sexta-feira, outubro 15, 2021

Saab Naval

Destróier chinês Type 055 entra no Mar do Japão pela 1ª vez

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Uma flotilha da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy) liderada pelo primeiro grande destróier de classe de 10.000 toneladas do país, Typo 055, navegou pelo Estreito de Tsushima no dia 18 de março e rumou em direção ao Mar do Japão, poucos dias depois que os EUA e o Japão lançaram declaração conjunta “2 + 2” de ministros que provocou seriamente a China.

A operação da PLA Navy, provavelmente programada rotineiramente, demonstrou a prontidão de combate do Type 055 em mares distantes, onde pode realizar missões, incluindo defesa aérea de teatro e tarefas antissubmarinos, após seu comissionamento no início de 2020, disseram analistas militares chineses.

A Força Marítima de Autodefesa do Japão (JMSDF) avistou uma flotilha da Marinha do PLA composta por três navios de guerra, a saber, o destróier de mísseis guiados Typo 055 Nanchang, o destróier de mísseis guiados Type 052D Chengdu e a fragata de mísseis guiados Type 054A Daqing, que passou pelo estreito de Tsushima e navegou em direção ao Mar do Japão na quinta-feira, disse o Estado-Maior Conjunto do Ministério da Defesa do Japão em um comunicado à imprensa na sexta-feira.

Esta é a primeira vez que a JMSDF avista um destróier Type 055, disse o comunicado.

A China ainda não anunciou informações relacionadas até o momento.

A entrada no Mar do Japão, mostra que o Type 055 ganhou a capacidade de patrulhar regiões marítimas distantes e é uma indicação do progresso da Marinha do PLA, disse Song Zhongping, especialista militar chinês e comentarista de TV, ao Global Times.

Esta operação é provavelmente programada de forma rotineira, permitindo ao Nanchang aprimorar suas capacidades de combate em sua missão, disse Song, observando que seria interessante ver se a flotilha do PLA navegará por outros estreitos perto do Japão e entrará no Pacífico ocidental.

O Type 055 pode não apenas liderar flotilhas navais, mas também acompanhar porta-aviões e formar grupos-tarefa de combate em alto mar da China, disseram os especialistas.

Nanchang, o primeiro Type 055 (clique na imagem para ampliar)
Nanchang, o primeiro Type 055 (clique na imagem para ampliar)

Comparação entre os DDGs Type 055 da PLA Navy e Atago da JMSDF
Comparação entre os DDGs Type 055 da PLA Navy e classe Atago da JMSDF

O movimento da flotilha do PLA veio depois que os ministros das Relações Exteriores e da Defesa dos EUA e do Japão alertaram contra “coerção e comportamento desestabilizador” da China após as negociações bilaterais “2+2” em Tóquio na terça-feira. Analistas chineses disseram na época que o chamado comportamento da China está na verdade relacionado à soberania ou interesses centrais da China, e a maioria dos atritos foi desencadeada por provocações dos EUA ou de seus aliados, portanto, são eles que devem repensar como reduzir o negativo impacto na região que poderia criar mais instabilidade.

Reiterando a natureza rotineira da operação, Song disse que o treinamento do PLA não é direcionado ao Japão ou aos Estados Unidos, mas esses países provavelmente vão perceber isso porque vêem a China como seu inimigo imaginário.

O PLA precisa aumentar sua capacidade de combate em mares distantes para salvaguardar sua soberania, segurança e interesses de desenvolvimento em um mundo incerto e instável, com ameaças externas de um pequeno círculo liderado pelos EUA, disse Song.

Com um deslocamento de mais de 12.000 toneladas, o Type 055 é um destróier de mísseis guiados com cerca de 180 metros de comprimento, 22 metros de boca e 112 células de mísseis de lançamento vertical (VLS) capazes de lançar uma combinação de mísseis superfície-ar, mísseis antinavio, mísseis de ataque terrestre e mísseis antissubmarino, e o navio de guerra também é dotado de capacidade de obter forte consciência situacional, segundo reportagens da mídia, levando analistas a dizer que o Tyoe 055 é um dos navios de guerra mais poderosos do mundo, se não o mais poderoso.

Um total de oito Type 055s foram construídos, com dois deles tendo entrado em serviço. O primeiro na classe, o Nanchang, entrou em serviço em 12 de janeiro de 2020, e o segundo navio Lhasa no início de 2021.

Tripulantes reunidos no convoo do Nanchang, o primeiro Type 055. Observar os trilhos para o sistema de recuperação dos helicópteros embarcados

O primeiro Type 055 fotografado pela JMSDF (clique na imagem para ampliar)

FONTE: Global Times

- Advertisement -

49 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Defensor da liberdade

Só queria 5 desses na nossa marinha, e aí sim teríamos marinha de verdade.

737-800RJ

Antes disso precisamos de um número suficiente de patrulhas costeiras e oceânicas, navios caça-minas, um navio-tanque, mais submarinos, mais escoltas de até 5.000 toneladas… 5 monstros de 10.000 toneladas sem toda uma estrutura mínima por trás não faria diferença pro Brasil. Claro que seria ótimo, mas se antes tivéssemos o mínimo.

Defensor da liberdade

É óbvio que precisaríamos de outros meios, mas que o Brasil tem sim capacidade de ter uma belonave deste porte, não fazem por que não querem.

Cristiano GR

Agora com essa pandemia fabricada por chineses, stf, governadores e prefeitos politiqueiros e sem vergonha, não tem como investir num projeto desses, mas tão o logo o Brasil se recupere e a quadrilha não consiga mais entrar no poder, é só querer.

Karl Bonfim

Ou seja é culpa da síndrome de vira-lata!

Wellington R. Soares

Sinto muito, mas conhecendo nosso Brasil, jamais teremos navios de escolta com esse deslocamento. Se conseguirmos uma fragata pesada de umas 6 mil toneladas já seria muito. Brasil e China são realidades totalmente diferentes. Por mais que não seja um país com todos os “direitos humanos”, pelo menos a economia anda. Por aqui temos tantos “direitos humanos” que boa parte da população vivem em favelas, 10 anos sem crescimento no país, carnaval maior “festa” do mundo, educação lamentável, sistema de saúde precário, transporte público sempre com uma multidão de gente abarrotada mesmo em pandemia, obras com mais de 30 anos… Read more »

Agressor's

Faço de suas palavras as minhas…

Cristiano GR

O que mais é mais ridículo de tudo é que aqui a folia é tratada de maneira séria.

Antoniokings

Isso é para o Japão entender o que pode acontecer se continuar nessa ‘american adventure’.
Não precisa ser muito esperto para saber o que esperar com três vizinhos que são potências militares como China, Rússia e Coreia do Norte.

Evgeniy (RF).

A Coreia do Norte, é claro, é um país muito “importante” ….

Antoniokings

Se é importante, eu não sei, mas creio que tem condições de fazer um enorme estrago, talvez irreparável para seus inimigos locais.
Até os EUA preferem não ‘bulir’ com ela.

Evgeniy (RF).

E o que entrar em contato com eles? Ninguém precisa deles de qualquer maneira.
Se não fosse pelo palhaço Trump, que era pouco versado em política externa, ninguém teria pensado que a Coreia do Norte é muito perigosa.
Sim, eles podem atirar em Seul com a artilharia e MLRS, ou lançar um único míssil no Japão, possivelmente com uma ogiva nuclear, mas nada mais.

Paulo Siqueira

Russia sucateada,Coreia do norte com uma força aérea antiquada e mesmo com a China,não seriam páreo contra Japão,Coreia do sul, Taiwan,USA,Índia,Austrália juntos!

Cristiano GR

Nessa pequena frase pode-se ver todo a importância das armas nucleares como mantenedoras da paz. Ninguém ataca nínguém aí porque sabem a m… que pode dar.

Tulio

Kings mandando um abraço pra ele mesmo através de outra conta.

Antoniokings

Saudações mk48

Esses excessos fazem parte.
Não é que as pessoas se ‘revelam’?

Forte abraço.

Eduardo

Cara, se a Coréia do Norte fizer qualquer burrice, a mesma será VARRIDA do mapa, igual se varre a sujeira do chão. Mal sobrará a poeira.

Antoniokings

Sim.
E a Coreia do Sul vai junto.
Depois, Rússia e China tomam conta de tudo.
Pode ficar tranquilo.

Antoniokings

Em tempo:
Hoje, China e Coreia do Norte trocaram mensagens reforçando a aliança entre elas.
Melhor deixar a CN quieta, vai que tio Xi se irrita.

https://www.marketwatch.com/story/xi-kim-share-messages-reaffirming-china-north-korea-alliance-01616470406?cx_testId=22&cx_testVariant=cx_1&cx_artPos=7&mod=home-page-cx#cxrecs_s

José Bittencourt

Dê meia dúzia de mísseis balísticos eficazes e o país “desimportante” se torna importante dor de cabeça.

Theo Gatos

Nada pode e nem vai acontecer… Pra China já seria com grande custo a anexação de Taiwan, mas faria sentido dentro de suas próprias convicções e história (pensando pelo lado chinês claro). Já com o Japão, a China não tem grandes pretensões de invasão ou ameaça de anexação que não das ilhas japonesas ao sul, mas que estão bem mais abaixo da prioridade chinesa do que outras coisas… Encarar uma guerra com o Japão, além de BEM mais custoso do que uma aventura com qualquer outro vizinho da região, não faz sentido estratégico nenhum para a China, então não vai… Read more »

Antoniokings

É só um recado para o Japão não comprar moeda furada americana.
Ademais, à China, basta deixar de ‘carregar nas costas a economia japonesa’, como vem fazendo há alguns bons meses.

https://www.yicaiglobal.com/news/japan-imports-from-china-jump-by-most-in-42-years-in-february

Em tempo.
Observe o ‘estrangulamento’ da Austrália que resolveu ‘peitar’ os chineses.
Esta semana, os americanos divulgaram que só voltarão a conversar com a China depois dela aliviar a pressão sobre a Austrália e que eles não deixariam um aliado para trás.

Observemos que será muito interessante.

Theo Gatos

Continuo achando que as cadeias produtivas podem ser redirecionadas caso necessário e o Japão vai continuar comprando material militar americano por longas décadas, até o Japão em si virar alvo, muita coisa já teria escalado de temperatura dando tempo pra uma cadeia toda de defesa ser acionada… . Não quero dizer que a China não possa mandar recados, como o ocidente manda os seus, mas o Japão sabe que nem de longe ele seria um alvo militar prioritário para os chineses que por sua vez sabem que qualquer conflito com os EUA não seriam nada simples de vencer no curto… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Theo Gatos
Carlos Campos

Primeiro que um navio como esse não vai colocar medo no Japão, manda mais 3, segundo que a CN não é uma potência militar, só nuclear, suas forças armadas são atrasadas.

Carlos Campos

atualiza aí então, já que CN tem forças armadas super fortes.

Carlos Campos

kkkkkkk vc comenta que eu falei em super trunfo com base em nada, te peço para explicar e você simplesmente se nega, por favor nunca mais responda a um comentário meu. não gosto de perder tempo com crianças.

Antoniokings

Prezado.

Kim está tripudiando dos EUA já faz um tempão e os americanos, nada.
Final do ano passado, fez um gigantesco desfile militar e apresentou seus novos mísseis balísticos que alcançam o território americano.
Resultado disso?
Os EUA agora farão menos ainda.
Sinto muito. É a nova realidade.

Carlos Campos

Xings mas meu comentário não nega isso em ponto nenhum, a CN é uma potência nuclear plena, logo poderão ter sua tríade nuclear, é a nova realidade, queiram ou não queiram,

marcos

CARLOS CAMPOS: Sai dessa ilusão… Aquela fronteira da CN com a China e por tabela a Rússia, já passou toda a “boiada”… Parafraseando aquele ridículo do Sales… O que conhecemos dos NC pelos desfiles é o mínimo que eles possuem em armamentos. Defesa aérea nestas alturas já há o fino da HI-TEC para impedir superioridade aérea de EUA e aliados sobre a CN.

Last edited 5 meses atrás by marcos
Elias

Vai lá para passar vergonha.:. Um patinho no tiro-ao-alvo .

Barak MX para o Brasil

Lindo navio.

Carlos Campos

Mutio lindo o navio e como sempre parabéns à china, mas é inegável a hipocrisia deles em dizerem que os EUA que trazem problemas para região, não é os EUA que fez ilhas artificiais dentro da ZEE dos outros, nem foi os EUA que MENTIU dizendo que essas ilhas nunca seriam militarizadas.

Wellington R. Soares

Me desculpe Carlos, mas pare de ficar imaginando que EUA são bonzinhos, nem eles e nem a China o são.
Quando os EUA invadiram os Iraque foi com o objetivo de capturar armas químicas e nucleares, que os mesmo alegavam que o Iraque possuía. Destruíram o país, levaram milhares de inocentes a morte e não foi encontrado nada.
Nesse mundo só existem interesses, seja do Ocidente ou Oriente. Bobo são países como o Brasil, que tem recursos para ser uma potência global e fica mendigando favores desse ou daquele, lamentável.

Last edited 6 meses atrás by Wellington R. Soares
Cristiano de Aquino Campos

Uma verdade inconveniente más não deixa de ser verdade.

Carlos Campos

Me desculpe Wellington, mas parece que você não me conhece, Eu não defendo a Invasão do Iraque em 2003, só a Operação tempestade no Deserto, também não defendo a criação dessas ilhas no mar do Sul da China, não defendo a atuação da OTAN na síria, não opoio a atuação da Rússia na Ucrânia e quanto a Ucrânia, são burros que acreditaram nos EUA, quer saber outro burro que acreditou no EUA? a URSS, os EUA disseram que a OTAN não ia crescer para o leste Europeu, ou seja eu não vejo nenhum um lado, vejo cada situação de forma… Read more »

Adriano RA

Creio que o destroier japonês na comparação com o type 055 deveria ser o classe Maya. Ambos recém saidos do forno.

