sexta-feira, maio 27, 2022

Saab Naval

Acidente em testes com submarino nuclear deixa 20 mortos na Rússia

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Submarino recebeu ordens para suspender testes e voltar à base. Reatores nucleares funcionam normalmente

Mais de 20 pessoas morreram em um acidente registrado a bordo de um submarino nuclear da Frota Russa do Pacífico durante testes marítimos, informou o porta-voz da Marinha russa, capitão de navio Igor Digalo. O capitão informou que, na hora do acidente, havia 208 pessoas a bordo, dos quais 81 são militares.

Por enquanto, 21 feridos com diversas gravidades foram tirados da embarcação anti-submarino “Admiral Tributs”, que acompanha o submarino nuclear à base junto ao navio de resgate “Sayany”.O submarino recebeu ordens de suspender os testes e de voltar à base, segundo a agência oficial russa “RIA Novosti”. Militares russos confirmam que o submarino está voltando para a base e que os reatores funcionam normalmente.

“Declaro sob minha responsabilidade que os reatores do submarino funcionam com normalidade e que os níveis de radiação correspondem à norma”, ressaltou Digalo.

Fonte: G1/EFE

NOTA 1: Agradecemos aos leitores que nos enviaram comentários com a notícia! Quem tiver mais informações, por favor, comente neste post.

NOTA 2: Pelo número elevado de pessoas a bordo, o submarino acidentado pode ser um Typhoon (Akula). Segundo a notícia da agência russa RIA Novosti, o acidente teria sido provocado pelo sistema de extinção de incêndio do submarino.

NOTA 3: O pior acidente com um submarino nuclear russo aconteceu em agosto de 2000, quando o Kursk afundou no Mar de Barents, com todos os 118 tripulantes.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
König

Foi postado noa Areamilitar que esse Sub na verdade seria um dos que seria fornecido a India e que estava em testes de Mar portanto devia haver pessoal Civil abordo.
Saudações

Vassily Zaitsev

Estaria em um lugar remoto do Oceâno Pacífico……………………….

Não ajudei nada, mas foi o que falou o jornalista da Rede Plin-Plin!

paulo costa

No Google,pesquisando por “fogo em submarino russo”,em inglês,em
São Petersburgo,no estaleiro de sub nuclear,teve um incendio este
ano em um sub em construção.Os Typhoon estão passando da vida util,
e serão substituidos,pelos Borei.

Galante

König, meu palpite é que o submarino é um Typhoon, provavelmente o que foi modificado para disparar mísseis Bulava. Mais de 200 tripulantes a bordo só pode ser ele, a não ser que erraram o número na notícia. Mas vamos ver até amanhã se eu acerto…rs

König

Galante, Parece que é um Akula mesmo se for ele isso representa mais de um terço da tripulação que é de 50 á 55 entre marinheiros e oficiais.
Saudações

konner

Segundo os dados disponíveis, o submarino encontrava-se em fase final de testes quando um fogo a bordo ativou o sistema automático para combate de incêndios. Os dados disponíveis e divulgados pela imprensa russa, dão conta de que foi o próprio sistema anti-incendios que provocou as vítimas, cujo numero já é de 20. O submarino, é do tipo Akula, segundo a imprensa russa e — sem confirmação —, trata-se do submarino Nerpa, cuja construção foi iniciada em 1986. O lançamento do navio ocorreu em 1994, e faz parte de um acordo com a marinha da Índia para o fornecimento de dois… Read more »

Iuri Korolev

Este acidente e vários outros demonstram a falta de confiabilidade dos submarinos nucleares russos, protagonistas de inúmeros acidentes
durante a Guerra Fria.
Quem duvidar é só pesquisar.

Fiquei muito contente quando os russos foram descartados para transferência de tecnologia de submarinos.

Sds
Iuri

Wolfpack

Com toda a dissimulação Russa, é cedo para falar qual classe de subamrino é e a real causa nunca virá a tona. Dizem que o acidente ocorreu na proa. Será que o motivo é o mesmo teste do torpedo supersônico causador da falha catastrófica do Oscar II Kursk? Em se tratando de Russos tudo pode ocorrer…

Wolfpack

208 submarinistas a bordo, então não é AKULA e sim TYPHOON ou OSCAR II.

