dos EUA

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

AW159 Wildcat da ROK Navy com a fragata Gwangju da classe “Incheon”

O Financial Times noticiou que a Coreia do Sul decidiu não comprar um segundo lote de helicópteros navais AW159 devido à pressão dos Estados Unidos, embora o AW159 tenha superado o MH-60R Seahawk durantes os testes em 2012.

Outras fontes já haviam relatado que a pressão política do governo do presidente Donald Trump forçou os militares coreanos a comprar 12 helicópteros MH-60R da gigante americana Lockheed Martin, em vez de 12 Wildcats AW159 adicionais da Leonardo Helicopters.

O contrato para a compra de 12 MH-60R vai custar US$ 878 milhões, enquanto os 12 AW159 custariam US$ 580 milhões.

A perda do grande negócio, de quase meio bilhão de libras, foi descrita como “um duro golpe para a fábrica de Yeovil”.

O AW159 na Coreia do Sul

Em 15 de janeiro de 2013, a Administração do Programa de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul anunciou a seleção do AW159 para cumprir uma exigência da Marinha da República da Coreia para um helicóptero marítimo, vencendo o MH-60R Seahawk. O lote de oito aeronaves foi escolhido para realizar missões de busca e resgate, guerra antissubmarino e vigilância.

Em janeiro de 2014, a DAPA anunciou que equiparia seus helicópteros Wildcat com mísseis Spike NLOS para fornecer uma capacidade de ataque stand-off para engajar alvos como artilharia terrestre e pequenas embarcações.

Em abril de 2015, o governo sul-coreano estava considerando encomendar mais 12 Wildcats para fortalecer ainda mais as capacidades antissubmarino da Marinha; opções alternativas incluíam o MH-60 Seahawk e o helicóptero KAI KUH-1 Surion de produção nacional.

Em 13 de junho de 2016, a Marinha da República da Coreia recebeu quatro Wildcats, após alguns atrasos iniciais não especificados. Os helicópteros operam a partir das fragatas de mísseis guiados e defesa costeira classe Incheon. Os quatro restantes foram entregues no final de novembro de 2016. Os Wildcats da ROK Navy são equipados com um radar Seaspray 7400E que oferece cobertura de 360 ​​graus.

Os primeiros quatro AW159s estavam operacionais em fevereiro de 2017. Seu radar AESA e sensor térmico eletroóptico são capazes de detectar contatos de superfície a 360 km (190 milhas náuticas).

Para funções antissubmarino, o helicóptero pode operar por mais de três horas quando equipado com o sonar de imersão Thales FLASH, duas horas com o sonar e um torpedo Blue Shark e uma hora ou mais com o sonar e dois torpedos; também pode lançar sonoboias.

AW159 Wildcat da ROK Navy com o sonar de mergulho Thales FLASH estendido

MH-60R

- Advertisement -

59 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
59 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nelson Lima

E assim eles vão obrigando aliados a comprarem o trambolho do F35 !

fabio

Que trambolho esse caça furtivo de alta tecnologia que a maioria dos países querem né, acho que não presta, reino unido usa nos porta aviões né, israel usa na sua força aérea, mas acho que não presta né

André Macedo

Grande coisa, o F-104 “Windowmaker” (atenção ao nome) teve 2500 unidades produzidas e foi vendido pra 15 países, não que isso torne o F-35 um caça ruim, já que outros fatores o fazem.

Leandro Costa

F-104 ‘fazedor de janelas…’ enfim… ‘n’ à mais ou não…

F-104 ganhou sua má fama na Luftwaffe, embora a taxa de atrito fora dela ainda era considerada muito alta. Mesmo assim, ao se analisar certinho como a Luftwaffe utilizava o F-104, percebia-se que não era totalmente culpa do projeto da aeronave.

André Macedo

Hahahaha o pior que eu percebi só agora

Leandro Costa

😛

Nesses casos de errinhos a gente bota a culpa no corretor do celular, até porque os safados provavelmente acrescentariam aquele ‘n’ ehehehehe

carvalho2008

Mas que era lindão era….starfighter…caça estelar…

Leandro Costa

Carvalho, vi fotos e VHS’s desse avião a desde pequeno. Décadas se passaram até o MUSAL receber aquele 104S da AMI e fui lá ver. Quase chorei hehehe. O bicho é muito bonito mesmo. Fiquei espantado de como ele é pequeno.

Flanker

Widow é viúva….isso que vc quis dizer. Window é janela.

Flamenguista

Amigo, onde eu assino???? O caça tem 800 problemas mas é “sucesso” de vendas!!!!
SRN

Matheus

Nisso que dá ser completamente subserviente.
Só espero que o nosso proximo presidente não seja uma bananão tambem.

