Home Noticiário Nacional Jornal ‘O Dia’ aponta problemas na CV ‘Frontin’

Jornal ‘O Dia’ aponta problemas na CV ‘Frontin’

343
49

Jornal traz reportagem sobre incidentes que vão de avarias no sistema hidráulico e de geradores, à explosão de compressor de ar condicionado e diz que ‘situação pressiona que debate sobre reaparelhamento das Forças Armadas seja feito na sucessão presidencial’

POR MARCO AURÉLIO REIS

Rio – A Corveta Frontin da Marinha, com 145 militares a bordo, três canhões e seis lançadores de mísseis, reúne uma série de incidentes recentes que forçarão que o reaparelhamento das Forças Armadas seja discutido abertamente na sucessão presidencial. Os casos vão de avaria no sistema hidráulico e de geradores até explosão de um compressor de ar condicionado. Os problemas tiram o sono de esposas de militares embarcados e preocupam alguns praças e oficiais.

A Coluna reuniu relatos de episódios ocorridos na Corveta Frontin. Todos dizem respeito a ocorrências vividas ao longo dos últimos 12 meses, notadamente nas manobras militares de defesa da plataformas de petróleo do litoral brasileiro, batizadas de Operação Atlântico I e II (setembro de 2008 e julho passado). Pediu e recebeu explicações para cada um deles (confira abaixo). O quadro descrito sublinha a necessidade de a proposta de reaparelhamento da Força Naval ser discutida abertamente durante a campanha eleitoral deste ano.

Cabe destacar que a Frontin, quarta e última de quatro corvetas da classe Inhaúma (projeto de aparelhamento dos anos 80) entrou em serviço em 1994. Fez 16 anos em março passado.

Comentando os relatos, todos mantidos no anonimato pela Coluna, a Marinha, em nota assinada pelo comandante-em-chefe da Esquadra, vice-almirante Eduardo Monteiro Lopes, afirmou que parece claro para a Força “que algumas pessoas, motivadas por interesses que desconhecemos, procuram trazer à baila assuntos e aspectos com evidente interesse de denegrir a nossa Instituição”.

TAMPA CHEGOU ATINGIR BRAÇO DE MILITAR: EDUARDO M. LOPES – COMANDANTE DA ESQUADRA

— Leitores informam que nenhum navio da Esquadra possuiria Epirb (equipamento responsável por enviar mensagem de socorro aos satélites, em caso de sinistro ou afundamento) com revisão em dia. A denúncia procede?
— Os navios da Esquadra possuem os meios necessários e previstos nas normas da Marinha para comunicação em caso de emergência, que são outros além do Epirb.

— No caso da Frontin, todos falam que o Epirb não está operando. Procede?
— Sim.

—Na Frontin, após os consertos feitos na última semana de julho, teria ocorrido avarias no sistema hidráulico do hélice (tecnicamente no ângulo das pás de boreste). Isso com derramamento de mais de 700 litros de óleo no mar.
— De fato ocorreu avaria (tecnicamente no sistema de passo do eixo de BE — HPC), quando o navio estava no mar, antes de iniciar a aterragem para o porto de Vitória. A avaria consistiu de ruptura de conexão da rede hidráulica (do HPC), gerando perda momentânea de controle do passo e vazamento de óleo para o porão (piso da Praça de Máquinas). O reparo foi realizado antes de o navio entrar no porto e o óleo foi retirado após atracação, por caminhão.

— Já em Vitória, a tripulação da Frontin teria constado avaria no gerador numero 2. Foi quando uma rede de resfriamento se rompeu (por desgaste de material e atraso no reparo programado). Foi tentado reparo, mas o gerador teria se incendiado. O próprio chefe de máquinas é que teria apagado o incêndio, com ajuda de três homens. Isso teria ocorrido num momento crítico uma vez que, em junho, o único grupo gerador que funcionava (o número 1) também teria sofrido avaria (água no motor). Para a operação Atlântico teriam sido reparados os números 3 e 2. Ou seja, a corverta teria viajado só com metade dos geradores. A situação é normal em tempos de paz?
— Durante o teste de funcionamento, após reparo da avaria no gerador citado, ocorreu centelhamento (do relé de proteção), gerando fumaça. O chefe de máquinas, estava presente ao teste, participou da contenção da avaria. Admite-se o emprego do navio com apenas dois geradores em determinadas missões, onde se espera não necessitar da máxima disponibilidade de energia e em áreas próximas ao porto sede.

