Segundo o canal A-129 Mangusta – @NichoConcu no X, o porta-aviões italiano Giuseppe Garibaldi (C 551) será desativado em 1 de outubro de 2024.

O porta-aviões Giuseppe Garibaldi, batizado em homenagem ao famoso general italiano Giuseppe Garibaldi, um dos principais personagens na unificação da Itália, é um marco significativo na história naval italiana. Lançado em 1983 e oficialmente comissionado em 1985 pela Marinha Italiana (Marina Militare), o Giuseppe Garibaldi foi projetado com uma versatilidade notável, capaz de realizar operações aéreas com aeronaves de asa fixa e rotativa, bem como funções de comando e controle.

Com um deslocamento de cerca de 13.850 toneladas em plena carga, o Giuseppe Garibaldi tem um comprimento de 180 metros, uma largura de 33,4 metros e um calado de 6,7 metros. Esta embarcação foi pioneira entre os porta-aviões operacionais da OTAN ao ser projetada desde o início para operar aviões de decolagem vertical ou curta (V/STOL), como os aviões de combate AV-8 Harrier, além de uma variedade de helicópteros, maximizando sua eficácia em várias missões, desde o ataque até o suporte logístico e a guerra antissubmarino.

Porta-aviões USS Harry S. Truman (CVN 75) e o o italiano Giuseppe Garibaldi (C 551) no Oceano Atlântico durante o exercício Majestic Eagle 2004

Equipado com uma rampa ski-jump na proa para facilitar a decolagem dos aviões V/STOL, o Garibaldi representou um avanço significativo na capacidade operacional da Marinha Italiana. Seu armamento inclui um sistema de mísseis de defesa aérea e antinavio, canhões e torpedos, tornando-o capaz de oferecer proteção contra uma variedade de ameaças.

Ao longo de sua vida operacional, o navio desempenhou um papel crucial em várias operações internacionais, participando de missões de paz e de intervenção, reforçando a presença naval da Itália em regiões de conflito e contribuindo para a segurança marítima internacional. Seu papel não se limitou apenas ao teatro de operações militares; o porta-aviões também foi usado em missões humanitárias, fornecendo assistência vital em momentos de necessidade.

O Giuseppe Garibaldi foi substituído pelo porta-aviões Cavour (CVH 550), maior e mais capaz.

C551-Garibaldi-66.jpg

C551-Garibaldi-x1.jpg

NOTA DO EDITOR: Uma lei de 1937 deu o controle de todos os meios aéreos nacionais de asa fixa à Força Aérea Italiana, e a Marinha só foi autorizada a operar helicópteros. Na época do comissionamento do Garibaldi, a Aviação Naval Italiana não recebeu seus Harriers, então ele foi reclassificado como Incrociatore portaeromobili (italiano para cruzador porta-aeronaves). Até 1988, apenas helicópteros pousaram em seu convés, bem como Sea Harriers da Royal Navy durante manobras conjuntas da OTAN. A proibição de aeronaves de asa fixa foi suspensa em 1989, e a Marinha italiana adquiriu caças Harrier II para voar do Giuseppe Garibaldi.

Subscribe
Notify of
guest

226 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ferreras

Por favor Itália ignore tudo o que o Brasil dizer ou solicitar sobre esse assunto!

Nativo

Também tenho medo das idéias locais sobre esse equipamento.

Chris

Será que os editores apagam a notícia… Se a gente pedir ?

Rafa

Hahaha. Pensei a mesma coisa

Marcos Silva

Até porque,quem vai pagar é você….ooopss!

F-5

Cara, pensei a mesma coisa!!!

Leandro Costa

Foi a primeira coisa que pensei também.

C G

Eu ja estava rindo antes de chegar nos comentários!

Marcos Silva

Tem que tirar um print desses comentários destemperados…
…para o caso de a MB comprar ver os mesmos mimizentos aplaudindo e comemorando. kkkkkkkk

bruno

Verdade, nunca vi tanta besteira e desconhecimento.

