quarta-feira, dezembro 1, 2021

Saab Naval

Força-tarefa sino-russa navega ao redor do Japão

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Uma armada naval conjunta sino-russa navegou ao redor do Japão após um exercício conjunto no Mar do Japão, navegando por uma estreita via navegável internacional entre duas das principais ilhas japonesas.

A força-tarefa de 10 navios, dividida igualmente entre navios chineses e russos, navegou pelo Estreito de Tsugaru, que corre entre as ilhas japonesas de Hokkaido e Honshu, durante o trânsito do Mar do Japão para o Pacífico ocidental em 18 de outubro.

O Estreito de Tsugaru é uma via navegável internacional que fica a apenas 12 milhas em seu ponto mais estreito. O Japão reivindicou águas territoriais nos estreitos que se estendem por três milhas náuticas (5,6 km) de suas costas, significativamente menos do que o máximo de 12 milhas náuticas (22,2 km) permitido pelo direito internacional.

Isso significa que a força-tarefa sino-russa estava navegando em águas internacionais ao longo de sua passagem, que então viu os navios virarem para o sul ao longo da costa japonesa antes de ir para o oeste entre a Ilha Sumisu e Torishima nas ilhas Ogasawara do Japão nas primeiras horas de 21 de outubro.

O grupo de navios da a Marinha do Exército de Libertação Popular da China incluía o destróier Type 055 Nanchang (101), o destróier Kunming Type 052D (172) e as fragatas Type 054A Binzhou (515) e Liuzhou (573) acompanhados por um navio de reabastecimento Type 903A (902).

A identidade exata do último navio é incerta, pois a PLA Navy está em processo de renumeração de sua frota de reabastecimento e coleta de informações, mas acredita-se que seja o Dongpinghu, que anteriormente tinha o indicativo visual 960.

Enquanto isso, os navios russos eram os destróieres da classe “Udaloy”, Admiral Tributs (564) e o Admiral Panteleyev (548), as corvetas da classe “Steregushchiy” Gromkiy (335) e o herói da Federação Russa Aldar Tsydenzhapov (339) e o navio de instrumentação de mísseis Marshal Krylov (331).

A Força Marítima de Autodefesa do Japão, ou JMSDF, manteve uma vigilância atenta sobre o grupo-tarefa enquanto ele navegava perto das águas do Japão, com os caça-minas Aoshima e Izushima presentes enquanto os navios russos e chineses cruzavam o Estreito de Tsugaru. Os japoneses também desdobraram uma aeronave de patrulha marítima P-3C Orion de sua Fleet Air Wing 2 em Hachinohe para monitorar a força-tarefa.

Enquanto o grupo-tarefa descia pela costa leste do Japão, a JMSDF continuava monitorando seu progresso, com os destróieres Yamagiri e Takanami se revezando para vigiar enquanto os interceptadores da Força Aérea de Auto-defesa eram acionados em resposta a helicópteros Kamov Ka-27 e Ka -28 helicópteros voando dos navios russos e chineses.

Os navios chineses e russos participaram do exercício Naval Interaction 2021, que ocorreu de 14 a 17 de outubro. Um comunicado à imprensa do Ministério da Defesa russo disse que um navio de resgate e um submarino de ataque diesel-elétrico da PLA Navy também estavam envolvidos, enquanto o contingente russo incluía o submarino Ust-Bolsheretsk, dois caça-minas, um barco com mísseis e um rebocador de resgate.

Os caças multifuncionais russos Sukhoi Su-30SM Flanker e aeronaves antissubmarino não especificadas também estiveram envolvidas no exercício, que incluiu tiros real e treinamento de guerra antissubmarino. A Rússia também afirmou ter expulsado um destróier americano para fora das águas de exercício, embora a Marinha dos EUA tenha dito que o USS Chafee estava em águas internacionais antes da área ser fechada para o exercício.

FONTE: Defense News

- Advertisement -

156 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
156 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Fernando

E qual o problema?

Agressor's

Estamos nesse mundo, essencialmente, para que coisas sejam destruídas…depois da destruição, Deus inicia seu trabalho…

Assista a destruição…!!!…

Antoniokings

A aliança China-Rússia é um fato consumado e criou a maior potência militar jamais vista.
Aliou as capacidades militares e tecnológicas de duas superpotências com um inesgotável potencial humano e financeiro, principalmente da China.

Mk48

Bom dia amigo Kings.
.
De fato, militarmente formam uma aliança invejável.
.
Abs

Antoniokings

Prezado Mk48

Saudações!

Hoje é o dia em que a Terra treme!

Mk48

Sim !!!!
.
Eu havia esquecido !!!
.
Bem lembrado Kings.
.
Saudações rubro-negras-campeão!
.
😂😂😂😂😂😂😂😂😂😎😎

Antoniokings

Só não pode tripudiar.

kkkkkk

SDS

carvalho2008

RZRZ

Jefferson

King, uma grande potência kkkkkkkkkk chines fica rico e some da China e russa vai se prostituir na Europa.
Acorda para o mundo!
Rico é ter liberdade, você é rico aqui no Brasil!

WSilva

Vá ter liberdade na África ou Índia onde não se tem nem capim para comer.

sub urbano

Verdade, Kings, se acontecer mesmo seria o país com mais recursos naturais aliado com o país de maior população.

WSilva

Eu já falei noutro post que o Japão ia pagar caro por se aliar com o Hitler, não aprendeu a lição e se ajoelhou a coerção americana e agora vai pagar o pato por ter se aliado aos EUA, que por sua vez deve estar dando gargalhados pensando ”pelo menos ainda não estão aqui na minha costa, que dane-se o Japão”.

Israel

USA e maior q China e Rússia junto!! lembre não esqueça!

