sexta-feira, setembro 17, 2021

Saab Naval

Orçamento de Defesa da China ultrapassa os US$ 208 bilhões

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A China anunciou um crescimento de 6,8% em seu orçamento de defesa para o próximo ano financeiro, representando um ligeiro aumento em relação ao aumento percentual de 6,6% do ano passado, à medida que continua a modernizar suas forças armadas.

O país vai gastar 1,35 trilhão de yuans (US$ 208,58 bilhões) com suas forças armadas, de acordo com números divulgados pelo Ministério das Finanças da China, enquanto a liderança do país se reúnia para a reunião anual do Congresso Nacional do Povo em Pequim.

Durante seu discurso para a legislatura amplamente aprovada, o primeiro-ministro chinês Li Keqiang reiterou que os esforços para fortalecer o Exército de Libertação Popular (PLA) continuarão. Ele prometeu aumentar o treinamento militar e a preparação em todas as áreas, bem como melhorar a abordagem do país aos esforços científicos, tecnológicos e industriais relacionados à defesa, sem fornecer mais detalhes.

O exercício financeiro da China vai de 1º de janeiro a 31 de dezembro.

Quais são os planos de modernização da China?

O anúncio de outro aumento orçamentário vem na esteira de um ano agitado para o PLA. A força armada em 2020 entrou em confronto com as tropas indianas em sua fronteira montanhosa, o que resultou em mortes de ambos os lados após um combate corpo a corpo.

A China também deu continuidade ao seu maciço programa de modernização militar em todos os ramos do PLA e continuou as ações assertivas nos mares do Leste e do Sul da China com forças militares e paramilitares, onde a China montou o que alguns consideram uma campanha de pressão contra Taiwan. A China também está envolvida em disputas territoriais com outras nações asiáticas.

Imagens de satélite publicadas no programa de mapeamento de código aberto Google Earth mostram dois dos três destróieres da classe “Renhai” Type 055 recentemente comissionados da China atracados em uma base naval perto de Sanya na ilha de Hainan, que está localizada na orla do Mar da China Meridional. A descoberta sugere que ambos os navios são atribuídos à Frota do Mar do Sul.

Os navios de guerra Type 055 são os principais combatentes de superfície da Marinha do PLA, cada um ostentando 128 células de sistema de lançamento vertical capazes de disparar mísseis de cruzeiro superfície-ar, antinavio e de ataque terrestre. Eles também são equipados com radar 3D phased array, bem como um amplo sensor e conjunto de guerra eletrônica.

A China está construindo pelo menos oito desses combatentes de superfície de 10.000 toneladas em dois estaleiros diferentes, junto com seu terceiro porta-aviões e três novos porta-helicópteros anfíbios, dois dos quais estão passando por testes de mar, incluindo uma visita à base naval de Sanya. Isso indica que pelo menos um porta-helicópteros anfíbio pode ser designado para lá quando for comissionado na Marinha do PLA.

FONTE: Defense News

- Advertisement -

80 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
80 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Rocha

É impressionante como vêm crescendo rápido a marinha chinesa.
Desempenho invejável.

Agressor's

“Muitos observadores espantam-se com o fato de, mesmo após mais de 30 anos seguidos, até 2012, com média acima de 10% aa., as taxas de crescimento do PIB chinês ainda estarem elevadas, acima de 7% aa. (até 2014), não obstante a estagnação reinante nos EUA, Europa e Japão, desde 2008”. Adriano Benayon A pobreza chegou a 26 milhões de adultos nos eua depois de março de 2020. Dados de novembro do Censo do país indicam que é essa a quantidade de adultos que afirmam não ter tido alimento suficiente pelo menos uma vez na semana anterior à pesquisa, contra 19,5… Read more »

Agressor's

EUA, O PIOR País Desenvolvido do Mundo?

https://www.youtube.com/watch?v=aPPA0YECoa0

Toda a Verdade, O Preço do Sonho Americano :
 

PACRF

6,8% é o crescimento “padrão” da economia chinesa, consequentemente foi “repassado” para o orçamento militar. Haja “fermento” para um crescimento tão rápido.

