quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

BRIC no mar: O acordo Brasil-China para treinamento de tripulações de porta-aviões

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Em 2010, o IPRIS – Instituto Português de Relações Internacionais e Segurança, publicou um artigo em inglês que tratava do acordo entre o Brasil e a China para treinamento de tripulações na operação de navios-aeródromo.

A trabalho dizia que o Brasil iria ganhar prestígio e orgulho com o acordo, bem como estreitar suas relações com a China. Enquanto isso, os chineses iriam receber um benefício mais tangível, a abreviação do tempo necessário para começar as operações de sua aviação naval.

No longo prazo, porém, o Brasil poderia ser o grande ganhador, se sua assistência se convertesse em apoio à sua entrada no Conselho de Segurança da ONU.

Independentemente dos resultados a longo prazo, o acordo dava um sinal claro ao mundo que o equilíbrio global de poder estava mudando, não só economicamente, mas também militarmente, pois os grandes países emergentes do grupo BRIC buscavam traduzir o poder fiscal em capacidades de projeção de força.

Para acessar o artigo do IPRIS em inglês em formato PDF, clique aqui.

AF-1 Skyhawk na catapulta do NAe São Paulo
- Advertisement -

111 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
111 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa

Vaporware.

João Fernando

Eu já acho que o cavalo passa e não subimos em cima…

Vovozao

01/11/2021 – segunda-feira, bdia, GALANTE, infelizmente neste governo não veremos se realizar; jamais, os chineses sendo tao criticado pelo GF, tentaria implementar estes treinamentos, e, quem mais perde é o Brasil. Ou seja como as coisas poderiam se inverter; durante os anis 60, chineses com uma marinha pobre, com navios usados, maioria procedente dos excessos USA, pediu (assim falam) para seus marinheiros/fuzileiros treinarem no nosso saudoso Minas Gerais. Porém, ja sao 11 anos desta publicação.

Welington S.

Como assim não veremos? Tu leu a matéria bicho? Leu o PDF?

Vovozao

01/11/2021 – segunda-feira, bdia, WS, acredito que voce não entendeu a postagem, muitas vezes temos que economizar palavras; e, para um bom entendedor fica facil. Ou seja, caso o acordo continuasse sendo imprementado, hoje com o governo atual, seria cancelado, pois esse é contra tudo que parte dos chineses tanto que se ele tivesse poderes, CANCELARIA as vendas do AGRO, para os chineses, não se importando serem os nossos maiores importadores; entretanto, caso fosse os USA’s se curvaria em obediência.

Allan Lemos

Acho que não seria cancelado porque era um acordo de Estado, não de governo. Esse presidente sempre latiu mais do que mordeu.

João Fernando

Mugiu, no caso

Sidney

Dá pra ver que você na verdade tem um ressentimento político e tá analisando tudo baseado nisso

MARCO ROGERIO DIAS DA SILVA

03.11.2021
Escreve bem, usa vírgula bem, mas não explicou nada ……
Somos soberanos, o governo é legítimo e águia voa com águia….USA, Israel são águias e devemos estar com Águias , não escrevo bem …mas a China tem tido ações que não fizeram e não fazem bem ao mundo e a China depende muito mais do Brasil que nos deles …..nos alimentamos de “comida” e não de carros e eletrônicos.

Flanker

Nos anos 60 a marinha chinesa usava navios de origem norte-americana??
Quanto ao resto do seu comentário, é bom você ler o artigo que está no link do texto do tópico.

Dalton

Também observei isso Flanker, na década de 1960, apesar da Revolução Cultural e do rompimento de relações entre China e URSS, a China mesmo assim fez bons progressos copiando navios soviéticos e mesmo iniciou a construção de submarinos localmente, também modelos soviéticos e isso não era pouca coisa para a época. . Antes do fim da década de 1960 também se iniciou a construção do primeiro submarino de propulsão nuclear por conta de um ambicioso programa iniciado na década anterior que culminou também na detonação da primeira bomba atômica chinesa. . Verdade que o primeiro SSN chinês estava abaixo dos… Read more »

WSilva

Eu já falei algumas vezes, nem o Brasil e nem o brasileiro ainda esta preparado para o novo mundo que esta emergindo, mas uma hora a vassalagem à elite anglo-saxã e a bunda molice em vai acabar por aqui também.

