domingo, setembro 19, 2021

Saab Naval

Os navios da Marinha dos EUA em 2017

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Clique na imagem para baixar o arquivo PDF com a lista de navios da US Navy em 2017.

A Marinha dos Estados Unidos (US Navy) é o ramo do serviço de guerra naval das Forças Armadas dos Estados Unidos e um dos sete serviços uniformizados dos Estados Unidos. A Marinha dos EUA é a maior e mais capaz marinha do mundo, com a maior tonelagem combinada de frota de batalha. A US Navy tem a maior frota de porta-aviões do mundo, com onze unidades em serviço, um na frota de reserva, e dois novos em construção. A Força Naval tem 322.421 militares em serviço ativo e 107.577 na Reserva da Marinha. Possui 276 navios de combate e mais de 3.700 aeronaves operacionais a partir de junho de 2017.

A Marinha dos EUA traça suas origens na Marinha Continental, que foi estabelecida durante a Guerra Revolucionária Americana e foi efetivamente dissolvida como uma entidade separada logo depois. Ela desempenhou um papel importante na Guerra Civil Americana, bloqueando a Confederação e tomando o controle de seus rios.

Ela desempenhou o papel central na derrota do Japão Imperial na Segunda Guerra Mundial . A Marinha Americana do século XXI mantém uma presença global considerável, desdobrando forças em áreas como o Pacífico Ocidental, o Mediterrâneo e o Oceano Índico. É uma Marinha de águas azuis com a capacidade de projetar força nas regiões litorâneas do mundo, envolve-se em desdobramentos diretos em tempo de paz e responde rapidamente à crises regionais, tornando-se um ator freqüente na política externa e militar dos EUA.

A Marinha é administrada pelo Departamento da Marinha, que é liderado pelo secretário civil da Marinha. O Departamento da Marinha é em si uma divisão do Departamento de Defesa, que é liderado pelo Secretário de Defesa. O Chefe de Operações Navais (CNO) é um almirante de quatro estrelas e o oficial superior naval do Departamento da Marinha.

- Advertisement -

40 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivan BC

Boa matéria!
Dessa lista não gosto apenas dos navios classe Freedom e Independence, parecem pouco armados.
Abraço e tudo de bom!

Ozawa

A MB nesse quadro não seria nem a nota de rodapé que está ali lançada…

A USN tem problemas, como aqueles do post anterior, mas sem justificá-los, a USN ainda navega sobre os seus problemas.

Já a MB está submersa, sem sobreviventes, e nesse momento nas fossas abissais dos seus problemas sem nunca mais sair de lá… Como força de combate a MB está falida, acabou, é apenas uma repartição pública, e esse blog, excelente diga-se, é para debater o “poder naval” dos outros…

Maico

Isso de classificar a classe Zumwalt como destróier…

Rodrigo Tavares

Almirante Ozawa,

Acho que nunca a MB ficou tão “pequena” como atualmente em toda sua história, falam muito das sucatas dos anos 40, 50, 60 e 70 mas não tínhamos toda essa tecnológica em um conflito naval como hoje no cenário mundial.

Gustavo

Detalhe para o USS Pueblo, que continua comissionado e está presente na lista logo abaixo dos submarinos. Um dia os americanos o levarão de volta para a casa, pode anotar.

Oganza

Gustavo,
pode crer, talvez essa treta toda com a CN seja só para resgatar o USS Pueblo. rsrsrs

CVN76

Lendo o titulo, tem-se a impressâo que todos esses navios e submarinos listados na tabela estâo em serviço.

Na realidade, varios estâo em construçâo ou ainda nem entraram nessa fase….!

Carlos A Soares

Muito bom esse Tema´Tópico, gostei muito.
Enriquecerá mais ainda se:
Colocar nesse mesmo módulo de apresentação da Força Naval D’água dos Âmis o equivalente dos Chinos e do Urso.
E depois o mesmos em “aéreos”.
Ai fica nota milhão.
___________________________

CVN76 9 de outubro de 2017 at 3:54
Caro Colega, lá acontece …. eis o detalhe.

Carlos A Soares

Refiro-me aos “aéreos navais” …. lógico.

Dalton

Pena que não foi possível incluir os 29 navios logísticos e praticamente o mesmo número de navios de apoio que também fazem parte da chamada Frota de Batalha cujo número hoje é de 279 unidades sendo que não estão incluídos nesse número as embarcações de patrulha (PCs) por serem consideradas “pequenas” demais, embora na tentativa de mascarar a baixa das fragatas da classe “Oliver Perry” tenham feito parte da lista em 2014. . Entendo que o quadro apresente apenas navios comissionados…os logísticos e de apoio portam o prefixo USNS e não o USS…mas…seria interessante ver a silhueta dos mesmos comparados… Read more »

Bosco

Dalton,
Na conta dos 279 os submarinos entram (inclusive os SSBNs)?