LeoPaiva

Interessante é que suspeitam que o que causou as mortes não foi o acidente em si, nem o fogo, e sim o sistema de combate a incêndio, que deve, na minha opinião, ter exaurido o oxigênio e causado as mortes.

O mais interessante é que isso é perfeitamente previsível, mesmo assim é aceitável, me parece que o raciocínio é o seguinte : É preferível perder 1/3 da tripulação com o sistema de combate a incêndio assassino, do que perder toda a tripulação e o sub.

Vida de submarinista não é fácil, os marinheiros russos que o digam.

Sds.

Hornet

Amigo Iuri,

vc tirou as palavras de minha boca…deu um alívio quando os russos foram descartados do projeto do Sub brasileiro…ufa!!!

Gosto de vódka, da música russa, das russas propriamente ditas (muito bonitas!!!)…não tenho nada contra os russos, mas o histórico deles em termos de acidentes nucleares e de acidentes com submarinos nuleares dá uma MEDA, que foi bem melhor ter ficado com os franceses mesmo…

abraços

paulo costa

No topico acima fala-se em 208 pessoas a bordo,e os reatores
estão funcionando,então presume-se que seja o Typhoon.
Agora falou-se em o reator ,ou seja ao inves de dois ,um reator,
ai sub com um reator fica pequeno para 208 pessoas,vamos aguardar.

Wolfpack

Pode estar ligado não a mísseis balísticos e sim ao mesmo teste de torpedos VA-111 Shkval super-cavitating torpedo realizado no Kursk e causador de seu naufrágio. A presença de civis (compradores) pode ser um indicativo disso. A Russia ainda não vende mísseis balísticos. http://www.murman.ru/kurskmem/articles/torpedoe.html Em se tratando de Rússia, foi uma evolução no último teste morreram 118 marinheiros e perda de um dos 8 OSCAR II da frota, agora forma 20 nas primeiras estimativas sem a perda da nave. O Brasil deve ficar longe destes caras. Lembro que encontrei estes tipos em Farnborough 2002 (Rosoboronexport), é mais garantido comprar whiskey… Read more »

JSilva

Pessoal, esta havendo alguma confusão aqui.

O que o Alexandre esta falando é o Akula, nome original dos Typhoon (Type 941) para os russos, não o Akula (Type 971).

Raphael

Tomara que nao morra mais ninguem.

Iuri Korolev

Hornet
O que não ficou claro foi a negativa russa de transferir tecnologia.
Tem um artigo no site da ABIN confirmando isso.
Não entendi, porque os russos sempre transferiram (vendendo, claro) para India, China e outros.

Hornet

Iuri, o que precisávamos saber é o que os russos queriam transferir e o que nós queríamos. Às vezes ocorre conflito. Não é que os russos, ou seja lá quem for, transferem ou não transferem (sempre comprando, nem precisamos falar mais isso), o problema é saber qual tecnologia queremos e quem está disposto a nos fornecer aquilo que queremos. Um exemplo, os russos talvez tenhas se disponibilizado a ajudar o Brasil a construir o casco do submarino, as partes elétricas e eletrônicas etc…mas vamos supor (não estou dizendo que tenha sido isso, uma hipótese apenas) que os russos não quiseram… Read more »

Iuri Korolev

Não Hornet. A conversa foi outra. Eles simplesmente queriam vender os produtos prontos e ponto final.
Tem um artigo no site da ABIN.(e varios aí pela web).

Hornet

Ah! Se é assim, então esquece mesmo. E aí ficamos com a dúvida…por que?

O que será que rolou?

Hornet

Vou da uma olhada na internet…eu não estava sabendo que existia essa informação da Abin na net…

Raphael

Iuri, tem mais de 1 motivo por que os Russos nao querem transferir muita tecnologia para o Brasil. Uma eh que o Brasil, sinceramente nao esta pagando lah grande coisa para ter uma transferencia de tecnologia pesada. Olhe o que os chineses e indus pagam para ter o que a Russia lhes passa. E olha que a Russia nao passa tanto assim, nao. Tanto os chineses quanto os Indus ainda sao bem dependentes dos Russos. Segundo, o Brasil eh um pais democratico, e quem garante aos Russos que daqui a 1 ou 2 eleicoes nao entra um governo bem pro… Read more »

Raphael

Eh claro que isto que escrevi eh minha opiniao, os motivos reais, soh os Russos no poder que sabem.

