sábado, maio 28, 2022

Saab Naval

Lançada a ‘Marinha em Revista’

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Marinha em Revista

A Marinha em Revista foi lançada este mês pelo Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM) e vem se juntar aos demais periódicos disponibilizados ao público pelo Comando da Marinha.

Conforme o editorial assinado pelo AE Moura Neto (Comandante da Marinha), esse era o nome de uma publicação que circulou entre o final dos anos 40 e meados da década de 70, com artigos diversos e muito bem ilustrada.

A antiga Marinha em Revista trazia, em sua contra-capa, uma seleção de fotos em formato de poster dos meios da Esquadra.

A primeira edição, em formato eletrônico, poderá ser baixada aqui.

FONTE: MB

Previous articleO NaPaOc original da MB
Next articlePassadiço do LCS-2
- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
M1

Gostei da revista!

Já estou lendo!

Ozawa

Realmente linda.

Pena que ao longo da época destacada pelo AE Moura Neto falávamos concretamente, e não apenas em tese, de aquisição de contratorpedeiros, submarinos, projeto Fragata, à época as Niterói, e o Minas, na década de 70, estava na ponta dos cascos, tudo bem, um NAe antisubmarino, mas pelo menos alguma missão ele cumpria, e bem…

MO

Ozawa

lembra do meu comentario na msg do NPaOc

Ver aqui, pag 34, olha a bandeira do Brasil, no agasalho da atleta a esquerda …

falar o que …

Nos somos tudo o que merecemos ser …

MO

fsinzato

Parabéns a Marinha Brasileira na pessoa do Almirante Moura Neto e ao Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM) por este novo meio de comunicação a disposição dos cidadão Brasileiros.

Medida extremamente salutar para o Estado e imagem da MB.

Abs.

Bernardo R.

Só me incomoda o uso do termo “amazônia azul”……

Vou começar a chamar a amazônia de “Pré-sal verde”…..

MO

Bernardo

Tbm não curto este nome tbm, no caso da amazonia, acrescentando o vinagre, vira uma salada !

Abs
MO

sixtant

Aos caros aficcionados e entusiastas da Marinha Brasileira estamos anunciando o nosso website ainda em ingles, com vasto material (mais de 2500 pg de textos fotos e mapas) sobre a segunda guerra no Atlantico sul. Um trabalho inédito com um relato amplo sobre o envolvimento do Brasil no conflito, o estabelecimento das bases da US Navy em nosso território bem como os afundamentos de centenas de mercantes no Atlantico sul.
E muito mais.
Saudações navais à todos.
Cmte. Ozires Moraes

Fernando D. Cabral

Conceito ótimo para quem quer uma boa guarda costeira, mas para uma marinha de guerra, o que seria melhor? Do que o Brasil precisa, de uma coast guard ou de uma marinha de guerra? Esses navios de patrulha são muito, mas muito modestos mesmo; para um País onde a projeção de poder sobre a zona de exploração econômica exclusiva está se mostrando primordial a cada dia, penso que esses barquinhos, com todo respeito, são inadequados.
Esse off shore tá bom é pra Polícia Federal.

Tito

E orgulhosamente ela ela carrega no peito o nosso símbolo maior, a Bandeira Brasileira, com suas gloriosas cores e seus significados…, DE PONTA CABEÇA!!!!!!

Nada que uma semana de cana não resolva.
Se falta amor, que pelo menos tenha respeito.

(pg34 atleta da esquerda)

Abs.

Fernando-RJ

Os NaPaOc, segundo a matéria da revista – pelo menos os 6 primeiros – serão totalmente construidos no Brasil.

Gostaria de saber em que parte desse projeto entram os navios estrangeiros (italianos, alemães ou espanhóis e etc….)

Até agora eu não havia lido aqui no site que as primeiras 6 unidades seriam feitas aqui no Brasil, nem que a primeira unidade (Macaé) já estava operacional.

Alguém sabe como será este cronograma?

jose henrique mendes

Tomara que esta revista atual siga os passos da sua irmã que deixou de ser editada e que tive o previlégio de ser assinante de 1978 até o seu último número em 1972, este primeiro número infelizmente pelo que eu vi não se parece com a antiga revista pois a que deixou de ser editada sempre trazia uma reportagem sobre um navio da esquadra reportagem esta completíssima com descrição de todo o navio tanto no seu funcionamento como da atuação da sua tripulação e de todas as operações e exercícios de que o navio participou, com fundamentação fotográfica das mais… Read more »

MO

Nada Tito
cana pra ela nao, é assim que funciona mesmo, quem encomendou, quem produziu, quem bordou, quem verficou, quem recebeu, quem distriibuiu .. ate a chegar a quem esta usando …

MO

MO

Ola Fragata Mendes !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Infelizmente baseado neste numero, sei não, la vem outra agua com açucar ….

Bem diferente de um NGB !

Em tempo em nome meu e do Zé, muito obrigado pelas suas fotos !!!!!

Abs e benvindo
MO (o do NMB)

Tito

É verdade MO, não tinha pensado por esse aspecto, pra chegar nela, esse uniforme (ou aberração se preferir) deve ter passado na mão de um monte de gente, dificilmente foi ela que o bordou. Mas que é uma vergonha …

Abs.

Cor Tau

“Bernardo R. disse:
19 de abril de 2010 às 14:40

Só me incomoda o uso do termo “amazônia azul”……

Vou começar a chamar a amazônia de “Pré-sal verde”…..”

É verdade Bernardo………….O termo mais preciso para aquele lugar deveria ser “Lagosta Azul”……………O problema da amazônia tem uma percussão mundial….Várias Ongs já se estalaram na floresta…A amazônia está sendo devastada por pessoas que não tem senso de humor……A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e créu………..

jose henrique mendes

Valeu MO, por falar em NGB, o que aconteceu com o link de acesso ao NGB, que sumiu do Blog, já tentei acessa-lo mas não consigo nem atraves do Poder Naval.Abraços.

MO

passando por uma brevissima manutenção, deve voltasr ao ar amanha, um fator slow down é o atual horario do turno do zé (leia-se esta semana) que é das 1600 h ate 0000 h, horario que nao dá pra fazer nada, nos atrapalhamos em todos os schedules

Abs
MO

E Em breve no NGG a Barca de Óleo “Fragata Mendes”, by Cesar T Neves 🙂

jose henrique mendes

Valeu MO, estou sentindo muita falta de acessar o NGB.Quanto a Fragata Mendes, aquele troço não é uma Barcaça de Óleo e sim um Futuante de Transporte de Munição, pelo menos foi o que estava escrito em um folheto que vi uma vez lá no 1DN.Abraços.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

EUA pretendem restringir a China moldando seu entorno, diz Blinken

O secretário de Estado dos EUA deu um vislumbre da estratégia confidencial do presidente Biden sobre a China, na...
- Advertisement -