Santamariense

Kkkkkkkkkkkkkkkkkk … muito bom!!

Thor

Fique tranquilo que estas ideias somente vão surgir da cabeça de foristas e blogueiros…

bruno

Será?

Rick

😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Heinz

Apesar de desativarem como porta-aviões, eles estão planejando utilizar ele para ser um lançador de satélites, obviamente vai ser feito algumas modificações.

Joabe

Como assim? Lançador de satélite? Onde um porta aviões pode ser utilizado para lançamento de satélites?

BraZil

Também achei estranho, mas se é para ser engraçado, podem adapta-lo também para APC, com umas rodinhas imbatível no quesito carga paga ou para submarino lançador de drones subaquáticos ou fortaleza aérea, estilo SHIELD.

Rodolfo

Em teoria poderia ser adaptado. Existia uma empresa chamada Sealunch que lançava foguetes Zenith de uma plataforma de petroleo convertida que saia da California e lançava perto do Equador, mas com o surgimento do Falcon 9 reutilizavel a empresa lerdeu clientes e faliu. Os Coreanos estao planejando uma embarcação chamada Joint Strike Ship que lançaria misseis balisticos.

comment image.webp

Bruno malgor

Nem li a matéria , vim direto nos comentários só para ver quem ia ser o primeiro a falar que era bom para nossa marinha kskskskksksksk

Piassarollo

Kkkkkkkkkkkkk

Rafael Coimbra

Não…. o Brasil não tem que comprar isso…

Marcos Silva

Ter que comprar,não sei. Mas,se a MB quer…

soldado imperial

KKKKk boa, Mas que o bicho é bonito é. Me deixe com o devaneio de vê-lo por aqui…… operando uns Esquilos e coisa e tal. Quem sabe até vai parecer um almirante defendendo o uso de drones e dizendo que o Giuseppe é uma plataforma adequada para isso…… Relaxa amigos, só um devaneio PS: Fala pra ARA argentina comprar ou na melhor das hipóteses eu diria que seria ideal pra Armada Chilena, estes últimos estão com uma frota bastante enxuta e adequada para seus parâmetros, precisam de um sumidouro de dinheiro igual a este, pra se enrolarem e não deixarem… Read more »

Rodolfo

O Chile nao entraria nessa enrascada, mas quando o governo italiano quiser vender algumas FREMM usadas, a Marinha Chilena vai estar lá pra barganhar o preço enquanto uma outra marinha dorme em berço esplendido.

Felipe

Um porta-aviões de 1983, mas com certeza recebeu modernizações. Todavia não temos dinheiro pra reformar e manter ele operativo.

Augusto Vianna

Tomara que a Marinha do Brasil não entre na furada de querer adquirir esse porta aviões italiano que está sendo aposentado

Jonathan Pôrto

Políticos e Militares no Brasil pensa pequeno!! São indignos desse gigante continental!!

juarez

hahahahahahahaahahha

Gerson Silveira

já o vejo na MB

Renato B.

Pouco mais de 13.000 toneladas, e eu já achava o HMS Invencible pequeno.

Last edited 4 meses atrás by Renato B.
RSmith

Parecido com o deslocamento do Minais Gerais….

Adriano Madureira

Corram para as montanhas!

Sulamericano

Na verdade é uma ótima oportunidade de compra para a MB operar. Também podem comprar um lote de Harrier’s  para operar a partir dessa bela nave.

Obs: contém sarcasmo.

Marcos Silva

Melhor,faça um desenho pra explicar.

MMerlin

Rs. Eu já ia perguntar como a compra dos Harriers ia ser uma ótima oportunidade. Dá embarcação ia deixar passar. Mesmo porque não é uma bomba como o primeiro. Mais por falta de recursos da MB mesmo.

RSmith

Os Harries também estão no fim de sua vida útil e teríamos sérios problema com o fornecimento de peças… seria algo parecido com o que ocorreu com os Miragem 2000C/D na FAB… uns 10 anos de uso e aposenta.