Matheus S

Esse padrão irá diminuir ao decorrer do tempo, contudo, entre essa década e a próxima, estimam que o crescimento econômico será da ordem de 4-5%, o que aufere ainda um grande crescimento econômico, já que nesse período eles ainda serão a maior economia mundial. E isso se não ocorrer nenhuma imprevisibilidade, pois, a longo prazo, ninguém pode afirmar que irá decorrer a situação conforme se previu. E previsões são sempre otimistas. O Brasil é o maior exemplo disso até o ano de 2014, lembrando que 3 anos atrás, todos pensavam que o Brasil tomaria aquele rumo para se tornar uma… Read more »

Esteves

Todos não. Uma certa turma.

Mensageiro

Não. Não compare o Brasil com qualquer outro país do G20. Aqui não tem governo sério.

nonato

Agora tem. Mas a turma do Maduro tenta sabotar.
A turma do mensalão e do petrolao quer voltar..

RPiletti

Não há maioria séria… o problema é a população, os governantes nada mais são que o reflexo daqueles que os elegeram.

Agressor's

Tudo o que ocorre neste país é pateticamente previsível….Os eua mandam no braziu, por isso tanta propaganda contra os chineses…

Alexsandro Aparecido da Costa Júnior

Qual seria o valor em PPC ?

Luís Henrique

Em ppc a China passou os EUA em 2014 e em 2023 terá PIB PPC igual a 1 EUA e Meio, ou seja, 1,5 X o PIB americano em ppc.
Tudo isso segundo atingidas do FMI.

Arrais Amador

Os gastos com defesa dos chineses são “amplamente aprovados”. Enquanto alguns países que serão subjugados pelo poderio chinês tem seus próprios gastos com defesa “amplamente rejeitados”. E assim o trabalho deles vai sendo amplamente facilitado.

nonato

O mundo todo tem que se unir contra os chineses.
Aqui, bloqueiam os insumos de Oxford. .
Para vender coronavac e rede 5 G…

Mgtow

kkkkkkkkk…..quanto delirio…kkkkkkk
Isso quem faz é justamente o país que vcs querem que nos tornemos colonia. Os EUA sim sabotam os paises para que não se desenvolvam. Deixem de serem cinicos cara

Sincero Brasileiro da Silva

8 Tamandaré, 4 Type 052D! Ops, acordei…

737-800RJ

Não precisa ser Type 52, afinal, já nos foi apresentada a Meko A-400, que poderia ser construída localmente e possui comunalidade com as Tamandarés. Os italianos também nos ofereceram duas FREMM em 2019… O problema é arrumar dinheiro pra comprar e manter. Se houvesse redução de pessoal, reforma da previdência, e… Deixa pra lá, a gente já sabe a receita, mas esse assunto cansa e desanima! A mamata é grande e infinita! Até rimou, só não tem graça. =/

Heinz Guderian

É dinheiro pra chuchu, ai você olha para o orçamento militar americano e realmente ver que eles estão em outro patamar, gastam quase que o triplo.

Antoniokings

Faça a conta:
1 projétil de fuzil nos EUA = 1 dólar.
1 projétil de fuzil na China = 1,2 yuan = 20 centavos de dólar.

Talvez isso possa explicar a diferença entre os valores.
Mas, mesmo assim, isso vai mudar

https://oglobo.globo.com/mundo/no-congresso-chines-militares-pedem-aumento-de-gastos-para-possivel-conflito-com-os-eua-24916312

Vinicius Momesso

Pegue esses $200 bi e jogue no orçamento de países como Inglaterra e Brasil por exemplo, só pelo fato de precisarem importar a grande maioria de material bélico, esse montante renderia muito menos do que em nações que não precisam de fornecedores extrangeiros.

Augusto Liborio

Heiz guderian, em 2014 a participação dos EUA na economia mundial e seu orçamento militar comparado ao resto do mundo eram equivalentes aos respectivos indices de 1944, ano da assinatura do acordo de bretton woods.

EUA são os mais fortes por uma larga diferença e com o fim da globalização do vão ficar mais fortes.

Antoniokings

Cê é doido?
Em 1944-45, os EUA tinham a única economia intacta do Planeta.
O resto do Mundo estava destruído.
Atualmente, em alguns cálculos, a chinesa já é maior que a americana.
Por isso, há muito espaço para os gastos militares chineses crescerem.
E muito.

Ted

A verdade não está nas palavras. Mas sim nos fatos!

