segunda-feira, janeiro 24, 2022

Saab Naval

Enquanto isso, na Rússia…

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O porta-aviões Almirante Kuznetsov se exercita este mês em missão de treinamento com jatos Sukhoi Su-33 e MiG-29K (provavelmente da Índia), no Mar de Barents e no Oceano Atlântico, após um período de reparos.

Os exercícios tem por finalinalidade aperfeiçoar as habilidades das tripulações depois de um curso de formação no centro aéreo NITKA, na Criméia.

FONTE: Interfax-AVN

- Advertisement -

74 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
74 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Milan

É, acho que essa foto com fumaça foi escolhida por motivos óbvios…

Marcos Andrey

E o incrivel é que criticam somente a “nossa fumaça”!!!!

Paulo

Esta fumaça seria para indicar a direção do vento? Eh eh eh.

Seal

A fumaça do A-12 perto do porta-aviões Almirante Kuznetsov não é nada heim!!!

O Governo da Rússia ofereceu ao Brasil 16 Su-33 no ano de 2005. Ter o Flanker Su-33, caça russo da Sukhoi, como caça multimissão e responsável pela Defesa de Frota (CDF) do Brasil seria o melhor presente que a MB poderia ter concedido ao NAe A-12.

Paulo

Seal

Mas o A-12 poderia operar Su-33 sem rampa?

Crusader

Seal disse:
19 de outubro de 2010 às 16:39

Não, não seria…
O Su-33 é um avião muito pesado (ele vazio já ultrapassa os limites do elevador do A-12). Seu peso quando está totalmente armado é de 33.000, ou seja, teriam que haver severas restrições de armamento, combustivel, etc…

Seal

Para um Navio-Aeródromo Leve como o A-12, seria o Caça de Defesa de Frota e caça multimissão perfeito, pois somente 20 aparelhos a bordo trariam a confiança de enfrentar qualquer situação em qualquer mar e a qualquer tempo. A dificuldade de seu emprego no A-12 poderia residir em seu peso máximo de 30.000 kg, continuamente, porém sua decolagem habitual poderia ser feita com apenas 25.000 kg. Provavelmente, algumas modificações no A-12 fossem necessárias, como uma possível recalibragem de suas catapultas para suportar grande parte desses 25.000 kg. As atuais catapultas funcionam com o limite de 20 ton e poderiam ser… Read more »

Carlos Augusto

A turminha que chamava o A-12 de Maria Fumaça, precisava ver essas fotos do porta-aviões Almirante Kuznetsov.

Paulo

Seal

Estou gostando dos seus argumentos, mas faço algumas indagações. Ao que consta, os Su-33 usam a rampa. Dá até para ver na foto. E como o Crusader alertou, o elevador do A-12 tem capacidade para erguer o Su?
Outro aspecto: a reforma do A-12 parece que já terminou. Se a catapulta não foi mudada, então o problema continua. E recalibrá-la para 24 mil kg não encurtaria sua vida útil?

Abraços

Mestre

Cade os “desdenhadores” do NAe A-12 São Paulo, olha a fumaça que esse “bicho” faz!

Ah! Tinha esquecido, ele não é frances!

Seal

Paulo disse: 19 de outubro de 2010 às 17:18 Quanto ao elevador,os 2 elevadores do A-12 carregam até 15 ton e um deles, o de boreste por ser aberto e mais espaçoso, com 17 X13 m, seria modificado para suportar mais 20 %, alcançando 18 ton. O elevador de vante é menor, medindo 16 X11 m. O Su-33 vazio pesa 17 ton, aproximadamente. Ele seria facilmente transportado vazio para o convôo pelo elevador de boreste, e então poderia receber os 6.500 kg de combustível e 6,5 ton de armamentos, em média, totalizando 30.000 kg. Normalmente a gente acha que o… Read more »

Lucas de Matos

Até agora não vi ninguem esculhambar a “fumacinha” do grandão ai se fosse o A-12 ja seria uma “rajada” de criticas

MO

ao pessoal que adora se ligar em fumaça = pra que srve as chjaminés nos navios mesmo ?

ahh tah …..

Crusader

Seal disse: 19 de outubro de 2010 às 16:59 Agora imagine… Estamos a uns 5 anos com o nosso NAe “no conserto”… Quanto você acha que demoraria para instalar um Sky Jump ou trocar de catapulta? Não que eu esteja desdenhando da idéia… Eu até torço (e muito, muito mesmo) para que isso aconteça, mas a instalação demoraria pelo menos uns 2~4 anos… Ou seja, nosso NAe ficaria, no total, 7 a 9 anos paradão… Mas, essas ideias da troca de catapulta e melhora do elevador seriam maravilhosas, pois aumentaria o leque de escolhas dos possiveis aviões que a MB… Read more »

Henrique

Caldeiras a lenha?
Abraços.