WSilva

Com nick ”Israel” só falta agora pendurar a bandeirinha dos EUA no retrovisor do carro. rs

Allan Lemos

Essa aliança deveria ser estendida aos BRICS, o Brasil teria muito mais a ganhar do que se aliando ao Ocidente através da OTAN.

Yuri Dogkove

Aqui, a ideologia por parte do alto comando militar não permitiria! Tem que morrer abraçado com o ocidente, mesmo que seja a troco de nada…

Allan Lemos

Pois é, eles ainda não saíram da época da Guerra Fria.

Antoniokings

Allan Lemos

Concordo plenamente.

WSilva

O ocidente tem medo do Brasil, por isso querem nos manter atrasados.

Mk48

O SSK Ust-Bolsheretsk é da classe Kilo e pertence a frota russa do pacífico.
.
O interessante é que toda FT russa possui um rebocador como uma das suas unidades.

sub urbano

Nem eu botava fé nessa aliança sino russa, mas parece q vai vingar mesmo. De qualquer forma o Japão é uma ameaça latente e precisa ser monitorado. Se rebelarem qualquer dia, devido a geografia insular do país e sua economia, não seriam dobrados facilmente.

Antoniokings

E muito provavelmente estará criando desafios estratégicos que os EUA não conseguirão superar.
Do Ártico ao Extremo Oriente.
Do Caribe à Europa.
Os países europeus, ao que parece, estão retirando o carro fora.
Esta semana foi publicado que vão se restringir à defesa de seu território, principalmente no que diz respeito à Rússia.
Novos tempos se avizinham.

Hcosta

Não me parece que seja dessa forma.
Países Europeus se reforçando também beneficia os EUA que podem desviar os recursos. E os EUA tem Aliados verdadeiros.
Ou acredita que a China conseguirá ter o mesmo “alcance” político que os EUA?

WSilva

O alcance dos EUA será um fardo para o país, no longo prazo vocês veram o que eu quero dizer que os ”aliados” dos EUA vivem numa situação de quase refém. Muitos não conseguem ver isso porque estão presos na dualidade de EUA x China ou ocidente x oriente ou democracia x socialismo, mas se você der 3 opções para os países sendo elas: A se aliar aos EUA, B se aliar a China e C permanecer neutro, com bom transito com todos e sem sofrer nenhum tipo de pressão ou coerção de EUA e nem de China, advinha só… Read more »

Hcosta

Ainda não deu nenhum exemplo de um país refém dos EUA.
Reféns da China e da Rússia posso dar alguns exemplos e a um nível muito mais perigoso.

WSilva

Pesquise sobre as sanções aplicadas pelos EUA em seus ”aliados”.

Antoniokings

A propósito.

O analista militar David Axe publicou artigo na Forbes dizendo que os EUA não têm condições de se defender de um ataque nuclear em larga escala da China ou da Rússia.
No máximo, seu sistema postado no Alasca, California e Leste Europeu seria suficiente para um ataque de pequena monta tipo da Coreia do Norte ou eventualmente do Irá.

WSilva

O Japão é inofensivo, quer dizer, o maior risco que existe em relação ao Japão é este país ocupado lançar uma missão suicida e iniciar uma terceira guerra mundial. Os EUA não pensará duas vezes antes de sacrificar seu peão oriental para entregar danos a China e Rússia, o perigo mora aí.

Last edited 1 mês atrás by WSilva
Hcosta

Então não haverá 3GM. Se ninguém defender o Japão, é um conflito local.

Mas o Saddam também pensava da mesma forma em 1990…

WSilva

Se o Japão atacar alguém primeiro, vai morrer sozinho.

Logo, o Japão terá que engolir muito sapo, ahh vai…

Hcosta

E em que cenário o Japão ataca alguém?

WSilva

Não foi você que disse aqui ou noutro post que o Japão poderia atacar a Coreia do norte preventivamente?

Apesar que se isso acontecer, com certeza terá o aval dos EUA pois quem manda no Japão é os EUA, mas de qualquer forma seria a morte do Japão e os EUA não vai sacrificar o Japão pela Coreia do norte, mas sim pela Rússia ou China, principalmente China.

O problema é que aí os EUA não estaria mais apenas sacrificando o Japão, mas também boa própria de sua população e território.

Hcosta

Aliança é muito mais do que manobras navais.

Heitor

Japão é como Alemanha , aliança é só para economizar dinheiro , se exigir demais largam a barca. Não são burros de entrar em rota de fogo para os outros.

Hcosta

Como qualquer outro país.
Alguns nem sei em que mundo vivem. Comparar Japão com a Coreia do Norte, entre outros exemplos.

Slow

Comparar Japão com Coreia do Norte é injusto mesmo , um tem armas nucleares e o outro não .

rui mendes

Aliança é para ficarem mais fortes, tanto o Japão como a Alemanha, são dos países que mais gastam com defesa, para lá de serem sozinhos, o 3º e 4º países mais ricos do mundo, chega para ti.

WSilva

Tipo a aliança com os EUA, deixam você para trás quando o bicho pega…

Aí sim é aliança. rs

Thiago A.

È normal esses exercícios incluírem rebocadores para resgate ou só uma precaução dos russos por receio que se repitam problemas como no caso do Kuznetsov?

Dalton

É normal por conta da Rússia não contar com muitas bases no exterior onde poderia buscar
ajuda para seus navios e os rebocadores russos podem também auxiliar no combate a um eventual incêndio.

Mk48

Nada disso.
.
Besteira.
.
A China também não possui praticamente (ainda) nenhuma base no exterior, mas em seus deslocamentos não leva nenhum rebocador .
.
No mais , essa FT conjunta não navegou tão longe assim da base da frota russa no pacífico, qualquer emergencia seria atendida de qualquer maneira.
.
O rebocador se faz necessario porque a frota russa de superfície é velha mesmo.