Flanker

Os chineses solicitaram o treinamento no A-12 São Paulo, não no A-11 Minas Gerais.

Vovozao

01/11/2021 – segunda-feira, btarde, FLANKER, anos 60, não tinhamos A 12, e, sim o A 11 (Minas Gerais).

Demolidor

O acordo é de 2010 e não dos anos 60 leia a matéria e o pdf

Flanker

E os chineses solicitaram treinamento em porta-aviões nos anos 60? Então foi nos anos 60 com o Minas e nos anos 2000 com o São paulo???

MARCO A S

Os chineses são espertos. Eles sabem que jamais conseguiriam treinar num navio da Royal Navy ou dos EUA , por isso ao tentarem treinar o NAM eles ficam conhecendo um pouco do equipamento ocidental e pode assim planejar uma estratégia que gira em torno de explorar os pontos fracos de uma embarcação desse porte. Não acho que o Brasil deve fornecer essa possibilidade assim de graça.

Cristiano de Aquino Campos

Não saberiam nada que não conseguem por meio de espionagem. O objetivo na época era aprender as técnicas de movimentação das aeronaves á bordo já que eles iriam lançar o seu primeiro PA ao mar.
Na época não aceitamos ensinar a eles e hoje eles e que teriam que nós ensinar.

Flanker

Meu caro, isso foí ha anos….quando ainda tínhamos o São Paulo…..não e coisa atual ou que ainda vá acontecer….

Salomon

É mesmo. Ficariam sabendo tudo sobre os nossos Skyhawks. Informação inédita e super estratégica no século XXI.

Miguel Junior

Skyhawks ?!?!… Obsolescência não é prática chinesa… isso é nossa herança…

Cristiano de Aquino Campos

Esta certo. E o triste e que se tal acordo fosse posto agora, nós e que seriamos treinados e não eles.

Miguel Junior

Onde está noticiado isso ??

Marcelo

Muito inocente vc??? a China dominando tudo e vc achando que aqui será diferente… mude sua ótica p o mundo e acompanhe as ações geopolíticas da China.

MIGUEL JúnijÚNIOR

Já me bastam as ianques… muitíssimo maior e danosa,,, !!

Foxtrot

Se tivessem ampliado o acordo e havido compromisso e seriedade por parte do Brasil, hoje estaríamos em condições melhores e relação a NAes

Varg

Arrisca a MB no futuro recorrer aos chineses para ter um PA em longo prazo (e bota longo isso).

Allan Lemos

Pois é, é como dizem, o mundo não gira, ele capota. Mas é improvável que a MB recorra a um país não-ocidental para a construção de um porta-aviões. As forças armadas preferem equipamentos ocidentais.

Henrique

A MB só chegou a ter PA porque “sobrou” de outras marinhas. Ela não tem capacidade de encomendar do zero um PA seja de quem for, da China ou da Cochinchina.

Cristiano de Aquino Campos

Pois é e só quem pode num futuro próximo dispor de um PA usado que podemos operar e a China. No Ocidente o que deve sair são o PA nuclear Frances CATOBAR e algum PA Europeu STOBAR, que opera F-35B que nunca virá para nos a tempo.

Euzébio Batista

Se bem que o general Ernesto Gaesel presidente do Brasil nos anos 70 firmou um acordo com a Alemanha com a compra das fragatas e transferência de tecnologia para serem fabricadas aqui o que ocorreu de fato. Isso na época causou um certo desconforto aos americanos

Leandro Costa

Foi feito o acordo com os alemães em relação à energia nuclear, mas as fragatas eram inglesas. Nossos submarinos IKL que eram de projeto alemão.

José Carlos David

O general Ernesto Geisel tinha uma visão pragmática em relação ao mundo. Deveria ter tido mais um mandato.

Esteves

Geisel não teve mandato. Geisel ocupou a presidência.

Last edited 6 meses atrás by Esteves
Rinaldo Nery

Puxa vida, que malvado…

Esteves

Olá Coronel. Bom lê-lo com saúde.

Geisel era luterano. Isso diz muito sobre o caráter. Homem rígido e com valores.

MATROSE

Sem dúvida! Geisel foi um padrão de comportamento exemplar e que deveria ter sido preservado pelos presidentes que se seguiram.

Esteves

Isso nunca aconteceu.

