O esforço DDG MOD 2.0 da Marinha dos EUA está em pleno andamento enquanto dois destróieres se dirigem aos estaleiros para serem modificados com seu mais recente sistema de guerra eletrônica

A Marinha dos EUA concedeu à General Dynamics NASSCO um contrato de modificação no valor de US$ 53 milhões para equipar os destróieres USS Chung-Hoon (DDG 93) e o USS James E. Williams (DDG 95) com um novo sistema de guerra eletrônica.

O contrato, concedido em 31 de janeiro, foi uma modificação de um contrato anterior do Depot Modernization Period que a GD NASSCO havia recebido em outubro do ano passado. Esse contrato vale US$ 754 milhões se todas as opções forem exercidas.

Durante este período de manutenção, as embarcações serão equipadas com o sistema de Guerra Eletrônica AN/SLQ-32(V)7 como parte do Programa de Melhoria da Guerra Eletrônica de Superfície (SEWIP – Surface Electronic Warfare Improvement Program).

Esta é a versão mais recente do sistema AN/SLQ-32 que começou a ser utilizado nos destróieres da classe Arleigh-Burke na década de 1990. Tanto o DDG-93 quanto o DDG-95 estão atualmente equipados com a variante SLQ-32(V)3.

O destróier USS Pinckney (DDG-91) ganhou “orelhas” com o SEWIP Block 3 instalado

O estaleiro GD NASSCO de San Diego concluiu recentemente a instalação do USS Pinckney (DDG 91) com o SLQ-32(V)7, que foi o primeiro navio a obter o sistema. Como tal, a experiência recente do estaleiro faz dele o melhor estaleiro para a tarefa.

“Assim como nosso recente sucesso com a modernização do USS Pinckney, nossa equipe de reparos está pronta para aproveitar outra oportunidade com nossos parceiros da Marinha e devolver esses navios à frota em tempo hábil.” disse Dave Baker, vice-presidente de reparos da General Dynamics NASSCO, em um comunicado à imprensa no ano passado.

De acordo com informações fornecidas pela Marinha dos EUA, o Depot Modernization Period do USS James E. Williams será de aproximadamente 23 meses, começando em novembro de 2023 e com conclusão prevista para outubro de 2025.

VÍDEO: O sistema SEWIP Block 3 em ação

O Depot Modernization Period do USS Chung-Hoon será de aproximadamente 24 meses, começando em outubro de 2023. O USS Chung-Hoon, que atualmente é um destróier baseado no Oceano Pacífico, provavelmente ficará em doca seca no estaleiro da NASSCO em San Diego. Enquanto o USS James E. Williams provavelmente irá para o estaleiro NASSCO em Norfolk.

O USS Pinckney, o USS Chung-Hoon e o USS James E. Williams são os primeiros dos 20 destróieres do Voo IIA que a Marinha planeja equipar com o SEWIP Bloco 3 como parte de seu esforço DDG MOD 2.0. O esforço também inclui os destróieres que recebem o Radar de Defesa Aérea e de Mísseis AN/SPY-6(V)4 (AMDR).

As embarcações serão equipadas primeiro com o sistema SEWIP Block 3, depois voltarão a ser equipadas com o AN/SPY-6(V)4.

FONTE: Naval News

Subscribe
Notify of
guest

37 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Barreto Cypriano

Necessário tecnicamente mas esteticamente pavoroso, parece muffin top…

Rodolfo

Mostra o quanto as Arleigh-Burke precisam ser substituídas pela DDGX.
A Zumwalt virou o Seawolf dos destroyers americanos, muito complexo e caro. Mas ainda serao varios anos ate a US navy terminar o projeto e construir as primeiras embarcações da nova classe, e claro bem acima do orçamento inicial.
Enquanto isso os chineses daqui uns anos terão 16 type 55 (8 já comissionadas) e planejando os futuros upgrades.

Bruno Vinícius

“Enquanto isso os chineses daqui uns anos terão 16 type 55 (8 já comissionadas)”

E os americanos terão um número similar de AB flight III, que em nada perdem para um Type 055

P.S. apesar de ter um número um pouco menor de células verticais do que o Type 055, o AB consegue equipar o ESSM em configuração de 4 por célula, algo para o qual os chineses não têm equivalente.

Last edited 3 meses atrás by Bruno Vinícius
Carlos Campos

ainda tem o SM6 que pode ser usado como anti navio

Dalton

Os chineses também possuem um grande número de DDGs classe 052D
que são menores que um Arleigh Burke IIA.

Rodolfo

Nao quis dizer que a qualidade da embarcaçao é inferior, só que a estrutura do navio em si já esta defasada e que infelizmente depois de jogarem 30 bilhões na classe Zumwalt, estão atrasados no sucessor.

Fabio

Acho que em sistemas os EUA estão muito a frente da China e vão continuar, por incrível que pareça o problema parece ser a defasagem do casco que parece não comportar mais tanto sistemas.

Last edited 3 meses atrás by Fabio
Moriah

Precisam observar a F-126 e partir para algo assim.

Dalton

A instalação do SEWIP III pode não ter agradado esteticamente alguns – da minha parte acho que ficou com aparência melhor – mas não é sinal de que o “Arleigh Burke” precise ser substituído. . O Arleigh Burke III cujo primeiro exemplar o USS Jack Lucas com um radar muito mais capaz passou recentemente por testes comprovando essa maior capacidade eventualmente terá o ” SEWIPIII ” e a partir do DDG 138 se terá desde o início. . Com vida estimada de 40 anos o USS Jack Lucas comissionado ano passado deverá durar até 2063 e a produção se estenderá… Read more »

Moriah

Ficou muito estranho, mas ainda não ganham da Knox em desequilíbrio.

Peter Nine Nine

Eu gostei ^_ ^ acho que ficou ainda mais bonito. Passou de lindo para “estranhamente lindo”

Carlos Campos

que eu saiba as tamandarés não tem nada do tipo

Fernando "Nunão" De Martini

São categorias muito diferentes de navios.

Para guerra eletrônica, a classe Tamandaré terá o MAGE Defensor Mk3, nacional.

https://portaldeperiodicos.marinha.mil.br/index.php/passadico/article/download/5277/5140/

BVR

Nunão, foi esse equipamento que impediu uma fragata dos EUA de alvejar a Defensora (ou uma das corvetas) durante uma Unitas ?

Carlos Campos

muito legal o texto, espero que a MB tenha no banco de dados a assinatura dos radares dos Mirage, Rafale, F18SH, F16, P3, F35, P8, E3, GlobalEye, SU30, 33, 34 e Mig 29.

José Orlando Bento

Cortaram 70% da defesa, até o lanche está proibido nos quartéis amigo. O Sr é muito delicado e otimista. Cuidado!!! pode ser informações defasadas.

Alex Barreto Cypriano

José, foi cortada a verba atinente aa gastos discricionarios administrativos da sede do MinDef. Em vez de uns 100 milhões foram alocados uns 40 milhões; um pingo d’água frente aos outros gastos da rubrica Defesa, os tais ~2% do orçamento federal. Vai faltar cafezinho…
https://revistaoeste.com/brasil/lula-corta-70-de-verba-da-defesa-militares-temem-falta-de-recursos/

Last edited 3 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Carlos Campos

Tem lanche sim, mas não para todos, meu cunhado é cabo, e alguns que são menos importantes voltam para casa cedo

Helio

Acho que o Tamandaré não tem nem combustível

Fernando "Nunão" De Martini

Sim, será um veleiro. Não sabia?

Alex Barreto Cypriano

Mas não soube da previsão pra compra de mastros, cabos e velas. O custo do programa vai espiralar. Ah, depois eles encaixam um aditivo contratual e substituem os diesels por elétricos e as velas e remos por baterias e painéis solares. Quem sabe dê até pra colocar um laser…

Last edited 3 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Fernando Vieira

Mas não tem combustível mesmo. Desafio a qualquer um lá em Itajaí ir lá no navio e checar os tanques. Aposto que estão vazios.

Camargoer.

Bem… imagino que os tanques de combustível serão abastecidos após o navio ser concluído. Seria uma ingenuidade carregar o navio de combustível enquanto peças são soldadas e esmerilhadas.

Alex Barreto Cypriano

Hélio, Hélio…

Fernando "Nunão" De Martini

Mas se estivesse cheio de hélio seria um dirigível, não um navio.

Alex Barreto Cypriano

Sabendo que um metro cúbico de gás hélio consegue elevar ~1 kg, resulta que o dirigível Tamandaré deveria ter um volume de… 3,5 milhões de metros cúbicos de gás hélio. É gás que não acaba mais… Corresponderia ao volume de um cilindro com 100 metros de diâmetro por 445 metros de comprimento. 😆

Last edited 3 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Fernando "Nunão" De Martini

Realmente terão que ampliar o estaleiro.

Alex Barreto Cypriano

Demorou: tem que dar um gás, Brasil Sul.

Bruno Vinícius

Se o sistema cumprir metade do que promete, já será fenomenal e sem homólogos no mundo (ao menos até o momento).

Carlos Campos

com SPY6 eles terão essa capacidade, até mesmo contra os radares dos Aviões, pelo menos foi o que li

Burgos

Ficou anabolizada a AB 💪
O visual no começo da um choque, mas parece ser um equipamento vital em se tratando da extensão da vida útil dessa classe de navio, e que os prováveis inimigos estão se atualizando.

Patta

É muito útil sua utilização nos tempos atuais, mas é muito feiokkkkk

Last edited 3 meses atrás by Patta
Claudio

Mais propaganda de bilhões de dólares, sendo jogado pelos ralos da corrupção americana e enriquecimento dos donos das indústrias armamentistas americana.

Dalton

Até um “Zé Ninguém” como eu sabe que o “SEWIP III” é fundamental e efetivo.

Bosco

O que diabos acontece no cérebro dessas pessoas que os fazem elaborar esse tipo de comentário? Será alguma coisa que estão colocando na água? Seria o flúor?
Ou a gordura trans presente nos alimentos?
Soja?

Burgos

Bom dia;
Isso tem um nome: “Dissonância Cognitiva”

Dalton

I do not know ! 🙂