quinta-feira, janeiro 27, 2022

Saab Naval

Marinha do Brasil recebe o primeiro helicóptero AH-15B Super Cougar de ataque antinavio

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Marinha do Brasil recebeu Helibras o primeiro helicóptero Super Cougar na versão AH-15B de ataque antinavio.

Com capacidade de lançar mísseis Exocet AM39, essa é a 12ª aeronave H-225M a ser incorporada à Aviação Naval.

Especialmente desenvolvido para a Marinha do Brasil, a versão antinavio da aeronave H225M é a mais complexa desse modelo já desenvolvida e produzida. O desenvolvimento desta versão específica foi liderado pelo Centro de Engenharia da Helibras e da Airbus Helicopters.

Esse helicóptero representa um grande incremento na capacidade operacional da Aviação Naval, que poderá realizar as missões de SAR, CSAR, Controle de Área e Ataque Ar-Superfície.

A aeronave possui sistemas embarcados no “estado da arte”, incluindo o EWS IDAS-3 (sistema de contramedida), a capacidade de lançar mísseis Exocet AM39 B2M2, o radar tático APS143 e o sistema de missão naval (N-TDMS), entre outros.

O sistema tático de missão da versão operacional naval, o N-TDMS (Naval Tactical Data Management System), é responsável por fazer o comando e controle de todos os sistemas embarcados, incluindo o sistema de armas.

Por meio da compilação dos dados dos sensores e dos dados de voo, o N-TDMS é capaz de apresentar ao operador, em uma única tela, toda a situação tática em torno da aeronave, facilitando a tomada de decisão da tripulação.

A Atech, empresa do Grupo Embraer participou ativamente deste desenvolvimento.

H225M (UH-15A) com dois mísseis antinavio AM-39 Exocet
H225M (AH-15B) com dois mísseis antinavio AM-39 Exocet

H225M com míssil Exocet AM39

- Advertisement -

319 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
319 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus

Achava que as outras unidades já tinha essa capacidade, dada a modularidade do helicóptero.
Mesmo assim, parabens a MB.

Glasquis 7

É, eu venho lendo comentários dos “alexandre DESLUMBRADO da vida” há algum tempo, alegando que já existiam aos montes mas, vemos que só agora o primeiro vem a ser entregue.
Aí fica um GAP em knowhow para a MB suprir o mais rápido possível.

Alexandre

Chileno, glasquis 7, me parece que vc não perde uma oportunidade de passar vergonha por aqui. Veja, já tinha passado vergonha recentemente quando afirmou que o chile tem um sistema melhor que o ASTROS 2020, coisa que vc sabe que não é verdade, e que , foi desmentido por grande parte dos seguidores desse canal. Agora vc , mais uma vez , me chama de deslumbrado. Isso depois de termos acompanhado em 23/11, uma solenidade de entrega do Blindado Guarani de numero 500 (que vc dizia ser de papel) e da entrega de 32 LMV Iveco 4×4 (que vc também… Read more »

Glasquis 7

Acho que sua capacidade cognitiva, não evoluiu muito. Eu disse que o SLM tem MAIOR ALCANCE QUE O ASTROS. O resto é invenção sua.

Assim como vc disse por diversas vezes que Estes sistemas (Super Cougar/Exocet) abundabam na MB mas, estamos vendo que não foi assim.

Continue inventando, quem sabe da próxima cola.

Alexandre

O chile não tem nenhum sistema de lançamento de foguetes com alcance maior que o ASTROS 2020, simplesmente porque o SLM FAMAE não passou de um protótipo e que NUNCA foi colocado em operação no chile!
Na última feira de armas do Perú, que encerrou recentemente, a IAI ofereceu o mesmo sistema para o Perú, e com míssies de 300km de alcance!
Parece que os Israelenses se cansaram de esperar pelo chile e resolveram oferecer para o Perú!

Glasquis 7

Essa mentira sim que é verdade!!!

Até o Wiki mente

https://es.wikipedia.org/wiki/SLM_FAMAE

AK-130

Quer dizer então que usará das fontes super confiáveis do Monark (Wikipédia) para provar o seu ponto? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

glasquis 7

Não, não preciso provar. Faz parte do inventário do Exercito do Chile. É só entrar na página e ver.

Mas se vc, apenas por ufanismo, prefere desacreditar, é a sua opção. Não estou aqui para provar nada.

Alexandre

É importante dizer que o programa dos helicópteros H 225M começou em 2008, e já entregou 39 helicópteros para nossas 3 forças.
É um programa de sucesso, com uma média de 3 helicópteros entregues por ano ao longo do contrato.
Essa versão especificamente, que é a mais cara de todas , ficou pronta em 2016, estando em certificação e testes ao longo desses 5 anos.
Se não me falha a memória, outros 2 desses já estão prontos na Helibrás, faltando apenas o recebimento dos pagamentos da MB para serem entregues.

Alexandre

Quanto aos GAPs: Quando a armada do Chile vai suprir o GAP de um blindado anfíbio para desembarque de tropas? Aqui na américa do Sul, só o Chile e o Uruguai não tem desses blindados, uma vergonha! Quando a armada do Chile vai ter um CIWS em suas escoltas? Isso é determinante num conflito, porque esses CIWS, como última defesa, normalmente não podem sofrer interferência de EW , por usarem sensores ópticos/IR passivos. Quando a armada do chile vai ter um porta helicópteros? Meio muito importante que pode levar 17 helicópteros armados para uma guerra. Quando a armada do Chile… Read more »

Glasquis 7

“Quando a armada do Chile vai ter um CIWS em suas escoltas? “ Já tem, faz alguns anos. “Quando a armada do chile vai ter um porta helicópteros?” Quando precisar. Até hoje não precisou e o Brasil tampouco, apenas tem por que, de oportunidade, a ROYAL precisou se desfazer dele. E aqui nem Helicopteros de ataque para ele tem, usam como “Navio Multiproposito”. Coisa que o Chile já tem. “Quando a armada do Chile vai ter aviação de caça, mesmo que com caças antigos? importante para negação do espaço aéreo a outras aeronaves de asas fixas de patrulha/ASW ou rotativas!” KKK… Read more »

Alexandre

Qual é o CIWS em uso na armada do chile? desconheço! Poste aqui pra gente saber! O Brasil não tem helicópteros de ataque? E os SEA HAWK, os WILD LYNX e agora os H225M? está louco chileno lacrador? Navio multiproposito o chile só tem 1, o sargento d’aldea, 8 anos mais velho que o nosso Bahia. Mas o chile sim, não tem helicópteros de ataque, nem mesmo para mobiliar suas 8 fragatas, imagine o sargento d’aldea! P3 Orion são 9 aqui no Brasil, agora com equipes da FAB e da Marinha operando juntas. No chile só dois e não tem… Read more »

Flanker

Qual é o CIWS em uso na MB?

Glasquis 7

Mas o chile sim, não tem helicópteros de ataque, nem mesmo para mobiliar suas 8 fragatas, imagine o sargento d’aldea”

KKK EU MINTO E TAMBÉM INVENTO KKK!!!
comment image

SH-32-Cougar_04.jpg
Glasquis 7

“ Mas o chile sim, não tem helicópteros de ataque, nem mesmo para mobiliar suas 8 fragatas, imagine o sargento d’aldea”
KKK EU MINTO E TAMBÉM INVENTO KKK!!!

thumb2-eurocopter-ec225-military-transport-helicopter-chilean-navy-h225m-airbus-helicopters.jpg
Alexandre

A Armada chilena vive hoje, uma das piores situações em relação a antiguidade de meios de guerra, senão vejamos: Seus 5 helicópteros armados tem cerca de 50 anos, são analógicos e não podem fazer voo pairado automático. A regra mundial é de ter 1,5 helicópteros por cada escolta, ou seja, o chile deveria ter 12 desses meios. Só tem 5 , e estão muito velhos e obsoletos! Dois de seus submarinos tem cerca de 40 anos, precisam ser substituídos rapidamente! Suas 8 fragatas e o buque doca multipropósito Sargento d’aldea tem em média 30 anos. Também terão que ser substituídos… Read more »

Glasquis 7

“A Armada chilena vive hoje, uma das piores situações em relação a antiguidade de meios de guerra, senão vejamos: Seus 5 helicópteros armados tem cerca de 50 anos, são analógicos e não podem fazer voo pairado automático. A regra mundial é de ter 1,5 helicópteros por cada escolta, ou seja, o chile deveria ter 12 desses meios. Só tem 5 , e estão muito velhos e obsoletos!” KKK só aqui fica evidenciado o seu conhecimento . Os Cougar de la Armada do Chile foram comprado NOVOS em 1990. É claro que o chile não pagou 2 Bi por eles. https://www.infodefensa.com/texto-diario/mostrar/3165945/cougar-helicoptero-guerra-antisuperficie-antisubmarina-armada-chile… Read more »

Alexandre

Os helicópteros da ARCH são tão velhos e obsoletos, que um foi fazer um voo noturno e caiu no mar, perda total! Não adianta lacrador, são analógicos e com capacidade limitada de voo noturno, não podem fazer um voo pairado no automático, LIXO! Nossos submarinos não só são modernizados aqui, como são fabricados aqui, ou vc não sabe disso? procure saber quando nossos submarinos foram modernizados com sonares da lockheed Martin e torpedos MK 48! Nosso último T 209 foi fabricado no Brasil e entregue em 2006, mesmo anos que o chile recebeu seus scorpenes fabricados na França e espanha!… Read more »

Glasquis 7

“Nossos submarinos não só são modernizados aqui, como são fabricados aqui, ou vc não sabe disso? “ Sei sim, só não sei quando foi a ultima modernização… Vc sabe? “Vc quer falar da demora que acontece no Brasil quando:” Não, não falei disso. Mas parece que vc se doeu um pouquinho né? Mas já que quer comparar. “O chile vai levar 7 anos para construir 1 navio quebra gelo!” E quanto deveria demorar em construir um Quebra Gelo? Quanto demorou o Brasil em construir o seu? Sabe qual a tonelagem desse quebragelo? Sabe ao menos, quantos quebragelos foram construídos no hemisfério… Read more »

glasquis 7

Quando a realidade não cansa de nos dar uns tapas na cara.

https://www.naval.com.br/blog/2021/11/28/fragata-defensora-f41-no-porto-de-santos-sp/

Thiago A.

Que figura cara, toda vez você não para de pagar esse mico … Toda matéria positiva, todo novo equipamento tem que ter você para desprezar…
Quanto aos 2 bilhões pagos , não teria como o Chile pagar esse valor nem o costume da faturas duplicadas da FAMAE para favorecer os notórios milicos milionários chilenos.
Foram 50 helicópteros! Não 5 ou 6 ! Repito, 50! UM aeronave que nova e mais capaz em relação aos seus Cougars. Isso com um extenso programa de offsets para empresas brasileiras que forneceram sitemas e componentes para a aeronave !

Glasquis 7

” todo novo equipamento tem que ter você para desprezar…” Desculpa mas, aonde foi que eu despresei? Acho que vc leu o comentário errado. Quem despreza é vc leia o seu próprio comentário. “Quanto aos 2 bilhões pagos , não teria como o Chile pagar esse valor nem o costume da faturas duplicadas da FAMAE para favorecer os notórios milicos milionários chilenos.” Lembre que, em todo lugar se desvia dinheiro, em alguns casos, mais do que em outros mas, o que analisamos é o resultado e nível de armamento. “Foram 50 helicópteros! Não 5 ou 6 ! Repito, 50! UM aeronave… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Glasquis 7
francisco

Pelo que esse cara fala, o Chile é uma super-potência.

