sexta-feira, setembro 17, 2021

Saab Naval

Leonardo entrega primeiro helicóptero de treinamento TH-73A à Marinha dos EUA

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br
  • Um total de 130 aeronaves devem ser entregues até 2024. O contrato inicial de 32 aeronaves encomendadas pelo Departamento de Defesa dos EUA em janeiro de 2020, no total de US$ 177 milhões, também contava com um adicional de mais 36 helicópteros (US$ 171 milhões) em novembro de 2020.
  • O TH-73A, com base na variante IFR do comercial AW119Kx, servirá como o Sistema Avançado de Treinamento de Helicópteros para atuais e futuros aviadores estudantes da Marinha dos EUA, Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, Guarda Costeira dos EUA e aliados da OTAN.
  • A Leonardo também abrirá um centro de 10.000 m2 em Milton (Flórida) para fornecer serviços de suporte ao cliente e manutenção no Whiting Aviation Park, localizado em frente ao aeródromo da Estação Aérea Naval (NAS) Whiting Field, onde a frota TH-73 irá operar.

Filadélfia, 10 de junho de 2021 – Em uma cerimônia em seu campus da Filadélfia, a Leonardo entregou oficialmente o primeiro helicóptero de treinamento TH-73A para a Marinha dos EUA na manhã desta quinta-feira. A cerimônia contou com a presença do vice-almirante Kenneth Whitesell, comandante das Forças Aéreas Navais e Comandante da Frota da Força Aérea Naval do Pacífico dos EUA; Contra-Almirante Gregory Harris, Diretor da Divisão de Guerra Aérea (N98); e a Capitã Holly Shoger, Gerente do Programa Naval de Sistemas de Treinamento de Voo de Graduação. Também participaram da cerimônia o diretor-gerente da Leonardo Helicopters, Gian Piero Cutillo, e membros de delegações locais, estaduais e federais eleitas, incluindo o congressista Donald Norcross e o prefeito da Filadélfia, Jim Kenney.

A exigência total é de 130 aeronaves com entrega até 2024. O contrato inicial de preço fixo de US$ 177 milhões concedido em 2020 previa a produção e entrega de 32 helicópteros TH-73A, sobressalentes iniciais, suporte, equipamentos dedicados, além de serviços específicos de piloto e manutenção. Em novembro de 2020, o Departamento de Defesa dos EUA exerceu opções para adicionar 36 aeronaves em um contrato de preço fixo de US$ 171 milhões.

“O evento de hoje é um marco significativo para a Leonardo, marcando nosso esforço e compromisso crescentes em nos tornarmos não apenas um fornecedor, mas um parceiro e ativo estratégico para os Estados Unidos em vários setores”, disse Alessandro Profumo, CEO da Leonardo. “Estamos orgulhosos de ser um parceiro fundamental para o futuro da defesa dos EUA.”

“A Marinha dos EUA espera a mais alta qualidade de treinamento para seus futuros aviadores”, disse Gian Piero Cutillo, Diretor Executivo da Leonardo Helicopters. “Estamos honrados em iniciar a entrega do produto escolhido para esta tarefa. Hoje é apenas o começo de uma jornada que empreendemos para apoiar a Marinha à medida que ela molda as capacidades das futuras gerações de estudantes de aviação”.

Cockpit do TH-73A
Cockpit do TH-73A

“Este é um grande dia para a Leonardo e a Filadélfia. Produzir a aeronave que irá treinar os futuros aviadores navais de nosso país é mais do que uma honra, mas também uma experiência extremamente gratificante”, disse William Hunt, CEO da Leonardo Helicopters nos Estados Unidos. “Estou orgulhoso do trabalho árduo que nossos companheiros de equipe nos EUA deram para nos levar a esta primeira entrega e as muitas que virão.”

O TH-73A está substituindo a antiga frota de TH-57B/C Sea Rangers e servirá como a primeira aeronave de treinamento para milhares de Alunos de Aviadores Navais no NAS Whiting Field em Milton, Flórida, onde são treinados todos os alunos pilotos de helicópteros da Marinha, Fuzileiros Navais e da Guarda Costeira junto com várias nações aliadas da OTAN. Para apoiar esta nova frota, a Leonardo anunciou a construção de um novo centro de apoio de helicópteros de quase 10.000 m2 no Whiting Aviation Park, localizado diretamente na pista de NAS Whiting Field para manutenção e reparos imediatos e contínuos, com inovações esperadas para dezembro de 2021.