— Já de volta ao Rio, a Frontin teria apresentado avaria no grupo gerador número 3. Motivo teria sido a entrada de água no motor. A corveta teria ficado apenas com o gerador número um, pois quatro estariam desmontado há mais de um ano. A informação procede?
— Sim. Essa avaria aconteceu no motor gerador número 1, quando o selo da bomba de água salgada para resfriamento se rompeu.

— Sobre o episódio que noticiado pelo DIA em 20 de março, (dando conta que havia água dentro do navio) procede a informação que aquele problema teria sido fruto da explosão de um compressor de ar condicionado, que quase teria vitimado o cabo Constâncio. A tampa de aço do compressor teria sido ejetada, raspando a testa do cabo e destruindo a rede?
— A tampa se chocou com a rede de incêndio, rompendo-a, atingindo o braço do referido militar, que foi atendido na enfermaria.

NOTA DO PODER NAVAL, por Alexandre Galante: a corveta Frontin ainda não passou pelo PMG e “MOD” de meia-vida, programado para os navios da classe “Inhaúma”. Todos os navios estão sujeitos a problemas técnicos, mesmo os novos e que saem do estaleiro, pois são plataformas complexas.

A chamada do jornal que diz “situação pressiona que debate sobre reaparelhamento das Forças Armadas seja feito na sucessão presidencial” infelizmente não é verdadeira. A Defesa do Brasil não dá voto, por isso os candidatos à Presidência não dão a devida atenção à questão.

Como disse o comandante-em-chefe da Esquadra ao jornal, vice-almirante Eduardo Monteiro Lopes, “algumas pessoas, motivadas por interesses que desconhecemos, procuram trazer à baila assuntos e aspectos com evidente interesse de denegrir a nossa Instituição”.

FONTE: O Dia Online / FOTOwww.naviosemriogrande.blogspot.com

SAIBA MAIS SOBRE AS CORVETAS CLASSE INHAÚMA:

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros temas navais no ‘Xat’ do Poder Naval, clicando aqui.

49
Deixe um comentário

avatar
49 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
31 Comment authors
FreireW@shjasaoUncledefourt Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
defourt
Visitante
defourt

[Sem ufanismos acima de tudo!] No meu entender a opinião do blog ficou dúbia. Ora, uma coisa é afirmar que não dão votos as questões navais, ponto. Outra é afirmar que NÃO, nós NÃO temos problemas na gestão da força. Quando o que está claro, e não é de hoje, que SIM, nós TEMOS SIM problemas na gestão da força porque o ORÇAMENTO para a Marinha que se está forçando ser é inadequado. Todos sabem! Tanto é inadequado que fingimos ter, por exemplo, um Nael. Todos sabem! Agora outro ponto: precisamos urgentemente acabar com esse frissom que os militares têm… Read more »

defourt
Visitante
defourt

Perdão pela duplicidade!
A tempo:

Triste do PAÍS que só se mexe quando de questões eleitoreiras.

Está fadado ao ostracismo e bem no fundo do mar.

NOVOS eleitores para NOVOS parlamentares para um NOVO Brasil!
Urgente !!!!

Galileu
Visitante
Galileu

Aí se afundar, os pescadores informam o comando aahahha

Estranho porque nenhum Comandante das 3 forças não chamam a “emprensa” e LEMBRA o povo da real situação das forças…..é ano eleitoral!

Quando eu digo que 50% das forças é culpa dos velhos barrigudos, pessoal não concorda…..

Várias vezes eu vi o Gen. HEleno descendo o sarrafo no governo, logo chego a conclusão de que esses comandantes das forças são todos uns covardes!!

Darkman
Visitante
Darkman

Pq não param logo o Navio para reparos.
Precisamoms ter os navios operacionais em condicionais de uso e segurança elo menos isso.
Lamentável deixar chegar neste ponto.