MMerlin

Nem de perto parecido.
Além do Mirage, na teoria, ter muito mais peças sobressalentes disponíveis (o que foi um dos motivos para aposentadoria prematura – o custo da hora/voo), o Harrier tem várias outras peculiaridades que o encarecem.

RSmith

na realidade uns dos principais motivos para a aposentadoria precoce foi o custo da revisão em função das horas de voo!

Felipe

Se tivéssemos dinheiro para reformar, modernizar e manter seria mesmo! Poderia ficar uns 20 anos na MB. Mas não temos, com certeza 1 bilhão só pra reformar ele. Apesar de ser de 1983 deve ter sido modernizado pela Itália con certeza.

RSmith

Sinceramente, se a MB tem 1 bilhão sobrando por ai deveria é construir um do zero… mesmo que fosse pequeno só o ganho tecnológico em projetar e construir um PA próprio valeria o gasto.

RSmith

si vc não avisa que tem “sarcasmo” ninguém iria notar….

Matheus Mascarenhas

E quando é que ele vai está operacional na Marinha do Brasil?

F-5

Editores: não deixem postar essas coisas, por favor….kkkk

Matheus Mascarenhas

A nossa marinha nunca iria nos decepcionar

Mota

Matheus, Matheus, o que é isto Matheus….. kkkkkk

Cassiofrc

Ia ficar bonito na Baía da Guanabara.

Bruno malgor

Ksksksksksks esse comentário nunca falha 😂

RSmith

Se aposenta no dia 1 de Outubro no dia 1 de Novembro chega no Rio….

BK117

Como diria a bruxa do Pica-Pau: “E lá vamos nós…” Vendo essas fotos me lembrei da discussão sobre colocar o lançador do Aspide da Niterói no Atlântico. Configuração/posicionamento interessante, mas parece impactar a visibilidade do passadiço por alguns instantes no lançamento. Prejudica muito a operação? Bem armado, investiram na defesa antiaérea e me surpreende o uso de mísseis antinavio. Por aqui, quando vamos parar de confiar somente em 4 Bushmaster de baixa cadência? p.s.: Estava pesquisando sobre o navio. 10 anos mais velho que o Atlântico e movido por propulsão COGAG com 4 turbinas. Se a gente mal está conseguindo… Read more »

Last edited 4 meses atrás by BK117
Leonardo

Talvez seria melhor colocar onde ficava o phalanx na proa

BK117

Caro Leonardo, lembro de um colega ter comentado à época que colocar o lançador nessa posição interferiria com o spot de pouso da proa e com a habilidade de decolar drones de forma “convencional”.

Leonardo

Na questão dos helicópteros não sei se atrapalharia, já que tinha um phalanx ali, já com os drones deve atrapalhar sim, mesmo a pista não sendo centralizada (quem sabe no futuro não daria para instalar um ski jump nos moldes do Invencible…)

Sergio

Olha lá olha olha lá , MB…

RSmith

A MB deveria com o Prince of Walles e o Garibaldi… comprando os dois tem desconto!

Guaravildo

Calma gente, este navio é para aeronaves que conseguem decolar em pistas curtas, não tem nem sistema de catapulta. Logo, não serve pros A4 da MB

Underground

O objetivo do PA é servir a visita de autoridades.

Moriah

Virar iate de luxo real

Salomon
Groosp

Precisa desativar os A-4 antes porque a tradição da marinha é ter aviões ou porta aviões. Nunca os dois ao mesmo tempo. Se bem que possuir aviões que não consigam operar do PA pode se enquadrar em não ter aviões.

Salomon

Acima, um comentário perfeito.

C G

Mete uns F-35B e só alegria! Hahahahahaha

Rodolfo

Harrier usado mesmo.

Afonso Bebiano

Que tal uns Yak-38?

Marco Antonio

Agora pegou pesado! Kkkkkkkkk

Willber Rodrigues

Ô bixo, eu não tenho dúvida NENHUMA de que “alguem” dentro da MB está cogitando seriamente em comprar Harrier’s de segunda mão pra “recauchutar” e operar nesse navio…

Pra quem acha que é boa idéia comprar e operar meia dúzia de A-4, sonhar com Harrier não é nada….