O TH-73A, com base na variante certificada por Instrument Flight Rules (IFR) do popular AW119Kx comercial, é perfeitamente adequado para voos de treinamento inicial, mas também é capaz de treinamento avançado. Com um motor Pratt & Whitney PT-6 potente e confiável, sistemas duplos de segurança e hidráulicos e aviônica digital avançada da Genesys Aerosystems, o TH-73 pode realizar todas as manobras do programa de treinamento da Marinha dos EUA para uma transição perfeita das manobras básicas para o treinamento operacional avançado. O Sistema Avançado de Treinamento de Helicópteros modernizará a tecnologia de treinamento da Marinha, passando do analógico para o digital, e é fabricado para atender estudantes de aviação até 2050 ou mais.

Sobre a Leonardo

A Leonardo, uma empresa global de alta tecnologia, está entre os dez maiores players mundiais em Aeroespacial, Defesa e Segurança e a principal e empresa industrial da Itália. Organizada em cinco divisões de negócios, a Leonardo tem uma presença industrial significativa na Itália, Reino Unido, Polônia e EUA, onde também opera por meio de subsidiárias que incluem Leonardo DRS (eletrônica de defesa) e joint ventures e parcerias: ATR, MBDA, Telespazio, Thales Alenia Space e Avio. A Leonardo compete nos mais importantes mercados internacionais alavancando suas áreas de liderança tecnológica e de produto (Helicópteros, Aeronaves, Aeroestruturas, Eletrônica, Segurança Cibernética e Espaço). Listada na Bolsa de Valores de Milão (LDO), em 2020, a Leonardo registrou receitas consolidadas de € 13,4 bilhões e investiu € 1,6 bilhão em Pesquisa e Desenvolvimento. A empresa faz parte do Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) desde 2010 e foi nomeada líder global de sustentabilidade no setor Aeroespacial e Defesa pelo segundo ano consecutivo do DJSI em 2020.

DIVULGAÇÃO: Assessoria de Imprensa – Leonardo no Brasil

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa

Enquanto isso aquela proposta de ter um único centro de treinamento de helicópteros para FAB/MB/EB, substituindo as aeronaves de treinamento mais antigas dessas três forças por uma só, deve ter se perdido em algum corredor em Brasília.

Rodrigo LD

Aqui não existe interoperabilidade entre as armas. É cada uma vendo a outra como concorrente, com as verbas cada vez menores que temos. Tenho até curiosidade de ver o que aconteceria em uma situação de emprego real que demandasse operação combinada.

EduardoSP

Com certeza em alguma gaveta do ministério da defesa.
Eles tem mais coisa com o que se preocupar.

Salomon

Não há dúvida. Questões candentes e que exigem decisões imediatas. Por exemplo: as fitas do bibico do CFN devem permanecer pretas ou devemos migrar para o azul escuro? As motos das Forças deverão ou não serem equipadas com cinzeiros?

Bille

Existe mais sob o céu e a terra do que a vã filosofia. Essa proposta existe, mas existem muitas arestas a serem aparadas. A ideia parece muito legal pra quem ouve, mas implementar é algo completamente diferente. Talvez se viesse de cima pra baixo a coisa aconteceria mais rápido, mas pra ser assim, precisa de $$. Se tiver $$ e uma ordem, amanhã começa (e muitos erros e falhas ocorrerão em 3-5 anos nesse processo de implementação). Existem dúvidas menores que são de fundamental importância tipo: Se é pra todos, de onde vem o dinheiro? do MD? Considerando as missões… Read more »

Groselha Vitaminada Milani

Esse modelo é o mesmo que a PRF comprou e furou os zoios do lobby dos pãos de queijo croissan e queijo branco Brie???

Groselha Vitaminada Milani

pois é né, quando tem uma concorrencia séria e com avaliações e testes, vencem aqueles que tem o melhor produto, custo e benefícios. Parabéns a PRF pela escolha acertada, e agora ratificada pelos Marinha dos EUA, Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, Guarda Costeira dos EUA e pelo Departamento de Defesa dos EUA.

Last edited 3 meses atrás by Groselha Vitaminada Milani
Salomon

Que grande oportunidade para o Brasil!

(Não sei qual, mas vamo manter o astral)

Bille

Buenas. É uma bela maquina. Monomotor certificada IFR. O H125 (que eu saiba) não é. Ela tem 2 sistemas hidráulicos, FADEC redundante, a cabine interna do tamanho do Dauphin. Consegue levar uma maca sem ter que tirar o assento do 2P (H125 não consegue, basta olhar o águia em SP que por vezes o pessoal voa com a porta aberta e a vítima com o pé pra fora – tem no YouTube), tem 200kg a mais de peso de decolagem e 70kg a mais de carga no guincho. Muito mais útil do que o H125 para as FA. Já tem… Read more »

- Publicidade -

Últimas Notícias

Submarino chileno realiza ataques simulados bem-sucedidos contra o porta-aviões USS Carl Vinson da Marinha dos EUA

Um submarino chileno da classe Scorpène concluiu recentemente o programa 2021 Diesel-Electric Submarine Initiative (DESI) com a Marinha dos...
- Advertisement -