Glasquis 7

Desculpa mas aonde eu disse que o Chile é uma super potência?
Poderia me mostrar o que eu disse que te faz pensar assim?

Carlos Campos

Mas já usamos helicopteros de ataque com mísseis, no caso e o Penguin, tem vídeo dele sendo lançado em tiro ao alvo no youtube.

Glasquis 7

Sei disso. Nunca disse o contrário.

O que questionei foi, qual o ganho da MB em incorporar um sistema que ela já domina?

Carlos Campos

a situação aqui é o alcance do Helicoptero, ele além de ataque pode fazer transporte, além de que esse míssil apesar de não ser comparável ao mais modernos que são stelth e tem sensores mais potentes, pode ser fabricado em larga escala pelo Brasil em caso de necessidade.

glasquis 7

Não, o ponto que eu coloquei é o seguinte:

A própria MB já usava esta combinação no Seaking há alguns anos e os Cougar fornecidos pela AIRBUS há 30 anos também. Então, aonde está o grande logro de se integrar um missil que já foi integrado a esta plataforma ou ao seu antecessor, que seria o cougar?

Se fosse uma arma nova ou, um outro helicóptero, entenderia mas não neste caso.

Thiago A.

È um outro helicóptero!

Marcos Cooper

Parabéns nada! Quanto SeaHawk ou mesmo outro helicóptero de ASuW pronto poderiamos ter comprado com esse dinheiro?

Cristiano de Aquino Campos

A mesma quantidade, porem sem conseguir fazer manutenção aqui e com mísseis mais leves e de curto alcance em comparação com o AM-39.

Bardini

O NSM pode ser integrado ao Seahawk.
A manutenção dos atuais Seahawk da MB, é feita no Brasil pelo GAerNavMan.
O Seahawk cumpre missão ASuW e ASW.

Camargoer.

Caro Bardini, Considerando que a MB já opera o Exocet, que possui a capacidade de manutenção de seus motores, e que o Mansup é baseado no Exocegte, faria sentido adquirir um outro míssil? Alias, creio que você comentou em outro momento que o Penguin, integrado ao SH70, foi retirado de serviço.

Esteves

Pensando na Guerra das Malvinas de 1982…não faria sentido adquirir outro míssil.

Pensando em 10 anos à frente…prazo que nos acostumamos dos contratos…o que deveria suprir a Defesa nos anos 2030?

Carlos Gonzaga

Esse missil ainda dá muito caldo e dominamos sua tecnologia. Isso ninguém pode tirar.

Esteves

Deu em 1982.

Mas todo míssil tem seu perigo.

Alexandre

Um passo de cada vez, a SIATT e a AVIBRÁS estão no desenvolvimento do MANSUP, uma desenvolveu o motor foguete e a outra a eletrônica embarcada. A AVIBRAS desenvolveu o AVTM 300 com motor turbina. Tem um vídeo do gestor do AVTM 300 da Avibrás falando claramente que seria fácil fazer um AVTM 300 para ser lançado de navios, assim como já estão fazendo a versão de lançamento por aviões(MICLA BR)!
Portanto, o futuro para 10 anos é uma versal naval com pelo menos 300km de alcance.

Carlos Campos

seria fácil, mas tem que pagar os ensaios que ficam caros pelos mísseis destruídos no processo, dentro do AVTM a eletrônica do AM39 cabe e ainda sobra espaço.

Carlos Gonzaga

Isso mesmo, não precisaremos pedir ao Congresso norte americano licença para repor o arsenal.

glasquis 7

O Exocet nunca precisou de autorização do congresso americano.

Alexandre

E não precisaremos de autorização do governo Francês ou de qualquer outro governo.
Sem contar que o número exato desses mísseis em estoque, será um segredo de governo, ao contrário de quem importa os mesmos.
Se vc compra 10 mísseis de França ou dos EUA, não tem como ter segredo nisso, todos saberão, até o SIPRI!

Glasquis 7

E não precisaremos…”

Em qual tempo está conjugado esse verbo?

Flanker

Negativo. O Penquin continua ativo, tendo sido adquirido junto com os Sea Hawk.
Quanto aos H225, eles continuam com problema na MGB! Foi feita uma solução paliativa, mas a solução definitiva, que deixaria a aeronave dá maneira que deveria ser (e pela qual pagamos), ainda não veio e talvez nunca venha.

Wellington Góes

Nossa… Sério?!
Rsrsrsrs

Carlos Gonzaga

Sim é sério ou você acha que auto-suficiência é brincadeira. Você gosta de super trunfo então usa seus cards pra jogar no inimigo.

Esteves

Esse contrato não deu autossuficiência, competência, capacitação, capacidade, conhecimento. Não deu.

Deu uma boa grana e helicópteros problemáticos. Isso deu.

Thiago A.

A COPAC não é do mesmo aviso mestre Esteves.
Vale a pena lembrar que a Helibras não foi a única envolvida no H-XBR . Várias empresas participaram (
a Toyo Matic e a Atech por exemplo) e colaboraram, adiquirindo e disseminando capacidades inexistentes antes do programa.