Abs.

Eduardo
Visitante
Eduardo

Na minha opnião o Ministro da Defesa deveria ser um Militar da Resera, colocar um civil para tratar assuntos de devesa não é aceitavel, ainda mais um leigo. Acho que assim facilitaria o dialogo entre os Comandantes das 3 forças.

Aguentar o o Nerso da Capitinga é F……….da !!!!

Ozawa
Visitante
Ozawa

Concordo com o colega Defourt a respeito dos “melindres” causados em certos oficias-generais quando confrontados com problemas inegáveis de suas forças. Inexistente qualquer fundamento, tudo bem tal reação, mas é claro o despreparo das FFAA brasileiras para exceutar um mínimo de suas obrigações constitucionais, e não por única responsabilidade de seus intergrantes, conquanto tenham sim alguma parcela de culpa, mas em maior grau de culpa pela classe política do país. Aqui mesmo, neste blog, li em comentários de post anteriores, salvo engano pelo Galante, de que na USN se discute poblemas daquela força num blog, da qual participam todos os… Read more »

Luiz Padilha
Visitante
Member
Luiz Padilha

O que acho engraçado é que os navios não podem dar problemas. Na marinha mercante isso existe aos borbotões, mas quando é com a MB, o mundo acaba e vira nota de jornal. Entendam que as vezes a equipe dá o “pronto” e no mar o equipamento as vezes falha. Isso é normal, dai a estranheza do fato estar no O Dia. Muito provavelmente alguém da tripulação deve estar com pouco trabalho, pois se teve tempo para falar mal de quem lhe paga, é porque a vida deve estar bem mansa no navio. Podem ter certeza de que com o… Read more »

arion
Visitante
arion

tem que ser discutido sim, sem medo de verdades, já que a candidata do presidente quer tanto ser sua sucessora, ela tem por obrigação de colocar em debate o tem,
agora se ela ou eles não tem capacidade para tal,,,,
como diz os militares (que peça baixa)
abraço a todos

Galileu
Visitante
Galileu

Hora que morrer alguém, aí vai pra manutenção…….

Como aconteceu com o A12.

Marco Antonio Lins
Visitante

Ilmo Srs.

Uma serie Fragatas, navios patrulhas,submarinos,não ja foram encomendados? Não estão sendo construido;uma serie de emcomendas para todas as forças. Não existe magica! Quantos materiais belicos já foram modernizados ? Unica coisa que esta demorando são os vetores para FAB, porque politizaram muito.Esta na hora tabem fazermos uma reflexão. As coisa não são tão facil como se penssamos.Trata-se de um deficit acumulado, de anos. Talvez como um civil não tenho conhecimento de vcs. Esteja equivocado.Estou baseando nos acordo firmados, com a França e Italia e algumas compras já efetuadas.

Pedro
Visitante
Pedro

Estranho que para reclamar que não tem dinheiro para manutenção aparece um oficial ou algum marujo, mas na hora da festinha de novos oficiais, ou passagem de comando e tal ninguem lembra do dinheiro da manutenção dos navios que esta sendo usado para a coxinha e o refrigerante. Se os oficiais quissesem deixar a coisa em ordem, eles usariam o orçamento para primeiro, deixar seus meios de trrabalho em ordem e depois o superfulo, mas acontece o contrário. Vide os carros oficiais da marinha/exercito ou Aeronautica, a cada 4 anos eles compam novos e os antigos são comprados por oficiais,… Read more »

MN-QS
Visitante
MN-QS

O Problema das “verdades ocultas” é legal, se não, vejamos: “LEI N° 6.880, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1980 Dispõe sobre o Estatuto dos Militares. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: ESTATUTO DOS MILITARES TÍTULO I Generalidades CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º O presente Estatuto regula a situação, obrigações, deveres, direitos e prerrogativas dos membros das Forças Armadas… “… SEÇÃO II Da Ética Militar Art. 28. O sentimento do dever, o pundonor militar e o decoro da classe impõem, a cada um dos integrantes das Forças Armadas, conduta… Read more »