Paulo

Crusader e Seal

Numa hipotética instalação de rampa, ainda assim o A-12 precisaria de catapulta para as aeronaves de alerta antecipado, reabastecimento e transporte.
Além da catapulta da proa, o A-12 possui catapulta no convés angulado?

M1

Lindão! terceira foto!!!!

Fabio ASC

Só porque ele FUMA vcs acham que o A-12 tem que fumar tbem?

Queria ver os PAe´s “duzamericanoscomedorderussas” soltando fumaça.

isso eu nunca vi.

Até o CDG, Rei das Docas não FUMA!!!!

Lei anti-tabagismo nas FFAA JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Crusader

Paulo disse:
19 de outubro de 2010 às 18:55

Pelo que eu saiba tem, só que é bem menos potente, se eu não me engano é de 15 toneladas.

Cláudio

O NA São Paulo é mais “bonito” e “fuma” menos que o Russo ai….hehehehehehe

A reforma que foi feita no NA São Paulo tornou-o respeitado internacionalmente, o problema é que ele ainda não tem caças tecnológicamente avançados.

Galileu

Impressão minha ou o Almirante Kuznetsov é mais baixo em altura que os seus similares?? na foto da essa impressão..

MO

mais bonito ….. .ai meu, começou ……….

Fabio, o CDG nao tem como ramonar, o dia que ele ramonar chama a brigada de inceindio e use uma roupa NBQ

MO

sim, o pontal do AK é menor em relação aos grandes Naes

Joker

Fabio ASC disse:
19 de outubro de 2010 às 19:22

Os americano e os frances num fumam pq saum nucleares, se fumacem eh pq taum pegandu fogo…

Bruno Rocha

Seal disse:
19 de outubro de 2010 às 17:35

“O fato é que o Flanker SU-33 é capaz de subir imediatamente após decolar sozinho, ao invés de ficar “pendurado” no ar, como os aviões lançados por catapulta.”

Caso alguém duvide do TVC dos motores do Sukhoi (não sou russófilo!!), dê uma olhada na C@***da que quase vira acidente.
Ah, se não fosse esse TVC… tsc

Bruno Rocha

Me enganei. Vendo melhor o video, parece que o su33 não tem TVC.
Mas todo bem, é bom assim mesmo.

Era a Sukhoi ou a MiG que dizia não fazer jatos acrobatas?
É bom eles repensarem a ideia. Parece que vão construir a… deixa pra lá, melhor falar disso lá no Aero.

Bruno Rocha

Crusader disse:
19 de outubro de 2010 às 18:13

[pergunta retorica]

Quanto você acha que custaria?
O negócio é se o governo vai liberar recurso, se não, é melhor ficar com o “joãao fumaça”, para pelo menos mostrar que temos NAe.

Fabio ASC

Sei que o CDG não pode fumar…

Mas nem na hora do Crepe Suzete?

Giordani RS

Bah…
Brabo mesmo é saber que o binômio Su-33+NAe deve custar bem menos de operar que o binômio A-4+opalão…

🙁

caipira

na terceira foto parece um CT enorme…

Marcos T.

Quando a MB começou a reforma do A12 deveriam ter previsto e feito o aumento da capacidade da catapulta e dos elevadores (duvido que seja uma coisa muito dificil de se fazer) ampliando em muito o leque de opções de aeronaves que poderiam operar no A12 (F18, Su33, etc etc). Sempre fui contra gastar dinheiro com o A12 para mim é “gastar vela boa com mau defunto”, más oque que está feito está feito. Pelo que eu entendo um NAE presupõe “Projeção de Poder” más do jeito que está o A12, não passa de um tremendo “alvo móvel, desarmado e… Read more »

jakson almeida

Olha são duas ca**das defendidas no Brasil, essa historia de usar porta aviões pra defesa costeira e manter doutrina.Os ingleses usam um binômio de aeronaves pra defesa ,o nimrod pra patrulha e o tornado pra apoio e ataque naval ,quanto a doutrina e so simular o comvoo de um PA em terra ,sairia muito mais barato.

jakson almeida

Pra não perder a “viagem”:Eta maria fumachovisk!hahahahahaha!!!!

@wagner

Não tem nem comparação, o A12 é sucata perto do Kusnetsov.