Screenshot_20211125-101540~2.png
Alexandre

Os helicópteros que vc diz serem problemáticos, atingiu 100 mil horas de voo em 2018 em todo o mundo, parece que só um caiu em toda sua história. Ao contrário, temos vistos várias quedas de Black hawk ao longo dos anos, que é tido como um dos melhores helicópteros do mundo. Evidentemente, existe mais black hawk que H 225M, e isso impacta no número de acidentes tb, afinal, quanto mais da versão, mais provável os acidentes. Mas o H225M é um excelente helicóptero, provado em combate e com alta disponibilidade. Aqui na Marinha, tem feito resgates a mais de 200km… Read more »

Flanker

Por mais que tu não queira admitir, os H225M tem problemas nas MGB, não solucionados definitivamente pela Airbus. Portanto, essa aeronave não voa com zero restrições dentro de seu envelope de voo e dentro de seus limites previstos de carga e alcance. Existem restrições impostas por esse problema das MGB. Pagamos caro, e bem caro, por essas aeronaves. Esse preço, em parte, seria pela ToT que permitiria a Helibras desenvolver um helicóptero nacional e também permitiria novas vendas do H225M a partir da Hekibras…..entretanto, nenhuma dessas duas coisas aconteceu. Mais de 10 anos se passaram e nehum outro H225M foi… Read more »

Glasquis 7

Por fim alguém com capacidade de ver a realidade sem aquele “DESLUMBRAMENTO”.

francisco

Se a Helibrás tiver adquirido a capacidade de produzir um helicóptero deste quilate, o dinheiro investido neste projeto valeu a pena. Devemos lembrar que em tempos de guerra quem não souber fazer seus próprios equipamentos fica a ver navios.

Flanker

Meu caro, a Helibras não consegue produzir, sozinha, nem o Esquilo. O nível de nacionalização do H225M não permite que façamos nem a revisão desses helicópteros sem receber peças, sobressalentes e componentes de fora do país.

Glasquis 7

Na região, as guerras não dão tempo de construir nada. Com sorte consegue suprir a necessidade de munição e olha lá. As guerras são caras, muito caras. Nos dias de hoje, ninguém quer manter uma guerra por mais de 12 meses. Não há como sustentá-la. Veja os históricos das guerras regionais no último século. As Falklands, apenas 4 meses, O CENEPA 2 meses. Não deu tempo nem de declarar guerra. Os conflitos que duram na nossa região são os assimétricos e normalmente são internos como no caso da Colômbia. Ao meu entender, os investimentos como este, tem uma finalidade de… Read more »

Carlos Campos

agora vou ter que concordar, e ainda teve ToT de mim pra mim mesmo, agora o Molusco foi na França, enfiaram no rab@ dele antes, na época do Sarkozy, agora tá lambendo o Macron para enfiarem de novo.

Last edited 2 meses atrás by Carlos Campos
Thiago A.

Empresas brasileiras beneficiadas pela ” TOT”:
Atech(o sistema tático de missão naval )
Outras empresas Toyo Matic (usinagem), Inbra Aerospace (peças estruturais em material composto), Turbomeca (motores), ATE, Sagem /TM do Brasil (piloto automático); Aernnova do Brasil (cone de cauda metálico), Rhode & Schwartz (rádios), Akaer (projetos de engenharia); SDV Brasil (logística); AEL Sistemas (cockpits) e Microturbo (unidades de potência auxiliar)…

13-toyo rotor.jpg
Carlos Campos

Atech já tem uma boa bagagem com a Embraer, AEL tem acesso a tecnologia Israelense, então não sei se seria um bom case de ToT, Inbra é um bom caso, Turbomeca? duvido eles fazerem um motor para heli, mas fácil sair algo da Turbomachine, essa piloto automático parece ser interessante, Cone de cauda não parece algo tão incrível assim, se for me explica, Rhode and Shwartz? ela é brasileira? Akaer já tem nível mundial de aero estruturas, graças a embraer, Tokyo Matic parece ser muito bom como case de ToT.

Leo Barreiro

Sagem é francesa, tem que ver dessa lista toda qual de fato é uma indústria nacional ou uma subsidiária.

Para mim essa transferência de tecnologia foi um dos maiores assaltos era melhor ter comprado o equipamento e como compensação financeira ter aberto um polo de manutenção e/ou logístico de peças para a américa do sul. Algum desses forncedores locais receberam algum pedido para vender as peças e/ou serviços para a matriz francesa? Por que seria o mínimo que deveria ser acordado. Depois que recebermos todas as unidades essas empresas irão fazer o que?

Carlos Campos

eitcha nossa, sabia que eles podem e já usam o Penguin mas não sabia que dava para usar o NSM que é um dos mísseis mais modernos anti-navio do mundo.

Camargoer.

Caro Marcos. Em 2009, a MB comprou 4 SH70 por US 163 milhões, ou cerca de US$ 40 milhões por unidade. O programa HXBR custou cerca de US$ 2 bilhões para 50 aeronaves, custando cerca de US$ 40 milhões por unidades.

EduardoSP

Camargoer, temos de comparar maçãs com maçãs. Você está comparando o valor de uma das versões especializadas mais caras do Blackhawk com um valor médio que inclui uma grande maioria de helicópteros de transporte, sem equipamentos especiais.
Os preços de equipamentos militares são muito obscuros, mas em 2019 as Filipinas adquiriram 16 S-70i (uma versão mais simples do Blackhawk) por US$241milhões.

Last edited 2 meses atrás by EduardoSP
Camargoer.

Olá Eduardo. De fato, comparei o valor do SH70 comprado pela MB com o valor do H225 comprado pela MinDef. Se for fazer uma comparação mais sofisticada, será preciso incluir o valor do pacote de apoio logístico, tem que comparar o pacote de offset (que o H225 teve no mesmo valor do contrato e o SH70 comprado por FMS não tem) e também teria que levar em contar o valor do índice de nacionalização, que é gasto com pessoal, serviços e produtos comprados de empresas brasileiras, que por sua vez geram impacto no PIB local e representam arrecadação. No caso… Read more »

Esteves

Quem comprou esse contrato foi o ex presidente.

Pablo

E???

Nemo

Complementando, em 2021 a Polônia (onde o S-70i é montado/fabricado) teria comprado a versão S-70i M Attack por U$ 45 milhões a unidade.

Wellington Góes

Ah é… Black Hawk é igualzinho aos Seahawks…
Putz…

Alexandre

O black hawk pelado não é comparável a um H225M pelado, pois o H225M tem mais capacidade de carga e/ou transporte de soldados.
O contrato do Brasil envolveu 5 H225M para guerra naval, que todos sabemos, tem uma eletrônica embarcada que é mais cara que o helicóptero!
Teve também 2 ou 3 H225M Presidenciais, com todo o conforto e tecnologias que esse tipo exige.
E por fim, as versões do H225M Brasileiras mesmo básicas tem tecnologias como chaf/flares dentre outras. Tem que ver o que veio no contrato dos BH das Filipinas.

Glasquis 7

E os cougar de 50 anos são compatíveis???

KKK

Alexandre

Com certeza não chileno, esses cougar chilenos são bons em mergulho, já que um deles caiu e foi para o fundo mar num voo noturno. É o peso da idade e da falta de tecnologia! kkkkkk

Glasquis 7

Verdade, um deles caiu em 2003 né? Mas isso acontece com quem voa. E um acidente em 2003 com perda de um, não me parece uma estatística ruim. Mas se vc vc quer fazer disso uma difamação, bom, lembre que o teto de vidro quebra em todo lugar, inclusive naquele onde se perdem jatos por que se chocam entre si no ar né?

Acidentes meu caro, acidentes, só cai quem voa. Para cair tem que estar em operação.

Flanker

Cata, deixa de torcida cega. Super Puma e Cougar são 2 helicópteros ótimos. Mas, no H225 a Airbus errou a mão. Fez um Frankenstein…….

Flanker

O Black Hawk/Sea Hawk decola, voa, cumpre missão pousa, decola de novo, cumpre outra missão….e os tripulantes nem lembram que o helicóptero tem MGB. Já os H225M, a cada tantas horas, independente de onde estiverem, tem que verificar o nível do óleo, o filtro de limalha, ….. xiiii

Luís Henrique

Alto lá. O contrato foi em Euros. Em 2008 1 euro valia em média cerca de U$ 1,50.
Portanto 1,9 bi de euros representavam, na época, cerca de U$ 2,85 bi ou U$ 57 mi por helicóptero.

Alexandre

Foram 52 ou 53 se não me engano, pois teve as versões da Presidência.

Piassarollo

50 ao todo, 16 pra cada força e 2 para transporte especial

Flanker

Não. Foram 50. São 16 para cada Força mais 2 extras para a FAB (GTE).

Wellington Góes

Ah claro, realmente os projetos de aquisição são iguaisinhos… A idéia não é fazer girar o investimento no país, mas compras de prateleira… Realmente, tua capacidade de analogia é show….

Edson

Vc tem razão, fui da equipe de instalação do AM39 en helicóptero s da mesma categoria em 1991. Feito lançamento inclusive com sucesso. Tenho até foto

Last edited 2 meses atrás by Edson
Edson

Um belo e poderoso helicóptero. Ótima aquisição.

Grifon Eagle

Excelente, que venham muitos outros. #Brasil #Marinha #Defesa #Soberania

Willber Rodrigues

Uma coisa deve ser dita:
Esse heli, armado com esse míssil, são imponentes pra caramba. É pra botar respeito em qualquer Marinha.

Tomcat4,2

Ia comentar exatamente isso, o bicho põe moral !!!

luizmachado

Agora só falta desenvolver a versão mais estratégica e importante do Mansup para equipar estes helicópteros.

Strike

Exatamente, uma versão do MANSUP ar-sup é estratégica!

Luís Henrique

Excelente. O combo NAM Atlântico + AH-15B + AM-39 B2M2 Exocet é muito letal e pouquíssimas marinhas possuem a mesma capacidade.

Marujo.

Quantos dessa variante serão incorporados pela MB?

737-800RJ

Até o momento foram adquiridas 5 unidades dessa versão ASuW.

Bardini

E morre aí.

Marcos Cooper

Verdade. Gastaram dinheiro nessa monstruosidade pra “capacitar a indústria brasileira”e blá,blá,blá…..
ae nunca vamos produzir NADA parecido no futuro.
Ou seja…

Bardini

Esse programa sofre do mesmo mal que o KC-390, PROSUB, Guarani e etc. . Os “bom da boca” assinaram uma penca de “projetos estratégicos” elaborados com o fiofó, baseados e achismos e alucinações de um cenário econômico de “Brasil Puthênfia”. Montaram encima de uma galinha em voo e acharam que iam para a Lua. . Agora, existe um buraco negro no colo do MD. Não conseguimos pagar o que foi comprado e estamos condenados ao sucateamento por tabela, por não ter capacidade de comprar coisa nova ou dar continuidade ao que foi iniciado. E no meio disso tudo, boa parte… Read more »

hb.PNG
Carlos Cardoso

Parece que muita gente por aqui conhece Exocet e o que ele não faz. Dá um tempo camaradas. Procurem uns joguinhos interessantes para PC.
Tem Marinha mais bonita? Vá pra lá. Quando o bicho pegar é a MB que vai garantir sua sobrevivência.

Victor Filipe

A MB não tem capacidade nem meios de garantir a própria sobrevivência contra um inimigo serio. quanto mais a sobrevivência de terceiros…

Munhoz

Então se for pensar assim devemos só comprar coisa usada ?
O pouco que esta sendo comprado vc acha que é muito ?

Marcos10

Não, os problemas não começaram nessa administração. Mas quando você assume, você assume junto os problemas. Não dá para plagiar o antecessor e dizer que recebeu uma herança ruim.

Camargoer.

Caro Marcos. O custo unitário do H225 (o MinDef precisa unificar os códigos) é o mesmo do SH70

Glasquis 7

As capacidades do H225 são as mesmas do SH 70?

Camargoer.

Caro Glasquis, Agora você mudou a pergunta. Para responder isso teria que os requisitos colocados pelo MinDef. Acredito que os dois aparelhos devem atender o requisito. Com certeza o H225 atende ao requisito.

carvalho2008

H225M é maior, mais carga e maior alcance….

Flanker

O Camargo tá comparando o valor médio dos H-225M (a maioria deles aeronaves básicas) com o Sea Hawk, recheado de equipamentos de ASW e ASuW.

Esteves

Papel aceita tudo.

Marcos Cooper

Camargoer,boa note. Não tenho nada contra o UH-15. Mas contra a metodologia,se é que existe,na forma como as coisas são feitas. Penso,mas aí é lógica de quem está de fora,observando,que se insistíssemos esse dinheiro em mais SeaHawk,ou no próprio UH-15 utilitário, seria mais negócio. Lá se vão 10 anos pra ainda estarmos recebendo 50 unidades!. Poderíamos ter uma frota maior de SH-16 ou até Wildcats,ou a frota de utilitários obter um incremento.

Esteves

Os contratos são celebrados de outra forma. Assim como surgiram os negócios com os Jogos e a Copa…surgiram as oportunidades desses contratos (helicópteros e submarinos) com os franceses.

Alguém oferece o negócio. Não é uma necessidade. A Defesa foi ao ex presidente pedir para assinar contrato de 50 por 2 bilhões de euros?

Não foi.

Flanker

Amém!!

Strike

O mal de todo programa estratégico de defesa desenvolvido ou produzido no Brasil, a famosa e recorrente falta de escala de produção!! Investe milhões ou até bilhões de reais no desenvolvimento de novas tecnologias e produtos e por fim compra pouquíssimos aparelhos.. 5 helicópteros, 15 KC-390, 36 Gripens, nenhum míssil A-Darte, zero míssil MAR-1, Fragratas, Prosub e etc..

Jacinto

Falta também continuidade. Não adianta adquirir uma capacidade e não dar continuidade com novos projetos para aprimorar a capacidade adquirida. Sem novos projetos, a capacidade adquirida se perde e se perde muito rapidamente no cenário atual.

Alexandre

Como assim amigo? Não foram 5 helicópteros, foram 52 ou 53, 39 entregues! A FAB comprou um lote inicial de 12 mísseis A DARTER para serem testados nos Gripen NG, que só agora estão chegando, portanto, um novo lote de A DARTER vai ter que esperar esses testes da FAB. Compramos 4 fragatas que terão o corte de chapa no 1 trimestre do ano que vem. O Prosub já está com o estaleiro (em torno de 70%) e os 4 primeiros submarinos convencionais praticamente prontos, restando apenas os testes de mar. E o reator do 1 sub nuclear vai entrar… Read more »

Glasquis 7

A FAB comprou um lote inicial de 12 mísseis A DARTER para serem testados nos Gripen NG,”

E vc já estava contratado na fabrica de A Darter de São José dos Campos ou ainda não tinham respondido seu E mail com curriculum?

KKK

Alexandre

Bom, aqui eu posto as fontes, diferente de um lacrador e seu suposto SLM chileno! kkkkk
http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/08/brasil-compra-70-misseis-e-bombas-israelenses-para-armar-o-gripen.html

Glasquis 7

Não, vc não entendeu ou se faz de desentendido, me refiro ao curriculum que vc disse ter enviado para trabalhar na fábrica de A Darter que segundo vc, existia em São José dos Campos, isso vc me contou em 2015. Ou vai dar uma de ‘ESQUECIDO’?

KKK

Flanker

52 ou 53? São 50. Gracas a Deus não são mais.

TeoB

Pena que são poucas unidades com essa capacidade, e o helicóptero (esse modelo) vem a quase uma década voando com restrições, mesmo assim é um importante incremento para a MB, acredito que concluída essa compra de asas rotativas devemos pensar em drones de ataque embarcados, esses devido aos custos de operação reduzidos podem ser armas anti-navio com maior volume em operação pela marinha.

Luiz Trindade

Parabéns MB, Parabéns HU-1, seja bem vindo a BAeNSPA.

Bardini

O HX-BR é uma tragédia…
.
Para salvar parte da montanha de dinheiro que injetaram nisso aí, o Governo e envolvidos, vão ter de mamar e muito os peruanos, argentinos e árabes, na tentativa de emplacar a venda do H225M versão naval.
.
No mais, é quase certo que é daí que viram os helicópteros H125 de instrução para FAB e da MB.

Esteves

2 bilhões de euros. 50 helicópteros.

Não sei o que daria para fazer com essa grana nesses 13 anos do contrato.

Bardini

Importante lembrar que isso foi assinado em um período em que o Real valia alguma coisa perante o Euro.

Esteves

Essa transação é feita entre o Banco Central e o Tesouro. Em 2008 o euro não passou de 3 reais.

Quem levou a pancada foi o orçamento da Defesa.

Luís Henrique

Também é importante lembrar que em 2008 o Euro valia bem mais que o dolar, cerca de 1 euro = 1,50 dolares. Teve mês que chegou a 1,59.
Portanto, 1,9 bi de euros da quase 2,9 bi de Dólares americanos.

Os indianos compraram em 2008 ou 2009, 80 helicopteros Mi-17 por U$ 1,2 bi.
Ou seja, com os 2,9 bi do nosso contrato, poderíamos ter adquirido cerca de 193 Mi-17.
Mas a alergia sempre existiu.

Alexandre

Vc está falando daquele helicóptero merda da Rússia que vive caindo no Perú?
Vc sabe das críticas que a FAB recebe por ter adquirido helicópteros MI35 da Rússia? Mesmo esses helicópteros sendo excelentes e muito melhores que os MI17?

Glasquis 7

TUDO ISSO???

Camargoer.