Bosco

Acho que já te fiz essa pergunta no passado.
rsrs
E tem também os 48 patrulheiros Mark VI, que salvo engano alguns já estão operando.

Dalton

Bosco… . sim…os 51 SSNs…um dos quais ainda não foi oficialmente comissionado…mas…já entregue mês passado…o que conta para a lista é a data da entrega do construtor para a US Navy e não a data da cerimônia de comissionamento e também os 4 SSGNs e os 14 SSBNs. . os “Mark VI” assim como os PCs classe Cyclone que são operados por pessoal da US Navy não entram na conta, apesar de como mencionei acima em 2014 os “PCs” e os 2 Navios Hospitais foram incluídos para disfarçar a baixa de tantas fragatas e isso pegou tão mal que deixaram… Read more »

Bavaria Lion

Porém, precisam de mais Zumwalt’s, pois começam a perder ticonderogas em 2020…
https://www.defensenews.com/naval/2017/10/09/the-us-navy-will-start-losing-its-largest-surface-combatants-in-2020/

Sério que vão limitar a 3 Zumwalt’s?

Dalton

Bavaria…
.
o “Zumwalt” nunca foi o substituto dos “Ticonderogas”…esse seria um outro projeto baseado no “Zumwalt”…de qualquer
forma a linha de produção fechou e mais “Arleigh Burkes” estão sendo construídos que são navios muito mais úteis ´para
uma maior gama de tarefas.
abs

Bavaria Lion

Ozawa 8 de outubro de 2017 at 23:03

Perfeita análise.

Bavaria Lion

Dalton

Verdade, o outro cruiser tinha um projeto bem parecido com o Zumwalt, sendo maior. Aliás, vc lembra o nome do projeto?

Acredito que eles continuam precisando de cruiser’s…

Saudações.

Bavaria Lion

Achei, era o CG(X)
https://en.wikipedia.org/wiki/CG(X)

A crise tá na emenda mesmo… cancelaram os cruiser’s e vão ficar SEM mesmo, bem como, 29 Zumwalt’s. Uma pena. Até hoje o Zumwalt é o destroyer que mais me impressionou.

Uma pena. O CG(X) seria um monstro.

Luiz R. Mundel

Observei que também aparece o porta aviões USA Enterprise…..

João Bosco

E imaginar que no séc. XIX a MB era a terceira maior do mundo, perdendo apenas para os ingleses e os franceses……..Agora hoje…..

HMS TIRELESS

Curiosidade: O USS Pueblo, capturado em 1968 pela Coréia do Norte e hoje em exibição em Pyongyang, continua em comissão.

Burgos

É !!!
Eles continuam botando respeito.
É por um bom tempo ainda vão ser a Polícia do Mundo.
Parabéns USN !!!

Dalton

João Bosco…
.
o que se escreve é que a marinha brasileira chegou a ser a quinta maior…não necessariamente durante todos os 100 anos
do século…Rússia e EUA estavam no páreo também.
.
Além do mais esquece-se que ficaram de fora marinhas que estavam ainda em formação como às alemã, italiana e japonesa !
.
abs

Dalton

Tire…
.
a comissão é apenas “simbólica” do tipo…nós não esqueceremos dele.
.
abs

Loyola Aragão

Enquanto continuarmos com esse orçamento pífio de 2.0% do PIB para defesa, dos quais nada sobra para investimento, persistirá o sucateamento de nossas FAs.
Infelizmente nossos políticos não aprenderam nada de História e não tem nenhuma noção de que País querem construir!

RicardoNB

Algo está estranho nesse inventário, a classe de submarinos Columbia não foi lançada ainda e nem os Destroyers Flight III .

José Carlos David

Impossível não sentir inveja…choremos.

Dalton

Ricardo…
.
repare que os integrantes das classes “Columbia” e DDGs F III…não estão com o prefixo USS diante dos nomes…indicativo de que não
foram comissionados ainda. O quadro mostra os comissionados e também os que já estão em fase de planejamento e/ou devidamente
encomendados.
abs

Carlos A Soares
Matheus G.

Dalton
Eu já vi o pessoal em diversos fóruns dizerem que a US Navy detém 11 porta-aviões, 9 navios de assalto anfíbio, 22 cruisers, 62 destroyers, 17 fragatas, 72 submarinos, 274 deployable ships e um total de 430 navios.

