segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

Vídeo: Fragata Liberal treinando com Sukhois venezuelanos, em 2008

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

As Fragatas Liberal – F43, da Marinha do Brasil e Almirante Brión – F22, da Venezuela

Há 13 anos, era realizada a Operação VENBRAS 08, entre a Marinha do Brasil e a Armada da República Bolivariana da Venezuela, no período de 27 de julho a 5 de agosto de 2008, na área marítima da Venezuela.

O Grupo-Tarefa brasileiro que participou da operação liderado pelo Comandante da 2ª Divisão da Esquadra foi composto pela Fragata Liberal – F43, por um Destacamento de Mergulhadores de Combate e uma aeronave AH-11A Super Lynx.

Os navios suspenderam do Porto de Guanta para a fase de mar, onde foram realizados diversos exercícios operativos, tais como ações de defesa antiaérea, ações de superfície, ataques coordenados, guerra eletrônica, apoio de fogo naval, transferência de carga leve no mar, manobras táticas e operações aéreas. A Liberal teve atuação destacada nos exercícios e manobras da operação.

No vídeo abaixo, cedido pela fragata Liberal (F43), caças Sukhoi Su-30MKV aparecem em ataque simulado sobre o navio brasileiro, durante a Operação VENBRAS 08.

- Advertisement -

55 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO

Resultados?

Top Gun Sea

Não acrescentou nada grandioso de lá para cá! Dois anos depois a fragata Defensora foi para o PMG e que está até hoje. Apenas adquirimos um navio multipropósito para exposição, um navio de socorro e multifunção de submarinos e apenas um navio patrulha melhor qualificado pau para toda obra bem como a Barroso. Aliás perdemos fragatas e coverta que já foi para zona abissal, encostamos treis submarinos da classe Tupi em que dois estarão sendo vendidos a preço de feira livre e aposentamos um porta aviões por não ter dinheiro para reforma lo. E estamos esperando uma primeira fragata nova… Read more »

Fernando Turatti

E ainda é bondade chamar de fragata a classe tamandaré no oceano Atlântico.

carvalho2008

Muito legal!!

O alerta ligado deve ser irritante….rzrzrz….

Palpatine

Nessa época a MB ainda tinha algumas escoltas

DOUGLAS TARGINO

Sim, mas tão limitada quanto hoje. Ou seja, não mudaria em nada.

Yuri Dogkove

Ainda acho que o Brasil precisa de outro vetor além do Gripen! Só acho!

Emerson

Também compartilho do mesmo pensamento. Gripen para substituir F-5. Para substituir os Mirage em Anápolis deveríamos ter duas dúzias de um caça pesado, tipo um F-15X. Como exemplo as Forças Aéreas de Israel, Coreia do Sul, Japão e Cingapura, que operam em grandes quantidades o F-16 e em pequenas quantidades o F-15. Poderíamos ter a dupla Gripen/F-15 (ou um outro caça, talvez partir para um quinta geração)… dinheiro para isso tem, só falta vontade.

Yuri Dogkove

Penso que nem precisaria ser o F-15X! O F-15E com algumas atualizações já estaria de bom tamanho!

SmokingSnake 🐍

F-15EX, já é até verde e amarelo
comment image

Yuri Dogkove

Verdade! Acho que essa demonstração foi direcionada a nós!

danieljr

Algum bimotor que consiga levar maior quantidade de armas, ou armas maiores, e ir mais longe.

Pedro Tavares Nicodemos Filho

Emerson, tire essa ideia de F-15 para o Brasil! Nós precisamos de caças que possamos manter em uso e atualizados com nossos recursos, que são frequentemente contingenciados(Recursos cortados!), então não adianta sonhar com um caça que até a India olha, mas não compra, a encomenda dela foi de 83 caças MADE IN INDIA, o TEJAS, que se compara somente aos GRIPEN A/B ou C/D, pois o motor é o mesmo. Nosso GRIPEN E/F é um caça muito melhorado em relação ao patamar anterior, e principalmente em relação aos Northrop F-5 M brasileiros, os mais modernizados dessa classe no mundo(Mas o… Read more »

Fabio Araujo

O Gripen e o F-16 são caças muito capazes de serem os caças principais de um país, concordo que se desse seria uma boa ter uma outra opção mais pesada, mas na falta desta outra opção o Gripen da conta do recado!

