Home Estratégia Haverá dinheiro para as novas escoltas?

Haverá dinheiro para as novas escoltas?

257
45

F Independência F44

O anúncio de que o Programa de Submarinos da Marinha do Brasil atingirá a cifra de R$ 17 bilhões trouxe preocupação com relação aos recursos para aquisição de novos navios escoltas, para substituir a classe “Niterói” (foto acima) e “Greenhalgh”.

Fragatas como a FREMM (abaixo) poderão custar cerca de R$ 1 bilhão por unidade, sem contar os custos de modernização do AMRJ e de transferência de tecnologia.

As atuais escoltas brasileiras vão durar no máximo até o ano 2025, quando a atual Força de Superfície da Marinha do Brasil deve desaparecer. Sendo assim, não será possível postergar por muito tempo a aquisição de novos navios.

Além das escoltas, a Marinha terá de adquirir navios-patrulha, um navio-aeródromo de “propósitos múltiplos” e mais helicópteros, dentre outros equipamentos. Veja aqui os principais programas de aquisição da Marinha do Brasil.

fremm-3

NOTA do BLOG: Segundo o site DIDDefense Industry Daily, o custo de cada fragata FREMM em 2005 era de 400 milhões de euros, o que daria hoje mais de R$ 1 bilhão, sem contar a inflação e o aumento natural dos preços de projetos dessa natureza.

45
Deixe um comentário

avatar
45 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
32 Comment authors
Marinha quer licitar navios escolta no valor de 9 bi de euros | Poder NavalLord NautaDungaGHzmarujo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Zorann
Visitante

Tenho ouvido muitos comentários sobre a possibilidade do Brasil comprar escoltas de segunda mão da Inglaterra. Muitos ventilam a possibilidade de a MB comprar as 4 Type 22 b3 que estariam dando baixa da RN e teriam sido oferecidas ao Brasil. Sou leigo no assunto mas, muitos comentaram este assunto aqui no chat do blog. Não seria uma péssima idéia, visto que, todas as Pará deram baixa e nenhum novo meio foi colocado em seu lugar. Sua semelhança com nossas Type 22 b2 é muito grande e facilitaria sua incorporação e manutenção. É lógico que seriam melhores novos meios, mas… Read more »

gaspar
Visitante
gaspar

essa foto da Freem e verdadeira ou photoshop ???
ta linda essa foto…
desde o comeco eu disse que iriamos ficar somente com as canhoneiras…
muitos “elogiaram” a minha mae pelo meu post…
mas parece que esta se concretizando…

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Não Zorann

o comentario foi a eventual interesse da MB, mas em momento algum se cogitou vontade da RN em dar baixa nas Batch III

Estes navios deverão peranecer em atividade (por vontade da RN) na RN por um bom tempo ainda (Salvo algo totalmente novo)

Em tempo nossas 22 sao batch I, quem tem os B II sao os chilecos e romenicos

Abs
Mod MO

Zorann
Visitante

Desde 2004 está se cogitando a baixa desses navios. Quem sabe não acontece… A RN está estudando corte em seus orçamentos, quem sabe? Estamos no campo da especulação

Dalton
Visitante
Dalton

Gaspar,

respondendo sua pergunta:

é uma montagem, pois estas fragatas ainda encontram-se em inicio de construçao, estima-se que a primeira será comissionada em 2012 na marinha francesa.

sds

Marcos T.
Visitante
Marcos T.

Eu defendo que o Brasil tem que começar a produzir seus próprios meios.Chega de compras de segunda mão.

Almeida
Visitante
Almeida

As Type 22 batch 3 da RN estão fora de cogitação. A intenção da RN é mantê-las em serviço até o final de sua vida útil dado o aumento do custo dos novos programas como os Type 45, que sofreram cortes. A situação da RN também está crítica (para os padrões ingleses) e estes navios são melhores dos que as Type 23. Acho que vamos ficar com algumas OHP mesmo, infelizmente. Enquanto isso, poderíamos sim dar prosseguimento ao projeto Barroso e construir pelo menos mais duas ou três unidades. Cada uma sai por bem menos que R$ 1 bilhão e… Read more »

PC
Visitante
PC

Torno a repetir o que já disse em outros comentários de posts: se o governo deixasse de contingenciar os royalties do petróleo que por lei a MB tem direito, não estaríamos nessa discussão sobre o que é melhor – carro novo ou usado.
Esses royalties vem sendo contingenciados (e muito) desde a época do FHC e com o Lula não é diferente.
Se liberassem os atrasados, poderíamos fazer imediatamente uma série de compras.
Digo isso com conhecimento de causa pois por motivos profissionais, há algum tempo estudei o assunto royalties.
Sds

