Home Operações Aeronavais Aviação Naval na ASPIRANTEX-09

Aviação Naval na ASPIRANTEX-09

286
49

No período de 08 a 31 de janeiro de 2009, foi realizada a Operação ASPIRANTEX-09 no litoral da região Nordeste, que contou com o apoio da Aviação Naval, representada pelos esquadrões VF-1 (1° Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque), HA-1 (1° Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque) e do HS-1 (1° Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino).

O Esquadrão VF-1 participou com duas aeronaves AF-1A, a N-1021 e 1022 (Falcões 21 e 22), e a elas, foi atribuída a missão de realizar um ataque à Força Naval, desde Salvador-BA, com recalada em um ponto geográfico (Porto Seguro). O ataque, realizado com as duas aeronaves, foi precedido por uma navegação tática de 230 milhas culminando com o ataque ao NDD Rio de Janeiro, com uma precisão de 10 segundos do TOT (Time-on-Target), satisfazendo o grau de exigência requerido de um piloto de caça.

AF-1A e NDD Rio de Janeiro

O Esquadrão HS-1 participou com a aeronave SH-3A Sea King N-3016 (Guerreiro 16), embarcado no NDD Rio de Janeiro. Foram realizados diversos voos operativos que contribuíram para o aprestamento da Esquadra, tais como voos ASW, durante trânsito e sob múltiplas ameaças, “pick-up” com o Navio Transporte de Tropas Ary Parreiras e ataques à Força, como figurativo inimigo.

Foi possível também qualificar e requalificar diversos pilotos em manobras de HIFR (Helicopter in Flight Refueling/Reabastecimento em voo de helicóptero), realizadas com as Fragatas Niterói e Liberal e pouso a bordo em Navios de Desembarque e Doca, contribuindo sobremaneira para elevar o adestramento do HS-1.

Guerreiro 16 pousando no NDD Rio de Janeiro

O Esquadrão HA-1 participou com suas aeronaves AH-11A Super Lynx, embarcadas nas Fragatas, onde os aspirantes da Escola Naval, tiveram a oportunidade de voar na aeronave, assim como assistirem a uma palestra proferida pelo Comandante do Esquadrão HA-1, abordando aspectos referentes à carreira do Aviador Naval e às características de emprego operativo da aeronave Super Lynx.

Palestra do CF Montenegro,a bordo da Fragata Liberal

Nos dias 30 e 31 de janeiro de 2009, o Lince N-4004,  em apoio ao SALVAMAR SUDESTE, participou de uma missão SAR a bordo da Fragata Defensora, em apoio a um enfermo do Navio Mercante Katarina, que encontrava-se a cerca de 330 milhas de Vitória, empregando os integrantes do DAE (Destacamento Aéreo Embarcado) da Fragata Niterói, que fazia parte do Grupo Tarefa da Comissão “ASPIRANTEX-09”.

DAE do Lince 04 com tripulante do NM Katarina

Fontes e fotos: ComForAerNav

Nota do Blog: Apesar de todas as dificuldades de se manter voando, a Aviação Naval Brasileira vem se destacando, tanto em manobras com a MB quanto com as Marinhas amigas, pelo profissionalismo de seus tripulantes e a capacidade das aeronaves no cumprimento do dever, que neste caso foi o treinamento de nossos futuros Oficiais. Cabe ainda ressaltar a presença do VF-1, que aos poucos vem marcando a retomada da sua capacidade operacional junto a nossa Esquadra.

49
Deixe um comentário

avatar
49 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
20 Comment authors
Fotos da ASPIRANTEX-09RobertoLMNelson LimaJaique Sparro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rodrigo Cesarini
Visitante
Rodrigo Cesarini

Parabéns aos profissionais da MB.

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Parabéns mesmo Rodrigo. Pena que do Esquadrão VF-1 foram destacadas apenas 2 Falcões.

abraços.

Giovani
Visitante
Giovani

Gostaria de saber qual a disponibilidade de aviões no VF-1 e quando eles voltarão ao convés do do NAe São Paulo?

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

Para que mais de 2?
Os que foram, cumpriram a missão.
Quando se precisar de mais, teremos mais.
Pode confiar!

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Giovani,

Provavelmente, entre todos os Falcões disponíveis para voo, todos realizaram essa surtida de ataque, ou seja, temos um elemento de caças navais operando, rs,rs,rs.

Brincadeira, pelo que se sabe, 3 ou 4 unidades estariam operacionais, este número almentando conforme os motores revisados forem chegando de Israel.

abraços.

AL
Visitante
AL

E quando é que o NAe São Paulo finalmente deixará o estaleiro? Ele está lá a três anos, não é? E por falar em motores de Israel, eles têm A-4 estocados, se não me engano, poderíamos comprar mais deles ou da Nova Zelândia, que estão parados e me parece que já modernizados. Em ambos os casos, aviões em bom estado, já que nunca operaram em NAes.

Abraços.

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

AL,

Especulasse que o A-12 volte à navegar no 2º semestre deste corrente ano. è o que espero.

abraços.

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Dois voando representa um momento de extrema prosperidade, dentro da realidadedo VF-1.

Sérgio
Visitante
Sérgio

Qdo.postei a pouco (ainda em 2009) q. vi 2 A-4 voando s/ minha casa, fui gozado dizendo que devia jogar na loto. Aí estão!!. A convivência entre armas é um gerador energético. 4 equipagens sairam da BA Sta. Cruz, c/ REVO e usando Bases Aéreas, acompanharam a esquadra. Para muitos críticos (sou um), uma programação de treinamento naval vale também o adestramento sem o apoio do NAe – os Argentinos fizeram e fazem até hoje, lembrando as Malvinas – para deslocamento e logística, fazem parte. Estão voando e isso é muito bom, mesmo sendo os “Falcõeszinhos”. Mas vamos a uma… Read more »

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

Sérgio… Se não me engano, aquela “corcunda”, tanto nos Block60, quanto nos A-4, são para acomodar mais aviônica, decorrente de modernizações. Mas, se alguém souber de fato prá que serve, HELP US!!!

airacobra
Visitante
airacobra

sergio e flamenguista,
no caso dos f-16 block 50/60, sao os chamados cft (conformal fuel tanks ou simplesmente tanques de combustivel conformais), enquanto nos a-4 a partir do modelo “f” incorporaram a corcunda para comportar + avionicos

Abracos

GHz_Brasil
Visitante
GHz_Brasil

Airacobra,

Os F-16 Block 50/60 possuem a corcunda com aviônicos E os CFT, que ficam em ambos os lados (“nos ombros”).
Nos A-4 está correto, são apenas para aviônicos.

[[]]

Da Silva
Visitante
Da Silva

Esses A-4 já poderiam ter caído no mar a um bom tempo, os EUA estão usando o bisneto desse avião e se preparam para utilizarem o tataraneto dele, e nós…
E ainda chamamos de CAÇAS da marinha brasileira.

DA Silva.

Vagner
Visitante
Vagner

Quem sabe com você dentro…

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

ahauahauhauhuahuah

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

Desculpem, mas não resisti!

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

So falta a MB reativar os P-40 da Segunda Guerra Mundial. Ai sim estaremos bem padronizados . Seria mais apto renomear o VF-1 para Museu Aero Naval Voador. Assim,refletiria muito melhor a realidade.

Da Silva
Visitante
Da Silva

Vagner, se tua irmã vier junto, sem problemas.

Sérgio
Visitante
Sérgio

Pessoal, estão sómente treinando, aprendendo como se faz, não tinhamos CULTURA. Por enquanto é isso, devemos esquecer as outras Marinhas que teem anos luz, vamos pegar leve, eu também me incluo. Fico observando o esforço que é para os caras que estão vivendo isso, ter que treinar na AFA (T-27), depois Natal (Xavante) e aí vem o choque – ir para os EUA (deve ser um choKÃ, pois é eliminatório) e pior ainda para a Argentina. Isso sem falar no pessoal de manutenção e “aviônicos”. Teve um período que os caras ficaram no chão por não ter pastilhas de freio.… Read more »

Baschera
Visitante
Baschera

Bixo, mas tá muito baratinho esta pastilhas de freio dos A-4.
No meu carro custou R$ 340 de 4 unidades.