Jadson S. Cabral

Pra quem acha justificável continuar operando A-4… não acho impossível não, viu? Melhor nos benzermos

Marcos Silva

Uéééé… basta trazer tudo! O navio e seu complemento aéreo. Putzz,tem que ensinar tudo? kkkkkkkk

Rodrigo

PA no Brasil é desfile é passeio de autoridades e os eventos

Chris

Pronto ! Agora é capaz de arrumarem ate uns Harriers usados !

Last edited 4 meses atrás by Chris
alexandre

lula falou que o Brasil precisa de porta aviões….

Diego Tarses Cardoso

O Brasil precisa é que as leis sejam cumpridas, isso já resolveria metade dos nossos problemas.

RSmith

Putz Diego… ai já é “querer D+”

Cassiofrc

Vai ver ele já sabia dessa desativação, kkkkkkk.

Satyricon

Cássio frc,

Vc tem alguma dúvida?

Cassiofrc

Não dá para duvidar de nada.

Abner

Um NAe interessante.

Porém pode passar longe do Brasil, por favor.

Pablo

Semana passada o assunto de um nae na MB, e agora essa notícia. Coincidência

Santamariense

Exatamente! Não tinha pior hora para o Garibaldi dar baixa!

Pablo

Bah, nao sei o que e pior. A baixa ou a ideia de ter um Nae

Jadson S. Cabral

A ideia de ter um Nae não é ruim não. O ruim é a situação da MB

Augusto José de Souza

Pensa em um time perfeito kkk

Toro

Cruzes… passa longe!

GFC_RJ

O Cavour escoltado por Fremms tira uma bela onda!
Italianos mandam bem.

Augusto José de Souza

Se for para pegar navios deles,que sejam as Fremm.

Leandro Costa

Seria um exemplo de ‘compra inoportuna.’

Vou ali na esquina do 1º DN sacrificar uma galinha preta com farofa e torcer para que um certo governante Sul-Americano não leia essa noticia.

Santamariense

Hehehehehe

Willber Rodrigues

Ta na hora dos editores organizarem uma caravana pra Aparecida, pra todo mundo fazer promessa pra que “você sabe o quê” não se concretize….

Leandro Costa

Tô dentro! Não sou religioso, mas nessas horas a gente apela para qualquer coisa hehehehehehe

MMerlin

Como ego do Almirantado, é capaz de comprarem só de birra. E ainda meterem as aeronaves no carrinho de compras pra dar aquela martelada.

Cleiton

Está salvo. Ele não sabe ler.

Augusto José de Souza

Ele tem muitos acessores mas o almirante não quer porta aviões e sim mais navios e submarinos então está de boa.

soldado imperial

kkkk
Boa
Aproveita faz um despacho pra ver se o espírito do almirante Doenitz abaixa na cabeça do almirantado brasileiro e este passe a focar em submarinos e esqueça a glamourização de ter porta-aviões
abraço

Marcelo Baptista

Leandro, provavelmente o PM Italiano avisou, por isto o Lula perguntou ao Almirante.
Sabe cumé, tudo cumpadre.

Moriah

Seria ótimo na Marinha do B… negativado em 3, 2, 1… Sério, temos que parar com essa síndrome do carro velho. Ninguém pode descomissionar lá fora que já queremos colocar na garagem. Esqueçam a lei do usado importado (somente acima de 30 anos e para fins de coleção).

Last edited 4 meses atrás by Moriah
Renato

Por favor, não mopstremn isto ao Loola…

Rafael

Se um dia a MB tiver condições de operar um NAe, que seja algo novo e próximo disso em tamanho. Não precisamos de um que tenha 270 metros e 40 mil toneladas só para impressionar nas fotografias.
E de preferência com propulsão semelhante ao de navios mercantes, já que dinheiro para manter é sempre um problema.