Augusto Liborio

Antonio e Ted A participação dos EUA na economia mundial em 2014 era de 25% a mesma de 1944, não confundam com o numero de que 70% da indústria mundial era americana. E em 2014, o orçamento militar americano era maior que o dos 10 paises seguintes combinados o mesmo de 1944. Os EUA são o unico país desenvolvido com uma economia voltada para o consumo e com uma demografia boa, tirando ai a França e a Inglaterra. Os EUA talvez tenha a melhor geografia da terra e agora com o shale gás a globalização vai fazer pouco ou quase… Read more »

Augusto Liborio
Luciano do Prado

Legal que esse artigo em inglês contradiz metade do que você escreveu até agora 👏🏻

Augusto Liborio

“At Bretton Woods the United States produced about one-quarter of global GDP, about the same proportion as it does in 2014. At Bretton Woods the United States was responsible for nearly half of global defense outlays, about the same proportion as in 2014.”

— The Accidental Superpower: The Next Generation of American Preeminence and the Coming Global Disorder de Mr. Peter Zeihan

Tadinho de voce!

Luciano do Prado

Você está usando somente 1 artigo, que por coincidência está de acordo com tudo que você pensa.

Antoniokings

Prezado Augusto.
Pelo seu próprio gráfico, vc está se contradizendo.
Em 1960 a participação dos EUA era 40% e caiu para 24%.
E isso em valores nominais, porque em PPC a economia americana já é significativamente menor que a chinesa.

Antoniokings

Segundo as estatísticas do Banco Mundial, em 1960, quando algumas economias européias já estavam começando a se recuperar, encontramos os seguintes PIB em moeda corrente:
EUA US$ 550 bi, RU 74 bi, França 63 , China 56 e Japão 47.
Esses são os cinco primeiros.
O Brasil era 11º com um PIB de 15 bi.
Agora, imagine em 1944 ou 1950 com os países ainda destruídos pela 2ª GM.

Augusto Liborio

Ainda é insuficiente para um pais sem acesso ao mar aberto como a China.

Um grupo de navios no indico poe a China no chão.

7F54AE9B-F84C-4036-965E-108E820536A6.jpeg
Augusto Liborio

O Japão sozinho conseguiria derrotar a China se coloca-se navios no indico.

Ou mesmo a Índia sozinha conseguiria bloquear facilmente a China.

filipe

Acho que vocês estão se baseando na batalhas navais do século passado, a China construiu um rede de sensores submarinos muito sofisticada, a China construiu uma cadeia de ilha artificiais como nunca ninguém fez, a China domina a engenharia dos drones navais e drones submarinos , a China é o país com o maior número de misseis balísticos de alcance intermédio (1250) , imaginem o terror que a Alemanha causou nas duas Guerras as marinhas de mar aberto, imaginem hoje o que a nação com a força de construção naval mais pujante pode fazer. O Japão em termos militares não… Read more »

Augusto Liborio

Do que adianta isso tudo se não tem controle do seu mercado de energia? E não é so energia não, alimentos, adubo, tecnologia avançada tudo a China importa. Esses países que citei nem precisam confrontar a China nas cadeias de ilhas. Pega os EUA e Japão por exemplo, mesmo se a China tomar Taiwan e Okinawa dos mesmo que efeito isso vai ter ? Assim que eles sairem dessa cadeia de ilhas e desembocarem no mar aberto vão encontrar 11 super porta aviões. Sem contar que so a presença inimiga no no indico joga a China no chão. Olha so… Read more »

filipe

Dai o avanço dos Chineses na África e na América do Sul, os Chineses estão em todo canto, tudo para poderem se beneficiar dos recursos naturais e energéticos, a final de contas não é fácil alimentar 1.4 Bilhão de habitantes, A China investiu mais dinheiro em África do que os Europeus e Americanos juntos, e como retribuição , as nações Africanas deram todos os seus minérios nunca antes explorados e os seus campos férteis para os Chineses cultivarem, o mesmo estão fazendo no Brasil, na Argentina e toda a América do Sul, os Chineses pescam em todos os mares, na… Read more »

Agressor's

Os chineses são dependentes do petróleo mas tem nações aliadas para abastece-los como a Rússia que é rica em petróleo, gás e minérios. Estão construindo oleodutos e uma nova rota da seda para interligar não só a Rússia como toda a região a China. Estão comprando terras agricultáveis e construindo novas rotas comerciais por todos os cantos do mundo para fazer diminuir cada vez mais sua dependência por recursos naturais e comodities.