Existe um certo discernimento entre navios de combate com outros, mesmo os demais navios pertencendo a US Navy? Os navios-hospitais entram em uma classe que não seja navios de combate?

Bosco

Há 5 classes bem distintas de navios na USN. As grandes unidades de combate (CVN, CG, DDG, FFG, LCS, SSN, SSGN), as pequenas unidades de combate (PC, MCM), as unidades de assalto anfíbio (LHA, LHD, LPD, LSD, LCC), as unidades de apoio e logística (MSC) e os submarinos estratégicos (SSBN).
A USN não faz essa distinção e com exceção das pequenas unidades de combate tudo faz parte da Frota de Batalha.
Estou certo “admiral”?
*Pra mim os SSBNs não deviam fazer parte da Frota de Batalha. Mas claro, minha opinião não será levada a sério lá na USN. rsrsss

Dalton

Matheus… . provavelmente não atualizaram a contagem…já faz 3 anos que a US Navy deixou de ter 17 fragatas…as últimas foram retiradas de serviço em 2015. O “deployable ships” é o total de navios da frota de batalha independente se estão em manutenção ou não…e quanto à 430 navios essa é a contagem para o início dos anos 90 que foi gradualmente caindo até chegar aos 270 e tantos dos últimos anos…oficialmente está em 279 unidades. . A frota de batalha não inclui apenas “combatentes”…há os navios de apoio logísticos e navios de apoio…porém eles operam diretamente com a frota… Read more »

Dalton

Bosco… . talvez ajude ler o que escrevi ao Matheus…a Frota de batalha não comporta apenas “combatentes” e sim os navios de apoio e logísticos que trabalham diretamente com os “combatentes”…há unidades do “MSC” que fazem parte da Frota de Batalha e outras como os Navios Hospitais e alguns outros navios de apoio que não fazem. . Quanto aos SSBNs , verdade que possuem uma tarefa muito específica e não interagem com as demais unidades a não ser durante treinamentos…mas…vejo como normal fazerem parte da chamada Frota de Batalha pelo que representam e por compartilharem muita coisa com os demais… Read more »

Alejandro Perez

Com todo o devido respeito, mas somente posso dizer uma coisa:

É poder naval pra caralho!!!!!!

Matheus G.

Dalton 10 de outubro de 2017 at 12:37

Valeu Dalton, mas sua resposta me gerou uma dúvida.

“e quanto à 430 navios essa é a contagem para o início dos anos 90 que foi gradualmente caindo até chegar aos 270 e tantos dos últimos
anos…oficialmente está em 279 unidades.”

Essa contagem total de 430 navios para o início dos anos 90 seria resultado do plano de campanha de Reagan, o chamado “600-ship Navy”?

Dalton

Matheus… . caso você retorne…Reagan ocupou a Casa Branca entre o início de 1981 e início de 1989 quando se teve como meta uma marinha de 600 unidades…e quase conseguiu-se esse número…porém em seguida ocorreu a dissolução da URSS e os números começaram a cair rapidamente…incluindo navios de superfície e submarinos de propulsão nuclear que não receberam verbas para que pudessem ser “reabastecidos” e assim tornaram-se inúteis apesar de relativamente novos…menos de 20 anos de serviço. . Então de quase 600 unidades em 1989 passou-se para menos de 500 já nos primeiros anos da década de 1990 e no início… Read more »

André Gusmão

Marinha de gente grande, só nos resta apreciá los e sonhar.

Jonas Rafael

Dalton, por isso os Seawolf tiveram tão poucas unidades construídas?

Dalton

Jonas…
.
a classe “Seawolf” foi projetada ainda em plena guerra fria para confrontar a marinha soviética e com a dissolução da URSS
e consequentemente cortes na área de defesa achou-se melhor investir em um submarino menor…mais barato…nem tanto
é verdade, mas, também mais flexível para receber novas melhorias…o que já está acontecendo com o “Block III” e em breve
com o “Block V” e pudesse também atender melhor as operações litorâneas.
.
abs

René Antônio Piccoli

Excelente matéria.
Gostaria de receber (se possível) fotos com os nomes dos navios da marinha americana.
Tipo:
Porta aviões (foto)
Fragata (foto)
Destróier (foto)
Couraçado ou encouraçado (foto)
Etc.
O fato é que olho uma foto mas não sei identificar se fragata, destróier, etc.
Se for possível, agradeço.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Como foi feito o acordo entre a Austrália, Reino Unido e EUA para o compartilhamento da tecnologia de submarinos nucleares

The Times: ‘Como uma cena de Le Carré’: como o pacto do submarino nuclear foi o maior segredo do...
- Advertisement -