Last edited 4 meses atrás by Rafael
Leonardo

Propulsão fraca=pouco vento para operar aviões

Rafael

Me refiro mais ao conceito CODAD (diesel+diesel) especificado para uso em um NAe, com velocidade superior ao de um navio mercante.
De qualquer maneira espero que a MB não compre.
Manter 4 turbinas LM2500 em um navio de quase 40 anos deve ser uma brincadeira bem cara…

Leonardo

E que só os motores diesel normalmente não conseguem a velocidade ideal para operar aviões, já que é para economizar, pode usar os motores diesel em baixas velocidades e as turbinas somente para velocidades mais altas.
Outra coisa que tornaria esse tipo de navio inviável é que só existe um avião que ele poderia operar, o f-35b, que não é nada barato.

Marcos Silva

“pouco vento”…
O Sea Harrier nunca precisou de vento pra decolar dos nae’s da Royal Navy.

Jadson S. Cabral

Desse tamanho só daria para operar o F-35 e não daria para operar uma aeronave AEW&C

Fabio

São Paulo dois ?
Piadas a parte, não daria pra reconfigurar para operar drones ?

Last edited 4 meses atrás by Fabio
Santamariense

“ O porta-aviões Giuseppe Garibaldi, batizado em homenagem ao famoso general italiano Giuseppe Garibaldi, um dos principais personagens na unificação da Itália, é um marco significativo na história naval italiana.”

Garibaldi teve importância significativa na Revolução Farroupilha. Entre tantas ações e participações, foi Comandante da Marinha Farroupilha.

Fernando "Nunão" De Martini

Pronto.
Pode ir pra MB sem precisar mudar de nome.

Zorann

KKKKKK

Rafael Aires

Rá rá rá. Boa!

Jadson S. Cabral

Se isso acontecesse mesmo você ia se arrepender muito de falar isso, Nunão kkkkk

Edu

Não deixa de ser curioso, Garibaldi lutou em um país estrangeiro numa revolução separatista e depois foi lutar no seu próprio, para unificá-lo.

Santamariense

Bah … nem fala … bate na madeira. Só falta comprarem e quererem levar para Laguna da mesma maneira que fizeram com o Seival …

Nilo

E senta que lá vem história.
https://www.dailymail.co.uk/news/article-13138221/Britains-cash-strapped-Navy-forced-sell-aircraft-carrier-HMS-Prince-Wales.html
A Marinha britânica, sem dinheiro, ‘pode ser forçada a vender seu porta-aviões de £ 3,5 bilhões, o HMS Prince of Wales.

Moriah

Por favor, não joga lenha nessa discussão… kkkkk Mas, se for para tocar fogo no parquinho, lembra do Cameron no Rio, do A140, do memorando de £ 1 bilhão e da perguntinha do executivo ao cmd da MB? Será? £ 1 bi nem dá para conversar, aquilo para mim é outra coisa, mas o senhor com dois castelos, poderia seguir o caminho do Oceano se isso parecesse muito para a Austrália.

Nilo

Isso é o que a imprensa diz mas aqui também a vários interesses deles na região, Malvinas, Guianas, ….sabe como são os britânicos, olham longe, coisa de tarimbados astutos marinheiros, fortalecer as relações é saudável rsrsrs

Last edited 4 meses atrás by Nilo
Moriah

Quando ele virá à Santos?

TeoB

Garibaldi foi esposo de Anita uma Brasileira que fez história aqui e na Itália também, foi uma figura importante na Republica Juliana com Capital em Laguna SC. ele o o Dani Canabarro foram os fundadores da republica ai depois que o Caxias consegui articular o fim das duas republicas rebeldes e a reintegração ao Império do Brasil foi lutar na Itália. acho que por ser um separatista em SC não teria o nome homenageado em uma embarcação da MB a qual ele lutou contra… mas vai saber né. O Conceito do PA Garibaldi me agrada, acho que poderíamos operar em… Read more »

FERNANDO

Risos, risos, risos.
Só por Deus.