Moacir Gadel

Não sendo ladrão…

Fernando Veiria

Um presidente que não seja ladrão seria algo inédito na República Brasileira.

Alison

Muito inocente um cara destes… Achar que tem politico não corrupto no Brasil…

Bruno

Kkkkkkkkk… assino embaixo!

Alexandre Cardoso

Não conte com isso.

Leonardo M.

Caso da Coreia do Sul é diferente

China + Coreia do Norte são verdadeiras ameaças a soberania sul coreana.

Na guerra civil coreana os chineses ajudaram o norte com mais de 1 milhão de homens.

Fora que a pressão americana é digamos “justa”
Afinal eles ainda mantem 20 mil homens lá na Coreia

Alfredo Araujo

“Fora que a pressão americana é digamos “justa”
Afinal eles ainda mantem 20 mil homens lá na Coreia”
.
Pois é. Não basta uma mão… as pessoas querem tmb o C*** raspado e perfumado.
Querem se livrar da opressão americana ? Manda de volta para casa, os bilhões de dólares americanos em equipagens e tropas… Rapidinho a opressão cessa.

Last edited 11 meses atrás by Alfredo Araujo
Rudi PY3TO

Bonita e imponente essa  fragata Gwangju! sera que eles não tem nenhuma sobrando para doação para uma Marinha Sul Americana!

Andromeda1016

Essa ainda não, pois está nova ainda.

Satyricon

Dessas não.
Mas as KDX-I, classe Gwanggaeto the Great, de 3900t de deslocamento estão todas (3) com mais de 20 anos, e cairiam como uma luva na MB.
Sonhar ainda é “grátis”.

Hellen

Ainda bem que uma vez ou outra se conta a verdade sobre a decisao sobre a aquisição de material militar !!!!
Aquelas balelas que emite requisito para adquirir um equipamento e tudo historia,que decide mesmo sao os falcoes de Washington !!!!! Nao alivia nem para os ingleses !!!!!! America em primeiro !!!!

Agressor's

Em qualquer lugar do mundo há corrupção!…só que nos países desenvolvidos ela é refinada e nas republiquetas grosseira…países como Austrália, Canadá e Coreia do sul são exemplos de grandes países corruptos atualmente…onde esquemas de cartas marcadas e reserva de mercado para os eua são uma tradição já…só que estes países nunca sairão na relação das pesquisas estatísticas de países mais corruptos do mundo feitas pelos órgãos deles…só quem sairão claro, serão os “inimigos da democracia e da liberdade”…como dizia Honoré de Balzac, por traz de toda fortuna sempre tem um crime…

Talisson

Mas essa moeda tem dois lados (na verdade tem vários, o que é normal). A Coreia do Sul não se mantém em pé sem a forte presença americana. Logicamente isso teria um preço. Quanto ao lobby empresarial, já ouvi que nos EUA isso não é um tabu como é pra nós brasileiros.

Marcelo

Se consegui fazer isso com a coreia que é um pais desenvolvido vc imagina o que eles consegui fazer com as decisoes aqui no brasil !!!!

Leandro Costa

Com certeza eles devem influenciar no processo de se alfabetizar todo mundo por aqui.

Defensor da liberdade

Putz, isso que dá ser dependente dos EUA. Ou compra de mim, ou fica ao léu.

Entusiasta Militar

Os caras dependem militarmente dos EUA pra se manter como um País soberano então que retribuam isso … Será que o fabricante desses aw159 defenderiam a Korea se fossem atacados, claro que não.
Se não quer os americanos se metendo em seus negócios no País, seja independente e construa uma arma atômica como a Índia fez e agora compra o que desejar sem dar satisfação a ninguém.

Last edited 11 meses atrás by Entusiasta Militar
Patriota

Rússia também.
Mas na verdade tenha peito para enfrentar.

Caio

Em equipamentos militares convencionais a Coreia do Sul produz a maior parte do que usa, essa dependência dos EUA é muito mais nossa do deles. Que praticamente nada produzimos e quase tudo.que POUCO adquirimos, vem deles.

Teropode

Besteira , a maioria das coisas compradas nos últimos 20 anos não vieram deles , a não ser o pacote de tanques usados , não houve compras relevantes , vejam : 50 kombis . França , 5 Subs . França , 4 navios . Alemanha , 36 caças . Suécia , não compramos nada relevantes deles , foi so coisas picadinhas . Não entende a choradeira dos ixpecialistas , falam besteiras que não resistem a primeira indagação .

Caio

Muita besteira que ixpecialista escreve, quando se tem os caças de origem americana, os navios com mísseis americanos , radares de origem americana, obuseiro americano, blindados americanos, realmente tem muito besta escrevendo por aqui.