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Fragatas como a FREMM (abaixo) poderão custar cerca de R$ 1 bilhão por unidade,…”

Ué, que se adquiram meios mais em conta. E o que nos obriga construi-las no AMRJ??? Não há nenhum estaleiro mais ajeitadinho, desses que estão trabalhando p/ a Petrobrás, que pudesse fazer o serviço???
Melhor ainda, não tem uns 4-5 desses estaleiros??? Assim já faz a transferência de tecnologia direto p/ a industria.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Mais melhor ainda de bom, troquemos as caras FREMM pela minha mto amada “Floreal”!!!

gaspar
Visitante
gaspar

PC,
nao depende do governo liberar os royalities, e sim dos politicos devolverem esse dinheiro todo…

Direto do Fundo do Mar
Visitante
Direto do Fundo do Mar

Bem, esse valor está por demais exagerado. O custo de cada FREEM é algo em torno de US$600 milhões segundo o fabricante. É claro que com a fabricação no Brasil destes meios e a óbvia modernização do AMRJ, este preço poderá chegar fácil aos US$ 1bi. Apenas para pontuar, uma ABSOLON parece que custa 350 milhões de EUROS. Mas seu desempenho em termos de Velocidade é baixo, ficando na casa de 24 nós. E fechando, os R$17 Bi são para os submarinos, mas o CM irá entregar a PEAMB ao MD com um valor R$23.4 Bi, ou seja, haverá sim… Read more »

catraca
Visitante

Projeto e Planejamento.
Submarinos, Navios Escolta, PA, Força Aéro Naval, Navios Patrulha e de Transporte……há Projetos e Planejamento para adquiri-los, haverá dinheiro ???
Eu diria que mais do que dinheiro, terá que haver VONTADE POLÍTICA para adquirir tais BENS, e lembrando que uma pergunta dessa no atual momento econômico dificilmente terá uma resposta séria.
Em se tratando da Marinha acredito que este talvez tenha sido o Governo que mais atendeu as solicitações Navais…..certo é que por enquanto foram assinados apenas papeis, mas antes nem isso era assinado.
Que as outras Forças estejam priorizando o Planejamento a longo como o nosso Pessoal Naval.

Claudio
Visitante
Claudio

A velocidade da Absolon é de 28 nós, ver comparativo:
De Zeven Provinciën = 29 nós
F-100 Álvaro de Bazán = 29 nós
F124 Sachsen = 29 nós
Horizon Class = 29 nós
Arleigh Burke = 30 nós
Type 22 (Greenhalgh) = 29 nós
Niterói = 30 nós
Absolon = 28 nós

Maiores informações sobre ela, seria uma compra interessante, mas não sei se aceitaria armamento francês.
http://www.casr.ca/id-danish-naval-projects-frigate.htm

Hornet
Visitante
Hornet

O Direto do Fundo do Mar já esclareceu e eu só reforçaria: essa mesma dúvida pairava no tocante aos submarinos: teremos dinheiro para cobnstruir subs convencionais e mais o sub nuc? Construir um sub nuc no Brasil fica caro demais etc. etc. etc.

Mas o dinheiro e o financiamento dos subs estão aí.

O projeto de reaparelhamento da MB tem prioridades. Submarinos e navios patrulhas estão na frente na ordem de prioridades. Quando chegar a vez das escoltas, teremos as escoltas. Tudo a seu tempo.

abraços a todos

Claudio
Visitante
Claudio

Com relação a proposta francesa, quem teve acesso informa que a mesma é boa e completa, mas bem CARA.
Alem disso há o problema que eles não querem incluir o sistema Defensor e o Siconta (nacionais) nas Freem.

Farragut
Visitante

Será que o dinheiro não choveria se a marinha virasse uma ONG? hehe

Marcelo Tadeu
Visitante
Marcelo Tadeu

O valor do PRM será diluído ao longo dos anos. O problema são os orçametos que não podem sofrer mais contingênciamentos e os royalties. Se isso ocorrer, o cronograma será mantido.

Marcelo Tadeu
Visitante
Marcelo Tadeu

Gaspar, a foto é montagem, pois, a primeira FREMM , a Aquitane, ainda está em fase de construção dos módulos do casco. Por favor , me corrijam se eu estiver errado.

sds

Parthenon
Visitante
Parthenon

No meu ver, a proposta da KOREIA, com as KDX II foram boas, e os valores bem mas em conta, fora que no FUTURO, poderiamos contar com as KDX III que são melhores na sua função do que as próprias AB (EEUU).

Lembrando que contar com um estaleiro a nivel da HYUNDAY, não é para se pensar 2x, bom, infelizmente a MB, tem que acatar a desição politica das suas futuras escolhas.

Colt
Visitante

Boa noite pessoal! Eu acredito que haverá dinheiro porque com a evolução do Brasil nesses últimos anos as lideranças começam a ver que governar também significa entender que estamos num mundo que continua uma selva. Por outro lado, as necessidades de uma política internacional “civilizada” que não “detone” o meio ambiente e a crescente escassez energia e água, nos leva naturalmente a interagir com outras nações, sejam elas, seja na Am. do Sul, sejam os EUA ou nas Nações Unidas. Tais envolvimentos… o “olhar para fora do país” e descobrir uma rede de possibilidades e de ao mesmo tempo interesses… Read more »

Dalton
Visitante
Dalton

Marcelo Tadeu,

está certissimo, eu mesmo já havia respondido algo parecido acima.

sds

Jony Costa
Visitante
Jony Costa

Como disseram aí em cima, a MB não abre mão do sistema MAGE e do Siconta, sem integra-los nada feito.

As FREMM são bem modernas e tem o atrativo pra MB de levar o SAM Aster, as KDX-II são bem armadas, tem os espanhois com a fragata Alvaro de Bazan, e os Alemães com a F-124/F-125, sem esquecer da interessante solução dinamarquesa.

De todo modo, com o crescimento da economia, não parece mais assim tão distante a construção destas escoltas aqui. É o que penso!

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

Acho que as KDX seriam uma grande aquisição..principalmente se for bem negociadas virão muitas pohang..Alem é claro da competencia dos estaleiros sul-coreanos..

Ricardo
Visitante

Desculpem a pergunta… Mas o que impede da MB produzir uma versão moderna das Niteroi ?

Direto do Fundo do Mar
Visitante
Direto do Fundo do Mar

Parthenon disse:”FUTURO, poderiamos contar com as KDX III que são melhores na sua função do que as próprias AB (EEUU).”

Prezado amigo, vc poderia trazer aqui para o Blog, a fonte desta afirmação de que o KDX-III é superior aos AB?

Desde já, te agradeço a boa vontade.

Baschera
Visitante
Baschera

Cláudio,

Seus dados de velocidade forma tirados do post da Alide, mas se referem a uma das versões da L16 Absalon, realmente a de escolta (Offensive anti-surface and anti-aerial warfare) com velocidade de 28 nós.
A versão segunda (Defensive anti-surface warfare/Logistics support)é um mixto de escolta com transporte de pessoal e veículos,
subpotenciada,cuja variante inicial é relativamente lenta,
velocidade é de 24 nós.
Mas é um belo navio, cuja versão Dinamarquesa custou relativamente barato, na época, pouco mais de Us$ 350 milhões, segundo informações de um colega de fórum.

Sds.

julio
Visitante
julio

Caro Farragut, a questão não é apenas a Marinha se tornar uma ONG, mas os almirantes/dirigentes teriam que estar ligados a um ParTido.

Agora, falando sério. Como brasileiro, gostaria de ver os melhores e mais modernos meios para nossa Marinha, mas, infelizmente, vemos que os governos não são sérios, basta verem o contingenciamento dos royalties que a Marinha tem direito.
Ao inves de sonhar com as Fremm, prefiro ficar com os pes no chao e ter as KDX II e acreditar na capacidade e interesse do país em desenvolver uma versão mais moderna desse navio, que acredito que sirva as nossas necessidades.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Esta lista de preços está no mesmo URL, postado lá atrás pelo Cláudio mas como diz a matéria, esses valores são absolutamente especulativos devído ao nº de fatores envolvídos em seu cálculo: Cdn = Dolar canadense; Euro Com.: R$2,8220(hoje) • Danish – 1.5B Kr = $333M Cdn (Project Patruljeskibe) • FREMM – 280M € = $447M Cdn (French version, diesel powered) • FREMM – 350M € = $600M Cdn (Italian version, turbine powered) • Dutch – 400M € = $639M Cdn (De Zeven Provinciën class), or up to 450M € = $719M Cdn quotes vary according to source. • Spanish… Read more »

Patriota
Visitante
Patriota

Eu acho que deveriamos considerar melhor a proposta coreana,
as KDX II poderiam substituir algumas de nossas belonaves em um curto periodo de tempo e por um menor custo, porem se for pra gastar
com unidades novas em minha opinião deveriamos adquirir umas 8 a 10 unidades da KDX III

saudações

RoLoUcO
Visitante
RoLoUcO

BNDS vai financiar 5 bilhoes em obras na venezuela, e nossa marinha vai acabar de escoltas usadas.
5 bi daria umas 8 fremm

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

Absurdo..financiar a Venezuela…PQP…
é nos na M…

Angelo Nicolaci
Visitante
Angelo Nicolaci

Amigos, Vejo que precisamos urgentemente de conscientização de nossos governantes, pois com segurança nacional não se brinca, e não adianta vir com a balela de que não temos recursos, porque isso é uma grande mentira. Basta olhar os gastos absurdos com financiamento de ongs, projetos sociais que não dão resultados efetivos e que agreguem capacidade ao nosso pais, mas ao invés disso cria uma grande dependencia do Estado, sou a favor de dar o anzol e não o peixe. O governo quer ajudar nosso povo? não precisa bolsa isso bolsa aquilo, mas sim capacitação e incentivo ao aperfeiçoamento e educação,… Read more »

Thiago
Visitante
Thiago

17 BILHÕES para 5 submarinos??? ABSURDO!!!! Mesmo com a aquisição da tecnologia para o casco acredito que esse preço é totalmente desproporcional. Com 17 bilhões poderiamos realizar compras de prateleira que poderiam reequipar TODAS as forças com materiais de primeira. Acredito que gastar 17 bilhões somente com 5 submarinos é dinheiro d+ para um país que precisa pensar em novas escoltas, um porta-aviões realmente operacional, aquisição de novos tanques, blindados, artilharia e fuzis, e novos caças. Só para ter uma noção com 8 bilhoes os Emirados Arabes negociam a compra de 60 RAFALES. O submarino nuclear deve ser prioridade numero… Read more »

Cantarelli
Visitante
Cantarelli

Uhmmmm se eles querem acabar com a marinha de superficie entao que fasan ums 15 subs+ ai sim.

Virtualxi
Visitante
Virtualxi

A foto de comparação do navio niterói e da Fragata FREMM representa em algo concreto a realidade do Brasil e das suas forças armadas.
Como um todo, ela é uma sucata só.

E se alguém ainda acha que o Brasil vai gastar 17 bilhões em um programa de submarinos, então o Papai Noel vai sobrevoar a coréia do norte com o Obama distribuindo presentes na carona.

Fala Sério…. afinal, o Brasil não é um país sério. É o país do futebol, do samba, do Mula……………….

Ricardo
Visitante

Desculpem a pergunta… Mas o que impede da MB produzir uma versão moderna das Niteroi ?

Noel
Visitante
Noel

Ricardo, o maior entrave da MB é orçamentário, prá tudo.
Sds

marujo
Visitante
marujo

Que a tal a MB comprar escoltas mais leves, na faixa de 4 mil toneladas, mas com um componente tecnologico similar a de uma FREEM. Ajudaria a baixar a conta. Estou habituado a pre;os sempre em dolar americano ou em euros,assim, quando vemos a fatura em reais costumo me assustar.

GHz
Visitante
GHz

Ricardo,

As Niterói são de concepção ultrapassada para o século XXI, e não compensa investir mais nesse projeto (Vosper Mk.10).
Pense em uma VW Brasília 1976 com eletrônica de VW Polo 2009.

[[ ]]
GHz

GHz
Visitante
GHz

Ou melhor, pense na VW construindo uma Brasília neste ano (baseada no projeto de 1976)…

Dunga
Visitante
Dunga

Com os preços das opções, o canal é ir para as Oliver Perry da US NAVY com 08 unidades usadas e boas com propulsão simples, eletronica atualizada e reforma-las para uso como patrulha oceanico (ou AVISO OCEANICO) e plataforma de helicopteros SH 60 Sea Hawk, (lembra do tipo: Bauru, Bertioga, Bracui, Bocaina, Benevente).

Porque a coisa está muito confusa e na duvida ninguem vai fazer nada mesmo!!

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

So que no caso seria um projeto de 69/70, Brasilia seria cinteporanea 🙂

Mod MO

Lord Nauta
Visitante
Lord Nauta

Prezados Senhores

A partir de 2011 vai ter inicio a construção do primeiro lote de fragatas de 6.000 toneladas. O mesmo vai ser constítuido de três navios (existe gestões que sejam quatro). Até 2020 as seis Niterói e as três Greenhalgh serão substituidas pelos novos navios. Em seguida as classe Inhaúma. O total de novos navios será maior que os atualmente em operação em função da constituição da segunda Esquadra.

Sds

Lord Nauta

trackback

[…] Haverá dinheiro para as novas escoltas? […]