Sds.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

d Silva, menos meu

Alem de ser uma tremenda falta de argumento, vc falou abobrinha, nao se deseja o que vc falou, sempre ha um piloto a bordo, na proxima vc nao posta mais aqui

Repeita o Vagner e a familia dele, ta pensando o que

SEm contar que alem da besteira, foi a besteira em cima da besteira, pois a aeronave em referencia e monoplace

Se retrate

MO
http://www.naval.com.br

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

da Silva, menos meu

Alem de ser uma tremenda falta de argumento, vc falou abobrinha, nao se deseja o que vc falou, sempre ha um piloto a bordo, na proxima vc nao posta mais aqui

Repeita o Vagner e a familia dele, ta pensando o que

SEm contar que alem da besteira, foi a besteira em cima da besteira, pois a aeronave em referencia e monoplace

Se retrate

MO
Poder Naval on Line

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Marcelo Ostra,

Bravo! Bravo! Bravo!

Realmente o Da Silva exagerou. Deveria ter um pouco mais de respeito pela MB, pelos pilotos navais, …………. e pela irmã do Vagner tb.

abraços.

Obs: E o Barberense já é vice-lider, enquanto a Portuguesa Santista…….rs,rs,rs.

Da Silva
Visitante
Da Silva

Marcelo Ostra, Quanto a dizer abobrinha, se você se referiu a critica ao A-4, você ta literalmente viajando, esses aviões estão totalmente ultrapassados sim. Quando disse que os EUA já vão usar os tataranetos destes avião, não é besteira nenhuma, na US Navy eles foram substituídos pelo A-7, depois pelo F-18, posteriormente pelo F-18 Super Hornet (neste último caso o processo de substituição já está quase completo), e dentro de alguns anos a idéia é substituir os SH por F-35. Pergunto-lhe: há alguma besteira no que eu disse? Quanto a dizer que essas aeronaves deverião ter caído no mar, foi… Read more »

JACUBÃO
Visitante

Família não…

Jaique Sparro
Visitante
Jaique Sparro

Incoerências do meu Brasil,enquanto muitos comemoram o fato de a FAB ter mulheres pilotos e operacionais,nada contra e toda sorte pras meninas voadoras, a MB e o EB não podem usar aeronaves de asa fixa e no caso da MB só aeronaves orgânicas ao São Paulo,até quando essa estupidez vai durar?

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Jaique, Pois é, eu já quiz discutir isso aqui no blog, mas não deram muita atenção. Não me parece nada racional a manutenção deste decreto que proibi a MB de operar aviões que não pousem a bordo do nosso Nae. Não vejo razão para isso e se alguem tiver algum argumento convincente, por favo que me mostre. E é impressionante como não há, por parte da MB, nenhma tentativa de se fazer abolir este decreto indecente. Para que tenham uma idéia, pilotos da MB voarão, esse ano, Tucanos da FAB, cumprindo missões da MB sem que esses T-27 possam ser… Read more »

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Da Silva Vamos deixar claro Apesar de eu DETESTAR aviaozinho tenho uma noção rasoavel sobre o assunto Quanto ao processo de substituição do A4 americano, eu conheço Quanto ao monoplace/biplace, nao me diga, por uma acaso o bi seria o Falcão 23 ?, eentão os referidos/correlatos ao assunto eram monos Ao Vagner ele se referiu a vc, nao a familia, o qual torna sua resposta no minimo como “falta de argumento” Sou um cara que não sou de frescura, quer (qualquer um) me esculhambar, fica a voontade, desde que baseado em argumentos (e olha que digo esculhambar mesmo, não tapas… Read more »