José

O problema dos chineses é que existem várias cadeias de ilhas que formam gargalos ao redor do mar da China, obrigando a marinha chinesa a passarem por esses “corredores”, se quiserem ultrapassar essa área e chegar ao Oceano Índico e/ou Pacífico. Para conseguir isso, bastaria a marinha japonesa lançar milhares de minas antinavio/antisubmarino nessas passagens e ficarem de tocaia com seus submarinos no outro lado, bloqueando completamente os navios chineses. Enfim, pra derrotar a marinha da China, os japoneses não precisa travar uma luta cara a cara com os navios chineses, certamente perderiam diante do poderio militar naval chinês, basta… Read more »

PAULO ARAUJO PONTES

Complementaria seu comentário lembrando que seriam usados, de forma intensiva, aviões de patrulha naval e caças com mísseis anti navio.

Uma frota, saindo da China, encontraria grande oposição aérea, de submarinos, de misseis baseados em terra e forças de superfícies atrás da primeira cadeia de ilhas. O custo seria elevado.

filipe

As patrulhas dos SSN Type 093 Shang aumentaram muito ao redor do Japão,na prática o Japão é uma ilha ocupada pelos EUA desde 1945, sendo a sua principal base no Pacífico, sendo que em seguida vêm a Austrália ou a Coreia do Sul, uma guerra nessa zona , a nação que iria sofrer mais seria o Japão, mas acho que os Chineses não se aventurariam tanto, apesar e tudo o Japão tem quase 22 SSK Soryu bem mais silenciosos e modernos do que qualquer submarino chinês, mas a China mais submarinos, seria a quantidade sobre a qualidade , mas nesse… Read more »

Augusto Liborio

Filipe o poder americano é a geografia e a sua economia, a maior economia voltada para o consumo no mundo.

Com o Shale gas, o oriente medio pouco vai importar para os americanos.

De resto tudo eles conseguem na América do norte.

Diferente dos Chineses totalmente dependentes da globalização para sobreviver

Anderson fernandes

Meu caro, O mundo está em uma plena transição de poder e influencia, o polo de influencia está se movendo para o oriente, hoje a economia chinesa já corresponde pela maior parte do PIB mundial 18.9% contra 15% dos EUA, não se esqueça que a economia da china hoje é baseada na circulação dupla ( exportação e consumo ). A china hoje é a locomotiva econômica do mundo, os chineses são os maiores consumidores do mundo. E a china já se tornou o maior credor do mundo, o PIB mundial depende e muito, dos mais de 1.4 bilhão de consumidores… Read more »

Augusto Liborio

“O mundo está em uma plena transição de poder e influencia, o polo de influencia está se movendo para o oriente, hoje a economia chinesa já corresponde pela maior parte do PIB mundial 18.9% contra 15% dos EUA, não se esqueça que a economia da china hoje é baseada na circulação dupla ( exportação e consumo )” 😴😴😴 Ai que tedio contra argumentar com pessoas sem argumentos baseados em fatos. Vamos lá. Primeiro: A representação da economia americana no PIB global hoje é de 24%. https://www.visualcapitalist.com/u-s-share-of-global-economy-over-time/ Segundo: A economia chinesa é estimulada por investimentos e exportação. Eles não tem consumo… Read more »

Anderson fernandes

Meu caro, Não Podemos fazer um copia e cola. Primeiro- O que é PIB, conceito, tipos, função e quando foi criado e por quem foi criada essa metodologia? O que é PIB nominal? O que é PIB real? O que é PPP ? 2- economia chinesa é estimulada principalmente pela indústria e agricultura, e quando falamos indústria, estamos falando de tecnologia, IA, aeroespacial, naval, ferroviária e etc. A China hoje é considerada a fábrica do mundo. E na questão do consumo, meu caro como uma país pode ter um consumo forte se não tem um parque industrial para sustentar esse… Read more »

Matheus S

A China pode na Primeira Cadeia de Ilhas colocar SSKs pré-posicionados para realizar um bloqueio marítimo nos pontos de estrangulamentos estratégicos nas linhas traçadas, a China já conseguiria realizar isso hoje em dia, mas não poderia fazer muito mais do que isso em termos navais. Para a China desembocar em mar aberto, precisa primeiro completar a hegemonia na Primeira Cadeia de Ilhas e em seguida realizar a contestação da USN e aliados na Segunda Cadeia de Ilhas, mesmo que a China consiga completar a tarefa de expulsar as forças aéreo-navais da USN da região, ainda sobra a retaguarda estratégica dos… Read more »

José

Você fica o dia todo no XBOX e depois vem fazer esse tipo de comentário, ai sobra pra mim.
Tá sujando meu nome.