Dalton

Foi o que li inclusive um forista russo que as vezes nos brinda com comentários
aqui escreveu algo semelhante.
.
Um rebocador é uma garantia de maior independência caso algo dê errado e na maioria dos casos nada acontece e como também li podem ser muito úteis no combate a um incêndio.
.
Se a China e outras marinhas, inclusive outras com navios velhos tem uma doutrina diferente para isso é outra coisa, mas, os russos tem feito isso há décadas.

Mk48

Você pode ler o que quiser.
.
Se levar um rebocador junto com uma FT fosse boa prática, por que só a Russia leva ?
.
Sera que isso é tão sigiloso ?
.
Me fala outra marinha que faz isso.
.
Eles levam porque seus navios são velhos.
.
Não querem passar vexame.
.
Só isso.

Last edited 1 mês atrás by Mk48
THIAGO AIANI

Valeu meu nobre, meu palpite é que fosse por conta da idade dos navios mas como nunca reparei e nem acompanhei os exercícios dos russos não tinha como afirmar sobre, se era doutrina ou necessidade mesmo.
Abs

Dalton

Navios da US Navy particularmente os mais antigos também podem dar problema, mais recentemente o USS Vella Gulf (CG 72) teve que retornar a base quando encontrava-se no meio do Atlântico e depois de reparado ainda precisou de reparos emergenciais quando passou pela base espanhola de Rota. . Ninguém quer passar vexame com navio “velho” e os russos preferem ter um grande rebocador oceânico para uma eventualidade do que ter que pedir ajuda a um país não alinhado. . Putin inicialmente recusou ajuda para socorrer o “Kursk” e quando aceitou era tarde demais tanto que não repetiu o erro e… Read more »

Esteves

Como não entendo nada de navio vou pela síntese.

Parece ao Esteves que o MK não está errado. Esses navios russos são velhos e pesados. Um navio desses sem conseguir manobrar é um alvo interessante até para um submarino convencional que consiga se aproximar.

Tem jeito de…se algo acontecer não vamos pedir ajuda aos chineses…afinal fomos nós que ensinamos a eles.

Reboca o pesadinho e as centenas de mísseis e passa a régua. De preferência…nem comenta.

Vinicius Momesso

Engraçado que a Marinha Soviética também se utilizava de rebocadores.
É apenas uma garantia a mais.

Teropode

E ao contrário do que diz os expecialistas eram navios novos , ou seja não eh uma questão de serem velhos , os soviéticos sempre enviaram rebocadores junto com suas forças tarefas , mesmo as com navios novos ….

Teropode

Bobagem bobagem , seu palpite tá errado , eu respondi e postei fotos de grupamentos cheios de navios novos na era soviética e junto destas forças tarefas iam rebocadores …….

Guilherme Gabriel Lins

o que acontece com o Kuznetzov, e o que aconteceu com os navios da classe sovremenny (alguns retirados do serviço com menos de 10 anos por problemas crônicos na propulsão), são evidências que mostram que o senhor está correto.

THIAGO AIANI

Obrigado pela resposta mestre Dalton .
Um grande abraço.

Teropode

Correto , alias esta doutrina já era utilizada na década de 80 , onde havia só navios novos nas forças tarefas 👍👍💐💐

rui mendes

A frota Russa de superfície é velha???
Quem dera à grande maioria dos países terem os meios de superfície dos Russos.

Last edited 1 mês atrás by rui mendes
Teropode

Normal , são águas internacionais , assim com as águas que passam na Criméia e em toda mar da China , este exercício demostra que a choradeira chinesa não faz sentido e eles sem perceber validaram isto agora ….

Teropode

Foi um erro de cálculo pois este exercicio não tem valor como uma ameaça pois ali tudo eh apertadinho e este tipo de ameaça já está no cálculo japonês , portanto sem novidades ……

WSilva

Então China e Russia podem navegar ao lado dos EUA e do Brasil?

Cuidado, tu vai ter que sustentar isso até o fim, pau que bate em Chico bate em Francisco.

Hcosta

Se não fosse assim a Rússia nem podia sair das suas bases no mar Báltico e no mar Negro.

Allan Lemos

Desde que não invadam a nossa ZEE. No nosso caso, o problema não seria China, Rússia ou qualquer outro país navegarem por essas bandas, seria o Brasil não ter radares, satélites e navios para acompanhá-los de perto.

Esteves

ZEE não impede a navegação.

O limite territorial é 12 milhas.

Allan Lemos

É verdade. Mas a China e uma minoria de países têm uma interpretação diversa da lei internacional que não restringe as atividades militares dentro da ZEE.

A China frequentemente convida os outros países a deixarem a sua ZEE. Dessa forma, levando em consideração o princípio da reciprocidade, os demais países também não deveriam permitir atividades militares chinesas em suas ZEEs. Não que o Brasil tenha cacife para mandar a China fazer ou não fazer alguma coisa, é claro.

Esteves

Pesqueiros chineses, vietnamitas, espanhóis, egípcios, japoneses, mexicanos, coreanos e outros invadem a ZEE de vários países.

É por essa e por outras que precisamos de controle, vigilância e porrete dos navios patrulha oceânicos. Dezenas deles.

Quem tem cuida.

Mk48

Exato , pela 2a vez !

Esteves

ZEE precisa de controle, vigilância e atividade econômica.

Declarar e pretender ZEE de 200 ou 350 milhas depende disso. Ou não será reconhecida e respeitada.

Invadiu…bota pra correr. Se não tem navio…

Mk48

3a vez! Ta ficando chato, hein ? Rsrsrs .
.
Corretíssimo.

Mk48

Exato Esteves !