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Jacubão Sobre uma maquete do NAe SP, de uma olhada na do Antonio, vi e encomendei uma hoje, ao custo de R$ 90, com domo de acrilico e bse de madeira ou platico preto (a escolher) vou te passar o site dele, mas te digo este vale a pena o da foto é escala 1/2400, o que encomendei eh da escala 1/1250, ou seja praticamente o dobro dele em tamanho olhar: http://mininavios.com/marinha_do_brasil.htm http://mininavios.com/modelos_em_resina.htm PS: o 1/1250 nao tem os canhoes de 100 mm que ele esqueceu de tirar no 1/2400, assim como disponivel tambem MK 10, T 22 e outros,… Read more »

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Catso, até eu falei abobrinha

Falcões 21 e 22 são biplaces

aviaozinhum num é minha praia …

MO

airacobra
Visitante
airacobra

adoro estar por aqui, é um dos poucos momentos em que fico feliz na frente de um pc, so que as vezes fico meio chateado quando vejo fatos semelhantes ao que vi acima, mas fazer oque? bola pra frente, é sempre bom ver que existem pessoas iguais ao marcelo ostra que sabe defender os fracos e oprimidos(no dia que precisar espero poder contar, mas como espero nao poder precisar…)

abraços a todos

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Em que pé está a modernização dos AF1. Definiu-se qual será o novo sistema de armas e aviônicos?

Sérgio
Visitante
Sérgio

BANDEIRULHA, P-3, A-4 e alguns AMX de apoio aos Fuzileiros, assim como alguns C-130 quer CARGO ou REVO. Há! sim alguns Bandeirantes para os paraquedistas de Assalto dos FZ. Acho que seriam convenientes para a doutrina aos novos ASPIRANTES de que trata a matéria. Também penso que os transportes C-130, Amazonas, Bandeirantes e o NOVO MI, deveriam adicionar-se ao Exército. Bem são doutrinas apegadas a um antigo “paradigma”. Temos um novo, chamado DEFESA (não temos um Ministério do ATAQUE) acredito que as vertentes aos poucos estão encaminhando. Há uma força de intervenção rápida sendo treinada em Gôiania que reune todo… Read more »

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

MO, vc não errou não. O 23 tb é bi-place, apenas ele não voa, pois foi colocado como reserva do 21 e 22. Da Silva, o foco que o MO centrou foi exato. Temos aqui no Blog vários leitores que são das Forças armadas e nunca, repito, nunca cai bem, fazer o tipo de comentário que vc fez. Desejar que um avião caia, vc está desejando que pilotos morram. E isso meu amigo é de muito mal gosto. Por isso vc recebeu a resposta que recebeu. MO, quanto a familia e coisa e tal, o Vagner está anos luz de… Read more »

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Espero que vc esteja certo. A MB não pode perder o bonde da história. Tem que pegar carona no FX-2, senão já era. Recebe o aviaõ e depois resolve o problema do NAe, e não o contrário. A grana da Mod dos A-4 não é alta, 100 milhões somente. Acredito que ainda não assinaram devido a impasses quanto ao orçamento anterior dado pela Embraer anos atrás e os atuais custos. A diferença ficou grande e está sendo discutida no contrato. Mas, como falei, torço para que a MB não perca a grande chance de adquirir alguams unidades aproveitando o já… Read more »

LM
Visitante
LM

O Direto do Fundo do Mar sempre muito bem informado!!!! rsrsrs

É isso mesmo… a pressão tá grande meu amigo!!!

Abraços

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Deveria mudar o nick para “Direto dos Céus sobre as Águas”. Ficaria mais apropriado.

Vamos tocer para que seja verdade.

airacobra
Visitante
airacobra

realmente uma boa para ForAerNav, pegar carona no fx-2 com rafale M f-1 (poderiam ser f-3 mas fazer oq), para o caso do rafale vencer e f/a-18 a/b/c/d, para o caso do venvedor ser o f/a-18 e/f SH, isso pq com restrições o A-12 ainda consegue lançalos (algum vetor acima disso ja é impossivel), em parceria com os s-2t aew e os s-2t cod e revo, a partir dai com a definiçao de um novo NAe ai se pode pensar em rafale M f-3 ou SH em parceria com e-2 hawkeye e c-2 cod mas meu saudosismo ainda me faz… Read more »

Roberto
Visitante
Roberto

A MB deveria modernizar logo esses A-4 do que ficar esperando Rafale F1,antes que não venha nada.Os A-4M com a mesma aviônica do F5Br,armados com Derby,pyton,mísseis anti-navio Harpoon e bombas stand off,ia dar pro gasto aki no TO da AL sossegado.Do jeito que anda as coisa no Brasil referente as FAAS,isso tinha que ser feito antes da eleições.

sds!

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Modernizar os A-4 deve demorar pelo menos uns 5 anos, isso se não houver nenhum problema de atraso durante o processo.
Será que vai valer pena ?

Sérgio
Visitante
Sérgio

O Diretor de Meio Aéreos da Marinha em recente entrevista, mencionou que uma boa alternativa para asa fixa, seriam os ALX, versão navalizada,(Alguem sabe como anda o Projeto?? se existe??) e 2 aew para acompanha-los e 2 util./revo. e ainda que a opção para os meios navais para transporta-los seriam não um NAe propriamente, mas um Multi (de baixa ton.)construido por aqui e estando também inserida a modernização dos A-4 pela Embraer (Poderiam ser utilizados nesse Multi..??). Quanto aos Helis a aposta seriam nos armamentos a serem disponibilizados para os Seahawk (já encomendados), nova modernização dos Super Lynx e a… Read more »

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

Eu acho essa idéia de ALX navalizado uma grande viagem. A Embraer não tem experiência nisso e a história mostra que as tentativas de navalizar aviões que não forma inicialmente concebidos para operar a bordo não foram muito bem sucedidas. Operar em terra um avião naval, sem problema algum, tem um monte por aí, Rafale,F-18, SEM, A-7, A-4 e até o F-14, agora, fazer o contrário é mais complicado. Vide o caso do T-45, onde pegaram um Hawk e navalizaram. A avião precisou e precisa até hoje de modificações de modo a melhor se adequar à operação embarcada. Não vejo… Read more »

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Aircobra,

Concordo que o A-4 galinho de briga deve ser modenizado. Segundo as circunstanscias, 12 é o máximo de unidades possível. TB concordo que a MB adquira 12 unidades do Rafale F1. Neste caso, seria criado um novo esquadrão de asa fixa ( VF-2 ). O Rafale equiparia o VF-1, e o A-4 o novo esquadrão.

Pois, levando em conta que o São Paulo desloca 320000 tons, presumimos que ele possa transportar até 30 vetores aéreos.

*obs: li uma vez, que para cada aeronave embarcada, um NAE deve deslocar 1000 tons. Uma razão-proporção de 1 unidade para 1000 toneladas de deslocamento.

abraços.

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Tailhooker,

Tb não vejo onde isso poderia acontecer. Os Fuzileiros Navais precisam sim, mas de helis de ataque para apoiar uma cabeça de praia.

abraços.

Tailhooker
Visitante
Tailhooker

LM e Direto do fundo do mar,

Fiquei curioso. Poderiam ampliar com mais detalhes. Isso é bom de mais para ser verdade.

Abraços

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Se vierem os Rafale mesmo, a Argentina espera nossos A4 ansiosamente!

JACUBÃO
Visitante

Valeu pela dica Marcelo Ostra.

Um abraço.

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

Para que a Argentina iria querer nossos A4?

Eles tem 36 e não conseguem por todos pra voar. Estão literalmente quebrados, sem grana.
A coisa por lá está tão feia que o comandante de um destructor hoje em dia tem que pensar se vale a pena estudar ou ser motorista de caminhão.

trackback

[…] Blog Naval havia noticiado a presença da Aviação Naval durante a realização da ASPIRANTEX-09, agora publicamos uma série de fotos feitas a bordo do […]