terça-feira, setembro 28, 2021

Saab Naval

Global Times: O Reino Unido não deve tentar o próprio destino no Mar da China Meridional

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O grupo de ataque do porta-aviões HMS Queen Elizabeth do Reino Unido entrou no Mar da China Meridional no domingo através do Estreito de Malaca. Até agora, não fez nada em particular que possa atrair a atenção do público. O Washington Examiner, um meio de comunicação de direita dos EUA, publicou em 23 de julho um artigo que dizia: “A questão de saber se a ‘relação especial’ entre a Grã-Bretanha e os EUA é realmente tão especial … depende muito de um teste de 12 milhas no Mar da China Meridional – mais especificamente, se o primeiro-ministro Boris Johnson envia ou não um navio de guerra britânico a 12 milhas do território artificial chinês. “Mais cedo, o Reino Unido disse que a Grã-Bretanha não está procurando um “confronto”. Em vez disso, é “exercer seu direito à liberdade de navegação”, de acordo com a BBC.

A navegação do grupo de ataque do porta-aviões HMS Queen Elizabeth ao Mar da China Meridional foi um esforço do Reino Unido para mostrar sua presença na região. Advertimos seriamente este grupo: eles são obrigados a permanecer contidos e obedecer às regras. Siga as rotas de navegação internacionais atuais e fique a pelo menos 12 milhas náuticas de distância das ilhas e recifes chineses.

Os navios de guerra dos EUA entraram repetidamente nas 12 milhas náuticas das ilhas chinesas ilegalmente no Mar do Sul da China. Até agora, a China permaneceu contida em grande medida. No entanto, isso não significa que toleraremos tais provocações a longo prazo, nem significa que os aliados dos EUA possam aprender com a postura perigosa dos EUA. A China provavelmente aumentará suas tentativas de expulsar os navios de guerra a qualquer momento. No futuro, deter esse comportamento intrusivo que viola as águas territoriais da China é uma luta que a China está destinada a intensificar.

Aconselhamos os aliados dos EUA a serem particularmente cautelosos, manter uma distância suficiente das linhas vermelhas da China e evitar avançar. Eles devem ser francamente informados de que, se seus navios de guerra se comportarem de forma desenfreada como os militares dos EUA no Mar da China Meridional, eles provavelmente se tornarão um exemplo da China defendendo sua soberania e integridade territorial – assim como uma frase popular chinesa indica: executar um como um aviso para cem.

Desnecessário dizer que a China tem fortalecido suas capacidades militares no Mar do Sul da China. Isso não envolve apenas o envio de navios de guerra para a região, mas também preparações militares sistemáticas. A distância entre as regiões de ponto quente no Mar da China Meridional e o continente chinês é ideal para o uso de vários mísseis de médio alcance da China. Seria errado se os EUA e seus seguidores apenas contassem quem tem mais porta-aviões e caças na região. Esses porta-aviões seriam muito vulneráveis ​​a conflitos militares extremos.

Charge do Global Times sobre o poder da Royal Navy

O Mar da China Meridional é um canal de transporte marítimo internacional e sua liberdade de navegação foi historicamente plenamente realizada. De acordo com a lei internacional, navios de guerra, incluindo os dos Estados Unidos e seus aliados, conseguiram passar pelo Mar da China Meridional sem impedimentos. Mas se esses navios quiserem exercer pressão geopolítica e construir um muro para conter a China ao longo dessas linhas marítimas, esses navios de guerra enfrentarão um confronto da China. E a intensidade do confronto tende a aumentar constantemente.

A própria ideia de uma presença britânica no Mar da China Meridional é perigosa. Respeitamos o direito de passagem no Mar da China Meridional concedido pelo direito internacional às forças militares de todos os países, incluindo o Reino Unido.

No entanto, se Londres tentar estabelecer uma presença militar na região com significado geopolítico, isso apenas perturbará o status quo na região. E o Reino Unido simplesmente não tem capacidade para remodelar o padrão no Mar do Sul da China. Para ser mais preciso, se o Reino Unido quer desempenhar o papel de intimidar a China na região, está se rebaixando. E se há alguma ação real contra a China, é em busca de uma derrota.