ERNANI BORGES

A ausência de um vetor maior poderia ser compensada por uma maior quantidade do F39 ?

Tulio

O problema é que no Brasil se cobrir a cabeça descobre o pé. Uma aquisição de um outro caça simplesmente enterraria a chance de mais lotes do Gripen.

Fernando C. Vidoto

Interceptador puro, bimotor e stealth. Uns 10 Su57 já seria o começo.

Emerson

Precisamos urgente de uma classe de Fragata. Essas Tamandarés deveriam substituir as nossas corvetas (inhauma). Para os Type 22 e Niterói uma dúzia de Fremm ou outra similar…

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Tire isso da sua cabeça, pois senão irá se decepcionar com nossa MB.
No início era um projeto para 6 fragatas pesadas por volta de 6000 toneladas, olha no que deu, 4 fragatas bem leves.
Não vai rolar nenhuma FREMM, muito menos 6.

Emerson

Sim. Eu não tenho isso na cabeça. Só estou dizendo que deveríamos. Mas por aqui as prioridades são outras. Eu já não acredito mais nas nossas forças armadas faz mais de 10 anos. Nossos almirantes, generais e brigadeiros são uma farsa, assim como nosso governo/país. E pode entrar esquerda, direita ou centro no governo e só irá piorar a cada dia que passa. Uma pena.

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Isso mesmo, independente do governo sempre vamos estar com forças armadas deficientes em quantidade de equipamentos.

Fernando Veiria

Já que sabemos como isso funciona, precisamos começar dizendo que a MB precisa de um cruzador pesado de 25000 tons. Aí no final de repente sai uma Fragata de 6000

GABRIEL

Brasil deveria comprar da China.

Yuri Dogkove

Não pode! Senão vira jacaré, dizem eles!

Rogério Loureiro Dhierio

Se pedir uns 50 meios navais de todos os tipos, pesos e configurações….chega tudo semana que vem.

Esteves

Mandaram oxigênio para Manaus.

Não cuspam pra cima…

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Realmente, mas não podemos nos esquecer que recebemos quase 500 mil venezuelanos refugiados através da operação acolhida.
Sobre esse oxigênio da Venezuela, foi mais uma propagando do Maduro, pois se ele realmente ligasse para pessoas, o povo dele nao estaria comendo lixo, sendo mortos, com a vida destruída…
Então por favor, nao venha exaltar esse tipo de governo por causa de um caminhão de oxigênio.

Esteves

Acho que tem gente que não precisa ir ser julgado no Céu.

Tá cheio de juiz aqui.

WELLINGTON RODRIGO SOARES

O que uma coisa tem a ver com a outra ?
Políticos estão para servir o seu povo e esse crápula do Maduro só faz o povo passar fome. E olha que no Brasil pelo menos uns 95% dos políticos nao estão nem aí pro povo.

Esteves

Maduro faz o povo passar fome.

Logo…para resolver o problema da fome na Venezuela…

Matá-lo?

Tulio

E tirando que esse oxigênio era de uma empresa brasileira mesmo, que apenas tem uma planta de produção dentro da Venezuela, mas todo mundo “esqueceu” desse detalhe porque a mentalidade de piadinha de Facebook falou mais alto.

Henrique de Freitas

Desculpe amigo. Não mandaram. Foi a White Martins. Decisão interna da empresa.

sub urbano

O portal IG hj postou uma noticia sobre os novos envios de oxigenio de Maduro e entrevistaram um detrator do governo. Nem ele (o oposicionista) negou que foi o governo que enviou o oxigenio.

sub urbano

Foi uma empresa siderurgica estatal

Sagaz

Dois caminhões de oxigênio. Quantos milhões de venezuelanos passando fome? Qual a dívida da Venezuela com o Brasil? O que fizeram com os caminhões de comida que foram enviados para lá (tacaram fogo).

O que isso tudo mostra é o quanto determinados entes da federação estão mais distantes logisticamente de nossos centros produtores quanto de países vizinhos.

