Home Operações Navais ‘Liberal’ na JTFEX-09

‘Liberal’ na JTFEX-09

155
0

A Fragata “Liberal” (F43) suspendeu do Rio de Janeiro, no dia 18 de agosto, para participar da Comissão “JOIN TASK FORCE EXERCISE” (JTFEX-09), em conjunto com a Marinha dos Estados Unidos, na costa norte-americana.

A JTFEX é uma comissão desenvolvida pela Marinha dos EUA com o objetivo de aprimorar o seu Estado-Maior na coordenação e controle de forças multinacionais, durante operações conjuntas, treinando e avaliando as reações dos navios americanos em múltiplos cenários.

Além de estreitar os laços de amizade entre os países envolvidos, a realização de operações deste nível é importante para o adestramento da tripulação, no que se refere aos diversos procedimentos desenvolvidos em operações combinadas.

Para a JTFEX, estão previstas visitas aos portos de Fortaleza(CE), Norfolk (EUA) e Curaçao (Caribe). O navio deverá regressar ao Rio de Janeiro no dia 25 de outubro.

No período de 23 a 26 de agosto, a Fragata “Liberal” esteve atracada no porto de Fortaleza, cumprindo o roteiro estabelecido para a comissão JTFEX.

Durante sua estadia no porto cearense, o navio recebeu a visita de 160 grumetes da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE), divididos em dois dias de visitação.

O propósito desta visita foi apresentar para os futuros marinheiros o dia-a-dia de um militar embarcado em um navio de guerra, quando os grumetes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações e os equipamentos de uma Fragata classe Niterói modernizada.

Ao final da visita, os grumetes estavam bastante motivados com a perspectiva do futuro embarque em um dos navios da Esquadra.

FONTE: MB

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Ostra
Marcelo Ostra
10 anos atrás

Fliber = Fragata Liberal = igual a …

abs
Mod MO

fernando
fernando
10 anos atrás

acho que o brasil nao deveriar enviar seus navios para os estados unidos, pois acho que so querem ver o que os navios de outros paises oferecem de resistencia…querem saber como estao seus meios de defesa…

Danilo José
Danilo José
10 anos atrás

Alguém sabe se recentemente estes meios da esquadra passaram por alguma reforma ou atualização ou são as mesmas desde que foram compradas dos britanicos.

Sds.

Marcelo Ostra
Marcelo Ostra
10 anos atrás

” Além de estreitar os laços de amizade entre os países envolvidos, a realização de operações deste nível é importante para o adestramento da tripulação, no que se refere aos diversos procedimentos desenvolvidos em operações combinadas”

Mod MO

Nunão
Nunão
10 anos atrás

Danilo e demais,

Para um dossiê completo sobre as fragatas classe Niterói, incluindo o programa de modernização, acesse o Poder Naval Online, do qual esse blog faz parte:

http://www.naval.com.br

Depois de entrar no site, acessem a seção Dossiê, que a série de artigos está no ano de 2007. E boa leitura.

marujo
marujo
10 anos atrás

Caro Rodrigo: depois da reativação da IV Frota, houve um aumento das manobras com navios da USNavy, a maioria até agora na costa norte-amerciana.

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
10 anos atrás

Danilo Jose’, Todas as 6 Fragatas da Classe Niterói(F-40 – Niterói, F-41-Defensora, F-42- Constituição, F-43-Liberal, F-44 – Independência e F-45 – União) passaram pelo Programa Modfrag(Modernização das Fragatas) entre 2001 e 2006, se não me engano, quando foram alocados os seguintes itens: – Instalação de um lançador óctuplo albatroz com mísseis anti-aéreos Aspide na popa, substituindo os canhão de 114 mm desta posição nas Fragatas de Emprego Geral e o míssil Sea Cat; – Troca dos mísseis Exocet MM38 pelos MM40; – Troca dos 2 canhões Bofors de 40 mm pelo Sistema CIWS Trinity de 40 mm (2) – Troca… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

É impressão ou os EUA sempre chamam esse navio para os exercícios?

Ele é o mais capaz da marinha?

Qual a especialidade dele?

Seria legal o Blog ou o Poder naval publicar uma página ou artigos sobre cada tipo de meio que a marinha dispõe e seu propósito.

molleri
10 anos atrás

A “Lili” é Padrão FLIBER!
Second to none.

joao vaz bandeira
10 anos atrás

Desculpe, sou leigo, poderia “traduzir” padrão FLIBER

antonio
antonio
10 anos atrás

Uma vergonha um navio se destacar na nossa marinha pelo simples fato de as duas turbinas olympus dele estarem funcionando, triste mesmo.