segunda-feira, março 8, 2021

Saab Naval

Financiamento dos submarinos já tem 70% do valor acertado

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Guilherme Poggiohttp://www.naval.com.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Governo brasileiro entrará com os outros 30%

scorpene-laad09

Conforme anunciado por fontes francesas durante a LAAD 2009, 70% do financiamento bancário para o programa de desenvolvimento de submarinos (PDS) da Marinha do Brasil já está concluído. O montante informado é um pouco superior ao divulgado em fevereiro, atingindo o valor de R$ 8,8 bilhões.

O banco BNP Paribas, maior entidade financeira do negócio, solicitou garantias por parte do governo francês para a conclusão do mesmo. O governo francês foi capaz de prestar esta garantia através da agência de crédito à exportação COFACE. Outros 30% do financiamento estão a cargo do governo brasileiro.

Atualmente a DCNS e a Marinha do Brasil estão trabalhando em conjunto para cumprir as etapas administrativas do contrato, composto por milhares de páginas de documentação.

Com a definição do financiamento e a conclusão do processo burocrático, o contrato pode entrar em vigor no início do mês de Setembro deste ano. Mas para isso é necessário a realização de um depósito inicial. Este montante ainda está em estudos e pode variar entre 5 a 15% do montante total.

FOTO: Poder Naval Online

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ulisses

Agora NINGUÉM pode dizer que faltara verba!

Sds.

Direto do Fundo do Mar

E por ai se vai a única chance dos alemães reverterem a venda para o 214.

Eu tinha duvidas se o financiamento iria sair e via nesta janela, a chance dos alemães voltarem ao jogo, mas pelo visto o caixão está selado mesmo.

Dalton

Um pequeno reparo: trata-se de 8,8 bilhoes e nao milhoes !

abraços

Wilson Johann

Essas coisas de financiamento e detalhes de contratos são apenas partes da burocrácia do processo, coisas corriqueiras entre governos o/ou governo/iniciativa privada. As FFAA já passaram por processos semelhantes centenas de vezes. Não há nada de excepcional nisso, e financiamento para países como o Brasil sempre vão existir, mesmo em época de crise. É um empréstimo muito seguro, com as melhores garantias de pagamento. Então é isso, se uma nação como o Brasil quer contruir, montar ou simplemente comprar pronto, não vai ser por falta de financimanto ou burocracias contratuais que isso não vai acontecer. A parte sensível vem depois,… Read more »

J Roberto

8,8 bilhões???
Só que para concretizar o contrato até setembro,precisa depositar a parcela inicial.Vamos ver se o governo não atrasa a prestação.Então pela lógica,os submarinos já estão com 100% do financiamento garantido,é só o governo cumprir a parte dele.

abs

Fabio Bett

Independente do projeto ser o alemão (que já esta fora) ou dos frances, o mais importante é que o Brasil vai aumentar a força de submarinos, o que é fundamental!

Ao verificarmos a modernização da classe Tupi, verificamos que a marinha esta pensando muito bem essa área naval!!

O que falta agora é adquirir um missel anti-navio lançado por submarinos e adapatar os nossos a fazer isso.

GHz

Fabio Bett,

Pelo que entendi do noticiário sobre o contrato, no pacote SBR/ SNB também virá a aquisição de torpedos Black Shark e mísseis SM39 Exocet.

[[ ]]
GHz

Hornet

Ulisses,

concordo.

E a mesma coisa se dará em relação aos demais equipamentos que as FAs estão comprando. Compras de longo prazo.

O mundo está sem crédito e um tanto quanto quebrado, mas não é bem o caso do Brasil…o Brasil e seus parceiros (como a França, neste caso dos Subs) podem conseguir financiamentos sem grandes problemas.

Li no site do Valor Econômico que o BNDES está com mais dinheiro em caixa que o Banco Mundial…é mole?!!!

abração

Ulisses

Hornet(pensei que ninguém iria falar sobre meu post)

É verdade,tanto que vemos ai na LAAD que há tantos projetos bons nacionais,e eles não ficaram no papel,sabe porque?

1-O END não veio para ficar no papel(palavras do próprio Jobim)

2-Todos os projetos de defesa serão financiados por diversos órgãos(FINEP,BNDES e etc).

3-E,claro,principalmente porque DEFESA AGORA É UMA PRIORIDADE PARA O BRASIL!E NÃO TEM NINGUÉM PODE DIZER QUE NÃO!

Então amigo,eles(pessimistas)perderam e nós(resistência)ganhamos! 🙂

Um forte abraço

Wolfpack

Onde está os 50% da Navantia? Talvez com o Santander? Bricnadeira esta desinformação.

Almeida

Agora é só cortar o aço! Ótima notícia!

Paulo Rick

Nunca na história desse país… É o maior contrato individual já assinado na Améria Latina em matéria de armamento. Sem dúvida um número impressionante. Por sinal, as obras no novo estaleiro já começaram. Já estão fazendo o levantamento do solo no local escolhido.

AL

Essa realmente foi uma boa notícia, e num pensamento interblogs, se os subs estão saindo do papel, é de se ficar esperançoso que o FX-2 saia do papel também! Abraços.

Farragut

Seriam mesmo pessimistas aqueles que sabem que, em seus país, recursos são roubados de saúde e educação e acham que Defesa será mais um filão? Isto é impossível de acontecer? Uma olhada no almanaque da Ordem do Mérito Naval pode ser reveladora. Estão lá, por exemplo, Zé Dirceu, Bob Jefferson, Severino Cavalcante e Renan Calheiros. Não os acuso de nada, mas questiono sua relevância para o poder naval? Link em: https://www.mar.mil.br/menu_v/condecoracoes_insignias/documentos/Alm_OMN2008b.pdf ORDEM DO MÉRITO NAVAL Regulamento CAPÍTULO I Das Finalidades Art. 1o A Ordem do Mérito Naval, criada pelo Decreto no 24.659, de 11 de julho de 1934, se destina… Read more »

Farragut

Que fique claro que minha menção anterior aos corruptos não engloba os militares. Estes têm que se desdobrar para conseguirem algo decente do Poder Político.

Patriota

Eu acho essa discussão entre “pessimistas” e “otimistas” completamente fora de propósito. O que deve prevalecer é a racionalidade, não o “achômetro”. Se 70% estão garantidos, ainda faltam 30%, ou seja, o financiamento não está fechado. Vamos torcer para os 30% restantes aparecerem. De toda forma, um down payment de 5% representa algo da ordem de mais de R$ 440.000.000,00. Não é exatamente pouco dinheiro em um contexto de crise… Resta cruzar os dedos e esperar que o nosso (des)governo, incompetente e corrupto, não imponha ao Brasil mais essa desmoralização internacional.

henrique

Afinal de contas quanto é que vai custar cada submarino? Esse valor equivale a quase 4 bilhões de dólares para apenas quatro submaros convencionais e um pra abrigar o reator nuclear nacional. Só pra lembrar a Índia comprou 6 submarinos scorpene por um valor de 1,6 bilhões de dólares.

Wagner_ASW

Gente, sempre que há grandes contratos como este que envolvem grandes empresas na área de defesa, nem todas suas cláusulas serão descritas, pois sempre há estratégias de defesa! Ou seja, nem tudo que é vital é incluido nas linhas do contrato em si! Podemos ter projetos secretos que necessitam de dinheiro para serem financiados e ai pode estar o gargalo para eles saírem do papel… pq se tudo for exposto talvez o congresso não aprove nada, nem financiamentos…

[…] convênio de transferência da tecnologia do Scorpène também contempla o financiamento de um grupo de instituições financeiras francesas para todo o projeto, cujo valor …. É o que falta para que a Marinha comece a executar o plano. “Atualmente estamos na fase de […]

[…] comandante da Marinha espera que o acordo com o consórcio de bancos estrangeiros liderado pelo francês BNP Paribas, uma das maiores instituições financeiras da Europa, esteja concluído até o dia 7 de setembro, […]

samuel c.oliveira

como se fala de seguro pra um negocio dese

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

A foto que irritou os almirantes da Marinha dos EUA

Durante uma manobra no Caribe em 2007, um submarino alemão diesel-elétrico (U24) rompeu o anel defensivo em torno do...
- Advertisement -
- Advertisement -