O Brasil firmou acordo para as usinas de Angra com a Alemanha. As Fragatas Niterói foram construídos lá e cá…com o estaleiro britânico Vosper.

Fragatas para guerra anti-submarino…aderentes ao acordo militar com os americanos.

Mk48

Na verdade das 6 fabricadas, 2 eram de emprego geral e as 4 restantes para A/S.
.
O projeto deu origem ao NE Brasil , que pode ser convertido em navio-hospital e serviu de base para o projeto das corvetas.

Esteves

Grato pelo clareamento.

Allan Lemos

Seria sensacional se a MB adquirisse um porta-aviões da China, seria mais barato e eles não teriam muitas restrições quanto ao repasse de tecnologia. Também seria interessante para eles pois serviria para um aumento de know-how.

Se o Brasil fosse esperto, faria o que a Índia faz: diversificar seus fornecedores de equipamento militar.

Hcosta

Os Chineses não teriam muitas restrições na transferência de tecnologia? Tem exemplos disso?

Allan Lemos

Não, mas é possível concluir isso por várias razões.

Henrique

A gente tá com dificuldade pra comprar meras 4 fragatas leves, imagina um PA! Além do mais, os EUA não gostariam nada disso. Se algum dia sairmos dessa lamaçal, seria melhor encomendar PA à algum estaleiro europeu.

Last edited 6 meses atrás by Henrique
Leite

Boa tarde!
Meu respeito a opinião de todos, mas nos bastariam boas corvetas, a exemplo da Federação Russa, para exercer a soberania de Norte a Sul de nosso litoral. Temos outras prioridades menores, como reequipar armamentos para toda FFAA. E com senadores, deputados e assessores torrando nosso suado dinheiro, não sobrará muito para outras coisas.

Carlos Crispim

Concordo plenamente.

Sensato

Seria não. Antes de ter um NAe é preciso ter uma marinha moderna e com efetivo poder de combate. Sem isso, um NAe é jogar dinheiro (MUITO) fora.

José Carlos David

Porta-aviões é para projetar poder, o que não é o nosso caso. Precisamos de uma Marinha de respeito e isso seria possível com umas vinte fragatas bem armadas e também uns vinte submarinos convencionais e cinco nucleares. Duvido que alguém se arriscasse a nos atacar. Não esquecendo de uma Força Aérea dotada de uma centena de caças de quinta geração e um Exército que garantisse qualquer invasão terrestre. Basta isso!

Sergio Cintra

Um artigo publicado por um Instituto português onde um comentarista da Cidade do Cabo escrevendo sobre comentários tipo: O fulano falou, o siclano disse, foi citado que – fica só no mundo das elucubrações, um artigo somente e de 2010 atrelando ao apoio chinês a entrada do Brasil como membro permanente do Conselho de Segurança Tem mais valor o vídeo feito pela PLA Navy, onde incluem o agradecimento ao Brasil na formação da sua Ala Aérea, mesmo que somente em vídeos. Agora “comentários ácidos” e sem propósitos em um ambiente, época, período e conjuntura totalmente diferentes fica “Indigesto”, onde principalmente,… Read more »

Matheus S

Exato.

Matheus S

1º – Nenhum acordo foi assinado para o treinamento de tripulações chinesas em PAs, no texto, menciona que houve avanços nesse suposto acordo e que foram “solidificados”. 2º – Não temos mais o São Paulo operacional. 3º – Pilotos brasileiros em PAs estão há muitos anos sem praticar decolagem e pouso em um porta-aviões real, as simulações que fazem na BAeNSPA sequer podem se considerar como experiência real de voo em porta-aviões. Esses pilotos sequer fazem treinamentos em operadoras de PAs estrangeiras, de modo a preservar a experiência e desempenho profissional dos nossos pilotos. 4º – Os chineses tem catapultas… Read more »

Mensageio

O negócio é esperar o próximo presidente nada vingará com esse que está muito queimado internacionalmente, lá não tem grupo de zap e mídia pra passar pano e enganar as pessoas. O Itamaraty deve estar tendo muito trabalho pra segurar a barra e limpar as coisas. Vamos torcer pra que esse não suje mais ainda a imagem do Brasil e o próximo seja tchutchuca com o povo e a imprensa mas leão contra corruptos do congresso. Vai passar e servirá de aprendizado, o trunfo é nunca votar nos que já tiveram vez, errar quantas vezes for preciso até acertar com… Read more »

Saldanha da Gama

Bom dia !!! O próximo presidente se não for o atual, será o lula e vc acha que ele será o leão contra corruptos do congresso???