WSilva

Será que vocês ainda não sacaram que esses movimentos no mar do sul da China, mar negro e agora mar do Japão NADA tem a ver com liberdade de navegação? Meu deus do céu, em que mundo vocês vivem? Esses movimentos são claramente movimentos para minar a influência desses países, ou seja é uma provocação. Não há como resolver essa questão sem que países fortes e grandes tomem o controle da situação e assim force os demais países fortes e grandes a respeitar seu quintal. Até isso não acontecer, vamos ver esses movimentos provocativos, e em breve vai chegar lá… Read more »

Teropode

Sendo em águas internacionais sim , só não podem tomar posse pois eles são de direitos globais , até nas águas internacionais do Caribe eles podem circular , qual o problema ? Oque vc não entendeu sobre isto ?

Dalton

Os 2 “Udaloys” representam metade dos destinados a Frota do Pacífico, os outros dois sendo o “Marechal Shaposhnikov” que passou por um longo período de modernização com a intenção de reclassifica-lo como fragata inclusive em uma fase inicial de qualificações e o “Almirante Vinogradov” que encontra-se sendo modernizado para o mesmo patamar.
.
Os outros dois grandes combatentes de superfície da Frota do Pacífico são o cruzador “Varyag” um dos 3 da classe “Slava” e o destroyer “Bystryy”da classe “Sovermennyy”.

Teropode

Também há o risco desta relação trazer problemas para a Rússia em rê)ação aos seus clientes de armas , como Índia , Indonesia , Vietnam , a não ser que a China desista da pretensão de lhes roubar as águas territoriais e de parte de seus territórios , talvez seja este jogo dúbio da Rússia que tem afastado um cliente vigoroso como a Índia , parece que a Rússia já se convenceu que para sobreviver terão que se transformar numa grande granja e ficar na sombra da China e , ver sua população substituída por Hans , um fim melancólico… Read more »

Leonardo

Será que o Japão dá conta?

Dalton

Sem problemas, a marinha japonesa tem dezenas de combatentes de superfície alguns dos quais considerados entre os melhores do mundo, 20 grandes submarinos convencionais, fora dois utilizados exclusivamente para treinamento garantindo excelência das tripulações e a Força Aérea é muito bem equipada também.
.
Mas, acima de tudo, trata-se de um exercício naval relativamente modesto que será monitorado garantindo que certas regras sejam respeitadas.

Luís Henrique

Sem falar que o Japão possui a 2a maior frota de aeronaves de Patrulha Marítima com mais de 100 P-3 e Kawasaki P-1.

Mk48

O Japão sozinho, não.
.
Só cantam de galo porque os EUA estão por trás.

Dalton

Se ele referiu-se aos 10 navios dos quais 2 são antigos e não modernizados Udaloys e 4 corvetas, então, não impressionam as forças armadas japonesas.

Mk48

Melhor você ficar comentando sobre a USnavy.
.
Suas incursões sobre outras marinhas são um fracasso.
.
Vai por mim.

Dalton

Vou comentar sobre uma outra obsessão que é a batalha do Little Big Horn. . Custer é acusado por muitos de ser incompetente por não ter levado as “gatlings” inclusive o Rich do programa Trato Feito fez uma piada sobre isso. . Não importa como as “gatlings” se manteriam com a cavalaria, serem manuseadas por soldados da infantaria ao invés de artilheiros e puxadas por cavalos aposentados, ao menos em 1876, a opinião de outros oficiais sobre sua inutilidade no tipo de guerra travada pelos indios, o fato de funcionarem mal quando muito aquecidas, etc…o que importa é imagina-las cuspindo… Read more »

Zeus

Prezado, discordo de que Custer foi incompetente alí. Ele era tão competente no seu oficio de exterminar povos indígenas que foi o excesso de confiança que o condenou. Extremamente cruel e impiedoso, não teve fim mais indigno que todos os chefes tribais, guerreiros, mulheres e crianças que matou. Impressionante é a longevidade da lavagem cerebral imposta pelos filmes e séries dos EUA em muitos de outras gerações, na qual os indígenas foram estigmatizados como selvagens assassinos e os invasores de seu território como heróis desbravadores repletos de grandeza, bondade e inocência! Dentre da tribos A. do Norte haviam algumas muito… Read more »

Agressor's

Ser mais forte do que quem é mais fraco não é força, é covardia…!!!…

Seja vc um indivíduo ou uma nação, a verdade vai visitá-lo dezenas, centenas, talvez milhares, de vezes, ao longo de sua existência…Mas tenha cuidado…Ela é quem decide quando será a última……

carvalho2008

verdade….

Agressor's

Verdadeiros heróis são Touro Sentado e Cavalo Louco. Quando eu era apenas um garoto via os enlatados estadunidenses pela TV e essa alma sebosa era sempre retratada como uma figura histórica heroica, até o dia em que eu descobri que na realidade não passou apenas de um covarde e genocida desgraçado. Um sádico com sede de sangue. Covarde, que nunca lutou de fato em suas campanhas contra guerreiros índios, só atacava sorrateiramente aldeias/acampamentos indígenas que estavam desguarnecidas e abrigadas apenas de idosos, mulheres e crianças. O que explicou a razão de tanta fúria por parte das nações indígenas que se… Read more »

Mars

Dalton, ignora. Esse cara só quer te tirar do sério.

Dalton

Tranquilo Mars 🙂

rui mendes

Os EUA também não querem enfrentar os Chineses e Russos sozinhos, por isso têm os aliados asiáticos e Austrália mais a NATO.

WSilva

Da conta nem da Coreia do norte.

Luís Henrique

O ministro da defesa japones declarou essa semana que caso a pressão continue, o Japão pode facilmente DOBRAR o seu orçamento militar.

Investindo apenas 1% do PIB em Defesa, o Japão possui uma marinha fabulosa e uma força aérea muito poderosa.
Dobrando o investimento, o Japão poderia ter uma marinha com 80 ou 100 navios de combate e 40 ou 50 submarinos.