GUPPY
Visitante
GUPPY

Calma pessoal. O que foi exposto no post, infelizmente, é normal. Dificilmente um navio, militar principalmente, está com tudo “em cima”. Nem quando sai do PNR tudo funciona perfeitamente. Que tem que ser reparado é lógico, mais sem desespero porque sempre foi assim. Claro que sempre se pode melhorar o funcionamento de um navio como um todo e, espero, façam isso, porque quando li o post lembrei da situação que se encontrava a esquadra, as dificuldades que tivemos para deslocar os navios até Recife(teve navios que nem conseguiram chegar) por ocasião da Guerra da Lagosta, aliás bem detalhado pelo Guilherme… Read more »

Fernandi alves
Visitante
Fernandi alves

O navio nesse estado não podia está na Força pronta a Marinha tem que parar de tenta tapa o sol com a peneira e levar o problema para as autoridades desse pais , do jeito que está não dar ,até acontecer um desastre de proporções maiores ai vem um monte de gente querendo jogar o nome da nossa MB no chão.Concordo que o Ministro da defesa deveria de ser um oficial da Reserva de uma das 3 forças.

Zorann
Visitante
Zorann

É por isso que desanima…

– Não se tem verba para manutenção
– Não se tem dinheiro para revalidação de misseis
– Não se tem dinheiro para manter a aviação naval voando
– Orçamento é sempre contigenciado
– Não se tem oficiais e praças para operar todos os navios em sua plenitude.
– Treinamento insuficiente.

E ao mesmo tempo…

Gastamos 21 bilhões na compra de tecnologia para construção de submarinos que possivelmente nunca iremos usar. E de brinde… ganhamos 4 submarinos.

É uma pouca vergonha. Pura safadeza.

Agora é a hora de abrir a boca e expor oque estamos cançados de saber….

A nossa Marinha está jogada às traças….

Francisco
Visitante
Francisco

Pedro disse:
21 de agosto de 2010 às 14:43

Estranho que para reclamar que não tem dinheiro para manutenção aparece um oficial ou algum marujo, mas na hora da festinha de novos oficiais, ou passagem de comando e tal ninguem lembra do dinheiro da manutenção dos navios que esta sendo usado para a coxinha e o refrigerante.

Meu amigo, a coisa não é bem assim. Não sei se vc é militar, mas te garanto que 99% dos militares não agem assim nem apoiam isso.

Francisco
Visitante
Francisco

Pedro disse:
21 de agosto de 2010 às 14:43

Vide os carros oficiais da marinha/exercito ou Aeronautica, a cada 4 anos eles compam novos e os antigos são comprados por oficiais, que na marioria das vezes revendem. Já que a maioria da população anda com carros antigos, pq esses oficiais gastam tanto com carros novos e deixam as corvetas e outros navios a sorte?

Ô Pedro, acho que vc tá desinformado. Qualquer viatura descarregada, é alienada dentro de um processo licitatório. Se vc souber de algum procedimento diferente, tem obrigação de ir ao MP.

MVMB
Visitante
MVMB

“NOTA DO PODER NAVAL: a corveta Frontin ainda não passou pelo PMG e “MOD” de meia-vida, programado para os navios da classe “Inhaúma”. Todos os navios estão sujeitos a problemas técnicos, mesmo os novos e que saem do estaleiro, pois são plataformas complexas. A chamada do jornal que diz “situação pressiona que debate sobre reaparelhamento das Forças Armadas seja feito na sucessão presidencial” infelizmente não é verdadeira. A Defesa do Brasil não dá voto, por isso os candidatos à Presidência não dão a devida atenção à questão. Como disse o comandante-em-chefe da Esquadra ao jornal, vice-almirante Eduardo Monteiro Lopes, “algumas… Read more »

Fernando D. Cabral
Visitante
Fernando D. Cabral

O possível descaso com a manutenção do meio objeto dessa reportagem, me parece que ocorre em virtude da perspectiva de sua substituição, haja vista o programa de reaparelhamento da marinha que tem por objetivo a aquisição, inclusive com transferência de tecnologia, de outros meios mais modernos e eficazes; deve-se também levar em consideração as tão conhecidas e insanáveis deficiências que possui o projeto Inhaúma e o altíssimo custo que envolveria sua eventual reforma, portanto posso concluir, smj, que o atual estado da embarcação é justificável, desde que a situação crítica da mini corveta esteja sendo vista também desse ponto pelas… Read more »

MVMB
Visitante
MVMB

Se PMG e MOD resolvessem, as niteroi modernizadas estariam “tinindo”.

alem do mais, a MOD das inhauma é para o sistema de combate, não abrange estrutura ou propulsão – onde estão os serios problemas assinalados.