Bardini

Isso ai rolou antes de 2010. Mais de 12 anos atrás… . Existia muito entusiasmo com a Marinha, onde dentro de um delírio coletivo se sonhava com duas Esquadras, nucleadas por Navios Aeródromo de 50.000t recheados de Rafales, que seriam escoltados pelas FREMMs e os SNBR, com o suporte dos demais meios de apoio. IXQUADRA DI PUTHÊNFIA! . Eu por um momento, acreditei nessas groselhas. Era obviamente mais novo e iludido. O fato é que quem alertava, falando que os projetos dentro do PAEMB eram completamente irrealizáveis, por mais que fosse taxado de “traidor da pátria” com síndrome de “vira-lata”,… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Bardini
carvalho2008

sonhavam com um nivel de investimento e construção ao estilo chines…

Esteves

Sonhavam nada. Queriam é meter a mão. Meterem enquanto deu.

Sensato

Exatamente. O valor dos planos era mirabolante pois assim o % de desvio também seria mirabolante.

Esteves

Uma cena que não saiu do Esteves.

A ex senadora perguntando o que significava 5 bilhões a menos no caixa da Petrobras.

Guilardo Pedrosa

Concordo com tudo que vc disse. Caminhamos para a pobreza irreversível diante do nosso quadro político. Almirantes comandarão lanchas de luxo fabricadas em estaleiros do nordeste. Juntarão o útil ao agradável. Muito uísque e lagosta . Pra que mais ?

Tony fonseca

Não é só a pesca ilegal , é a destruição q eles estão fazendo em todo mundo pobre tubarões sem barbatanas , q barbaridade

Allan Lemos

Isso mesmo, Bardini. Mas quando você fala esse tipo de coisa por aqui, logo aparece gente te acusando de ter síndrome de vira-lata ou de não ser patriota. Eles vivem em uma matrix onde o Brasil é um país de primeiro mundo que leva defesa a sério e os militares são seres infalíveis. Preferem se afundar em um ufanismo cego do que acordar para a realidade do país em que vivem.

Mk48

????????????????????????????

Henrique

Nós precisamos salvar a marinha do almirantando… é impressionante a mediocridade e marasmo dessa gente. Eu acompanho defesa a uns 15 anos e até hoje não percebi a situação melhorar em nada, no caso da MB chegou a piorar, no início da década de 2010 ainda tínhamos mais meios de superfície do que hoje.

Mk48

“Nós precisamos salvar a marinha do almirantando.”
.
Isso ! Boa!.
.
Sugiro botar o Bardini para tomar conta do PROSUB e o nosdo novo especialista em porta-aviões, Allan, para cuidar da aviação embarcada.

Esteves

Esteves enjoa no mar. Esteves pode tomar conta de Itaguaí?

Mk48

Como andás Bardini ?
.
???????????

Anderson

Brasil é o país da mentira!
Viva a corrupção!
Esse país nunca vaí ser nada apenas um provedor de matérias primas aceitem que dói menos!

Last edited 6 meses atrás by Anderson
Faver

Na realidade um fazendao. Isto até nossos produtos necessitarem serem substituídos ou terem concorrência forte de outros países… Outrora o país já foi líder mundial em produção de cana de açúcar, depois café, depois borracha, agora soja… Em 20 anos qual será o produto da vez do fazendao?

Salim

Os china estão comprando as cooperativas e beneficiadoras. Logo seremos trabalhadores rurais e um Cabidao do governo fantoche.Desenho atual FAAS e para conter povo, não para garantir soberania.

MANOEL RIBEIRO NETTO

⅞Euzebio. O acordo ao qual se refere foi com Reino Unido e não Alemanha.
Resultou nas fragatas Niterói e com a Alemanha comprou Navios Varredores

James

Esse artigo ainda seria relevante hoje? Duvido um bocado.

