quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

HMS Astute prepara-se para provas de mar

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

astute-teste-imagem-bae-systems

A BAE Systems informou nesta terça-feira, 8 de setembro, que o HMS Astute está sendo preparado para deixar o estaleiro da companhia, em Barrow-in-Furness, para testes de mar. Segundo a empresa, trata-se do maior, mais poderoso e mais discreto submarino nuclear de ataque já construído para a Royal Navy (Marinha Real): deslocam 7.400t submersos e têm comprimento de 97m.

A BAE Systems é responsável pelo design, construção e suporte para o início da vida operacional da classe Astute, atualmente em construção, e que compreende outras três unidades: Ambush, Artful e Audacious. Este último teve sua quilha batida no começo deste ano. Equipamentos com longo tempo de fornecimento, necessários para a construção de uma quinta unidade, já foram encomendados. Na nota sobre a aproximação do momento das provas de mar, a empresa acrescentou que um submarino complexo e com mais de um milhão de itens como é o caso do HMS Astute, primeiro de sua classe, deve ser visto tanto como um protótipo como um primeiro exemplar de produção, o que traz desafios adicionais.

O HMS Astute foi concebido para operar por 25 anos sem reabastecimento do reator, e para operar em patrulhas de até 90 dias de duração, totalmente submerso. O submarino será  operado por 98 tripulantes, empregando torpedos pesados Spearfish e mísseis de cruzeiro Tomahawk, estes últimos capazes de atingir alvos a 1000 km da costa. Segundo a BAE Systems, a classe incorpora as últimas tecnologias de discrição e o avançado sonar 2076.

astute-imagem-bae-systems

FONTE, FOTO e IMAGEM: BAE Systems

NOTA do BLOG: a classe Astute passou por vários percalços para chegar a esse momento, em que está prestes a iniciar as provas de mar – tanto que a BAE Systems busca justificá-los em sua nota à imprensa. Uma história que já foi tema de matérias aqui no Blog, e que valem a pena ser consultada clicando nos links abaixo, no contexto de desenvolvimento do submarino nuclear brasileiro.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

6 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno

Esse submarino deve ser muuuito perigoso sem duvida e não é pelos tomahawk q eu falo. Capacidade de espionagem por meio eletronicos, enfim é o bixo. Ou melhor o peixe kkk.

Flavio

Um dia chegamos la, mas para isso, precisamos começar

bulldog

Não há alerta antecipado para um disparo de tomahawk a 1000 km de distância saindo de um subnuc. é só sentir o impacto e depois tentar saber de onde veio….eles estão há anos-luz de nós.

gustavooooo

imaginem um destes escoltando um dos novos porta-aviões que estão sendo construidos para abrigar os f-35!

SONHO MEU…

Tiago Jeronimo

Que inveja…

Tomcat

Perigoso é mesmo: vai rodar Windows XP!

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -