O Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” desatracou no dia 26 de maio, do Estaleiro de Rio Grande (RS), para realizar uma operação típica de guerra, em apoio à população gaúcha, com a participação da Marinha dos Estados Unidos da América (EUA). Nesta segunda-feira (27), ocorrerá a transferência de donativos, do Porta-Aviões Nuclear “George Washington” para o NAM “Atlântico”.

Na Operação, serão empregadas duas aeronaves brasileiras e duas norte-americanas. Após receber a carga do navio norte-americano, o Navio brasileiro atracará novamente em Rio Grande (RS) para desembarcar as doações e encaminhá-las à Defesa Civil. Essa operação de transferência de carga  é denominada VERTREP (Vertical Replenishment) e acontece como desdobramento da Operação “Southern Seas – 2024”.

O reabastecimento vertical de carga consiste em uma operação militar de transferência de material entre navios, no mar, utilizando helicópteros.As doações, que serão trazidas até o litoral sul pelos americanos, foram arrecadadas e armazenadas pela Marinha do Brasil (MB) e transportadas pelo Centro de Distribuição e Operações Aduaneiras da Marinha (CDAM), incluindo água mineral, alimentos não perecíveis, ração e material de higiene e limpeza.Para o Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Nelson de Oliveira Leite, esse é mais um capítulo do esforço logístico e das ações da MB de enfrentamento à calamidade que ocorre no sul do País.

“Dessa vez, explorando a principal capacidade do NAM “Atlântico”, que é a sua mobilidade, indo ao encontro de um navio da Marinha do Estados Unidos para receber essa carga. Essa demanda pode surgir em qualquer lugar que se faça necessário para que o navio possa trazer pessoal e outras capacidades militares para região em apoio às ações de enfrentamento”, explica.

FONTE: Agência Marinha de Notícias

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bueno

Bacana!
Conseguiram unir o útil ao necessário

Roosevelt

Tem uma propaganda do governo sendo veiculada que diz que o NAM Atlântico é o maior porta aviões do Brasil. Esse pessoal de publicidade deveria ser melhor informado não? Não se trata de um PA e muito menos que haja mais de um né?

Rafael Coimbra

E o melhor… a propaganda fala de Fake News….. Não havia uma pessoa na comunicação que soubesse do que estavam falando? Não enviaram o texto para revisão com alguém da defesa??? Quanto amadorismo.

Henrique

pelo menos não falaram que “ele voa” kkkkkk

 Não enviaram o texto para revisão com alguém da defesa??? Quanto amadorismo.

cara, o jornalismo no Brasil é assim: a mesma pessoa que cobre mateira de política (tudo pelas metade) é a mesma que cobre as fofocas da novela e é a mesma faz esse tipo de amadorismo kkkk

ela se sente muito superior que não precisa pedir revisão, ela é a verdade

Alex Barreto Cypriano

Aircraft é aeronave e também avião. Mas avião não é o mesmo que aeronave. Daí as confusões. O NAM é um navio aeródromo multipropósito, um rebatismo despropositado de um anfíbio que desde sempre é porta-helicópteros, LPH, mas que seja… Aeródromo serve pra aeronave ou avião – no caso do NAM, aeronaves de asa rotativa, os helicópteros e drones (de asa fixa, talvez, algum dia lá no futuro). Aircraft Carrier (CV pra USNavy), porta-aeronaves, carrega aeronaves de asa fixa, de alto desempenho pra esclarecimento, combate, patrulha e ataque, e asas rotativas, pra ressuprimento, transporte, resgate, anti-submarino, antisuperficie, mas não executa missões… Read more »

bit_lascado

Desculpa furada, na propaganda falam porta-aviões não porta-aeronaves. Fake news da SECOM foi grande nessa.

Jadson S. Cabral

É uma propaganda governamental, vinculada na TV aberta, para o público leigo que mal sabe o que é um porta-aviões, muito menos um navio aeródromo multi propósito, porta helicópteros… ou o que seja. Aliás, todos sabemos que ter um porta-aviões não é só um sonho da MB, como aparentemente desse governo tbm. Não acharia estranho que chamassem o navio de porta-aviões.
Para o público geral, o que muda?

Cristian smidt

É propaganda enganosa. É como vender um Kwid dizendo que é um SUV. Ou seja FAKE NEWS na propaganda contra FAKE NEWS.

Joao

Helicópteros são aviões de asas rotativas.
Não deixa de estar certo.

Dalton

Uma pequena correção: helicópteros são aeronaves de asas rotativas enquanto aviões são aeronaves de asas fixas. . Um Navio Aeródromo – mais correto que Porta Aviões – opera com ambos os tipos de aeronaves enquanto o “Atlântico” opera apenas com helicópteros e nem quando a serviço da Royal Navy esteve capacitado para operar aviões como o “Harrier” era um Porta Helicópteros otimizado para “guerra anfíbia” e para tanto tinha no indicativo a letra “L”, perfeitamente dentro da padronização da OTAN/RN para tais navios. . Aparentemente se quer operar aeronaves não tripuladas a partir dele em algum ponto no futuro, se… Read more »

Alex Barreto Cypriano

Ué, disseram três dias atrás que o NAM Atlântico iria ‘vertrepizar’ com o T-AO 189 USNS John Lenthall e agora dizem que vai ‘vertrepizar’ donativos com o CVN-73 USS George Washington? Curioso…

Dalton

Alex “sempre” o nome depois o indicativo, para a maioria não faz diferença, mas como sei que você costuma ser minucioso, só uma dica para ficar dentro da correta linguagem naval

Alex Barreto Cypriano

Grato, mestre Dalton. Nome primeiro, depois o indicativo. As vezes eu faço dessas, canalizo mestre Yoda 😉

Burgos

Alguém sabe dizer quantas toneladas serão “vertrepizada” pelas 4 aeronaves escaladas ?!

Tiago

15 toneladas . Uma vergonha.
Marinha não conhece a Fretebras ?

Marcelo Andrade

Tiago, a MB aproveitou que a FT americana iria descer para o Sul e pediu para levar os donativos. Era o que tinha para levar. A FAB tem levado aqui do Galeão, a malha ferroviaria e carretas tb. Infelizmente tem informações que as doações estão diminuindo pois passou a comoção da tragedia, fora que ja estão ocorrendo desvios por parte de politicos locais para uso eleitoral. E a nossa indole, fazer o que?

João Moita Jr

Bacana mesmo. Muita força e orações aos afetafos no Sul do Brasil.

Last edited 28 dias atrás by João Moita Jr