Devemos também dar esse conselho à Austrália e ao Japão. Para a comunidade internacional, em primeiro lugar, existe uma rota de navegação no Mar da China Meridional. E então há disputas territoriais entre diferentes países regionais. Quanto às disputas, a China e outros países da região estão trabalhando para chegar a um Código de Conduta no Mar da China Meridional para resolver pacificamente ou administrar de forma eficaz essas diferenças. Em suma, isso é uma questão entre os países regionais. Os países fora da região devem apenas usar a via, em vez de se envolverem em disputas.

Os EUA querem “desempenhar um papel” no Mar da China Meridional, o que mostra sua hegemonia e fez da região uma nova linha de frente na disputa entre as grandes potências. Aqui no Mar da China Meridional, a China encerrará a luta entre as forças hegemônicas e anti-hegemônicas com os EUA. Todos os outros países fora da região são aconselhados a ficar longe desse confronto para evitar “lesões acidentais”.

Posições obtidas por satélite dos porta-aviões Shandong e HMS Queen Elizabeth no dia 28/7 

FONTE: Global Times – mídia estatal chinesa

- Advertisement -

119 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
119 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Claudio QUADROS

Ataca Inglaterra Otan inteira varre china do mapa .

PACRF

É necessário saber se os EUA e a “Otan inteira” têm interesse em “varrer a China do mapa”. São 1,4 bilhão de pessoas (consumidores em potencial) e 9.597.000 km² de terra, ou seja, é muito grande. Além disso, é o maior credor da estratosférica dívida pública norte-americana. Vale lembrar, que os EUA e a “Otan inteira” sequer conseguiram varrer o Taliban do mapa.

Helio Eduardo

Nehum dos dois lados têm esse interesse, mas se ocorrer um conflito, e isso os fãs da China não me perdoam, quem perde é a China. Uma coisa é o Dragão atuar no Mar do Sul da China e lá para os lados das ilhas Paracel, ao alcance dos mísseis em terra e sob a proteção da força aérea chinesa. Outra coisa seria a PLA Navy sair desse guarda chuva e confrontar uma força tarefa da OTAN. Será varrida dos mares. E tem a questão econômica: quem são os maiores fornecedores de comida, energia e matéria prima da China? Por… Read more »

PACRF

Não conseguiu explicar por qual razão o “ocidente” precisa destruir 1,4 bilhão de pessoas e 9,6 milhões de km² do planeta.

Nascimento

Nenhum império na história derrotou o Talibã. E diversos outros tiveram pesadas derrotas em guerras assimétricas. Um conflito contra a China seria uma guerra convencional totalmente aberta.

Hcosta

Os Taliban só foram formados em 1994. Talvez os Mujahideen?

Helio Eduardo

Não busquei explicar isso, estamos no campo das teorias. Mas vá lá: quem disse que para derrotar uma nação é preciso obliterar seu povo? À luz da primeira derrota, cai o PCC. Gostaria muito de ver a devoção chinesa quando faltar comida na mesa (ou a de qualquer outro povo). Do meu ponto de vista é até simples: EUA, e boa parte da Europa, o “core” do Ocidente, são autossuficientes em comida e energia, ainda que com restrições. A China não. EUA, e boa parte da Europa, são aliados de primeira ordem, e ainda poderão contar com Japã, Coreia do… Read more »

Hcosta

Aconteceu várias vezes na história da China e outros países e mesmo assim os regimes não caíram. Cuba por exemplo.
Não dá para simplificar muito as coisas.

Antoniokings

Resta saber se os americanos querem ver seu país virar pó por causa do Mar do Sul da China, né?

Pablo

Eis aqui o chines mais brasileiro de todos, ama o pcc mas nao larga a democracia e o capitalismo.
Tipo, faça o que digo mas não faça o que faço 😂😂😂😂

Helio Eduardo

Antoniokings,

TAmbém seria bom saber se a China quer correr o mesmo risco…..

