Home Indústria Petrolífera BNDES: R$3,9 bi para indústria naval

BNDES: R$3,9 bi para indústria naval

85
3

Banco libera R$2,6 bi para Transpetro e R$1,3 bi para estaleiro em PE

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ontem a aprovação de um financiamento de R$3,9 bilhões para a indústria naval brasileira. A Transpetro (braço logístico da Petrobras) receberá R$2,6 bilhões para a compra de sete petroleiros já encomendados ao Estaleiro Atlântico Sul (EAS) – localizado em Pernambuco -, que obterá R$1,3 bilhão para financiar parte da produção dos sete navios-tanque.

De acordo com o banco, o financiamento aprovado para a Transpetro corresponderá a 90% do valor do investimento a partir da conclusão e entrega dos navios. Já o financiamento de R$1,3 bilhão para o EAS corresponde à parcela do estaleiro durante a construção dos sete petroleiros.

O financiamento – para quatro navios do tipo Suezmax e três Aframax – é o primeiro da segunda etapa do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef II) da Transpetro, que prevê a construção de 26 navios. O BNDES também financiou a primeira parte do programa, que licitou 23 navios.

Ainda serão liberados R$9,2 bi de Fundo

Segundo projeções do BNDES, a construção das sete embarcações deverá gerar cerca de quatro mil empregos.

Os dois projetos serão realizados com recursos do Fundo da Marinha Mercante (FMM) e fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Atualmente, o BNDES tem uma carteira de projetos de R$11,39 bilhões de financiamentos com recursos do FMM. Desse total, ainda restam ser liberados R$9,20 bilhões.

FONTE: Agência O Globo

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
AlCarCabralWilson Figueiredo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wilson Figueiredo
Visitante
Wilson Figueiredo

Incrível…é bilhões pra lá, bilhões pra cá. Mas, FAB literalmente a pé. Marinha nadando contra a maré e o EB catando restos na Europa! Não cola o papo que não temos dindim. Assim, só podemos imaginar que não investimos porque esse tipo de negocio não dá voto!

Cabral
Visitante
Cabral

Wilson, é exatamente isso! Agora, eles se esquecem que se um político se alinhar com as forças armadas e tiver um caso muito sério de despreparo político, o golpe militar pode ser inevitável.

AlCar
Visitante
AlCar

Desculpe, mas os comentários anteriores evidenciam falta de visão. Os empréstimos são para evitar que navios que estão sendo feitos com mão de obra nacional, desenvolvendo estaleiros nacionais, não tivessem sido feitos no exterior.
Existe carência para as forças armadas, assim como em diversas outras áreas, mas, pelo menos está se investindo em setores que empregam gente, desenvolvem a infra-estrutura e gerarão dinheiro para a Petrobrás e o país.
E, pensando a médio/longo prazo, o estaleiro poderá ser utilizado para construir futuros navios para a marinha, sem precisarmos comprá-los (de prateleira) no exterior.