Last edited 1 mês atrás by Luís Henrique
Hcosta

E, pelo outro ponto de vista, a Rússia gasta 4,3% e os EUA 3,7%.
Os Russos não fazem muito com pouco. Escolhem sacrificar o seu desenvolvimento económico e social por armas.

Luís Henrique

Sim. A Rússia creio que esteja abaixo de 4% hoje em dia. De qualquer forma o Japão é uma potência maritima, já a Rússia uma super potência terrestre.
O Japão não precisa construir um exército maior que o russo ou chinês, mas pode dobrar ou triplicar seu poder naval.
Sendo uma ilha, eles possuem essa vantagem. Podem colocar a maior parte do dinheiro na marinha e na força aérea.

WSilva

Isso, o Japâo vai investir mais % do seu pib de uma economia estagnada hà mais de 10 anos, maior divida em relaçâo ao pib do mundo simplesmente porque acha que vai impressionar China e Russia. rs

Quanto mais o Japâo gastar melhor serà para China e Russia pois mais cedo o Japão vai quebrar, e tambèm para os EUA que vai lucrar com um peão se achando uma torre ou bispo.

PS: A China investe 1.8% do seu pib em suas FAs, os EUA 4%.

A China tá começando a brincar agora, relaxa.

Luís Henrique

O Japão possui a 4a marinha mais poderosa do mundo. A sua força aérea também está entre as melhores.
Dobrar o orçamento, significa duplicar um poder militar que já é muito poderoso. Principalmente com um foco em guerra maritima. Ja que sendo uma ilha, o Japão sempre terá esse foco.
Ou seja, com um orçamento dobrado o Japão poderá ter uma quantidade de deestroyers e fragatas enorme, chegando perto até da US Navy, claro, sem a mesma quantidade de navios aeródromos.

WSilva

O que o Japão tem hoje é um acumulado dos últimos 40 anos, se você pegar o que o Japão produziu em 10 anos pra cá vai ver que o nível é baixo e já foi superado por muitos países. Assim como a China já deixou o Japão para trás, outros países vem no vácuo, como Índia, Alemanha e o Brasil, daqui 50 anos o Japão voltará a ser o nada que sempre foi, anote isso. O Japão é um país extremamente frágil internamente, não possui mais doutrina militar própria e sua economia está caindo aos pedaços. Quanto mais dinheiro… Read more »

Claudir jose

Historicamente Japão e China são inimigos. Os japoneses massacraram os Chineses , e isso é lembrado todos os anos no dia da independência da China.O Japão sabe disso, e a qualquer momento os Chineses vão se vingar.

WSilva

A qualquer momento não, o Japão é irrelevante, se não fosse os EUA o Japão hoje voltaria a ser um estado tributário da China.

Não só os chineses, mas os sul e norte coreanos e outros povos também irão se vingar do Japão, mas não há pressa para isso, haverá o momento certo.

Hcosta

Para quem tiver dúvidas do que é a Marinha do Japão:
https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_active_Japan_Maritime_Self-Defense_Force_ships

Zeus

Caro Fumio, esta é tua situação: sentado num bote com tubarões nadando ao redor!

Portanto uma língua comedida se faz necessário.

Esquece Curilas, Taiwan, C. do Norte e trata de fazer amizade com os tubarões da região, ao invés de continuar fazendo papel de sushi de canhão do tubarão do ocidente!

WSilva

O Japão não tem essa escolha, se vendeu ao diabo duas vezes, Alemanha nazista e EUA.

A situação do Japão é tão difícil na Ásia que eles preferem ser o eterno lacaio dos EUA do que um dia enfrentar a fúria daqueles que no passado foram vitimas da megalomania japonesa.

O futuro do Japão é sombrio, eu já cantei essa bola.

Teropode

Bobagem , análises apaixonadas não fazem eco na realidade.

Esteves

O Japão perdeu a guerra. O que o Japão vive ainda hoje são as consequências da guerra. Guerra perdida. O Japão era tão ou mais facista que a Alemanha com planos próprios de expansão marítima e de guerra não somente olhando para à direita do mapa e Hawaii mas…mas…quando invadiram a Coreia e contestaram como ainda fazem territórios marítimos X russos. Guerra também. O Japão e isso ainda está presente na sociedade japonesa claro que em escala reduzida…entende ser a nação escolhida. Há um messiânico em cada religião criada por lá. O Japão é um país isolado. É uma ilha.… Read more »

WSilva

O Japão é o que eu chamo de voo de galinha, chegou no topo graças ao ocidente e foi isentado por seus crimes terríveis de guerra, de quebra ainda engana muitos com a imagem de vitima ou coitadinho.

Não há como o Japão tiver paz enquanto não resolver suas diferenças com os chineses e russos e coreanos.

Esteves

O Japão e a Marinha de Guerra do Japão Estavam no topo. Perderam a Batalha do Pacífico para ingleses, australianos e principalmente americanos. Perderam porque os inimigos do Japão eram mais poderosos e foram subestimados.

O Japão está em paz. O Japão não vai investir em nova destruição atraindo fome e peste, novamente, por conta da tríade brigacionista de chineses, russos e americanos.

As “diferenças” entre essa gente…ilhéus e continentais vão muito além da expansão militar marítima chinesa. Além e de antes.

Mas…se a guerra vier.

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Allan Lemos

Como assim foi isentado? Você queria que o Japão estivesse pagando reparações de guerra até hoje?

Quem cometeu crimes foram os militares, não o povo japonês.

