sexta-feira, março 5, 2021

Saab Naval

Marinha faz demonstração de operação de guerra em Corumbá

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Guilherme Poggiohttp://www.naval.com.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

ClippingNEWS-PAsimulacao de operacao de guerra em corumbaO Porto Geral de Corumbá foi palco de uma simulação do poderio bélico da Marinha do Brasil. A simulação de Operação de Guerra no Pantanal, na tarde do domingo (8), fez muita gente sair de casa para assistir a demonstração. A atividade integrou as comemorações do Dia do Marinheiro, que é celebrado no dia 13 de dezembro.

Com câmera nas mãos, muitos gravaram o exercício militar, principalmente quem não é da cidade. “Moro em Cuiabá e nunca vi essa demonstração. Vim ao Porto para passear e me assustei com as primeiras bombas que foram lançadas, pensei que fosse algo caindo. Depois me explicaram que seria uma simulação de guerra. Achei incrível, demonstrar de forma tão clara e direta à população, quais serão os procedimentos tomados pela Marinha, caso ocorra alguma situação como essa.”, disse fonoaudióloga Juliana Cardoso, de 36 anos.

As crianças não tiravam os olhos da movimentação militar, deslumbradas com a cena de combate que envolveu helicópteros, embarcações, homens equipados com armamentos e explosivos. “Sempre quis ser bombeiro, salvar vidas, mas, vou pensar mais um pouco, acho que quero ser da Marinha, quem sabe um dia eu possa fazer o que eles fizeram. Achei incrível, parecia filme”, disse Arthur Atagiba, de oito.

O contra-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, comandante do 6º Distrito Naval, destacou a importância da ação. “Essa demonstração apresenta à toda a comunidade a importância da Marinha na proteção dessas duas cidades, o que faz com que a Marinha seja soberana nessa região e na nossa nação. As atividades em comemoração ao Dia do Marinheiro continuam. Ainda teremos, no dia 13, a cerimônia no Pórtico e no dia 14 a inauguração da iluminação de Natal do Pórtico, com as bandas da Marinha e do Exército.”

FONTE: A Crítica

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Oganza

Legal mesmo, só faltam contratar um redator que preste para os vídeos e mandar o Almirante para uma fono.

Sds.

aldoghisolfi

Poderio bélico?!…

Antonio M

Apenas para comentar sobre a foto, até quando veremos esse tipo de operação em barcos para pesca ao invés de alguma versão da alemã HK modelo MAG4, da inglesa LCVP Mk 5, da que o Grupamento de Mergulhadores de Combate da Marinha usou recentemente em exercícios e até mesmo de uma que foi apresentada pela Marinha na LAAD 2011?

mar.mil.br/nomaronline/noticias/29042011/01.html

aldoghisolfi

E porque não as EDVMs fabricadas pelo Arsenal de Marinha do RJ?

Em qualquer situação haverão de ser em tudo superior ao bote usado na demonstração do ‘poderio bélico’ da MB.

Antonio M

Guilherme Poggio
11 de dezembro de 2013 at 12:21 #

Grato Poggio pelas explicações.

Por isso mesmo que cito versões, para desenvolver uma versão que se adeque ao cenário. Ou mesmo essa do link que passei, creio que seria possível seu uso em ações ribeirinhas e se necessário, com poucas alterações.

Aliás, se não há navios com essa capacidade de transporte, isso seria mais uma deficiência a ser sanada não ?!

abç.

Antonio M

E talvez, como foi comentando no artigo sobre a aquisição do Albatroz pela Marinha, uma reforma com adaptações decentes pelo menos poderiam transportar esse modelo utilizado pelo Grumec:

zodiacmilpro.wordpress.com/2009/08/20/operacao-aderex-ii2009/

naval.com.br/blog/2013/10/31/marinha-do-brasil-compra-embarcacao-albatroz/

Fernando "Nunão" De Martini

Antonio M, Essa lancha ou “voadeira” aí da foto é só um dos tipos de embarcações para operações ribeirinhas. Há outros. Um dos tipos é parecido com as EDVM mais recentes que o Aldo citou, mas bem menores (porém maiores do que essa “voadeira”) e mais adequadas ao ambiente fluvial, construídas na própria Base Fluvial de Ladário. São chamadas de EDVP. Esse pdf da Marinha traz algumas fotos: http://www.mar.mil.br/6dn/noticias/2013/10-OUT/QUEBRACHO.pdf Concordo que é necessário voltar a fabricar embarcações de desembarque para Ladário, pois as existentes já estão bastante usadas. Mas é preciso ver que, para cada missão e ambiente, há soluções… Read more »

joseboscojr

Há também as lanchas Guardian 25 que foram adquiridas recentemente.

Vassili

Nunão,

após acessar o link que vc postou acima, fica impossível não lembrar dos LCVP “Higgins” da II GM, mais precisamente as cenas iniciais do filme O Resgate do Soldado Ryan.

Abraços.

Fernando "Nunão" De Martini

Vassili, De fato, é o layout básico de embarcações de desembarque, maiores ou menores. E posso dizer que é uma sensação interessante chegar a uma praia ou deixá-la numa pequena EDVM / EDVP / LCU ou numa grande EDCG. Quanto ao emprego da EDVP das fotos do link e as óbvias semelhanças com a que vc citou, creio que, a respeito da imagem que veio à sua mente, um desembarque sob fogo vivo das metralhadoras do inimigo, do tipo da praia de Omaha na IIGM, não é a primeira opção numa operação ribeirinha. São pequenas frações de tropa operando às… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Aliás, falando em variedades de meios e Operações Ribeirinhas, esse pdf de 60 páginas do link abaixo, publicação do CFN de pouco mais de um ano atrás (Âncoras e Fuzis) com um conteúdo especial sobre Operações Ribeirinhas de 30 páginas é muito instrutivo. Traz diversas fotos de meios e de operações em ambiente fluvial, na Amazônia e no Pantanal, incluindo operações com outros países vizinhos e análises de seus meios. O foco está mais na Amazônia, mas fala-se também do Pantanal. E também fala do PEAMB, quanto a meios fluviais, com uma certa dose de realismo. Isso porque opina que… Read more »

MO

Este eh especial, Tender de serviços,reparos e Manutenção, que posicionou (auxiliou) os explosivos na Pedra do Tefé em SSZ =
http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2013/12/mv-yuanddong-007-3eto4-auxiliando-na.html

mdanton

ALERTA! DESCULPE-ME POR TOMAR ESTE ESPAÇO com outro assunto, mas isso é de interesse de todos, pois esta em jogo a segurança da população brasileira…tanto física como alimentar. Acho melhor a caserna prestar mais atenção aos estratagemas maliciosos, travestidos de “boas intenções”, praticados pelo _________ para se perpetuar no poder. Sucumbir os outros partidos por inanição, nos mesmos moldes da lei do desarmamento, é sinal claro e irrefutável de GOLPE branco (aquele que não parece, MAS É). O financiamento de campanha é pedra basilar para a pluralidade partidária e de representação da população. Quando se restringe o direito de “doar”… Read more »

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Dynamic Manta 2021: P-3C Orion da Marinha Alemã sobrevoa submarino italiano

Na imagem de abertura, uma aeronave alemã de patrulha marítima P-3C Orion sobrevoa um submarino italiano da classe "Todaro",...
- Advertisement -
- Advertisement -