Qualquer siderúrgica com Aciaria tem que possuir fábrica de oxigênio, pois é insumo para a redução do carbono entre outras coisas. Pureza próxima a 100% em vazões supersônicas para romper a superfície de escória dentro do convertedor.

Esteves

Além da WM,

“A Venezuela será capaz de enviar oxigênio ao Brasil, porque em 2019 conseguiu reativar uma unidade da empresa estatal Siderúrgica do Orinoco (Sidor), na cidade de Puerto Ordaz, estado Bolívar. A unidade separadora de ar IV era responsável por produzir oxigênio, nitrogêneo e ar comprimido para a produção de aço e outros metais derivados. Diante da pandemia, voltou a sua produção de oxigênio para abastecer os hospitais de Manaus.”

A WM decide o que acontece dentro da empresa.

Luís Henrique

Ainda bem que foi apenas um exercício. Rss.

Não acho que devemos pensar em um Mix com uma aeronave Pesada de mesma geração e quase mesma procedência (ocidental).
Faria mais sentido um mix com um caça de 5a geração ou um caça pesado, porém de procedência Russa, para não ficar totalmente dependente dos EUA, com risco de vetos, embargos, etc.

72 Gripen E + 72 Su-35 fariam mais sentido, justamente para não ter todos os ovos na mesma cesta.
Ou 72 Gripen E + 72 Su-57.
Com o mesmo objetivo, porém partindo para a 5a geração.

WELLINGTON RODRIGO SOARES

MIX ?
Nossa realidade é no máximo 36 Gripen ou quem sabe com muito custo outro lote de 36..

Yuri Dogkove

Medo tremendo de ler a notícia de que foi decidido que não haverá um outro lote…

Esteves

Mas não tenha a menor dúvida.

Emerson

Sim, O Gripen é o AMX do passado. Vai ficar nisso aí… como digo, aqui as prioridades são outras… Mas, se fossemos sérios, teríamos Gripen + outro caça de quinta geração. Assim, como nos submarinos, vai ficar nos 4 scorpenes e o submarino nuclear, se é que irá sair, mas digamos que saia, irá um dia apodrecer na baia da Guanabara ocasionando um desastre nuclear. Sei que muitos dirão que é puro pessimismo, mas digo que é realismo. Não conseguimos fazer PMG em U-209 e coloca-los devolta a operação, quem dirá manter um subnuc. Assim como ficaremos com 4 tamandarés… Read more »

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Pois é, eu acho que estaremos assim até 2030: – Entre 60 e 72 Gripens. Como esses caças vão substituir todos os F5 e AMX até meados de 2030, é provável pelo menos um outro lote de 24 ou 36 Gripens; – Força de superfície com 5 navios de combate, sendo 4 Tamandaré e a Barroso; – 4 Riachuelo, Tikuna e o Sub Nuclear; Acredito que poderemos ter boas surpresas no EB, com a entrada em operação do míssil de cruzeiro, a aquisição das 221 viaturas 8×8 com canhão de 105 ou 120mm, além de provavelmente a aquisição de um… Read more »

Guilardo Pedrosa.

Caro Wellington. Admiro o seu otimismo, mas é preciso ver para onde o Brasil está caminhando. Por enquanto a prioridade do governo é armar a população e distribuir Cloroquina fabricada pelo Exército. Quanto aos Grippens, é bom rezar para serem adquiridos os 36. Esqueça outro lote. Navios, pode se contentar com as quatro corvetas e nada mais. Míssil de cruzeiro será anedota de salão contada lá na Argentina. SUBNUC terá o mesmo destino do nosso VLS que não conseguiu lançar satélite nenhum. O Mansup desapareceu do radar e não se fala mais nisso. Se lembra do Piranha e do Missil… Read more »

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Concordo em partes amigo. Nao defendendo esse governo, mas se fosse em governos anteriores haveriam grandes cortes no orçamento da defesa e isso nao aconteceu.
Os projetos ainda que poucos, estão andando.
As quantidades que coloquei são o básico e quando der mais baixas em navios, caças e outros equipamentos antigos, automaticamente sobra um pouco de grana para aquisição de novos, pois você nao terá mais equipamentos antigos dando gasto de manutenção.