A China pode muito, mas não pode contra a OTAN, por exemplo. Ela não é páreo, no mano a mano, para Japão, Australia, Inglaterra, etc, e seria um adversário de igual para igual aos EUA no cenário do Mar do Sul da China, Paracel, etc.

Mas, e isso é um fato, dificilmente os EUA estariam sozinhos e , aí, seria guerra aberta da China contra EUA, parte ou toda a OTAN, e mais, provavelmente, Japão, Coreia do Sul, Australia. Resultado: derrota.

Avai2021

China não é maior credor da dívida americana. Leia mais e não faça como alguns outros American haters do fórum.
Qual seria o interesse geopolítico em invadir a China por parte de qualquer país do Ocidente?
E o porque a China atacaria o Reino Unido?
Poderia deliberar sobre as respostas destas duas perguntas.

PACRF

A China possui títulos no valor US$ 2,353 trilhões ou 34,6% da dívida americana pertencente a países estrangeiros, ou seja, é seu maior credor estrangeiro. Não “amo” nem “odeio” os EUA nem nenhum outro país. Não há nenhum país no mundo 100% “bom” nem 100% “ruim”, inclusive os EUA e a China.

Last edited 1 mês atrás by PACRF
WSilva

Pensamento de moleque. Otan varre a China do mapa mas antes a China destrói o mundo todo inclusive o Reino Unido INTEIRO. E AI? Vai valer? rs

Antoniokings

Os americanos já sentiram o peso das armas chinesas e não têm boas recordações, não.

Antoniokings

Os chineses estão lançando um filme para mostrar uma grande vitória que tiveram contra os americanos na Guerra da Coreia.
Creio que os americanos vão preferir assistir ‘Cinderela’.

https://c7nema.net/producoes/item/101392-the-battle-at-lake-changjin-o-filme-chines-mais-dispendioso-de-sempre.html

Flanker

Bah…apelando pra cinema??

Leandro Costa

Flanker meu caro, como ousa criticar isso? A melhor, mais suprema e altamente incrível coisa que a Cultura Mundial jamais viu (e ouviu!) saiu da China!

Mas não tema. Se já não foi exposto à essa incrível obra que a Humanidade como um todo ainda há de reconhecer, a tecnologia torna tudo possível e através do YouTube você também poderá se tornar um convertido:

https://www.youtube.com/watch?v=nSPtz7wVDHI

Sinceramente, esse video é a maior contribuição cultural moderna da China. Morro de rir sempre que assisto 😛

Matheus S

kkkkkk

Muito bom.

Leandro Costa

O solo é de dar inveja ao saudoso Eddie Van Halen 😀

Matheus S

Essa é justamente a parte que eu mais gosto na música, tentei aprender a tocar guitarra visando justamente esse solo, mas infelizmente não tenho vocação nenhuma para tocar instrumento.

Leandro Costa

Eu tive o mesmo problema, só que meu momento de ‘agora eu vou tentar!’ foi com o solo de ‘More Than a Feeling’ do Boston. Cheguei à mesma conclusão que você, embora de vez em quando eu ainda arrisque na gaita.

Michel

Assim como os EUA fazem com os filmes de guerra (EUA sempre vitoriosos) através da indústria cinematográfica de Holywood. Toma lá, da cá.

zgzg

comment image
comment image
comment image

rui mendes

Então LPD´s, só pões os Chineses, e os Britânicos??
Falta aí muita coisa, mas compara com a NATO, pois foi a NATO que passou lá no mar da China meridional.

Renato de Almeida

Cláudio,
Vc é humorista.
Se somar todo o poderio naval europeu, não chega aos pés da China.
Isso eu li aqui mesmo numa matéria há dois anos.
Hoje, então nem se fala.
A China gostemos ou não começa a dar as cartas no mundo.
Obs: Na calada a Rússia vai incrementando e aumentando cada vez mais sua Frota de submarinos nucleares e navios de superfície.
Quando o ocidente abrir os olhos, já era.