Manock
Visitante

Não critiquem a Marinha do Brasil. A marinha é perfeita!!!!!!!

Qualquer crítica que aparece logo é qualificada como tentativa de denegrir a instituilção. E qualquer problema é culpa dos governantes civis. Muito profissional essa nossa marinha, muito mesmo.

MVMB
Visitante
MVMB

Manock.

A Marinha é a mais profissional de nossas FFAA. O que eu acredito é que ainda “não caiu a ficha” entre a diferença do que somos, do que podemos e do que queremos ser.

E aí, adotamos a politica do “tudo ao mesmo tempo agora” – com resultados de sucateamento dos meios e desmotivação do pessoal.

Zorann
Visitante
Zorann

Me desculpem vocês, mas são todos cegos… É claro que existe má administração. navio com problemas não vai pro mar. Isso porque só sabemos da Frontin, e as outras como estarão? Dá até medo de perguntar. Não precisamos de novos equipamentos. Precisamos primeiro ter uma administração. Precisamos operar oque já temos em sua máxima capacidade. Precisamos ter tripulações bem treinadas. Precisamos criar uma doutrina, que acredito nem existir. Se não treinamos direito, se não temos navios completamente operacionais, como podemos ter doutrina de emprego com equipamentos inoperantes. Cancelem tudo. Não comprem nada. Vamos primero operar e manter adequadamente oque temos,… Read more »

É tudo mentira!!!!!!!!!!
Visitante
É tudo mentira!!!!!!!!!!

Meus amigos!!!!!!!!! coisas desse tipo com essa corveta é a coisa mais normal que acontece na MB, pena que são muito poucas as “historinhas” revaladas. A realidade da MB é muito pior do que se possa imaginar. Posso citar outro exemplo de uma navio que navega aos trancos e barrancos aliás nem navega que é o “NDD Ceará” melhor dizendo quase todos os navios da MB estam em péssimas condições de uso. Vamos acordar galera, não vamos nos iludir com as sucatas que temos, é uma realidade que nossos “Lords” (Oficias de marinha) são todos farinha do mesmo saco, “Eles”… Read more »

Manock
Visitante

MVMB,

O problema da marinha e das outras Forças é que tais instituições têm como “donos” os altos oficiais que só estão interessados em manter seus bolsos em “ótimo estado de funcionamento” em detrimento da Força que comandam. Nosso orçamento de Defesa de +/- R$60 bi é mais que suficiente. Agora, enquanto 85% do montante for destinado ao pagamento da folha a penúria continuará. Precisamos de uma profunda reformulação das Forças Armadas senão qualquer recurso que entrar terá como destino os Bolsos do Alto Oficialato.

Brandalise
Visitante
Brandalise

Uhmmm… ok, eh uma maquina complexa… mas nao eh nenhuma maravilha das maravilhas, e por isso deveria estar em uma condicao muito melhor do que aparenta estar. O Pais que nao consegue manter uma corveta em situacao operacional decente (a sitacao da Frontin nao me parece boa) precisa mesmo reavaliar algumas coisas em sua politica de gastos e gerenciamento de recursos. Essa reavaliacao deve ser constante e continua (nao apenas em epoca de eleicao). Seria interessante que a MB (assim como qquer forca militar) aprendesse a tratar deste tipo de assunto de forma publica. Ou ao menos de forma mais… Read more »