Esteves

Isentos? Esteves não disse. Reparações de guerra foram pagas pelos alemães até…poucos anos passados incluindo os anos 2000. Não recordo da leitura sobre quanto o Japão pagou e como foram feitas as compensações incluindo, claro, a ocupação militar que segue. Grana, patentes, participação em negócios…abertura econômica japonesa para produções americanas como cinema que expandiu-se muito no pos guerra. Mas…lembro do Lee Yacoca desafiando o just in time dos japoneses em território americano. Venham competir aqui…disse o CEO que recuperou a Chrysler. Essa história de isentar…agora Esteves está usando a isenção…isentar as populações civis dos crimes de guerra…sei não se isso… Read more »

WSilva

A Alemanha é um exemplo de país que se arrependeu de seus atos terríveis e inclusive paga a conta até hoje. O Japão por sua vez é um país ocupado que ainda se recusa a pedir perdão aos coreanos, chineses e outros povos do sudeste Asiático, é um país que foi transformado em vitima para ganhar corações no ocidente, a lavagem cerebral foi feita através da máquina de propaganda norte americana. Não há como o Japão tiver paz enquanto não resolver seus problemas com seus vizinhos e enquanto se ajoelhar a coerção americana, o Japão é um país digno de… Read more »

Bardini

O pessoal da JMSDF deve tá rindo atoa com essa propaganda grátis aí…

Thiago A.

Tanta conversa fiada . Bora falar com base em números e fatos . “The world’s largest navies by tonnage: United States (3,415,893) Russia (845,730) China (708,886) Japan (413,800) United Kingdom (367,850) France (319,195) India (317,725) South Korea (178,710) Italy (173,549) Taiwan (151,662) …” Classificar e avaliar o poder de uma marinha militar apenas considerando o número de embarcações é pura burrice que alguns fazem só para balizar as próprias argumentações que nada mais são que pura propaganda. Se fosse suficiente o número de embarcações sem avaliar a capacidade das mesmas a Indonesia teria uma marinha de fazer inveja a Itália… Read more »

Esteves

Burrice vem dos burros. Se há aqui… Marinha se faz com quantidade de meios. O que os americanos ainda levam como demonstração de força e projeção de poder são os porta-aviões e seus grupos de ataque. Mas essa advantage está sendo reduzida com os mísseis anti navios incluindo os hiper, lançados de plataformas terrestres móveis, submarinos e navios. A análise está feita sobre a tonelagem. Tonelagem não necessariamente é sinônimo de capacidade ou ainda estaríamos nos anos dos encouraçados. França? A França mostra independência da política externa e das visões da OTAN. Ou tenta mostrar incluindo que essa visão também… Read more »

Hcosta

Hoje em dia tonelagem é sinónimo de capacidade. Quantas navios tem a Rússia, ou o exemplo dado, tem a Indonésia pra combater do outro lado do mundo? Sem contar com as bases navais e as dos seus aliados. E não tenho a certeza que ter misseis hiper implique a inutilidade dos PA. Obriga a um maior cuidado mas ainda não há uma alternativa melhor de projetar poder. Itália um país pobre? Pela sua descrição parece que está ao nível da Coreia do Norte. Tem os seus problemas mas são ninharias quando comparados com 90% dos outros países do mundo. E… Read more »

carvalho2008

O problema é este Mestre Hcosta….tonelagem conta para quem tem de combater do outro lado do mundo…quantidade conta para quem vai combater dentro de casa…

e no caso em pauta…estas nações euro asiaticas, combatem em casa….proxima de suas bases…

Hcosta

Sim, tem a China como exemplo. Depois de construir centenas de corvetas e “missiles boats” começou a desenvolver os navios de maior tonelagem. E aí passou de uma força naval regional para global. Mas ainda ficam atrás da US Navy. E não só em termos de navios mas também em diplomacia.
Resta esperar e perceber as suas intenções.

Esteves

Exato.

rui mendes

Mesmo, o comentário da Itália diz tudo, a 9ª maior economia do mundo e com um dos mais altos pib´s per capita também, é pobre e sendo um dos países que faz parte do g7 à décadas, a sua indústria está com ´´obsolescência, depois tem problemas de imigrantes e refugiados, sendo que isso, hoje em dia, todos os países ricos e democráticos têm, é hilariante.

Thiago A.

Até o Brasil tem que lidar com esse fenômeno da imigração. A diferença é que aqui estão se lixando, os venezuelanos que se virem.

Paulo

Realmente o papel aceita tudo.

Forças armadas não se fazem apenas com quantidades, embora este aspecto seja importante. Qualidade e experiência em um contexto estratégico bem definido também são importantes.

E todos os principais países tem graves problemas econômicos e sociais. Alguns irão piorar pelas condições políticas.

Thiago A.

Prezado Esteves , acho que você não reparou que todas a principais marinhas do mundo estão buscando combatentes cada vez maiores e capazes. A própria China está fazendo esse movimento. Você pode nomear “destroyer” uma corveta-o caso do Iran- mas continuara inferior e incapaz de lidar com ameaças quando comparada com um Atago/ Sejong/ Hobart/Orizzonte/ Type 45. Uma coisa é você querer projetar poder com 70 embarcações de pouco mais de 1000 toneladas , outra totalmente diferente é você fazer o mesmo com um NIMITZ. Muito diferente ! Uma coisa é uma marinha de águas azuis com uma vasta e… Read more »

Hcosta

O seu comentário me fez lembrar uma batalha em Malaca (1513) de, basicamente, 10 naus Portuguesas contra 300 navios de vários tamanhos e mais de 10000 homens. Venceram sem perder nenhum navio.

Esteves

O passado é um porto. Não é um caminho.

Hcosta

Como exemplo da importância da tecnologia e da experiência.

100nick-Elã

Eu vi a tecnologia e experiência no Afeganistão.

Last edited 1 mês atrás by 100nick-Elã
100nick-Elã

Para um NIMITZ, basta um khinzal. E o khinzal é muito mais barato. kkkkkk

Thiago A.