Esteves

Um festival de asneiras bastante representativo. Naqueles anos o Brasil ainda reivindicava assento no CSO. Pra que? O CSO autoriza o uso de força militar. Qual força militar tem o Brasil para empregar distante da nossa soberania? Qual é o tamanho da nossa projeção de poder que poderia ser utilizada, por exemplo, em uma incursão no OM? Quais meios temos para empregar em um cenário de guerra? Aviões? Navios? Blindados? O CSO autoriza sanções. Nossa política externa tem tamanho para sustentar sanções contra quem? Se houverem sanções econômicas contra o Catar ou contra a Arábia Saudita…vamos estar alinhados contra quem… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Esteves
Vasconcelos

A Marinha tem prioridades muito maiores do que um Porta Aviões. Se o Brasil quer realmente projetar poder perante ao mundo, deveria tentar um projeto mais ambicioso como por exemplo, a bomba atômica. China e EUA só fazem isso pq não somos uma potência nuclear. Pq, do que adianta ter um grande prestígio na ONU, Forças Armadas bem equipadas e tal, se não temos um poder de dissuasão maior?

Esteves

Essa história de projeção de poder significa navegar com poder e desembarcar com poder. Grupo de ataque de porta-aviões e suas escoltas incluindo navios anfíbios para desembarque tipo Makassar. Aviões. Logística. Linhas de abastecimento e reabastecimento. Não temos. Bomba atômica. Por fora bela viola…por dentro uma iniciativa dos anos 1960 que depende de mísseis e aviões bombardeios. Não temos. Prestigio na ONU é do tempo do Rui Barbosa e do Oswaldo Aranha que presidiu a Assembleia Geral da ONU em 1947. De lá pra cá…só no Haiti. Foi o tempo. Forças Armadas bem equipadas…Esteves vai esquivar-se. Além da redundância tá… Read more »

Aguiar

O BRIC, virou BRICSA, com a entrada da África do Sul no bloco, em 2010. Atualmente, a organização encontra_se desarticulada, em face das pequenas escaramuças militares entre Índia e China na fronteira daqueles países.

Last edited 6 meses atrás by Aguiar
Sílvio

Com todo respeito aos militares aqui.

Qualquer empresa com dificuldade financeira, administra o passivo e é pragmático nas ações fim que são o objetivo da instituição.

E quem dita as regras é o CEO escolhido não os acionistas, aceitar ser joguete de políticos os faz cúmplices para boas e más ações.
Prefiro adquirir dentro do Brasil um navio pequeno, novo, por vez que comprar um novo ou usado de outro país.

Menos é mais.

Luiz Trindade

Deixa eu ver se entendi direito… A China fez um acordo conosco para treinar a equipe chinesa em NAeL bem como os marinheiros brasileiros vão fazer isso tb?!? Com o lance de Taiwan fervendo no cenário mundial e nós vamos fazer isso? O presidente deixou?!? Eu tou ficando maluco ou o Brasil que esta?!?

Esteves

Tá maluco. Isso foi uma história contada por um jornalista da África do Sul em 2010.

Luiz Trindade

Graças à Deus então por isso!

Koprowski

Aqui o pessoal fala, discute, comenta, sonha mas, na real, mesmo que queira e até esteja no planejamento da MB, ela jamais operará NAe(s), pelos mais variados fatos. Sendo assim, sugiro que joguem uma pá de cal neste assunto.

Esteves

Vou te contar uma novidade. A MB operou 2 porta-aviões.

Koprowski

Esteves, o A 11 foi adquirido numa época de guerra fria, além do custo de aquisição e reforma mais acessíveis, manutenção mais barata e contingente de pessoal não excessivo. Já o A 12 teve um preço de aquisição simbólico, bem como os Skyhawk. Cumpriram o objetivo inicial. Depois disso faltou verba para manutenção e modernização do A 12 e A4…hoje este binômio, na modernidade, possui custos de aquisição altíssimos. Sendo assim, sugiro uma análise num contexto total, incluindo passado, presente e futuro. Abs.

Esteves

Ok. Operamos o Minas. Porque aqueles anos exigiram de nós operar. Operar e vigiar o Atlântico. Mas foi uma época quando a despesa militar era 1/3 da despesa pública. 1/3. Naqueles anos…havia grana dentro do país e grana entrando através de empréstimos que pensávamos não pagar. Entramos pelos tubos com a cobrança dos contratos, dos juros, do petróleo e da dívida. Naqueles anos de Guanabara uma Fragata Niterói custou 150 milhões de dólares. Superfaturada disseram os ingleses. Hoje uma fragata de 3.500 toneladas custa 500/600 milhões de euros + contrato. Da pra comparar as épocas? Da nada. O São Paulo… Read more »

Henrique

O Minas Gerais era um exemplar da classe Colossus que foi desenvolvida pra atender uma emergência de guerra. Eles eram muito pequenos até para os padrões da SGM, imagina quando veio a era do jato… virou surplus e eles se livraram dele da maneira mais lucrativa que fosse possível. Já o A12 foi um NAe francês que foi usado até o osso e não servia mais aos franceses porque haviam substituído por um NAe nuclear. Sobras dos outros. Não há mais nenhum Nae sobrando, por isso a MB não tem NAe, ou tem que chamar porta helicóptero anfíbio de NAe.