Last edited 1 mês atrás by Renato de Almeida
Hcosta

Provavelmente, não chega mas o da China ainda não consegue derrotar o poder naval europeu.
Mas deve ser suficiente para enfrentar a Rússia.

Michel

E não haverá retaliação? Acha mesmo que Londres sairá incólume? Já foi o tempo…

Piassarollo

Quem mexe com fogo sabe que pode se queimar. Mas até que ponto a Royal Navy está disposta a arriscar? Os britânicos perderam muito de sua capacidade naval, contudo , ainda possuem uma frota de respeito e principalmente, aliados de respeito. Estão dando o recado para a China, mostrando claramente parte desse poder juntamente com a típica arrogância inglesa.

PACRF

A “arrogância inglesa” será colocada à prova quando a China estiver navegando com seus porta-aviões, escoltas e submarinos a 12 milhas do litoral do Reino Unido, valendo-se dos mesmos direitos hora alegados pelos EUA e seus aliados. É para isso que a marinha chinesa está crescendo no mesmo ritmo do seu PIB.

Franklin Apaza

Diga novamente, mas agora sem chorar. Kkkkkkkkkkkkk

Piassarollo

Acredito ser muito improvável que a China faça isso. Pelo menos por pura provocação. Qual o interesse? Mostrar poder? Isso ela já fazem outros mares.

Helio Eduardo

Que eu sabia, os limites marítimos ingleses são parte das convenções internacionais faz muito tempo, acho que décadas, coisa que não ocorre com a “ilhas” chinesas “feitas” na marra. Não que importe muito na hora que os canhões gritarem mas, legalmente, o Reino Unido tem razão, a China, não.

Last edited 1 mês atrás by Helio Eduardo
Antonio Palhares

Hélio.
Qual país grande e forte segue regras quando está sendo desrespeitado? Se a China afundar um navio Inglês acontece o quê ? Se a Rússia afundar um navio Inglês na costa da Criméia acontece o quê ? Esta provocações não servem para demarcar terreno e podem complicar as coisas.

Matheus S

A charge de uma certa forma é até engraçada.

Agressor's

A vitória de uma facção política é ordinariamente o princípio da sua decadência pelos abusos que a acompanham…

Flanker

O jornal falando em “primeira pessoa”, sobre “nós aconselhamos”….”nós advertimos”, personifica mais ainda seu caráter de porta-voz do PC chinês…..mas, eles não são os chinos, poderosos e celestiais seres superiores do universo? Por que encher o saco com um grupo de navios que não estão ameaçando sua impoluta soberania?

Leandro Costa

Acho que é digno de nota também o fato de eles simplesmente ditarem regras em águas internacionais. Aí é que mora o perigo.

Bosco

Flanker,
Fiz o meu comentário e não havia visto o seu. rssss
Perdão! Vai no mesmo sentido e torna o meu comentário redundante.

Flanker

Hehehe….tranquilo, Bosco. Abraço.

Bosco

Os chineses celestiais podem destruir a frota britânica com seus mísseis balísticos antinavios com o aceno de mão do Imperador Super Panda. Não há defesa possível. Fato! rssssss
É cada uma…

Last edited 1 mês atrás by joseboscojr
Agressor's

Os eua é o um país imperialista, eles querem interferir no mundo e sim, hoje eles são o país mais poderoso da terra, sendo um império do Tio Sam…Mas serão superados pelos chineses economicamente e a China se tornará no maior Império econômico….