Olá Glasquis. Segue o trecho do DOU com o extrato do contrato. Contudo, é preciso lembrar que este contrato cobre a fabricação dos 50 helicópteros e também o contrato de manutenção e apoio logístico. EXTRATO DE ACORDO N 1/2008 N do Processo: 014-08/SDDP. Espécie: Termo de Acordo. Contratante: A União, por intermédio do Ministério da Defesa, representado pelo Comando da Aeronáutica – COMAER e pela Subdiretoria de Desenvolvimento e Programas SDDP/COPAC. Contratada: Consórcio HELIBRAS-EUROCOPTER – PROJETO H-XBR, constituído pelas empresas HELICÓPTEROS DO BRASIL S/A – HELIBRAS e EUROCOPTER. Nº do Acordo: Acordo Nº 001/CTASDDP/2008. Origem: Contrato Nº 008/CTA-SDDP/2008. Objeto: Projetos… Read more »

Esteves

2 bilhões de euros. E ainda não acabou.

Oráculo

E alguém realmente acredita que esses 2 bilhões de euros foram integralmente para a conta corrente da Eurocopter?

Olha quem assinou a compra.
Se bobear quase metade fez um “pit stop” na França e depois foi parar numa conta do partido em Angola, Venezuela…

Camargoer.

Caro Oráculo. Coloquei o extrato do contrato assinado entre o MinDef e a Helibras.
“Projeto H-XBR (FAB, EB e MB): contrato de aquisição de cinquenta helicópteros de médio porte de emprego geral para as Forças Armadas,14 cobrindo apoio logístico inicial, suporte logístico contratado (CLS) e acordo de cooperação industrial e compensação (offset – valor da obrigação no mesmo valor da aquisição),15 no valor de € 1.897.830.500,00 (cerca de R$ 6.306.547.686,42).16 O H-XBR prevê uma série de responsabilidades para a contratante, incluindo índices crescentes de nacionalização e implantação de um Centro de Engenharia na fábrica da empresa Helibras, em Itajubá-MG”

Oráculo

Caro Camargoer

Por isso falei num “pit stop” na França.
O dinheiro foi pra lá.

E de lá foi para aquele lugar que só os companheiros sabem…

Esteves

Todo negócio tem comissão do negócio.

Esteves

Que estão indo para a conta devida não tenho dúvidas.

Que foram buscar a comissão na França também não tenho.

Tem um filme ou uma série na Netflix sobre os homens que vendem a Copa do Mundo.

Um circo.

Camargoer.

Olá Esteves. Assisti uma séria na Netflix que vale a pena: F is for Family.

Esteves

Esteves está dando atenção aos coreanos. Vem melhorando.

Marcelo

Presta atenção num ator mexicano nessa série. O cara dá um show de interpretação na última temporada da série NARCOS México.

Camargoer.

Olá Esteves. Daria para comprar 50 SH70.

Esteves

2 bilhões de euros a MB passa a régua na necessidade urgente de meios de superfície.

Necessidade urgente é patrulhar nosso mar.

Camargoer.

Olá Esteves. A conta é outra porque a MB ficou com 15 helicópteros, portanto US$ 600 milhões. Isso seria o suficiente para um SBN ou uma FCT. A questão é que a MB receberá os quatro SBN solicitados e as quatro FCT solicitadas no contrato (podendo chegar á 6). Seria um equívoco dizer que estes 16 helicópteros impediram a MB de adquirir os navios ou submarinos. Outro ponto que precisa ser colocado é que umas das críticas foi a escolha do modelo H225 ao invés de SH70. Portanto, caso a MB optasse pelos helicópteros dos EUA, também não estaria disponível… Read more »

Esteves

Mestre, A escolha não foi técnica. Tivesse sido técnica poderíamos tentar entender se a urgência eram 15 helicópteros ou 6 patrulheiros oceanicos. Naqueles anos tinham as histórias dos estaleiros e das falências dos estaleiros super contratados com o super dinheiro roubado da super Petrobras. Vamos recordar que não recuperamos 10% do roubo. Vem uma missão. Os marcianos promovem encontros com lobistas. Convidam, os marcianos, uma comissão nossa para visitar Marte. A base foi feita. Falta abordar quem manda fazer. E oferecer o negócio. Um vereador de uma pequena cidade em sua primeira legislatura recebeu um envelope. Para receber o segundo… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

Esquece o Peru, mais fácil comprarem um helicóptero Russo. Afinal são clientes antigos .

Bardini

Olha, então tens que falar isso pro pessoal da Helibras. Põe na cabeça deles que é melhor esquecer os 02 H225 do Peru e os 02 para a Prefectura Naval e focar tudo nos 10 do EAU…

Last edited 2 meses atrás by Bardini
Nascimento

Verdade. E quando você criticou vinham ufanistas te chamarem de ”entreguixta”. A Helibras monta kits CKD’s da Airbus Helicopter. Tira as peças principais de um container, monta, pinta e entrega, funcionam pelo Lobby da bancada mineira no Congresso e no Senado. Lobby esse atrelado a um financiamento bem do BNDES. Você acha mesmo que se a Bell, a Thales, … Se outros fabricantes de helicópteros tivessem essa facilidades o Esquilo teria vendido tanto? Ou mesmo o Panther para o Exercício Brasileiro usar na Amazônia ou no Pantanal? Ou mesmo A Kombi? 50 Kombis? Outra coisa, governo onde falta saúde, educação… Read more »

Oráculo

Excelente!

Wellington Góes

Tua noção do que seja uma “tragédia” é risível… Rsrsrsrs

Bardini

Vindo de ti, isso é elogio.

pedroctba

Esse foi talvez o pior programa militar a nivel mundial que se tem noticia. Pagaram um monte de $ por um helicoptero velho e que ninguem mais quer, tudo para deixar o Palacio do Eliseu feliz e sempre dar uma “recepção pomposa” ao mentor desse contrato quando ele der um pulinho na França.
Com esse mesmo $, poderiam ter comprado helicopteros Russos ou Americanos melhore e mais baratos, como fizeram India, Polonia e outros países.

Bardini

Pq tu acha que o cara vai lá passear e é recebido como honras de chefe de Estado?

Thiago A.