Dalton

Sim, além de ambos os tipos serem os maiores combatentes de superfície de suas respectivas marinhas.

Wellington R. Soares

Que destroyer impressionante ! Com esse deslocamento de 12 mil toneladas ele já é considerado um Cruzador no Ocidente. É impressionante a velocidade como a China está desenvolvendo sua Marinha de Guerra, lançam um navio atrás do outro e a cada ano que passa existe um grande avanço tecnológico entre uma classe e outra. Por aqui mal conseguimos lançar um patrulha de 500 toneladas por ano, imagine um navio dessa envergadura ? Torcendo muito para um dia sair algum projeto para patrulha oceânico e que realmente as fragatas leves Tamandaré saiam do papel. O único alento é o programa dos… Read more »

Luís Henrique

Tivemos a oportunidade de ter um navio semelhante à este com o custo muito próximo ao de uma fragata leve Tamandaré. O cruzador ucraniano nos foi oferecido como offset no contrato para as 4 Corvetas, que no final viraram Fragatas Leves. Não estou dizendo que deveríamos ter optado pelas corvetas ucranianas, mas uma oferta de compra do Cruzador, nós poderíamos ter feito. Com alguns parceiros estrangeiros fornecendo sensores, canhões e mísseis, poderíamos transformar o Cruzador classe Slava em um navio muito poderoso, com sensores e mísseis Ocidentais, tais como Barak-8, sea ceptor, rbs-15 ou MANSUP, canhões de 127 mm, 76… Read more »

Roger

EUA, Inglaterra e França passam no estreito da China, China e Rússia passam no estreito do Japão. Até aí tudo bem, só acho muita viadagem dos dois lados.

Só não podem passar no meu estreito soberano, pois sou muito hétero…

João das Botas

Grande destroyer? Nova categoria de banheira flutuante junto com as corvetinhas-fragatas tatuapé!

Tulio

Ainda acho que, se as coisas continuarem assim, teremos um Japão nuclear muito em breve, talvez acompanhado de uma Coréia do Sul nuclear também.

Mazzeo

Navio com cara de sério …

nonato

Está na hora de os Estados Unidos darem um basta nisso.
Se não agirem agora, por vontade própria, depois, contra a vontade, talvez seja tarde demais.
Tem que quebrar os dentes do Dragão.
Bloquear o mar da China urgente.
Não entra nem sai nada.
Quebrar a economia chinesa..

Carlos Campos

Quebra a economia chinesa e quebra a Brasileira junto, a Australiana, e vários outros países no mundo, o Japão e a Coreia do Sul iam entrar em recessão, sem a China o Brasil ia virar a vadi…a dos EUA, e totalmente lascado, sem perspectivas, a não ser que a India viesse salvar o mundo fazendo sua economia bombar… claro nisso tudo a miseria no Brasil ia aumentar e voltariamos décadas, a Argentina ia virar um país de mendigos…. mas acho que você mora nos EUA e deve vender armas para eles, ou quem sabe é um banqueiro europeu que lucraria… Read more »

sj1

Vai lá pro Itramaraty, lá se sentirá em casa.

Kemen

Alguém invadiu o mar territorial ou zona econômica de alguém ? Não! Então segue tudo em paz no mar de Abrantes, uns navegam no “Mar da China” outros navegam no “Mar do Japão”, outros navegam no “Mar do irã”, outros navegam no “Mar Negro”, etc, etc. O resto é para achar que uma guerra com a China vai acontecer, vender e comprar meios e material militar as pencas, investir muito em armamento cada vez mais caro e vamos em frente. Parabéns a M. B. e ao nosso satélite, a M. B. por patrulhar as costas do Amapá, impedindo a pesca… Read more »

joão Fernando

Mar do Japão, do Japão. Da China, é da China. Fim

Kemen

Nein! Mar do Japão é o que fica la pelos lados do japão, Mar da China é o que fica la pelos lados da China, o direito de navegação entre o continente e as ilhas do Japão e as ilhas de Formosa é internacional, para qualquer tipo de embarcação, não entrando no mar territorial ou não explorando meios ou recursos da Z E E.

Last edited 6 meses atrás by Kemen
- Publicidade -

Últimas Notícias

Japão lança o ‘Hakugei’, segundo submarino classe Taigei

O Japão lançou ao mar o segundo de uma nova classe de submarinos diesel-elétricos. O novo submarino, que foi batizado...
- Advertisement -