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Teropode

Isto que vc fala é tão infantil que vou fazer uma observação tomando o cuidado para que vc não chore : Vc não precisa ser trilionario para peitar uma super potência , mesmo sendo a segunda economia global os EUA serão o eterno espinho na garganta da China , por que afirmo isto ? Porque as Rússia com toda sua dificuldade econômica continua sendo a nação que ainda trás mais preocupação para uma Europa dezenas de vê,és mais rica , sabe por quê ? Capacidade de destruição em massa não necessita de se ter trilhões em caixa e a história… Read more »

Agressor's

Babilônia caiu…

Roma caiu…

Rússia caiu…

EUA um dia caíra…

A próxima ascensão será da China, não tenham duvidas disso. E será em menos de 30 anos…

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Teropode

Hummmm 🤔 , bobagem , mas vou deixar vc com este entendimento simplório , será o seu castigo , permanecer nas trevas 😂😂😂.

Inimigo do Estado

Sim, podem. A ex-potência provoca por que sabe que o tio Sam vai socorrê-la, como nas duas guerras mundiais. Reino Unido é uma piada de muito mau gosto.

rui mendes

Só dizes asneiras e mentiras, os EUA não combateu sozinho na segunda guerra mundial, muito pelo contrário, qualquer um dos aliados, sozinho perdia a Guerra para os Nazis, e mesmo todos juntos, os Nazis se tivessem sido liderados pelos seus generais, como os Aliados e não por Hitler, a segunda guerra mundial teria durado muito mais tempo ainda e com muito mais mortos também, e na primeira guerra mundial, nem te respondo, vai ler e aprende. Claro, para quem dizia que os Britânicos, iam acabar os P.Aviões e vender os dois logo a seguir, pois não tinham dinheiro, deve dar… Read more »

WSilva

É que você é brasileiro e pensa como brasileiro, logo não vê problema nenhum navios de guerra na costa brasileira ou até mesmo atracar por aqui. rs

Teropode

Um pouco de honestidade intelectual não faz mal , ignorar que a China quer roubar águas territoriais de outras nações é falta de honestidade intelectual …..

Flanker

Sério? Tem certeza? Tu não tem a menor ideia do que escreveu……ķkkkkkkk

Alexandre

Acho burrice a China tentar algo militarmente porque é aquela coisa do provocador que quer tentar criar algum “incidente” pra se beneficiar e mesmo que tenha uma vitória militar, a GB (e os EUA e outros asseclas) vai poder reivindicar o papel de vítima. A China pode golpear naquilo que é o seu trunfo e que poucos têm parecido: um mercado consumidor de 800 milhões na classe média e mais 600 milhões (especialmente migrantes rurais) esperando se juntar a esse bloco de 800. Com o enriquecimento da populaçāo chinesa, várias empresas do setor terciário (serviços) esperam entrar no mercado chinês.… Read more »

Matheus S

Teve um caso similar assim com a Tesla de Elon Musk na China, embora não chegou a ter morte, mas a atitude dos manifestantes foi extremamente pesada. Os chineses jogam pesado.

Augusto L

Amigo, eu não queria comentar aqui pq acho que esse post e meio clickbait. Mas não aguento não responder comentário que envolvam a economia. Mas vamos la, a classe média Chinese não passa de 400 milhões de pessoas o que não e pouco mas muito meno que 800 milhões quanto aos outros 1 bilhão, esses vão permanecer eternamente na pobreza. Essa e a China do Futuro Uma Nação Rica Com 1 Bilhão de Famintos. “Ain mais o Xin quer transformar a China em uma potencia consumidora””. Realidade, ele não vai, nem tem um grande plano para isso, para seu conhecimento… Read more »

Pedro

Boa tarde pessoal, será que iremos rever o enredo do filme 007 –
O Amanhã Nunca Morre? Navios Britânicos passando em águas “internacionais” e são atacados por caças Chineses?

Antoniokings

O Reino Unido está indo pelo mesmo caminho da Austrália.
Não tem a mínima condição em um confronto contra os chineses e estão arriscados a ficar queimados com a potência emergente do Planeta.

Pablo

So que os britânicos fazem parte da OTAN, acha que a China vai comprar essa briga ?

Antoniokings

Prezado.