Brandalise
Visitante
Brandalise

Tratando de outro aspecto do post: Respeitosamente discordo da afirmacao da editoria do blog: “A Defesa do Brasil não dá voto, por isso os candidatos à Presidência não dão a devida atenção à questão.” Se assim fosse, nao teriamos o tema do reaparelhamento sendo recuperado a cada eleicao; o FX/FX-2 nao teria passado pela novela que estah passando desde o final da gestao FHC; nao teriamos tido aquela beleza de situacao no 7/Set passado (Lulla+Sarkozi). > Nao apenas dah votos, mas tb tira, dependendo do caso; o jogo eh bem complexo. > Compra a amizade politica de outros paises (uma… Read more »

Biel
Visitante
Biel

Por enquanto só vimos o governo falar de submarinos e navios patrulha .
Uma coisa é certa precisamos acelerar a aquisição de novas escoltas , pois não se constroem navios da noite para o dia.
Acredito que as corvetas classe sigma( SIGMA 10145)se adaptariam bem ao nosso orçamento e poderia executar razoavelmente bem varios tipos de missão . É uma corveta moderna , desempenha bem missões costeiras e foi construída para países com menor orçamento .

Não é questão de gastar muito e sim de gastar bem .

MVMB
Visitante
MVMB

Não concordo com vc, Manock – mas respeito sua opinião.

O que eu quis dizer ( e venho dizendo em outros posts) é +/- o que o Zorann disse. Marinha oceanica pra que? projeção de poder pra que? aviação embarcada e NAE pra que? – se não se mantem e opera adequadamente o que temos. Ou seja, o que somos, onde estamos e pra onde vamos ?

Encher bolsos de alto oficiais? O que seriam os tais alto-oficiais.?
sabidamente as FFAAA são a carreira de estado mais mal remunerada do pais. Há PM de estados (forças auxiliares) que pagam mais que as FFAA

GUPPY
Visitante
GUPPY

Vamos lembrar que a Barroso é uma ‘Improved’ Inhaúma, Classe à qual pertence a Frontin V-33 e, se emplacar o marketing feito na África pela Barroso V-34, poderemos “reabrir a linha de montagem” e, assim, substituírmos as quatro da Classe Inhaúma por quatro ou mais ‘Improved’ Barroso mais baratas em função das encomendas africanas.
Abraços

Zorann
Visitante
Zorann

Biel Me desculpe mas discordo muito de você. Navios de 20 anos, não são sucata. Se desconsiderarmos os sistemas de armas ( que obviamente já não são de tecnologia de ponta), um navio desta idade ainda tem muito a oferecer. Notem que os problemas são nos itens básicos, que qualquer navio possue. Agora se a manutenção não é feita de forma adequada, qualquer navio novo, por melhor que seja, não vai resolver nosso problema, muito pelo contrário, pois seus sistemas mais avançados com certeza possuem também manutenção mais cara. Acho que chegamos num ponto em que toda nossa Marinha, sua… Read more »

Farragut
Visitante

Quanto à EPIRB, o irônico é que a MB a regula pela NORMAM 01, onde se lê:

0401 – DOTAÇÃO DE MATERIAL DE SALVATAGEM E SEGURANÇA
As embarcações nacionais, em função de seu porte, área de navegação e serviço, dotarão equipamentos de salvatagem e de segurança conforme o previsto nestas Normas.
Tais equipamentos devem ser homologados pela DPC, mediante expedição de Certificado de Homologação, devendo estar em bom estado de conservação e dentro dos prazos de validade ou de revisão, quando aplicável.

Fabio
Visitante
Fabio

Não acho nada errado aparecer este tipo de coisa na Mídia, muito pelo contrário, os Militares da ATIVA deveriam sim procurar os meios para denunciar as mazelas do ESTADO em relação as FFAA. E não somente os Generais de PIJAMA que ficam o tempo todo reclamando, sim, só depois do Pijama, pois antes não PODEM. Ninguém aqui está para critica a MB ou outra Força, se dá defeito por falta de dinheiro o povo tem que saber mesmo, quem sabe assim melhora. E outra, com o fim dos governos militares, foram aprovadas ou mantidas várias leis que privilegiam os militares,… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

Quem mandou comprarem lixo…

Timo
Visitante
Timo

A muito fácil identificar quando um comentário é de autoria de um oficial, de uma praça ou de um paisano, seja ele um civil genético ou um ex-militar. As discussões sobre o emprego das FFAA devem ter lugar na mídia, mas quanto ao preparo…por favor…cobertas a baixo. Iniciativas como esta, certamente plantada na baixa mídia por algum incendiário (que no fundo está muito feliz porque o passarinho toca sempre as 16h nos pés-de-chumbo), só servem ao propósito de fragmentar a hierarquia, a disciplina e a autoridade. Uma boa parte dos posts mostra isso. Existem coisas erradas, omissões, problemas, enfim, mas… Read more »

defourt
Visitante
defourt

“…A porta da rua sempre foi serventia da casa…” Bem se vê o espírito limitado e simplista para não dizer-se TOSCO que governa a mente e o coração deste pensamento. Independente de quem somos a instituição MARINHA, seja mercante ou militar, é mantida ANTES DE TUDO pelo suor de cidadãos CIVIS! Entenda-se por SUOR, já que tudo tem que ser muitas vezes explicado para não sermos confundidos: ORÇAMENTO, ou seja DINHEIRO! DINHEIRO VEM DA SOCIEDADE CIVIL! Ou agora MILITAR vende refrigerante e coxinha para manter a “FORÇA”? A sociedade não nasce MILITAR senhores a sociedade brasileira é CIVIL! O presidente… Read more »

defourt
Visitante
defourt

Ao Luiz Padilha, Pôxa Luiz assim quebra… A intenção é a melhoria consciente. Não se trata de baixar o sarrafo pura e simplesmente. Longe de mim isto! Eu sei que às vezes parece que pegamos pesado. Mas é a indignação. E outra: não tenho nada a ver com o jornal O DIA. Nem foi eu que mandei informação alguma à imprensa e se tivesse sido e se me conheço bem eu o faria de forma aberta. Pronto para “MORRER”. Como o João Cândido. Este sim um herói brasileiro típico! Mas admitir que a quebra é sempre normal e compará-la ao… Read more »

alan
Visitante
alan

lembram-se da carta escrita por um ex-Oficial da MB ao Comte. da MB, explicando os motivos de resolver fazer um concurso para o TSE e deixar a gloriosa??? Pois é, releiam!!!! e entenderão o porquê da situação dessa Corveta e pq estamos debatendo esse assunto aki!

Luiz Padilha
Visitante
Member
Luiz Padilha

Caro defourt, Eu não assinei e não assino notas como esta do O Dia. Quanto a citar a Mercante, foi apenas para pontuar uma realidade. Mesmo que se gaste uma grana preta em manutenção, as vezes as coisas não saem como se deseja. Problemas acontecem. Não afirmo que a CV Frontin é imune a problemas, pelo contrário, o que acho engraçado é este tipo de situação que acontece em qualquer marinha do mundo, mesmo as mais abastadas, ganhe tom sensacionalista em jornal que não sabe a diferença entre bombordo e boreste. Apenas isso meu amigo. Agradeço suas palavras e saiba… Read more »

Omega
Visitante
Omega

Esta matéria elucida como é importante as críticas aos nossos equipamentos militares, só assim para alguém tomar providência(assim espero). Muita gente aqui fica insatisfeito quando algum meio de comunicação explora um detalhe das nossas forças, mas só assim para evidenciar e expor o que ocorre e precisa ser mudado.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

De tudo isso, aproveito para acrescentar, à já vasta coleção, mais um qualificativo dado ao blog: chapa branca – unindo-se agora a outras opiniões ferinas como vendido, parcial, antipatriota, antiMB etc. Menos exagero, gente… De qualquer forma, crítica anotada. Se bem que o novo qualificativo ajuda a mostrar que estes existem para todos os gostos, numa clara mostra de que nunca se vai agradar (ou melhor, desagradar) a todos, e nem é esse o objetivo do blog. O objetivo é a promover discussão que há nos comentários, o debate, tendo ou não a opinião do blog como ponto de partida… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Em tempo:

Os leitores podem ficar tranquilos que a diretriz abaixo (jocosamente proposta no ano passado, em meio aos maiores ataques já recebidos pelo blog) não foi adotada na ocasião…

http://www.naval.com.br/blog/?s=Nova+diretriz+do+blog

Saudações!!!

defourt
Visitante
defourt

Agradeço ao Luiz Padilha por ter se dignado em reponder-me e pelos esclarecimentos! E de forma alguma penso em deixar de acompanhar este veículo ou desmerecer o ótimo trabalho dele (Padilha). Ao contrário! Gostaria de aproveitar e dizer ao Nunão que em nenhum momento eu tive a pretensão de macular a imagem do blog. Nem o chamei, JAMAIS, de “chapa branca”. O que eu fiz foi apenas uma manifestação, construtiva, mas talvez exagerada e também ambígua, ao fato da NOTA do blog ter passado uma idéia dupla. Nada de mais, até porque não é esta a postura do blog e… Read more »

Uncle
Visitante
Uncle

Luiz Padilha disse: “Muito provavelmente alguém da tripulação deve estar com pouco trabalho, pois se teve tempo para falar mal de quem lhe paga, é porque a vida deve estar bem mansa no navio.” Não duvido nada que vc seja oficial da MB. Pois esse é o típico pensamento deles. Com certeza meu amigo há algo por trás disso. Gente perdendo dias de convivio com seus familiares, sendo impostos a esclas de serviço escorchantes e expediente extendido para fazer “gatos” e levar nossos navios ao mar do jeito que dá. Isso tem que vir a público sim. A MB posa… Read more »

jasao
Visitante
jasao

sou um marujo com mais de 20 anos embarcado nos navios da MB ,sei muito bem o que ocorre a bordo ,as praças fazem milagres todos os dias , tiram leite de pedra , o horario de trabalho se estendendo ate depois das 19 horas , regressos nos fins de semanas ,para terminar uma pintura de costado ou fechar um motor , serviço 2 por 1 , comendo macarrao alho e oleo ,ou um risoto , soldos defasados ,qualquer servidor civil hoje ganha mais que um sub em fim de carreira , tem muita esposa de militar vendendo coxinha e… Read more »

W@sh
Visitante

Isso aí !!! Não se onhece um navio visitando apenas a Praça d’Armas, passadiço e COC. Tem que ir no porão. Pedir pra ver o rancho das praças, cobertas, conversar com quem realmente faz as belonaves navegar. Aí sim é capaz de conhecer um pouco melhor a realidade da nossa marinha. Digo capaz, pq se avisar antecipadamente que se deseja ir a estes lugares, com certeza vão maquiar as coisas. Aos colunistas, experimentem marcar uma visita e solicitem, do nada, mudar o oteiro pré estabelecido. É muito provável que não sejam autorizados.

Luiz Padilha
Visitante
Member
Luiz Padilha

jasao e [email protected], em todos os meu embarques, sempre tive total liberdade para transitar nos navios. Visitei todos os ambientes citados acima sem nenhuma restrição e não foram poucos os meus embarques. Nenhum navio nunca será 100% perfeito. Pegar, todos pegam. Ver limitações? Já vi. Defeitos? Já vi. Problemas? Já vi. Mas saibam que isso não é “privilégio” da MB. O amor a MB fala mais alto. Para quem não ama a MB, deve fazer como muitos que eu conheci. Sairam e foram buscar seu caminho em outro segmento. Os que ficaram, até prova em contrário, ficaram porque amam estar… Read more »

Freire
Visitante
Freire

Preocupante

jasao
Visitante
jasao

preocupante mesmo , se alguem critica e porque não ama a Marinha , temos que criticar , apontar defeitos ,senão a coisa não muda , eu nunca me esqueci do meu primeiro dia embarcado , minha primeira comissão , ou quando coloquei meu primeiro capacete amarelo ,e das outras oito vezes que fiz isso nos meus quase 20 anos de embarque ,amo essa vida ,tenho ORGULHO de pertencer a essa NOBRE FAMILIA , meu pai e agora meu filho tb pertencem a ela , então se alguns aqui apontam as falhas o fazem tb por amor e dedicação a nossa… Read more »