Esteves

Terrível. Mas realístico.

Rogério Loureiro Dhierio

Amigo Wellington.
Quero manter o seu entusiasmo pensando positivamente para que tudo isso que mencionou se concretize. A meu ver é apenas o básico necessário.

ABS.

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Literalmente o básico rsrr…

Flanker

72 Gripen e 72 Sukhoi? Tá certo…..sonhar ainda é de graça….

Seu Zuza

72 gripens?…..72 SU-57???? Ahahahah! Se….se esses gripinhos chegarem a uns 20 já estará sendo um milagre. Quanto às corvetinhas, talvez cheguem à umas 2 ou 3. Claro que para os almirantes – que fingem que acreditam- será um acontecimento fantástico…..”Novo patamar do nosso poder naval” …..” controle do Atlântico sul” e um monte de lorotas que só quem não entende um mínimo de assuntos militares acredita. Não temos uma marinha de guerra, não temos uma força aérea significante e nosso exército só serve pra GLO.

sub urbano

Maduro disse esta semana que assegurará oxigênio para Roraima e Amazonas.

Sagaz

Podemos trocar por papel higiênico, pasta de dente, …

Pedro ESIE

Acredito que devemos manter a nossa neutralidade em relação a Venezuela. Podemos exigir que o povo venezuelano tenha acesso á comida e outros bens de consumo básico? sim! Mas oq acontece politicamente na Venezuela é um problema deles! Esse papo furado de ”democracia” é conversa para boi dormir. Será que os EUA pregam a democracia na Arábia Saudita? O Governo petista fez certo em nos aproximar com muitos países, assim como o Bolsonaro fez certo em nos alinhar com os EUA e Israel, mas não podemos deixar de lado nenhum país, devemos ter proximidade com todo mundo.

fewoz

Enfim um comentário pragmático por aqui. Longe de defender a ditadura venezuelana, mas seu comentário faz sentido. A propósito, quanto mais o Brasil se distancia, mais Rússia e China ocupam o vácuo. Eu li uma entrevista com algum ex-diplomata brasileiro que comentava que não é possível esperar mudança no governo venezuelano se não há diálogo. A era de esquerda na América do Sul teve o seu sentido, apesar dos exageros ideológicos e falta de democracia. É importante uma América do Sul unida. Não precisa ser necessariamente no estilo “amarrado” da UE, mas pode ser bem mais abrangente do que é… Read more »

Last edited 2 meses atrás by fewoz
Adriano Madureira

e falando em esquerda, o Equador tem grande chance de voltar ao poder, Andés Arauz, aliado do ex-presidente Rafael Correa, e Guillermo Lasso, ex-banqueiro de direita, devem fazer uma nova disputa no segundo turno. Andres Arauz com sua avó de 106 anos em local de votação no Equador, em 7 de fevereiro de 2021 — Foto: Santiago Arcos/Reuters Guillermo Lasso e sua mulher no local de votação, em 7 de fevereiro de 2021 — Foto: Maria Fernanda Landin /Reuters Embora tenham perdido força, os “correístas” ainda formam a maior força política do Equador. Ao ser nomeado pela coalizão União Pela… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Adriano Madureira
CPAN

Defesa, tem que tratada como política de estado e não de governo, o problema, é que o governo e os políticos, só lembram das forças armadas quando tem algum desastre ou para empregá-las em GLO, um país de dimensões continentais, que não tem um sistema de defesa antiaérea, não tem uma guarda costeira nem uma esquadra de verdade, por que essa que está aí é uma piada. Esse país não pode ser levado à sério. É esse mesmo país com forças armadas sucateadas que vive sonhando com um assento no conselho permanente de segurança da ONU? só pode ser piada.… Read more »

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

Marinha Real do Reino Unido adquire o Sistema de Treinamento de Guerra Anti-Submarino da Saab

A Saab recebeu um pedido para fornecer à Marinha Real do Reino Unido o sistema de treinamento de guerra...
- Publicidade -
- Advertisement -