A população da China é bem maior que a de todos os países da Otan juntos.
Dentro de poucos anos, se contiuar nesse ritmo, a economia chinesa (em paridade de poder de compra) será maior que a dos países da OTAN.
Sua produção industrial idem.
Portanto, a China está seguindo seu caminho ‘impávido colosso’.

Pablo

1,5 bilhões de pessoas vao a guerra?
Ter mais gente nao significa ter mais militares, nao significa ter mais armas e poder de compra nao significa estar melhor preparado!!!

Teropode

Não xings , vc erra ao colocar poder de compra , riqueza e população como fator limitante , se assim fosse a Russia já estaria toda repartilhada , se esforce e pense , por que não foram ? E a vida boa chinasa acabou , tiveram 25 anos livres para conspiraram , agora o jogo é outro , o confronto começou e tudo que o ocidente quer é ver um navio Britânico ou Australiano sendo afundados por um navio chinês ……vamu vê se mordem a isca 😂, só lhes resta a propaganda para o público interno .

Last edited 1 mês atrás by Teropode
Zorann

Estão mais do que avisados.

Zorann

Isto é muito inteligente.

Você se antecipa e já avisa. Se os navios invadirem as águas disputadas, já não podem dizer que foi sem intenção, porque já estavam avisados. Aí passa a ser uma provocação sem motivo.

Gilberto gomes de oliveira

Lembrando que o chineses tem a Rússia fornecendo armamento via territórios.
A Otan tá uma sucata igual o Brasil de Bolsonaro.
A Inglaterra, um míssil acaba com a ilha.
A Irlanda pede independência.
Lula já voltando presidente, o Brasil ajuda a Argentina pegar as Malvinas de volta.
The end.

Leandro Costa

Nossa… Em qual universo paralelo é isso? LOL

Hcosta

Irlanda pede a independência? A quem?
Não estará a confundir com a Escócia ou até mesmo a Irlanda do Norte se bem que seja mais difícil de pedir a independência?

Brandão

kiaaakakkakakakakakakaka

Leo Rezende

Vc usa peyote,ayhuasca,daime,ópio…?

Joao Moita Jr

Reino Unido? De unido ja não tem mais nada.

SmokingSnake 🐍

EUA de unidos também não tem mais nada, nisso que resulta o multiculturalismo. Deviam ter prestado mais atenção no Brasil que sempre foi assim e nunca deu certo.

Teropode

O multiculturalismo é a arma do milênio , repare que todo ocidente sofre deste mal , talvez a China seja de fato a salvação dos Caucasianos e seus erros de escolhas . Por isso refuto apenas os comentários desonestos e não a China com seu plano de dominação , eles foram espertos em não cair na conversa fiada do multiculturalismo , eles , os russos e a Hungria .

Hcosta

Não, não é uma fraqueza.
Veja os seus exemplos e se são regimes exemplares.
Acho que é uma “ideia” perigosa e que nada tem a ver com os verdadeiros problemas dos países. Só serve para difundir o racismo e evidenciar a falta de ideias de quem as promove.

Michel

Um tanto quanto racista o seu comentário…

Bosco

Na verdade eu acho que dão muita corda para tudo que o líder chinês fala (ou deixa de falar). E até para o que ele não fala. O artigo sobre a expansão dos silos e dos mísseis ICBMs por exemplo, não tem nenhuma citação oficial ou pelo menos, oficiosa, chinesa. São apenas suposições e elucubrações americanas=, que já chutam até a quantidade de mísseis. Os chineses mesmo não disseram nada, mas mesmo sem eles falarem absolutamente nada a respeito do assunto a própria imprensa livre e isenta americana, que “diferente” da nossa, “não” torce para o quanto pior, melhor, trata… Read more »

Last edited 1 mês atrás by joseboscojr
Antoniokings

Imprensa livre e isenta?
Vamos perguntar pro Snowden ou pro Assange.

Flanker

Não, robozinho, livre e isento é o global times……

paulo araujo

O britânicos tiveram que fazer um grande esforço para reunir este GT e enviar para tão longe e este esforço foi recebido com congratulações no Reino Unido. O que é justo.
Mas, eu imagino o tanto de nostalgia dos velhos tempos em que a RN cobria os oceanos.