Quanto aos aliados… Eu sei que esses aliados acompanharam os EUA em batalha várias vezes- algumas vezes de boa vontade outras menos mas foram. Me fale dos aliados chineses( existem ?) , de como e quantas vezes eles cooperaram em contextos bélicos reais ?

Luís Henrique

O problema é que os chineses possuem 1,4 bilhões de aliados em seu próprio território. E todos falam a mesma língua.

Thiago A.

Se o número bruto da população por si só fosse garantia de algo o Bangladesh ou a Argentina seriam países mais capazes e relevantes do que uma “Holanda “… Faltam tantas variáveis que calcular a trajetória de uma nação é um jogo de apostas… Nivel de coesão; fatores culturais;idade média; nível de instrução; dinâmicas sociais; conjunto de conhecimentos e habilidades de uma determinada coletividade; capacidade de resiliência sob pressão; eventualmente fatores econômicos, riqueza acumulada ….etc. Se a capacidade de uma coletividade fosse determinada apenas pelo tamanho, a história e seus protagonistas seriam resumidos entre o passado da China e Índia.… Read more »

100nick-Elã

O número da população não quer dizer tudo, mas tem relevância sim. De cada 5 pessoas que vivem na terra, 1 é chinesa. Isso não quer dizer algo? não se a China fosse subdesenvolvida, como era na década de 50. Mas agora que a China é a maior economia do mundo, isso quer sim dizer alguma coisa.

WSilva

”O problema é que os chineses possuem 1,4 bilhões de aliados em seu próprio território.” Essa é uma das razões que faz a China ser o único império do passado ainda existir e GRANDE, o resto virou pó ou voltou a sua insignificância. Mas tem a questão da coesão, o poder do estado sob a sociedade. A Índia por sua vez apesar de ainda existir, não se compara a China, teve seu território triturado por forças estrangeiras, possui uma sociedade altamente arcaica e dominada por uma elite que se acha ”branca”. A Índia jogou na lata do lixo o que… Read more »

Thiago A.

Sobre os problemas e dificuldades internas de cada país, é interessante notar que você menciona a pobreza ou secessão, mas não reparou que a China é um país pobre, desigual e com fortes tensões internas tão graves quanto as que vocês relatou aí. A China não é só Shangai! Reparei aí o povo per capitas de cada região.

Thiago A.

A propósito de pobreza:

china_GDP_by_region_2017.png
100nick-Elã

Quer falar de pobreza? que tal falar da pobreza de um tal Estados Unidos, esse país que constrói e mantém 10, 12 porta-aviões: Que tal, hein? alías, a pobreza nos Estados Unidos é crônica e uma das maiores do mundo, estima-se que quase 40 milhões de pessoas nos EUA vivem em pobreza extrema. “Em 2020, havia 37,2 milhões de norte-americanos na pobreza, cerca de 3,3 milhões a mais do que em 2019, primeiro crescimento após cinco anos de quedas. A renda familiar média era de US$ 67.521 em 2020, uma diminuição de 2,9% em relação à de 2019. Este é… Read more »

WSilva

”A China não é só Shangai! Reparei aí o povo per capitas de cada região.” Eu acho que você entrou em coma em 1920 e acordou agora. rs Pesquise hoje em 2021 as 10 cidades mais ricas da China e verá que o padrão de vida é comparável com o ocidente, inclusive se você juntar a população dessas 10 cidades mais ricas você verá que é maior que França, Alemanha e Japão. De fato, a maior classe média do mundo está na China, Essas 10 cidades mais ricas são lindas e é difícil encontrar um país com um cinturão de… Read more »

Thiago A.

Não coloco isso em dúvida, cidades magníficas, mas isso muda esse dado aqui :

china_GDP_by_region_2017.png
Thiago A.

Agora repara esse :

tumblr_pmqi9c4fXc1rasnq9o1_1280.png
WSilva

Embora seja tentador comparar os EUA e China por estarem no topo, não é uma comparação justa nesse momento, explico: Os EUA são a primeira potência há pelo menos 70 anos. A China é a segunda maior potência (em tempos modernos) há 15 anos. Durante o maior crescimento americano(leia século XX), a China passou por uma guerra civil e uma guerra mundial(terrivelmente afetada), e das grandes potências foi uma das últimas a se industrializar. Ainda assim, a China compete com os EUA, porém a comparação correta e justa seria China com Brasil, Índia, Argentina, Coreia do Sul, Malásia, Chile, México… Read more »

Thiago A.

Um extensão geográfica enorme, mas maior parte desse território é incapaz de sustentar essa população gigantesca.
Sem mencionar as falhas étnicas internas que são motivos de tensão e preocupação para o PCC, já que em caso de guerra poderiam abrir um fronte interno.

china-15-inch-rainfall-line.jpg
rui mendes

Só a descrição da Itália, França e Indía, fazem deste comentário, uma comédia.
Então o da Itália, é demais.

Thiago A.

Sim o dia qua região mais pobre da China tiver o mesmo pib per capita do sul da italia , pode crer, o mundo será chinês.

Thiago A.

Voltando a poder marítimo, essa é a condição chinesa atualmente. Eles tem obrigação de sair e impor o próprio domínio. Não os EUA, a USN sai de casa quando e como quer, sem nenhuma ameaça crível a sua projeção. A PLAN é o pato irritado e que grita e esperneia que aquela lagoa é dele. Mas enquanto faz isso os vizinhos acanhados procuram um parceiro externo só para garantir e ficam com pé em dois sapatos, complicando a situação da região que chineses ainda não dominam, no máximo consegue emplacar um empate. A doutrina Monroe chinês não emplaca o ”… Read more »

Thiago A.

