quinta-feira, janeiro 20, 2022

Saab Naval

Saab recebe novo pedido para o submarino A26 da Marinha Sueca

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Saab recebeu hoje uma nova encomenda da Administração Sueca de Material de Defesa (FMV) para continuar o desenvolvimento e produção, bem como expandir as capacidades, dos dois submarinos da classe A26 “Blekinge” anteriormente encomendados pela Suécia. O valor do pedido é de SEK 5,2 bilhões e a entrega dos dois submarinos ocorrerá em 2027 e 2028

“A Saab está atualmente construindo o submarino convencional mais avançado do mundo. As novas capacidades que serão adicionadas ao A26 darão uma vantagem adicional dentro do sistema de armas e tecnologia stealth, entre outras coisas. Com o apoio de funcionários qualificados e investimentos da Saab, a importante capacidade industrial de submarinos na Suécia foi restaurada”, disse Micael Johansson, presidente e CEO da Saab.

Em junho de 2015, a Suécia encomendou o novo submarino da classe A26 “Blekinge”, feito sob medida para as condições suecas. A capacidade de construir e criar submarinos coloca a Suécia entre os poucos países do mundo com capacidade para desenvolver submarinos avançados. A capacidade do submarino sueco está entre as mais modernas e econômicas do mercado.

Sobre a Saab

A Saab atende ao mercado global com produtos, serviços e soluções líderes mundiais em defesa militar e segurança civil. A Saab possui operações e funcionários em todos os continentes ao redor do mundo. Por meio de pensamento inovador, colaborativo e pragmático, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às necessidades de mudança dos clientes.

Submarino A26 VL, com módulos de lançadores de mísseis de cruzeiro
Submarino A26 VL, com módulos de lançadores de mísseis de cruzeiro

DIVULGAÇÃO: Saab

- Advertisement -

20 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lúcio Sátiro

Realmente impressionante, mas será que seria tão modero quanto os submarinos japoneses ? Essa configuração com lançadores de mísseis ficou muito legal.

Piassarollo

Lucio, cada um faz a sua propaganda, sem dúvida é uma máquina no estado da arte, mas dizer que é o mais avançado… fonte saab

Carlos Campos

boa pergunta. os editores bem que poderiam fazer um compartivo, bateria, alcance, velocidade de tempo para snorkear, quem leva mais armas, quem aplicou mais medidas para o silêncio, os sonares, a hidrodinâmica. etc

Jodreski

Seria interessante sim…. mas seria aquela comparação estilo Super Trunfo, talvez algo que os editores evitam.

Mk48

Além do fato de que as informações de performance reais não são divulgadas.
.

Pedro Bó

Parece que as novas gerações de submarinos seguirão essa tendência de capacidade de ataque ao solo com misseis de cruzeiro em VLS, o que é bastante interessante, visto a furtividade dos submersíveis.

Joao Moita Jr

Ontem vi um vídeo muito bacana sobre um submarino da Marina Militare

https://youtu.be/vQjSpjlowWo

Hilton

É o Salvatore Todaro, modelo U-212 com Sistema AIP. Realmente é um belo vídeo. Será que a MB irá realizar um vídeo assim do Riachuelo?

Satyricon

Vídeo muito bom João.
Interessante é perceber, quando à superfície, à ré da vela, um conjunto de blocos retangulares, fixados aos pares, um de cada lado do casco, que servem para a fixação de micro-submarinos de assalto, (supostamente secretíssimos)

Satyricon

Interessante TB é o fato de já preverem a operação de ROV (veículo subaquático remotamente operado) à partir do sub. Desconheço se os SBR ou SNBR terão essa capacidade.

Carlos Campos

Com motores stirling ele fica mais silecioso, porém não sei se ele consegue ser mais silencioso com o dos Japas, que até a movimentação da tripulação é uma preocupação de ruído, o assoalho tem menos contatos com o casco para passar menos vibração, além de que tem as baterias dos Japas levam mais carga de energia, estão tentando fazer um Snorkel aprimorado para ser mais rápido na superficie, ao mesmo tempo vai recarregando as baterias modo ultrarápido igual um smartphone, queria um comparativo entre esse sueco e os subs japoneses.

Diego

Os japoneses usam os motores stirling dos suecos em seus submarinos da classe Soryu, mas abandonaram essa tecnologia em seus últimos submarinos lançados ao mar, um dos motivos era porque o motor stirling possui partes móveis e isso gera um pouco de ruído, preferiram instalar somente baterias de lítio sem a tecnologia AIP com motores stirling nos novos submarinos que estão construindo da classe Taige.

Antonio Cançado

Essa seria a minha escolha para a MB…

carvalho2008

Vinte e quatro misseis de cruzeiro neste ultimo

Imagine fossem GLSDBs ….dariam mais de 120 unidades

Peter nine nine

Marinha de Portugal com os seus U214: Bem, foi bom estar na vanguarda durante uns anitos…

Uma pergunta, serão mesmo lançadores exclusivos para mísseis de cruzeiro, ou serão mísseis de duplo uso para o espectro naval e terrestre ª_ ª, como alternativa aos tubos de torpedos para esse fim. No U214, por exemplo, o Harpoon sai pelo tubo do torpedo, com capacidade para ataque ao solo, mas ai falamos de um míssil naval, com capacidade terrestre, sem lançador exclusivo ou dedicado.

CESAR ANTONIO FERREIRA

Até hoje fazem uso de solda parcial…
Vá entender.

Eduardo

Aposto que é mais barato de comprar, mais barato de operar e mais moderno (competente) do que os Scórpene.

José Carlos David

Dá inveja! Um pequeno país com tecnologia avançada em todos os setores!

Marcos 10

O país deles não é sugado por pessoas que não trabalham, não produzem.

Jorge Knoll

E não só isto, têm FFAA bem enxutas, onde o reservista pode ter a marma em casa, pelo menos era assim antigamente, e usam as estradas para decolar, baixa, abastecer e municiar os aviões, pelo menos é o que acontece com os caças Gripen., ao contrario de nós onde 92% do orçamento é comprometido com a folha de pagamento de militares ativos, inativos, pensão, inclusive filhas de militares. Para vocês terem ideia, um Coronel da Reserva, já falecido, teve 3 filhos, duas filhas mulheres, e um filho homem. A pensão que recebiam do pai, por deliberação delas, era dividida entre… Read more »

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

40ª força-tarefa da Marinha Chinesa é enviada para missão de escolta no Golfo de Áden

A 40ª força-tarefa da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy) partiu de um porto militar...
- Advertisement -