Nelson

A frota inglesa, representa a força da liberdade para os países oprimidos pela China.

Franklin Apaza

Aham, sei…

Inimigo do Estado

Ingleses e liberdade na mesma frase kkkkkk

Antoniokings

Pô!
Então a representação da força da liberdade ‘tá maus’.

Bosco

Acho engraçada que essa advertência partiu de uma… mídia estatal. Não são citadas nenhuma autoridade que proferiu tais “advertências” e “ameaças”.
Mas os sino-brasileiros vão ao delírio com o artigo que deixa a todos excitados com as ameaças dos chinas para com os odiáveis colonizadores. rssss

Leandro Costa

Não é engraçado que o post desses sino-brasileiros faz parecer até que são eles que escrevem essas matérias para o Global Times? O estilo e tom das matérias é o mesmo! Heheheheheeh

Bosco

Não duvido! Será que tem esse artigo original em inglês ou chinês ou ele é só da filial brasileira? Vou procurar…

Mestre D'Avis

Bosco, procura algo em que um jornal europeu ou americano faça ameaças directas em nome do estado por navios estrangeiros passarem perto das suas aguas.
Imagina jornais do UK ou da França ameaçarem afundar a frota Russa que regularmente passa pelo canal da Mancha? E os obrigar a ir a meio do Atlântico pelo caminho mais longo?
Mas como é a China todos batem palmas

Flanker

Leandro e Bosco, esses sino-brasileiros não seriam aceitos nem pra limpar o chão da redação de um jornaleco desses……mas, pra eles, os chinas são tão bonzinhos…..

Inimigo do Estado

Ninguém liga para quem mandou, sabemos que o Reino Unido não dura um dia contra a China, e isso é o que torna a ameaça da estatal chinesa completamente válida, e transforma a investida britânica na região uma completa piada, delírios de uma ex-potência.

Aceite os fatos bosquito.

Leandro Costa

Imagina o caminho contrário. A China indo até a Inglaterra para agredir (o que também não é o caso inglês, diga-se de passagem). Você acha que a China iria ter sucesso no Atlântico Norte? Porque não teria não. Então… Dá no mesmo.

Inimigo do Estado

Mas não é a China que está lá neste momento, foque no agora.

Antoniokings

Para bom entendedor…….

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

Pelo visto temos alguns guerreiros de supertrunfo se multiplicando…

Last edited 1 mês atrás by ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
Bardini

Alguém sabe por onde a Royal Navy vai voltar, ou ainda não divulgaram essa perna da viagem?

Hcosta
Bardini

Méh… Não vai dessa vez que eles passam por aqui então.

Hcosta

Não deve ter ninguém para comprar PA no Atlântico Sul.
Deviam estar mais atentos ao que se passa em África.

naval762

Essa reação toda diz mais sobre a China do que sobre o Reino Unido.

André Luís

Vá lá Rothschild! O elemento surpresa que vcs usaram lá na Rússia não vai mais colar na China! Vá lá. Passa lá. Preciso ver uma coisa…. rs!

SmokingSnake 🐍

Mas não sabem o que pode ter debaixo da água

Royal Navy Test Launches Trident II Nuclear SLBM [HD] – YouTube

Antoniokings

Esses ingleses não aprendem.
Levaram uma corrida na Rússia e agora vêm pedir desculpas à China.
Decadência……

Flanker

Quando eles estiverem de volta nos portos de origem, tendo passado, na ida e na volta, pelo mar que os chinas dizem que é deles, de que vai ter valido essa papagaiada toda dos chinos?

Pablo

Esses chinas e que nem disco arranhado, e só o antonio escuta como se fosse música inédita

Inimigo do Estado

É melhor mesmo. Se a Argentina com meia dúzia de biribas causaram a devassa na Royal Navy, imagine o que a China com 1000 vezes mais biribas é capaz de fazer.

Não será uma banheira com meia dúzia de F-35 que farão os tommies ganharem. Melhor Betinha tomar um remédio e ficar quieta na dela.

Flanker

Quanta bobagem…..Os argentinos causaram uma devassa na RN?? Em qual guerra??

Inimigo do Estado

Malvinas, 7 navios ingleses afundados. Agora imagina contra a China. A rainha vai ficar sem dedos de tanto roer as unhas.

Flanker

Sim, eu sei que vc se referia à guerra das Falklands e sim, os britânicos perderam 7 navios. Mas, os argentinos perderam o Belgrano, um submarino e tiveram que recolher a esquadra de volta aos cais, pelo risco de serem afundados pelos submarinos ingleses. Os ingleses perderam 2 Harrier, sendo um em acidente e outro por fogo amigo, se não me engano, é mais 8 ou 9 que estavam no Atlantic Conveyor, um dos navios afundados pelos argentinos. Já os plátanos, perderam 2 Mirage III, 11 Dagger e 22 A-4, alem de vários Pucará, 1 C-130 E outras aeronaves. Tudo… Read more »

Michel

E por que tanta eloquência em face dessas estatísticas? O sr. é britânico de nascença?

Brummbär

Off topic:
Lançado o projeto “Yasen-M” do submarino nuclear polivalente “Krasnoyarsk”
https://topwar.ru/185463-atomnaja-mnogocelevaja-podvodnaja-lodka-krasnojarsk-proekta-jasen-m-spuschena-na-vodu.html

Adriano Madureira

É melhor os ingleses tomarem cuidado, da última vez que estiveram na china, alguém afundou o HMS Devonshire lá…

Dalton

O “Devonshire” cruzador da classe County sobreviveu a guerra. O “Dorsetshire” da mesma classe, este sim foi afundado pelos japoneses, mas, no Oceano Índico.

Âncora

Ele fala desse HMS Devonshire

996A7817-CD88-4049-BA5F-C7448B6EF016.jpeg
Last edited 1 mês atrás by Âncora
Âncora

Olha lá

1306F310-E7E0-4BC5-A2DA-316BCD464954.jpeg
Adriano Madureira

Para quem gosta de filmes, entendeu minha postagem😊😊😂😂‼️

Leandro Costa

Eu tive que ir no Google para entender. Eu já tinha largado os filmes de Bond dessa época

Dalton

Não lembrava mais desse “fictício” de um filme do James Bond e os dois modelos que tenho na escala 1:1250 falaram mais alto ! Valeu !

Dalton

De um filme do James Bond, valeu !

Jhonn

Isso pode despertar o espírito patriota dos Argentinos e ameaçar a soberania da mãe Rainha no Atlântico sul?

William

Economias quebradas = GUERRA
Uma pena ver o rumo que as coisas estão tomando, uma dúzia de soldados morrem, a população paga a conta dos caixões e a “alta elite” global vende as armas e os caixões.

Luiz Trindade

Eu não acredito que a China queira entrar num conflito com o Reino Unido e respectivamente OTAN. Aquela velha máxima da Guerra Fria… Não vem senão te quebro na p… Mas na realidade sabemos que não é assim. Nenhum dos dois lados vai para um embate direto pois todos tem famílias em seus respectivos territórios e não querem perde-los num embate nuclear.

Bruno

As ILHAS é que são ilegais não a passagem dos navios. editorial precisa ter um pouco mais de seriedade

Leandro Costa

Bruno, a matéria é um clipping do Global Times, que é mídia estatal Chinesa, então vão sempre arrastar a sardinha para o lado deles.

Radagast, o castanho.

Este e o melhor, ate os animais marinhos aplaudem.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Grécia assina MoU com o Naval Group e MBDA abrindo negociações para o fornecimento de fragatas FDI HN

Em 28 de setembro, Nikólaos Panayotópoulos, o Ministro da Defesa grego, Pierre Eric Pommellet, CEO do Naval Group, e...
- Advertisement -