“Coreia do Sul…junto com japoneses… ”
E os coreanos entrariam em guerra para apoiar as reivindicações chinesas ?
No máximo ficariam ali quietos . O Japão não é qualquer pais, os chinese não podem e nem devem se dar o luxo de subestimar os niponicos. É o pais que mais investe naquela região, que paradoxo não ?

Thiago A.

O mapa, olhem o mapa! Caramba!

Geographic_Boundaries_of_the_First_and_Second_Island_Chains.png
WSilva

Depende do ponto de vista, essas embarcações todas dos “aliados” possuem habilidade de desviar dos DF 21 e DF 26? Se não tiver, vão virar apenas ferro retorcido.

Paulo

Então não podem ser interceptados?

Last edited 1 mês atrás by Paulo
WSilva

Não podem.

Thiago A.

Antes de interceptação, existe uma questão primária e básica ou seja : o missil irá “achar “o navio, a kill chain é confiável ?

Gerson

Brasil e Argentina vão formar uma mega esquadra de sucatas para se contrapor kk

Esteves

Isso faz todo o sentido mas não precisa ser como sucata.

Colombianos, peruanos, chilenos, argentinos, poderiam se juntar a nossos estaleiros e produzirmos juntos embarcações modulares para a Defesa dos nossos interesses.

Hcosta

E o Brasil se juntar aos estaleiros dos outros? Se quiser uma aliança também tem de ceder alguma coisa perante os interesses dos outros países.

carvalho2008

sim….verdade…Colombia tem bons produtos, Chile, Argentina e Brasil tambem tem….o problema é que as politicas nacionais são oscilantes e em muitas das vezes concorrentes, combatendo a propria logica da integração economica de vizinhança.

Hcosta

E o Brasil, devido à sua condição de gigante económico, populacional, etc… conseguirá construir uniões em que o risco está todo do lado dos países mais pequenos? De que forma se consegue este equilíbrio?
O Brasil é que terá de fazer o maior esforço/sacrifício para o conseguir.
É que temos a tendência de entender estes compromissos como é que nós iremos beneficiar e não como iremos beneficiar o nosso vizinho. É essa a questão, como beneficiar mutuamente?

carvalho2008

Pelo dinheiro e troca econômica, de certa forma, o Mercosul serviu a isto, nos é que não soubemos aproveitar. Com brigas ou não, inundamos o mercado argentino com produtos brasileiros. Também existe um problema cultural, em que vivemos de costas para a América Latina

Mk48

Exatamente.
.
É o velho sonho de uma “OTAS” , mas muito difícil de implementar.
.
Uma pena.
.
Todos ganhariam.

Delfim

A Marinha russa ainda tem um motivo particular, a batalha naval de Tsushima em 1905, onde foi derrotada pela Marinha Imperial.

Burgos

Circunavegação da ilha em águas internacionais, sem problemas !!!
Nada de mais !!!
Só tão dando margem pra inteligência japonesa “plotar” esses navios e sairem bem nas fotos, só isso e mais nada !!!
Fui !!!

Napoleão Araujo

Os russos “com noção”. O gov comunista chinês reivindica uma parte da Rússia. E agora fazem exer militares pacífico juntos ?

Orlando Rios

Aos especialistas de plantão aqui:

1. Não tem aliança militar sino russa, foi apenas um exercício militar conjunto.
2. Ianques ainda são a maior máquina militar do planeta, a mais diversificada e mais tecnológica e moderna.
3. Ianques tem a maior máquina e tem muita experiência de guerra e combates, algo que russos e chineses nem de longe tem.
4. Em caso de ataque chinês ao ocidente (ou a Taiwan, Austrália ou Japão), eles enfrentariam trilhões de dólares em perdas econômicas fechando o comércio internacional aos seus produtos, quebrando sua economia em poucas semanas.

Obrigado.

Mk48

É mesmo Orlando ?
.
E de onde vem tanta sapiência ?

Andromeda1016

Resumiu bem. Chineses e russo se toleram e cooperam no que podem, mas não são amigos. De fato, os gringos tem a maior e mais diversificada frota do mundo atualmente e podem aumentar exponencialmente essa quantidade assim como eles fizeram quando entraram na segunda guerra mundial. Os gringos saem de casa para fazer guerra assim como quem sai de casa para fazer piquenique e disso estamos todos cansados de saber. A China está parando literalmente por causa da falta de carvão agora, logo uma confrontação com eles não precisará ser exclusivamente armada mas por meios econômicos inicialmente.

WSilva

”Não são amigos…”

Mais que ainda acha que existe amizade no jogo geopolítico. rs

China e Rússia possuem interesses em comum, talvez os maiores da história, são superpotências independentes e fora do guarda chuva americano, isso por si só já torna a parceria sino-russo uma das se não a mais importante da história moderna contra o ocidente prepotente e oportunista.

fewoz

A Rússia comete um erro estratégico de longo prazo enorme ao se aliar à China de forma tão estreita. Só vai ficar cada vez mais isolada e a China ainda vai descartá-la no final.

Esteves

A Rússia tem alternativas após as reformas chinesas realizadas à partir de 1978? Após as 4 modernizações…o que testou a Rússia fazer à não ser aliar-se ao vizinho comunista de mais de 1 bilhão de habitantes?

Evidente que ou a Russia transferia conhecimento aos chineses ou esse conhecimento seria conhecido de outra forma. Melhor foi aliar-se X tratar como ameaça um vizinho que o futuro indica como a maior potência mundial.

O problema não é perder dinheiro invadindo ou restringindo Taiwan. O problema é que o crescimento não é infinito e Taiwan pertence à China. Melhor…Taiwan é a China.

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Reator nuclear pode tornar Brasil autossuficiente em radiofármacos

Empreendimento reduzirá riscos de desabastecimento e custos dos medicamentos, além de ampliar o acesso dos brasileiros à medicina nuclear São...