Type-52D-destroyer

Segundo informações do jornal China’s Global Times, a Marinha do Exército de Libertação Popular caba de lançar o Chengdu – quarto contratorpedeiro tipo 052D. A classe é uma modernização do modelo anterior, 052C, e entre os equipamentos adicionais estão canhão de 130mm e radar de varredura eletrônica ativa (AESA).

O Chengdu é a décima embarcação a ser apelidada de “Aegis chinês”, em comparação aos contratorpedeiros da classe Arleigh Burke da Marinha americana, armados com o sistema de mísseis Aegis. Outros armamentos do navio incluem o míssil antiaéreo de longo alcance HQ-9 e mísseis de cruzeiro DH-10. Ainda segundo o Global Times, o primeiro tipo 052D – o Kunming – completou recentemente com sucesso o ciclo de testes do sistema de propulsão.

O desenvolvimento desses navios deve tornar a China capaz de mobilizar simultaneamente até três unidades para desdobramentos avançados. Além dos 052D, o país estaria desenvolvendo os contratorpedeiros tipo 055, comparáveis aos classe Zumwalt da US Navy, e que devem se tornar o principal elemento das forças de superfície chinesas entre 2020 e 2030.

FONTE: Want China Times (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

4 Responses to “Marinha chinesa lança quarto contratorpedeiro tipo 052D” Subscribe

  1. MO 21 de novembro de 2013 at 14:22 #

    Impressionanente a elocidade que os chinelicos constroem um CT …

    Logo logo com tantos CT´s eles ja terão seus DesRons ….

  2. Oganza 21 de novembro de 2013 at 14:31 #

    Fico curioso em saber de como seria um combate naval no século 21, com todos esses novos cascos e seus mega sensores…

    Digam o que disserem, ninguém sabe realmente como se daria tais manobras e seus efeitos. Tudo que temos hj são simulações, mas não se tem nada de concreto.

    Sds.

  3. costamarques 22 de novembro de 2013 at 8:56 #

    Se repararem a China e o Japão estão travando uma guerra fria.

  4. Ivan 22 de novembro de 2013 at 9:28 #

    Costa Marques,

    Faz tempo!
    E nem sempre foi fria.

    Abç.,
    Ivan.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Mercado Naval está em busca de soluções

As empresas paulistas voltadas à produção e fornecimento de soluções para a indústria naval e offshore estarão reunidas no próximo […]

HMS Illustrious é rendido pelo HMS Ocean e retorna a Portsmouth pela última vez

Navio, que servia como plataforma de helicópteros da Marinha Real britânica, será desativado após 32 anos de serviço – Em […]

Conheça a versão digital da revista Forças de Defesa no aplicativo ‘O Jornaleiro’

A revista Forças de Defesa também está disponível para download pelo aplicativo O Jornaleiro, disponível para iPad, iPhone e smartphones/tablets […]

A participação da Marinha do Brasil na I Guerra Mundial

A segunda-feira, dia 28, marca os 100 anos da I Guerra Mundial. Você sabia que o Brasil enviou oito navios […]

Submarino que jogou Brasil na I Guerra Mundial pode ter sido encontrado

Responsável pelo afundamento do navio brasileiro Macau e pelo sumiço de dois tripulantes brasileiros, o U-93 estaria a uma milha […]

Pesquisadores encontram submarino nazista naufragado com 17 esqueletos dentro

No litoral da ilha de Java, na Indonésia, pesquisadores do Centro Nacional de Arqueologia do local encontraram um submarino nazista […]