Koprowski

Exatamente isso, Henrique.

carvalho2008

Um Nae depende do seu pacote… Tal como é discrepante um Caça Naval sem Navio a operar, tambem é um Nae sem aviões adequados a operar… Mas a classe Colossus foi um sucesso apesar de suas dimensões, embora obvio alguns itens por obrigação da modernidade em eventual reconceitualização fossem necessários. Como Prova, alguns fatos: Velocidade: Diversos Porta Container modernos possuem 25knots ou mais de velocidade, sem turbinas, apenas com motores diesel; O Tracker atualizado, quer seja em ASW ainda hoje possuiria caracteristicas de performance e custo melhores a qualquer helicoptero. E existem marinhas renomadas em que apesar disto, investiram e… Read more »

Last edited 6 meses atrás by carvalho2008
Koprowski

Acompanho há anos a TRILOGIA FORÇAS DE DEFESA, onde observo que mais de 95% dos comentários não agregam nada de produtivo e informativo, faltando muita interpretação dos textos.

Esteves

Pois é. Explica aí o texto que não entenderam.

Mk48

Prezado,
.
Concordo com você.
.
Tem uma turminha aqui que comenta desde campeonato de bola de gude até míssil hipersônico, todos se achando os bam bam bans.
.
Curiosamente nunca chegaram a menos de 1km de distância de um navio, mas….. se acham.
.
Escreve ai o que vou te falar : O dia que o google ficar fora do ar, tu nao vai ver nem sombra desses caras.

Esteves

Esteves nunca foi a Marte. Mas da palpites sobre. Esteves ainda não foi à China, ao Japão, ao Jalapão…Esteves ainda não foi a muitos lugares. Mas é um palpiteiro sem do…principalmente sobre política e negócios.

Culpa dos livros, culpa das enciclopédias, culpa das postagens, culpa das leituras, culpa das pesquisas. Culpa do Google também. E do Wikipedia. E do hábito de buscar respostas.

Mas…há aqueles que preferem apedrejar livreiros, livrarias e livros. Pior ainda são os que apedrejam os leitores.

Carlos Crispim

E DAÍ, VC VAI QUERER CENSURAR? QUER IMPEDIR AS PESSOAS DE COMENTAREM? SÓ VC VAI PODER COMENTAR, VC É O ESPECIALISTA, É O ÚNICO AQUI QUE JÁ AGREGOU VALOR? ENGRAÇADO ESSE VIÉS AUTORITÁRIO, ALGUMAS PESSOAS REALMENTE NÃO SABEM CONVIVER COM A OPINIÃO DOS OUTROS.

Wellington Barbosa

Eu acho que se esse País fosse levado a sério pelos políticos corruptos que tomaram pra si a nação, pela dimensão de território que temos, nossas forças armadas estariam bem mais armadas e não sucateadas como são. A Marinha deveria ter pelo menos uns 2 porta aviões e sua esquadra com mais navios para defender nosso litoral, não de uma invasão nem a fim de promover uma guerra. Mas por ser o maior País da América do Sul, e poder ao menos por respeito.

Maximus

Esqueçam está baboseira de assento no Conselho de Segurança. Só vai haver reforma naquele Conselho somente com uma nova Guerra Mundial com os ganhadores dela. O que todos sabem que não vai ocorrer, pois, se tiver uma nova guerra vamos fazer companhia para os dinossauros na história. Nossa geração esta perdida. O futuro chegou e ficamos para trás. Só não estamos pior ainda por causa da agricultura. Se alguém no topo da pirâmide gostasse do Brasil, realmente invistiria pesado Educação e Inovação, e copiaria os bons exemplos dos países que deram certo no Oriente e Ocidente, e colocaria metas possíveis… Read more »

Esteves

Agronegócio é um modelo de negócio voltado para exportação. Derivados de cana de açúcar como etanol e o próprio açúcar. Derivados da soja como farelos e óleos. Carne de animais criados em pastos abertos. Embutidos de aves. Derivados da laranja como concentrados. Muita grana. Negócio bilionário.