Diego Tarses Cardoso

Por favor, não vamos comprar isso, pelo amor kkk

Willber Rodrigues

A desativação desse navio, após as últimas matérias de que o “desejo” da MB em ter NaE’s estar bem vivo ainda, me dá medo, MUITO medo….

Vade retro!!!

Souto

Boa tarde a MB deveria comprar junto com 8 se harries.

Willber Rodrigues

Por gentileza, bata na madeira 3x.

Augusto José de Souza

Fremm das primeiras unidades fabricadas seriam excelentes também.

Santamariense

Tu não está falando sério, não é?

Pablo

Editores, uma duvida. Podem bloquer o blog a determinadas pessoas? Se sim, posso indicar o presidente, ministro da defesa e comando da MB?

Pablo

Bloquear*

Augusto José de Souza

O comandante da MB não quer porta aviões,ele deixou claro que quer priorizar mais navios e submarinos.

Marcos Silva

e vc acreditou…

Moriah

kkkkkkk PA na MB é como carne num churrasco, não pode faltar. Porém, precisa-se do carvão, do sal grosso, etc. Tudo antes de chegar a picanha…

Augusto José de Souza

Se vierem escoltas junto com esse porta aviões aí já tem vantagem,pelo menos algumas Fremm das primeiras unidades com 10 anos ou mais de serviço e as Constalations e classe Horizon,se vierem no pacote aí sim vale a pena já que esse porta aviões não é tão complexo como os da França.

Afonso Bebiano

O CM atual é submarinista.

Fabio

Lá vem o MB cheio de tensão te cata te cata te cata ….kkkkk

Rodrigo

No seu tempo a meu ver foi um Navio bem interesante….

Eita Sr. excelentícimo presidente compra ai com porteira fechada logo com um esquadrão de Harrier II junto 🙂 Vai de “Reto”…

Last edited 4 meses atrás by Rodrigo
Santamariense

“ No seu tempo a meu ver foi um Navio bem interesante….”

Foi um ótimo navio, sem a menor sombra de dúvida … para a Itália!

Diego

Manda para o Brasil, contrata a Embraer para fazer um super tucano de uso naval capaz de decolar dele e tudo resolvido, ou testa o Tejas, vai que…

Eduardo Franco

O Brasil podia comprar ele, tá enxutinho… se é como nas fotos..vamos lá…

Marcos Silva

Errado! Nas fotos ele está molhado. Enxuto vai ficar no Brasil.

PY3To - Rudi

A Titulo de curiosidade …Giuseppe Garibaldi ..é heroi aqui no RGS!

Carvalho2008

Pergunta aos italianos se os Turcos desejarem comprar para ver se eles vendem….duvido….

Os Turcos estão com o Kizileuma quase pronto e Talvez opere bem neste barco….

comment image

Rui Mendes

Os Turcos têm um porta-aeronaves novo e muito superior.

carvalho2008

Mas creio que não na quantidade que desejam…e o novo porta aviões stobar que anunciaram…vai demorar…

Jadson S. Cabral

E como que ele iria pousar exatamente? Até onde sei ele foi feito para operar aeronaves de pouso vertical

Carvalho2008

A foto que postei é exatamente do kizileumano convés do LHD Anadolu, o qual é quase igual ao BPE Juan Carlos….eles juram que irá operar lá, também tenho esta curiosidade e ver se é tão stol assim, sem precisar de cabos de parada.

Carvalho2008

comment image

carvalho2008
carvalho2008

Um turbohelice de treinamento demonstrando decolagem e pousos no cavour, sem cabos de parada….

Carvalho2008
Carvalho2008
Neto

A29P, você pode vir a existir?

Carvalho2008

Rzrzrzrz

carvalho2008

A29P eu não sei, mas sou fã daquela analise de um P-29……

ln(0)

Perfeito, já dá para operar com super tucano! Hahahahahah

No One

Aeronave espetacular dentro da categoria dela. Os italianos sabem como promover e divulgar a própria indústria e utilizam o Cavour como ferramenta de diplomacia e divulgação das excelências técnicas do país. Em várias ocasiões utilizaram o Cavour para promover a Ferrari, a Maserati, a Ducati ao redor do mundo e esse ultraleve exatamente como os Brands elencados, não tem nada a ver com operações militares. È um ultraleve ( excelente )feito para o mercado cívil que não tem utilidade para operações navais. O ideal, no meu entendimento , seria -no mínimo- um drone entre 4 ou 5 toneladas, para garantir… Read more »

carvalho2008

Vale para demonstrar que Drones de pouso comum podem usar um LHD sem problemas….este Blackshape sequer usou metade do navio…

Já o exemplo que o amigo pede, terá de esperar pelos testes embarcados do kizileuma Turco de 6 ton, com capacidade de carregar 1,5 ton de armas
https://youtu.be/wBXp3CTx2Q0

Last edited 4 meses atrás by carvalho2008
carvalho2008
GUPPY

Caso venha para a MB a culpa do Poder Naval que não tinha nada que publicar essa matéria.

Marcos Silva

A que nível chega a ignorância…

Marcelo Andrade

Navio muito antigo para a MB. Não vale a pena, nem modernizando. Já que fizeram as piadinhas! Uma dúvida. Oque são aquelas antenas nos bordos dos navios aerodromos? Vejo muito nos Nae americanos. As vezes estão abaixadas , outra estão levantadas. São só antenas mesmos. Parecem algo para proteger a queda no mar.

José Araujo

Seria bom para ser outro porta helicópteros e drones nada mais.

Bardini

A MB já tem um “NAM” para chamar de seu, mas ainda tem de justificar sua existência na Esquadra como “Aeródromo” e acima disto, garantir a continuidade de suas operações. É problema o suficiente para tentar resolver… . Os planos de descomissionamento do Giuseppe Garibaldi foram divulgados anos atrás. Dado os atrasos no comissionamento do LHD Trieste por conta da pandemia e ao fato do navio apresentar boas condições, existiu uma sobrevida. . Além disso, divulgou-se um planejamento para empregar este navio como plataforma de lançamento de pequenos satélites, dentro do SINOMA: Sistema Italiano Messa in Orbita da NAve .… Read more »

Neto

pragmático primeiro parágrafo.

Jadson S. Cabral

Ta bom, quem foi? kkkkkkk quem foi?

Nodge

Então será esse P.A, que o presidente ofereceu a Olsen ?

Guacamole

Recebi uma noticia hoje de um oficial da marinha que desviou diesel de um barco da Marinha dando um prejuizo de 700 mil.

E esse país, quer ter porta aviões a qualquer custo.

Aí fica dificil.

Luís Henrique

Está aí o navio aeródromo que o presidente pediu ao comandante da MB. Rss

Gleison Oliveira

Ele vai para a reserva só por conta do Cavour ou tem algum problema crítico? Já vejo alguns comentando: “vale a pena recuperar…”

Carvalho2008

Provável foi por conta do Trieste recém lançado….

Dalton

Lançado em 2019, será incorporado praticamente na mesma época que o “Garibaldi” for retirado de serviço.

Dalton

Faz anos que o “Garibaldi” não tem operado com “Harrier II/AV8” apenas helicópteros tornou-se uma espécie de navio de assalto anfíbio e será agora substituído por um navio de assalto anfíbio de verdade, maior até que o próprio “Cavour” o “Trieste”, portanto não há mais espaço para ele na marinha e como bem lembrado por outros, ganhará uma sobrevida como base flutuante para lançar pequenos satélites.

Ricardo Araujo

Pelo amor de Deus! Apaguem essa notícia antes que nossos almirantes a vejam! Ainda morrem de vontade de brincar de aviãozinho e podem acabar inventando moda.