Luís Henrique

Os navios chineses não podem atacar?
Como a Índia com uma frota bem menor, poderia deter a frota chinesa?

Augusto Liborio

Não se trata de quantidade ou tamanho da frota, que a grande maioria da China não é de navios de água azuis, mas sim de geografia. A India comanda o Oceano Indico, a China teria que descer pelo mar da China e passar no Estreito de Malacca. Ja ouviu falar sobre essas Ilhas Andamã e Nicobar ? Não? Pois bem elas são a chave e a fechadura do Estreito de Malacca. So para terminar o QUAD do pacífico nem precisaria dos EUA. Japão-India-Australia com a ajuda de outras potências como RU, França, Singapura e Taiwan conseguiria deter a China em… Read more »

filipe

A China em 2030 , daqui a 9 anos terá a seguinte frota: 8 SSBN Type 094 JIN 6 SSBN Type 096 TANG 19 SSGN Type 095 SUI 5 SSN Type 093 SHANG 52 SSK Type 039 YUAN 3 SSK Project 636 KILO 2 CVN Type 003 2 CVA Type 002 1 CVF Type 001A SHANDONG 1 CVF Type 001 LIONING 33 CCG Type 055 NANCHANG 61 DDG Type 052 LUYANG 65 FFG Type 054 JIANGKAI 75 FFL Type 056 JINGDAO 9 LHD Type 075 3 LHA Type 076 12 LPD Type 071 YUZHAU 3 LPH Type 081 Secretamente esta… Read more »

Vinicius Momesso

Excluindo-se o campo nuclear, essas quantidades já são mais que suficientes para garantir a integridade territorial da própria China.

Antoniokings

A estratégia da China é manter os possíveis confrontos longe de sua costa.
O fortalecimento de sua Marinha é justamente para isso.
Talvez seja o primeiro passo.
Depois, veremos o qual será a estratégia para manutenção e expansão de seus interesses globais.

filipe

Mas 192 SLBM JL-3 são mais que suficientes para reprimirem e dissuadirem qualquer adversário , lembrando que é a mesma quantidade de mísseis que os EUA terão com as 12 SSBN Columbia, a Rússia téra 160 SLBM Bulava em 10 SSBN Borei-A , teremos paridade em números de SLBM entre a China e os EUA, lembrando que a França continuará a ter 64 SLBM M-51 nos seus 4 SSBN SNLE 3G, o Reino Unido terá 48 SLBM Trident II D5 nos seus 4 SSBN Dreadnought , a India terá 36 SLBM K-6 nos seus 3 SSBN S-5 . De acordos… Read more »

Agressor's

O desenvolvimento chinês não chega a ser novidade se vc estudar a história deles. O Estado sempre orientou o desenvolvimento do país, só trocaram o imperador e o mandarinato pelo PC e sua burocracia…

Antoniokings

Eu, particularmente, não acho saudáveis aumentos de orçamentos militares porque podem prejudicar o investimento público.
Mas, parece que a China tem uma grande sobra de caixa e está podendo.

Augusto Liborio

Sim, esta sim. 300% de divida privada e subindo. Vai fazer a bolha japonesa do final da decade de 80 parecer brincadeira de criança. Isso que da os investimentos serem comandados para promover objetivos políticos ao invés de uma economia de mercado.

Isso sem contar a crise demográfica, a provável crise energética que a mesma enfrentara quando EUA sairem de vez do oriente medio e a AS e o Irã começarem a se matar.

Bom, deve ser por isso que estão ficando cada vez mais autoritários.

