krasnodar

ClippingNEWS-PAUm incêndio aconteceu nesta segunda-feira, 17, no submarino nuclear Krasnodar, que se encontra na usina de Nerpa, região de Murmansk, para uma reciclagem. O fogo foi controlado e o incidente não deixou feridos. A ameaça de vazamento de radiação também está descartada, visto que na hora do incidente a embarcação não continha combustível nuclear.

O K-148 Krasnodar foi lançado à água em 1985, sendo o primeiro cruzador submarino nuclear russo do projeto 949A Antei (ou Oscar II, na classificação da OTAN). Durante seu tempo de serviço, a embarcação cumpriu quatro missões de combate no Atlântico e no Mediterrâneo. Em 1998, foi retirado da Marinha, e atualmente, os fundos destinados para sua reciclagem estão sendo alocados pelos Estados Unidos e pela Itália.

FONTE: Diário da Rússia

Tags: , , , , , ,

7 Comentários para “Submarino nuclear pega fogo em Murmansk”

  1. daltonl 18 de março de 2014 at 15:28 #

    Cruzador submarino nuclear na verdade e a confusão é compreensivel deveria ser submarino com misseis de cruzeiro, (cruise missile submarine).

    O malfadado Kursk perdido em 2000 com toda a tripulação pertenceu a essa mesma classe.

  2. juarezmartinez 18 de março de 2014 at 19:27 #

    Casualmente é Russo, mas é só mais uma casualidade.

    Grande abraço

  3. Reinaldo Deprera 18 de março de 2014 at 20:42 #

    O extintor era importado.

    Save Ferris!

  4. CVN76 19 de março de 2014 at 9:37 #

    Em vêz de “usina de Nerpa”, o correto seria “estaleiro de Nerpa”

  5. Wagner 21 de março de 2014 at 11:42 #

    E casualmente NUNCA NADA de errado acontece EM NENHUM estaleiro ocidental…

    Jamais…

  6. cristiano.gr 21 de março de 2014 at 14:29 #

    Só a Rússia tem acidentes militares , né? Só a Rússia.

    Tem gente que finge que não vê ou que não lembra. Ano passado um submarino nuclear americano pegou fogo, também, com certeza acompanharam a notícia.

    Procurando na mídia dá para achar algumas notícias falando de problemas na mais nova classe de subs do titio, também.

  7. daltonl 21 de março de 2014 at 15:01 #

    Se o submarino que vc está referindo-se é o USS Miami,
    este foi um incendio criminoso ocorrido em 2012 e o
    responsavel pegou 17 anos de cadeia, então nesse caso o fogo que acabou inutilizando o submarino totalmente foi deliberadamente provocado.

    Não que não ocorram “acidentes militares” nos EUA, ocorrem sim, todo o tempo, mas ainda em escala menor do que na Russia.

    E como curiosidade mesmo, pois é impossivel acompanhar tudo que sai na midia, que tipo de problemas exatamente estão ocorrendo com “a mais nova classe de subs…” ??

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

‘Barrigada do ano’: em ‘O Globo’, jornalista chama de ‘conspirador’ almirante que ajudou a garantir a democracia

Roberto Lopes e o Almirante Alfredo Karam

  Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa “Barrigada”, no jargão jornalístico, significa a veiculação de uma notícia […]

Almirante submarinista assumirá Comunicação Social da Marinha

O Contra-Almirante Flavio Augusto Viana Rocha

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa O Comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Eduardo Leal Ferreira, convidou o […]

Compre e baixe agora a versão digital da revista Forças de Defesa 13ª edição

Anúncio Forças de Defesa Digital

Agora ficou mais fácil ler a melhor revista de Defesa do Brasil de qualquer lugar do mundo, no computador, no […]

Aprenda a identificar os navios da Marinha de Guerra e Guarda-Costeira chinesas

PLAN and MLE ships - 2015

A Marinha dos EUA liberou um gráfico de identificação dos navios da Marinha do Exército Popular de Libertação da China (PLAN) […]

Compre a revista impressa Forças de Defesa 13ª edição na Agência Look: envio para todo o Brasil

Sr Miguel da Agência Look muito feliz com a Forças de Defesa número 13

  A livraria Agência Look localizada no centro de São Paulo vende a revista Forças de Defesa impressa e também […]