Pedro e Bardini …Porque a Corea não escolheu helicópteros russos e americanos para o próprio programa ? Será que eles não forneciam o mesmo suporte e índices de nacionalização que os europeus estavam dispostos a repassar ? Será…ainda que eles chorem, duvido muito que russos e americanos façam o mesmo.
Ok a antipatia pelo velho governo , mas vamos com calma .
A África do Sul escolheu quem e de qual família de helicópteros é derivado a sua versão de ataque?

Kornet

Exato pq vc acha que os franceses amam o ParTido e sua corja.

Heinz Guderian

Monstro!

Glasquis 7

Eu diria mais…

DINOSAURO!!!

Esteves

Bem feio. Mas não sei se feiúra e obsolescência se coloca na mesa da guerra.

glasquis 7

Não me referia a feiura, mesmo por que no o considero feio. Apenas considero um Super Cougar armado com Exocet um projeto antigo. Mas, existem projetos antigos que ainda estão vigentes, o Hercules é um deles. Vai que o Super Cougar vira um Hercules dos Helicopteros. Vai que…

Antes de vc mandar, vou aí tomar meu remédio e já volto

Wilson Look

O primeiro Super Cougar H225M com EXOCET voou em 2014, para fazer testes de como o helicóptero se comportaria nessa configuração, para atender aos requisitos da MB para essa versão.

Glasquis 7

A ARCh usa esta configuração Super Cougar / Exocet AM 39 desde 1991. A MB está integrando hoje uma capacidade de 30 anos atrás.

Caloro

Não é a mesma configuração e a integração Exocet Mod 2 Block 2 foi bem complexa. A Armada Chilena usa Cougar com Exocet Block 1, versão antiga e menos complexa a integração do que o Mod2.

Glasquis 7

Engano seu. A ARCh não opera AM 39 Block 1 há muito tempo. Os misseis AM 39 da ARCh são Block II Mod 2. Mas o ponto não é esse. O ponto é, em que, esta integração incrementa as capacidades da MB? Por que esta capacidade já existe na MB faz muito tempo. Ao que me parece, quem está sendo beneficiado aqui é apenas a Helibras que está entregando uma capacidade que a MB já tem, fazendo uma integração que a Matriz europeia já fazia há 3 décadas atrás. Só que neste caso, com muito dinheiro do MinDef. Esse é… Read more »

Esteves

Esse é o ponto. Guerra das Malvinas.

Pode ser uma capacidade de 40 anos. Deu certo nos anos 1980 contra navios ingleses, dará certo no futuro porque a história sustenta a decisão.

Mas…em 2025?

Piassarollo

Caro Glasquis, desculpe discordar, a Marinha não está integrando uma capacidade de 30 atrás, ela está reintegrando está capacidade, que já possuía a muito tempo atrás. Com os Sea King. A plaraforma helicóptero/míssil antinavio já existia , o que temos agora é uma nova plataforma, em que pese ser o mesmo míssil e com as mesmas capacidades, infelizmente . É claro que perdemos esta capacidade por um período, com a baixa de todos os Sea King, Abs

glasquis 7

Caro Piassarollo, não peça desculpas por discordar. Isso faz parte de um bom debate. Apenas quero me ater a estas suas palavras: “Com os Sea King. A plaraforma helicóptero/míssil antinavio já existia , o que temos agora é uma nova plataforma, em que pese ser o mesmo míssil e com as mesmas capacidades, infelizmente.” É justamente isso que questiono. Por que alguns consideram um grande logro este evento se, no fundo, se investiu pesado numa operação que a MB já fazia anos atrás? É como se a EMBRAER celebra-se a o desenvolvimento de um avião com similares caraterísticas a um… Read more »

Piassarollo

Caro Glasquis entendi, no fundo muitas decisões são totalmente políticas, não importando se é o melhor vetor ou o que apresenta a melhor relação custo/benefício. Infelizmente quase sempre o dinheiro e os interesses falam mais alto. Abs

Alexandre

A Arch não tem super cougar em seu inventário, tem o super puma(AS332) e/ou o cougar(AS532) em versões velhas e obsoletas! O Super cougar, ou Caracal, ou EC 725 e por fim H 225M só é utilizado na América latina pelo Brasil e pelo México! O Super |Cougar Brasileiro é a versão mais moderna e capaz dessa família, com mais alcance, carga paga e altura de voo. Então, não estamos desenvolvendo uma capacidade de 30 anos atrás, do mesmo modo que a Marinha do Brasil já tinha essa capacidade com os helicópteros SEA KING, antes do chile . O chileno… Read more »

Flanker

O H225M é um Frankenstein…..a Airbus não consegue, ou nâo quer, entregar um helicóptero 100% livre de restrições por conta das MGB. Entretanto, Super Puma e Cougar voam, e muito bem, pelo mundo todo….inclusive voavam na FAB e MB e ainda voam no EB.

glasquis 7

o chile comprou 10 helicópteros cougar novos anos atrás, se não me falha a memória. Mas, como disse, é uma versão inferior a nossa.
Mais um delírio do chileno lacrador!”

Ue!!! Não eram de 50 anos? KKK

Putz! até tu mesmo cai na própria mentira KKK

Para que não se confunda na próxima mentira, os Cougar foram comprados há 30 anos. Ou seja, a ARCh tem esta capacidade há 30 anos.

glasquis 7

O Super |Cougar Brasileiro é a versão mais moderna e capaz dessa família, com mais alcance, carga paga e altura de voo”

Com problemas nas MGB e limitações de operação.



Thiago A.

Pegou o gancho com o Flanker ? Kkkkk tá. Só prove essas alegações… Com certeza manter e voar um helicópteros de 30 anos é mais fácil e menos problemático…conte-nos mais. Com certeza, sem dúvidas. Posta uma foto do cockpit dessas maravilhas por favor!
Ainda aguardo uma matéria um link, uma notícia ( com fonte e confiável ) sobre a aquisição e operação dos SLM da FAMAE . Por favor ! Quero ver essas munição EXTRA em uso, deve ser muito bacana.