3DCDCE5E-8686-4E16-9F60-0A519B2A304F.jpeg
sub urbano

O gráfico que vc mesmo postou já contradiz vc rs… Outra coisa: a Industria japonesa SEMPRE operou endividada, assim como a Alemã sempre operou no verde. São dois modelos diferentes: um de conglomerados gigantes e outro de empresas que nunca deixam de ser familiares, ambos funcionam e ambos são bem sucedidos. Brasileiro não entende essas coisas e adere ao liberalismo. Lembram do Macri? O resultado aqui será o mesmo desvalorização gigante do câmbio e inflação galopante, é o que se tem quando se utiliza um modelo econômico liberal e ultrapassado.

Anderson fernandes

Meu caro, você está equivocado, Primeiro não podemos comparar a economia chinesa com as economias ocidentais, pois as mesmas tem princípios diferentes. Você falou a respeito do endividamento do setor privado chinês que realmente está alto, porém essa dívida diferente da dívida do Japão é em moeda nacional, está fora do alcance da volatividade e instabilidade do mercado internacional. Ou seja a dívida está totalmente no controle do governo chinês, a dívida chinesa não está na mão de especuladores, diferente do que aconteceu com o Japão. Não Podemos fazer um copia e cola e sacramentar um possível resultado. Volto a… Read more »

Luís Henrique

Eles mantém os mesmos 2% do PIB, proporcionalmente bem menos do que os EUA e a Rússia.

Matheus S

Gastos militares prejudicam o crescimento econômico e crescimento econômico é o que os chineses procuram no momento. Se você é tão versado em economia, analisará que o PIB da China em yuans está um pouco acima de 100 trilhões, portanto, os gastos militares chineses(1,3 trilhão de yuans ou US$208 bilhões) não chegam nem a 1,5% do PIB, ao contrário do que afirmava a mídia ocidental em uma porcentagem de 2% do PIB. Isso com certeza é um balde de água fria para a turminha dos 2%, para aqueles que já detinham esse conhecimento dos gastos percentuais chineses em torno de… Read more »

Antoniokings

O PIB chinês para 2020, divulgado recentemente, foi de 101,6 trilhões de yuans.
Agora, resta saber o que pode fazer com 1,3 trilhão de yuans na China.
O que se pode comprar, localmente, de armamentos.
Certamente que não se pode comparar diretamente com o que os EUA gastam em dólares.

Jodreski

Só há uma maneira de frear a China: se a economia deles entrasse em recessão. .
Porém os EUA ainda não descobriram um jeito de fazer esse sonho virar realidade e pior que isso, sua própria dívida superou seu PIB. A Economia americana virou uma bomba que muitos analistas já apontaram que vai estourar, se isso vai realmente acontecer o futuro nos dirá.

filipe

A China aprendeu com a derrocada a URSS e tentou aperfeiçoar o seu modelo de economia de mercado, é uma economia de mercado com controlo centralizado, a China é diferente da URSS por usar o modelo ocidental como base, basta ver as zonas económicas especiais que eles construíram, nada na China foi deixado ao acaso, eles viram e estudaram as fraquezas dos EUA e da URSS, e moldaram-se , a China poderia deixar de existir se não reprimissem os manifestantes pro-democracia em Tienamen em 1989, e parece que o modelo Chinês é hoje o modelo adoptado por outras nações, a… Read more »

Matheus S

Exatamente. Shenzhen por exemplo, é uma zona econômica especial(ZEE) e lá é uma completa liberdade de iniciativa e escolha, diferente de outros lugares nacionais. Essas zonas econômicas especiais são boas para absorver tecnologia e adotá-las no mercado nacional. Em comparação, a nossa Zona Franca de Manaus não é nem comparável as ZEE chinesas, essas que podem ensinar muita coisa ao ocidente totalmente inerte e possivelmente decadente. O que a China faz igual aos soviéticos é fazer o controle da economia em nível macro, dando metas para indústrias e serviços cumprirem, alocando investimentos públicos ou PPP, mas se abstém de se… Read more »

Ted

Falando em zona Franca, a Sony abandonou o país e a Ford também. País sem segurança jurídica da nisso.

Antoniokings

A questão é a seguinte: A economia americana está sobrevivendo, atualmente, às custas de injeções maciças de dinheiro, ou seja, baseada em endividamento e emissão de dólares.
É óbvio que isso vai explodir, mais cedo ou mais tarde.
É o que alguns economistas americanos estão chamando de ‘trillion on top of a trillion’.

filipe

Se isso acontecer , a Reserva Federal vai imprimir mais moeda, vai baixar as taxas de juros , vai haver redução de impostos de forma a tornar a economia Americana mais atractiva ao investimento externo (Chinês e Saudita) e como sempre os investidores vão comprar a divida, os EUA ainda controlam muitos mercados , e vão deduzir muitas tarifas , principalmente como México e o Canada… A América é a América , é uma nação extremamente forte…

Antoniokings

Imprimir moeda é o caminho mais certo para o desastre.
Sempre foi assim e sempre será.

José

No inicio do século passado os japoneses entraram numa corrida naval tentando criar a mais poderosa marinha de guerra do oceano Pacífico (e talvez do mundo), construiram uma enorme frota naval com os maiores e mais poderosos cruzadores, contratorpedeiros e couraçados da época, no entanto, fracassaram enormemente diante do surgimento da aviação naval que acabou com o poder desses grandes navios. Depois de 75 anos, novamente temos a repetição dessa corrida naval na região, desta vez com a China, mas parece que os chineses não aprenderam com os erros dos outros… Oras, diante do surgimento de mísseis antinavios capazes de… Read more »

Antoniokings

Vc só esqueceu de um pequeno detalhe.
A China é a maior potência industrial do Planeta com cerca de 25% do total da produção mundial e aumentando.
Os EUA têm 15% e caindo.
A continuar essa tendência, a China terá o dobro da capacidade industrial em relação aos EUA.
Acho melhor os americanos começarem a se preocupar.

filipe

Mas China é muito mais poderosa, o Japão era uma nação insular pequena que conquistou várias porções de terra , mas que no final de tudo acabou sub-julgada por nações bem maiores do ela em extensão territorial e em população (EUA e URSS), a China actual é diferente do Japão, a China tem uma grande extensão territorial e uma vasta quantidade populacional , a China têm tudo o que precisa para se tornar uma Super Potência, tal como o Brasil (Grande Extensão Territorial , 200 milhões de habitantes ), a Rússia têm muita terra, mas têm poucas pessoas , os… Read more »

Ted

A Rússia tem uns 150 milhões. Quantas pessoas são necessárias para lançar um míssil satan?

filipe

3 a 5 pessoas , a Rússia herdou da URSS toda uma maquina militar formada por elementos de dissuasão (Bombardeiros TU-95/TU-160 + Submarinos SSBN Delta/Thyphon + ICBM Satans ) cujo o objectivo é atormentar diariamente o Ocidente (EUA + Europa Ocidental). A China é mais cautelosa nesse aspecto , os Chineses estão investindo em alta tecnologia, em termos de dissuasão tem apenas o necessário (o suficiente para destruírem qualquer adversário que eles enfrentem ), não adianta você ter o poder de destruir a terra 14 Vezes ou 10 vezes, basta você garantir que o seu adversário vai ser destruído já… Read more »

Dalton

José, o Japão simplesmente não podia acompanhar o ritmo de construção americano , um pequeno exemplo sendo que enquanto já se havia iniciado a construção de 11 grandes NAes da classe Essex enquanto se bombardeava Pearl Harbour, os japoneses tinham apenas um similar em construção, o “Taiho” e a produção americana mais que dobrou com o início da guerra. . A doutrina americana previa que todos os grandes navios deveriam passar pelo Canal do Panamá, daí, os encouraçados serem menores que o “Yamato”, mesmo assim um número maior de menores foi incorporado e um equivalente do “Yamato” o “Montana” chegou… Read more »

OCIMAR

SERÁ Q AINDA SÃO NAVIOS XING LING ????

nonato

Quem compra produto chinês, alimenta o dragão que quer lhe pegar…

filipe

E quem compra produto Americano ???? Ou produto Francês ???

Adriano Madureira

Quem compra produto americano financia a aventura deles na Síria, onde eles na cara dura roubam petróleo em nome da liberdade, paz, democracia, estabilidade…

Ah ! Quase me esqueci, em nome do povo sírio…

Elias

Sinceramente, não acho nada de invejável e bom , ninguém esta ameaçando a China, ao contrário a China que está com ideias expansionista e o perigo de um conflito global é possível.

Fabio

Lembrando que nao é uma economia de mercado.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Austrália abandona acordo de submarinos de 56 bilhões de euros com o Naval Group francês

A Austrália decidiu abandonar o acordo de A$ 90 bilhões (€ 56 bilhões) de 12 submarinos convencionais com a...
- Advertisement -