Marcos Silva

Fica sossegado. Aqui mesmo falaram em 2018 que a MB queria Hornet…

Oscar

Me lembrei do Alfa Romeo 156 do meu vizinho.É até bonitinho, uma vez, no ápice das latinhas de cerveja na cabeça, você até pensa: “Porque não?” Mas só de lembrar que está a 20 anos enfeitando a garagem.. kkkkk

Last edited 4 meses atrás by Oscar
Rafael

Quem gosta de carros conhece a expressão “resto de rico” e “o rico não quer mais, o pobre(ou nem tão rico) não consegue manter e o mecânico adora”.
E isso vale para material bélico também…

Paulo Sollo

É um belíssimo carro em todas as suas versões e muito divertido na pilotagem. Um amigo meu teve um 2.0 impecável e sem problemas. Tem vários rodando numa boa inclusive para uso diário porque os donos os mantém corretamente e são só elogios. O único problema é a suspensão frágil não adaptada para o Brasil. Inclusive dizem que a manutenção é barata para um importado.
Mas se o cara comprar um que foi mal cuidado vai levar fumo. E se não tiver condições de reparar jogou dinheiro fora.

Elintoor-_

Seria muito bom a MB adquirir esta grande “oportunidade” !!!
Serviria bem pra decolar nossos VANTs:
Carcará 3, Hermes 450 e 900, Herons e Atobás !!!

Pado

Qualquer coisa seria melhor que aquilo!

Pado

Esse navio está super velho, opera aeronaves obsoletas, tá totalmente desatualizado, deve estar cheio de problemas, mesmo como sucata deve custar os olhos da cara e vai custar uma fortuna só pra deixa-lo operacional. Vão correr rios de dinheiro do contribuinte, ou seja, ___
___
___

EDITADO. NÃO USE O ESPAÇO DE COMENTÁRIOS PARA PROSELITISMO POLÍTICO.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Paulo

Daqui a pouco o Brasil vai lá e compra kkkk

Mattos

não serve pra nada pro Brasil

Leonardo Cardeal

Só vale a pena se vier com os Harriers :/

Augusto José de Souza

Precisa de escoltas,a marinha precisa ampliar as Tamandaré e Riachuelo e talvez pegar alguns navios usados da Itália e da França já para ter condições de operar um porta aviões desse junto ao Atlântico e Bahia que também tem necessidades de escolta.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Interessante é a informação de que Marinha Italiana também não podia operar aviões de asa fixa, como a do Brasil, e por isso ficou com um porta helicopteros de luxo por algum tempo, mas muito menos tempo que o nosso Minas Gerais…

O Giuseppe Garibaldi cumpriu suas funções e foi muito importante para a Marinha Italiana, aposenta-se com a honra merecida.

Mas não precisamos dele na Marinha do Brasil, pelo contrário, aqui seria um pesadelo.

Carlos Pietro

Boa noite, excelente compra de oportunidade para a MB. Imperdível. Avisem aos almirantes.

FERNANDO

rs,rs
Claro, o calhambeque Ford modelo 1, também é imperdível.

Carlos Pietro

Concordo, um belíssimo exemplar.

Paulo Sollo

Atenção: Acabou de sair na imprensa italiana sobre uma possível negociação entre Brasil e Itália para a venda deste navio com um lote de 12 Harrier, sendo 8 operacionais e 4 para suprir peças. Aparentemente o valor da compra ficaria em 250 milhões de dólares com direito a lazanha grátis por um ano.
Quem é lazanheiro sabe que é um vício.

Leandro Costa

Ainda faltam dois dias…

Fernando "Nunão" De Martini

Um mês e dois dias, não?

Leandro Costa

Pra você ver como meu cérebro está parecendo uma soleira de porta com defeito, atropelando tudo cegamente…

Emmanuel

Não mostra esta matéria para a MB, por favor…

Antonio Marcio Leao

Ótima lata velha para ser adquirida pela marinha do Brasil, mas será que dão desconto se adquirir os Harries também? Vai ficar muito bonito enfeitando a baía de Guanabara/RJ. E quem sabe, de vez em quando, dar um passeio nos mares brasileiros, isso até algum cano estourar e ficar anos aguardando alguma definição da marinha. Depois, dão um jeito de afundar nos mares brasileiros.