Tiago Jeronimo

Bem vindos a realidades fãs russos aqui do Blog, essa é a verdadeira Russia e suas fantásticas maquinas de guerra.

Coralsea

Foi realmente o “Nerpa” um SSN da classe Akula.
Dos 20 mortos, são 14 civis e 6 militares.
Ele foi construído em 1991, mas ficou muitos anos parado por falta de verbas….22 feridos foram levados para hospitais em Vladivostok.
O sistema anti-incêndio na parte dianteira ativou-se sozinho liberando uma grande quantidade de freon.
Não seria este que estava planejado de ir para a Índia??
Os SSBN Typhoon nunca operaram no Pacífico….sempre no Atlântico; não há mais nenhum em serviço, quase todos já foram desmantelados ou desativados…somente um ainda é usado como plataforma de testes.

direto do fundo do mar

Triste nota. Um pena a perda de mais vidas. Se foi o sistema de combate a incêndio que fez as vitimas, eu que não quero depender dele lá embaixo. Outra coisa. Que absurdo é este de 208 pessoas a bordo? Que palhaçada é essa? Aquilo virou circo? Uma arma de guerra e pior, submarina , nunca deveria exceder o numero máx. de tripulantes. O sistema que filtra o CO2 devia estar uma sobrecarregado que é uma beleza. Ainda jogam um Freonzinho para audar, dá nisso! Mais uma vez o que vemos é uma Marinha relaxada ou irresponsável. Se alguém discordar… Read more »

JSilva

Ficou então confirmado(?), que nao era um Akula (Typhoon) e sim o Akula Caçador-Matador (SSN). Agora esses 208 a bordo e coisa de russo ou de ocidental que nao entendeu o russo. Alias nem russo consegue entender russo.

camarada -  SP

Parece que a Marinha russa não tem sorte com seus submarinos nucleares, depois do Kursk, mais um se acidentou.Um porta-voz da Marinha russa declarou que havia 208 pessoas à bordo do submarino quando ocorreu o acidente com o sistema para combater incêndios, durante treinamentos. Segundo o porta-voz, o reator nuclear ficou intacto, e os níveis de radiação são normais. Citado por agências de notícias russas, o capitão Igor Dygalo afirmou que 20 pessoas morreram no acidente. Antes, ele havia falado em pelo menos 20. De acordo com o capitão, o submarino após o ocorrido retornou a uma base naval no… Read more »

camarada -  SP

O Submarino acidentado parece que é da classe Akula.A construção do submarino nuclear de ataque da classe “Akula II” Nerpa, começou em 1991 mas foi suspensa por mais de uma década, devido à falta de financiamento. A classe “Akula II” de submarinos é considerada a espinha dorsal da força de submarinos da Rússia, por terem níveis de ruído baixíssimos e alto poder de fogo. O Nerpa tinha começado os testes de mar em 27 de outubro. Investigadores russos suspeitam que o gás Halon, usado para supressão de incêndios, que não é tóxico, deve ser a causa da morte dos tripulantes… Read more »

konner

Marinha russa e especialistas apontaram a superlotação e algum erro humano como prováveis fatores que causaram o acidente.

Segundo funcionário de uma agência de investigação da Rússia, as vítimas morreram por envenenamento de gás freon, que vazou quando o sistema extintor de incêndio ‘acidentalmente’ foi ligado.

Segundo russos que trabalharam com submarinos, os trabalhadores dessa área e os engenheiros geralmente têm pouca experiência na utilização de kits de respiração.

Isso pode ter aumentado o número de vítimas fatais.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

GRÁFICO: Marinha Chinesa em 2025

No gráfico abaixo, os principais navios de guerra de superfície da Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA Navy),...
- Advertisement -