Agricultura é comida. Agricultores são os empreendedores e empresários que fazem grana plantando frutas, hortaliças, legumes, criando granjas. As Centrais de Abastecimento como o Geagesp são exemplos de sucesso dos agricultores.

Educação é nossa maior despesa pública. Educação é nosso maior investimento social. Fôssemos medir nossos resultados pelo gasto público em educação…

Henrique

Esse negócio de assento no CS da ONU foi puro devaneio, nenhum dos membros tem interesse em expandi-lo, pelo simples motivo de que isto iria diluir a influência dos membros atuais.

Alex Barreto Cypriano

Um astrólogo publicou em sua coluna a assertiva de que as estrelas garantiam paz. Pouco depois, Hitler invadiu a Polônia. No dia seguinte, o mesmo astrólogo cravou a manchete: “Louco vai contra as estrelas”. Segue o cortejo de profetas e profecias…

MATROSE

Acordo caduco e sem sentido. Quem acha que os chineses precisam de treinamento para tripular e operar porta-aviões? Eles que já estão construindo o seu segundo PA com tecnologia própria e recursos ilimitados.O interesse seria proximidade, lançar a rede em costões americanos que parecem esquecidos dos aliados do cone sul.

Carlos

O que Marinha do Brasil deveria de fazer, seria um acordo com Embraer para desenvolver um caça de decolagem e pouso vertical, parem serem usados em navios multipropositos, que são mais fáceis de adquirir ou fabricar e investir em submarinos movidos a anergia nuclear e motor movido a hidrogênio. Mas primeiro temos que garantir um mínimo de 3,5% do PIB em recursos para pensar em algo. Tecnologia nós temos, de submarinos e caças, e navios acho que também.

Carvalho2008

Um caça talvez não, mas um utilitario da categoria de carga 7 ton sim. Um autentico XSTOL, nao acho que um autentico VTOL valha a pena dada a complexidade e custo inerente. Mas voltar umas 3 casas no jogo e produzir algo que decole em 50 a 70 metros seria fantástico e com procura no mercado civil e militar. Ate hoje nao sei porque o CL46 não foi para a frente…um design baseado no XF5U tambem era excelente. Era estimado que ele pudesse decolar quase na vertical se o porta avioes fizesse 30 knots. Acho que mais uma vez, os… Read more »

Esteves

Quando se precisa de espaço?

Carvalho2008

Quando ocorre?

carvalho2008

comment image

carvalho2008

comment image

carvalho2008

comment image

ANTONIO AUGUSTO ANDRADE PINTO COELHO

Brasil tem que ter navio aeródromo para acomodar nosso esquadrão de aviões da Marinha. Como estão, operando à partir de terra não aviação naval, e nunca será

Vitor

Mais uma péssima decisão estatal da época. Era muito amadorismo!

Edicarlos

Esse acordo se resumiu a nada !

carvalho2008

não houve acordo….apenas um rapido afair especulando possibilidades….não se concretizou a epoca….não havia ganhos em ajudar….a hipotese de auxilio em um SUBNuke By China representava uma quebra no rumo do SubNuke nacional….poderia ser uma AUKUS Brasileira da decada de 2010? talvez, mas o brasil já tinha seus desenhos para isto e ainda sim, sem o dinheiro para aquilo….e algo desta magnitude iria abalar a operação de todo o inventario da MB, NAe Frances, Fragatas Britanicas e caças americanos…

Foi um simples e rapido afair….nem teve chega junto….

Hélcio B Silva

Nem porta aviões temos mais.

angelo bigalli

brasil sendo brasil…rsrsrs… uma tragédia…sem surpresa.

carvalho2008

Que eu me lembre a época, este inicio de conversação esfriou rapidamente, pois não estava claro o que ganharíamos com isto, fora as pressões que começaram a ocorrer:

  • A4 era americano
  • Nae São Paulo Frances
  • As fragatas eram inglesas….

O pessoal poderia boicotar peças etc…para que treinar um adversario em surgimento usando o material do outro….?

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -