segunda-feira, agosto 15, 2022

Saab Naval

França espera fechar em breve acordo de venda de navios de guerra de 1,2 bilhão de euros com a Romênia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

BUCARESTE – A França espera que um acordo para vender quatro navios de guerra para a Romênia por 1,2 bilhão de euros (US$ 1,35 bilhão) seja concluído em breve, enquanto os dois lados buscam garantir a segurança no Mar Negro, disse o ministro das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, nesta quinta-feira.

A empresa de defesa Naval Group ganhou o contrato em 2019 para construir quatro corvetas Gowind para a Marinha da Romênia, bem como renovar duas fragatas existentes em parceria com a empresa romena Santierul Naval Constanta, mas o acordo foi suspenso pendente de contestações legais.

O Ministério da Defesa da Romênia disse que as duas empresas têm até o final de fevereiro para decidir se vão prosseguir com o acordo, acrescentando que o preço não é negociável.

A Marinha da Romênia é a menos modernizada de seus ramos militares. O país, um estado da OTAN desde 2004 e da União Europeia desde 2007, aumentou seus gastos com defesa nos últimos anos.

A OTAN tem uma força terrestre multinacional de até 4.000 soldados na Romênia e o país também abriga uma estação de defesa de mísseis balísticos dos EUA.

FONTE: Reuters, via Euronews

- Advertisement -

16 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Reinaldo Deprera

A Romênia certamente precisa de meios modernos e novos para ajudar no esforço de policiamento da região do Mar Negro. Especialmente se o czar fizer bobagem e a OTAN decidir por colocar o urso no seu novo quadrado, que ser-se-á além dos Urais.

Save Ferris !

Last edited 6 meses atrás by Reinaldo Deprera
Vovozao

09/02/2022 – quarta-feira, btarde, +- 338 milhões de dolares, para cada corveta??‽ Está cara, ou este pacote inclui ja a modernizacao das fragatas???

Gabriel BR

Barato pra caramba!

Pedro Gilberto

Nesse preço não deve estar inclusos o pacote de armas (Exocet, Mica-VL, torpedos), que devem ser contratos a parte como foi para as Gowind do Egito. O valor do contrato do Egito foi de 1 Bilhão de Euros para 4 unidades, mais 0.5 Bilhão de Euros pelo mísseis e torpedos.

Outro ponto a observar é se será completamente equipada ou “capada” como p.ex sem o sonar de casco ou rebocado.

Eduardo

Exatamente, ToT no Brasil sempre foi burrice. E o pior, nos tempos atuais, com a velocidade que tudo muda e, tendo em vista a duração de uma nave dessas, a tecnologia muda antes mesmo de se conseguir produzir um lote e encomendar um segundo!! Logo, licita-se e se compra de prateleira.

Esteves

Contratos são eternos.

Caro ou barato depende de entender o contrato que fizeram. Nenhuma Marinha abre isso.

Contratus eternus capitalistus. Mais uma invenção siciliana.

Willber Rodrigues

Por esse valor, com certeza são corvetas “peladas”.
Pra um pacote de manutenção e armas, pode esperar mais um contrato de 1,5 ou 2 bilhões a mais nisso.

Gabriel BR

Meu sonho para a MB era a Gowind 3000!
Sinceramente eu até hoje não entendi essas MEKO alongadas se não for para arma-las a altura.

Adriano Madureira

Alongada e subarmadas…

Enquanto isso,vemos o Egito com Fragatas MEKO A-200 armadas com :

  • 1 × Oto Melara 127/64 LW 127 mm main gun (possibly with VULCANO ammunition)
  • 2 × MSI 30 mm guns (possibly SEAHAWK A2 model)
  • 16× MM-40 Exocet block 3 anti-ship missiles
  • 32 × VLS for MBDA MICA-NG VL surface to air missiles
  • 2 × MU90 torpedo launchers
  • 4 × Rheinmetall MASS decoy launchers
  • comment image

    Assim como o armamento das MEKO A200 AN da Argélia,que é pesado:

  • 1x Oto Melara 127/64 LW 127mm (possivelmente com munição VULCANO)
  • 2x MSI 30mm
  • 16x mísseis antinavio SAAB RBS 15 Mk3
  • 32x VLS para mísseis antiaéreos Denel Umkhonto-IR
  • 2x lançadores de torpedo MU90
  • 4x lançadores Rheinmetall MASS de despistadores
  • 2x sistemas de contramedidas acústicas WASS/Finmeccanica MORPHEUS
  • comment image

    Aqui,nós estaremos armados com incríveis 12 células VLS para nossas poderosas “seis” ou “oito” Tamandarés, que serão responsáveis por defender uma costa de 10.959 km de extensão e uma Zona Econômica Exclusiva brasileira com área oceânica aproximada de 3,6 milhões de km², os quais, somados aos cerca de 900mil km² de extensão que o Brasil reivindica junto à Organização das Nações Unidas (ONU), perfazem um total aproximado de 4,5 milhões de km².

    comment image

    Armadas e preparadas para nos defender de Russos,chineses,americanos e europeus,caso esses algum dia desses deixem de ser nossos “aliados”,”parceiros” ou como alguns exageradamente falam: “irmãos”…

    comment image

Last edited 6 meses atrás by Adriano Madureira
Machado

É muito deprimente para os brasileiros. O nosso governo/forças armadas brincam com algo sério que é a defesa. Não existe razão onde não há força. Brasil eterna colônia de potências estrangeiras.

Esteves

Esses offsets não foram confirmados.

Willber Rodrigues

“Não confirmados”
Como eu disse antes, curiosamente, nunca mais se falou nos offset’s das Tamandarés…
Curioso…

Fábio

Vai ficar mais relevante que a MB.

Pedro Fullback

Essa história de possível invasão russa só serve para uma coisa: fomentar a indústria de defesa dos principais países que vendem armas.

Esteves

Oba. Mais contratos.

Andre Borges

Olá,

A Romenia tem fortes laços econômicos com a Espanha e a Itália e estava sendo comentado internamente adquirir fragatas da Navantia ou as FREMM italianas. É uma surpresa terem fechado com a Naval Group.

Em Galati também tem uma indústria naval da Damen e la se fabricam navios robustos como a ultima corveta paquistanesa que foi entregue tempos atrás.

Poderiam confirmar se tem alguma FREMM (francesa ou italiana) para a Romenia?

Saudações

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Estônia e Finlândia integrarão sistemas de mísseis antinavio costeiros

A Finlândia e a Estônia integrarão sua defesa antinavio costeira, o que permitirá aos países fechar o Golfo da...
Parceiro

- Advertisement -