Type-52D-destroyer

Segundo informações do jornal China’s Global Times, a Marinha do Exército de Libertação Popular caba de lançar o Chengdu – quarto contratorpedeiro tipo 052D. A classe é uma modernização do modelo anterior, 052C, e entre os equipamentos adicionais estão canhão de 130mm e radar de varredura eletrônica ativa (AESA).

O Chengdu é a décima embarcação a ser apelidada de “Aegis chinês”, em comparação aos contratorpedeiros da classe Arleigh Burke da Marinha americana, armados com o sistema de mísseis Aegis. Outros armamentos do navio incluem o míssil antiaéreo de longo alcance HQ-9 e mísseis de cruzeiro DH-10. Ainda segundo o Global Times, o primeiro tipo 052D – o Kunming – completou recentemente com sucesso o ciclo de testes do sistema de propulsão.

O desenvolvimento desses navios deve tornar a China capaz de mobilizar simultaneamente até três unidades para desdobramentos avançados. Além dos 052D, o país estaria desenvolvendo os contratorpedeiros tipo 055, comparáveis aos classe Zumwalt da US Navy, e que devem se tornar o principal elemento das forças de superfície chinesas entre 2020 e 2030.

FONTE: Want China Times (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

4 Comentários para “Marinha chinesa lança quarto contratorpedeiro tipo 052D”

  1. MO 21 de novembro de 2013 at 14:22 #

    Impressionanente a elocidade que os chinelicos constroem um CT …

    Logo logo com tantos CT´s eles ja terão seus DesRons ….

  2. Oganza 21 de novembro de 2013 at 14:31 #

    Fico curioso em saber de como seria um combate naval no século 21, com todos esses novos cascos e seus mega sensores…

    Digam o que disserem, ninguém sabe realmente como se daria tais manobras e seus efeitos. Tudo que temos hj são simulações, mas não se tem nada de concreto.

    Sds.

  3. costamarques 22 de novembro de 2013 at 8:56 #

    Se repararem a China e o Japão estão travando uma guerra fria.

  4. Ivan 22 de novembro de 2013 at 9:28 #

    Costa Marques,

    Faz tempo!
    E nem sempre foi fria.

    Abç.,
    Ivan.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Precisamos, para já, de 4 (bons) navios usados

maestrale

  Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Parece […]

Navio-veleiro Cisne Branco aberto à visitação em Santos neste final de semana

Cisne Branco (2)

A Capitania dos Portos de São Paulo informou em nota à imprensa que o navio-veleiro Cisne Branco da Marinha do […]

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]

Cerimônia de incorporação do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico ‘Vital de Oliveira’ à Marinha do Brasil

Vital de Oliveira - 1

  Em uma cerimônia de batismo, mostra de armamento e transferência para o setor operativo, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico […]

Ministério da Defesa menos otimista com as chances do Prosuper em 2015

FREMM 523b

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Passam os […]