Fernando "Nunão" De Martini

“ Muita besteira que ixpecialista escreve, quando se tem os caças de origem americana, os navios com mísseis americanos”

Caio,
Se está se referindo à MB, nenhum míssil americano é empregado nos navios da Marinha do Brasil.

O mais perto de míssil americano que a MB usou foi o Asroc, décadas atrás, que nem míssil guiado era, estava mais para um foguete transportador de torpedo ASW, disparado por lançadores conteiráveis e com trajetória balística.

Os mísseis empregados pelos navios da MB, excetuando-se o Asroc, sempre foram de fabricação europeia (Sea Cat, Ikara, Exocet, Sea Wolf, Mistral, Aspide).

Last edited 11 meses atrás by Fernando "Nunão" De Martini
Esteves

Soberania dá-se dentro do território. Pressões econômicas acontecem. Nossos pedidos de EPI ficaram retidos e encomendas trocaram de destino após serem recompradas à vista pelo governo Trump.

Política internacional é muito complicada. A Índia e suas armas atômicas atraiu mais problemas que soluções.

Tomcat4,2

“A Índia e suas armas atômicas atraiu mais problemas que soluções.”
Pois é caro Esteves, e tem uma turma (da qual “fiz” parte mas meus olhos se abriram pra realidade) que clama pela bomba nuclear brasileira como a solução de todos os problemas militares possíveis no futuro, como se isso se conseguisse da noite pro dia e não tivesse um custo absurdo(que absorveria o dindin de todos os atuais projetos das forças armadas) e demandasse uma estrutura mais absurda ainda apenas para se ter a dita bomba ,fora as implicações geopolíticas ,sanções e etc que com certeza viriam.

Fernando Veiria

Pessoal tem essa tara por bomba atômica. O Brasil tem tecnologia e Urânio e se quisesse faria uma ogiva nuclear em dois tempos.

Agora um meio para levar essa ogiva até o inimigo… Lembrando que não conseguimos reproduzir a V2 que os alemães fizeram nos anos 40…

Hélio

Sabe quando os EUA vão defender a Coreia em caso de guerra? Nunca. Eles viraram as costas até para a Inglaterra. Os EUA jamais engajariam numa guerra que lhes trouxessem prejuízos consideráveis, ainda mais por outro país. Tudo isso é lorota para manter os outros no cabresto. Não atoa Charles D’Gaule botou os americanos pra fora da França.

Andromeda1016

Boa observação. É isso mesmo. A parceria militar entre os dois países é muito mais profunda do que muitos imaginam e muitas decisões dentro da coreia, principalmente em matéria de defesa, são feitas em virtude disso. Por causa deste fato a Coreia prioriza demasiadamente a interoperabilidade de seus equipamentos com os a dos EUA e não tem como fugir disso. Um bom exemplo disso foi a licitação da escolha do F15 sobre o Rafale muito tempo atrás, quando o F15 foi escolhido sob o pretexto de proteger a interoperabilidade com os EUA, embora o Rafale tivesse ganho do F15 em… Read more »

Hélio

Se isso fosse verdade não precisaria de pressão de Washington.

Yuri Dogkove

Se eles fazem isso com “aliados”, imaginem o que eles fariam com o Brasil…

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Depende, dos últimos grandes contratos nada eram dos EUA:
50 Helicópteros H225
4 fragatas da Alemanha
Sub Nuclear com parceira francesa
Caças Gripens

Geralmente o Brasil pega equipamentos mais baratos via FMS

Last edited 11 meses atrás by WELLINGTON RODRIGO SOARES
Teropode

Escrevi o mesmo , não tinha lido seu comentário.

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Isso aí amigo. Tem alguns que saem falando coisas sem ao menos pesquisar. Na verdade ultimamente compramos muito pouco dos EUA. A maioria é via FMS, que geralmente conseguimos bons negócios a preços mais atrativos, como os P3 Orion, os M109 A5….

Hélio

Compramos muito pouco de tudo, camarada.

Hélio

E tem documento americano vazado admitindo que eles repassam sucata justamente para o Brasil não desenvolver ou comprar coisas novas. Sem falar que esses contratos com os europeus vieram com o choro dos fanboys acusando de antiamericanismo.

danieljr

Os EUA estão corretos nisso no ponto de vista deles. Pra que facilitar para os concorrentes se pode prejudicá-los? Qual o motivo de não dar trabalho para empresas dos EUA na primeira revitalização dos equipamentos usados em caso de venda FMS e dar para a indústria do país comprador? Todos os países desenvolvidos fazem isso, nós é que somos os burros, pois aceitamos essas jogadas. Os europeus nos fazem ToT meia boca, vendem equipamentos de modelos mais antigos se puderem, todo mundo tira cada centavo de onde pode. Em vez do Brasil cair nessas armadilhas poucas vezes e aprender algo… Read more »

filipe

Os melhores helicopteros ASW são o AW-159 WildCat e o AW-101 Merlin.

dkdu

In the first maritime operational helicopter project, the ROK Navy wanted an mh-60r. However, I chose the AW159 model because I could not buy the mh-60r model, which is almost twice the price of the budget. Over time, for the 2nd maritime helicopter project, the increased budget and the lower price of the mh-60r matched the choice of the mh-60r. As stated in the article, it is not true that the purchase was made under pressure from the United States. Currently, it is evaluated that both the 1st and 2nd maritime operational helicopter projects have been selected well within the… Read more »

Last edited 11 meses atrás by dkdu
Leandro Costa

Thanks for the post. The real problem I found with the article is that there was absolutely no explanation as to why or how was the stated political pressure was accepted by the RoK.

Luiz Trindade

A Coreia do Sul vai se arrepender da graça…

Antonio Renato Cançado

O Reino Unido vive lambendo o rabo dos EUA, taí o prêmio…

Tiago Gimenes

Eu vejo noticias assim é lembro que uma vez nesses fóruns sobre assuntos do tipo alguém falou:

“Para ninguém interessa a reunificação das Coreias, nem para a China ou Japão (que ganharia um potencial rival nuclearizado), Nem para os EUA (que perderiam influência sobre o país e motivo para manter tantos soldados no local), e nem mesmo para os Sul e Norte Coreanos, que perderiam seu status quo e acesso a corrupção latente que existe na região.

No fim, é tudo propaganda.

Tomcat4,2

O Linx mostrando o quanto é o cara em sua área de atuação. O MH-60 tbm outra baita máquina mas…..que bom que temos os dois(não o AW-159 eu sei mas o Linx modernizado da MB não deixa nada a desejar sendo basicamente o mesmo AW).

Mercenário

Tomcat,

E teve forista com comentários negativos na matéria do Super Linx da MB.

Andromeda1016

Pessoalmente acredito que se trata de uma opção correta. Não sei se de fato houve pressão dos EUA mas não tenho interesse em saber desse assunto, pois se trata de um helicóptero melhor, afinal sendo maior tem maior capacidade de operação e a marinha coreana estava reclamando disso em relação ao AW 159. A Coreia do sul ainda mantém o péssimo hábito de optar pelo preço nas licitações, devido à influência da época das carteiras vazias, mas agora que tem dinheiro tem condição de fazer escolhas baseadas em critérios técnicos em vez de financeiros como foi no caso do AW… Read more »

Leandro Costa

Seria legal se a matéria original do Financial Times tivesse especificado o por que de a Coréia ter aceitado a pressão política e o que ganhariam ou perderiam com isso. Até lá a coisa fica bem especulativa. Os dois helicópteros são excelentes.

Esteves

Pressão política não se aceita.

Engolem. Depois toma Eno.

carvalho2008

Pois é …é complicado…pode-se achar estranho a primeira vista, mas do lado americano faz todo o sentido….gastam uma grana para manter sua independencia e depois voce quer comprar de meus concorrentes??? Imagina como seria o Brasil se …: Venezuela fosse potente como uma China aliada a seu adversario; seu adversario tomou todo o norte e nordeste brasileiro e fundou outro pais e é inclusive nuclear; Voce so ficou com o centro oeste e sudeste do Brasil porque os americanos lhe ajudaram e ainda lhe ajudam contra o país adversario… Acha que ficaria livre de comprar produto americano que tanto fez… Read more »

Leandro Costa

Carvalho, o causo não é esse. A minha dúvida é sobre exatamente qual foi a pressão exercida que fez a Coréia mudar de ideia, se é que mudou realmente. ‘Sentimento de gratidão’ apenas não cola mais nos dias atuais. E sim, claro que a Coréia durante décadas ficou atrelada aos EUA, e com justa razão, em matéria de equipamento de Defesa, mas ao mesmo tempo foi uma nação que cresceu e prosperou por meios próprios e investiu muito em tecnologia própria e isso gerou resultados, como estamos vendo em equipamentos fabricados localmente tanto para Exército quanto Marinha e Força Aérea… Read more »

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Dois porta-aviões dos EUA entram no Mar da China Meridional para ‘combater influência maligna’

Dois grupos de porta-aviões dos Estados Unidos entraram no disputado Mar da China Meridional para treinamento, disse o Departamento...
- Advertisement -