Milan

Gente… Sobre a fumaça…é combustão imcompleta, carbono não queimado. Causado por algumas possibilidades: 1) Mistura muito rica (pouco ar para muito combustível) 2) Combustível muito “pesado”, cadeias carbônicas muito longas. Quanto mais pesado, menos nobre, portanto mais barato. 3) Não instalação de queimador secundário (CO pode ser queimado). Nos crematórios é obrigatório um queimador em duto (chaminé), por isso não produz fumaça negra. Nos navios não creio ser viável, pelo grande volume de ar, e nenhum benefício em troca. 4) Projeto inadequado de câmara de combustão (que na realidade não acredito que os russos falhariam). Pode ser qualquer uma das… Read more »

Bruno

Isso está para mudar.A Marinha tem planos para mais dois NAe de 60.000 toneladas, e caças navais com capacidade de decolar com a catapulta( a mais provável, pelos motivos apresentados pelo Paulo) ou com a Ski jump.Quanto ao São Paulo, ele será usado inicialmente como porta helicopteros, e só depois passará a operar os A-4, que também foram modernizados.

Pedro

É agora todos vao ter Orgulho do A12, ao menos na fumaça estamos no mesmo nivel

caipira

Não vai ter um post “Enquanto isso no Brasil…”?

rsrsrs

Athos

O pessoal ta falando de capacidade de catapulta mas esqueceu só de uma coisa.
Se esse avião não é catapultado, ele pode ser catapultado?
Isso não teria que vir do projeto?

Se não tem que vir do projeto, porque não usar os F5 bem mais leves. Basta catapulta-los.

Freire

Caramba esse ai é pior que o Opalão…..haja fumaça…….rssss,sucatão bravo…..rsss

Bruno

Athos,
Sim, um avião para operações embarcadas precisa ser projetado para isso, ou pelo menos bastante modificado.É preciso instalar os suportes na estrutura do avião para que ele possa ser catapultado.Além disso, decolar é metade do problema.Pousar é a outra metade.É preciso um trem de pouso mais alto e reforçado para suportar o pouso, além do gancho de frenagem.

José Bonifácio

O Kuznetsov é um baita navio, capaz de se defender sozinho até mesmo sem os aviões pois possui um amplo leque de defesa anti-aérea com canhões e misseis. Sobre a fumaça, tal como o São Paulo, tem que se considerar que o navio passou por um período de manutenção prolongado, portanto sem o acionamento dos motores, provavelmente por isso o excesso de fumaça, sendo necessário para sanar isso apenas alguma regulagem. Aliás não sei se alguém notou que nas últimas fotos obtidas do São Paulo a fumaça já diminuiu bastante, provavelment o mesmo será feito na Rússia, pois não imaginem… Read more »

Camilo

Se a opção fosse para a MB adotar uma aeronave russa, a ideal para operar no A12 seria o Mig 29K. É multipropósito, seu peso maximo de decolagem é da ordem de 22t, suas dimensões adequadas aos elevadores (compr 17,3m, enverg 12m). Só não sei se poderia ser adaptado para decolagem catapultada ou teria que sofrer alterações estruturais.

Fábio Mayer

Bruno,

Sua informação é preciosa mas, pensemos bem: um país que levou 14 anos para construir uma corveta, levaria quantos para construir dois PA(s) de 60 mil toneladas? Acho que o almirantado tá viajando…

Bruno

Fábio Mayer,

Por isso mesmo o Brasil planeja construir tais belonaves em consórcio com outros paises.Ucrânia e França tem demonstrado ser potenciais parceiros.A Rússia foi excluída pois sua industria naval da antiga URSS foi herdada pela Ucrânia.O problema, como você disse, é o tempo, pois levaria anos projetar uma nova Classe, pois nenhum dos parceiros tem um projeto semelhante.Não custa torcer…

RENATO ALVES SANTOS

Que bicho fumacento pior que o são Paulo

Fábio Mayer

Bruno,

Torcer a gente torce. Mas sinceramente acho que esse projeto de PA(s) não é prioritário, porque o Brasil tem mais necessidade de navios de escolta, submarinos e eventualmente, navio bem menores de multi-emprego.

luiz otavio

pergunta de leigo:
com o sky jump, como ficam as outras aeronaves? as de alerta antecipado e transporte de cargas ou pessoas? elas tem motor e aerodinâmica para tal?

@wagner

Somente alguns estaleiros da URSS ficaram na Ucrania, a maioria ficou na própria Russia.

Bruno

Fábio Mayer,

Com certeza, até porque não adianta ter essas belonaves sem algo que as proteja.

Luiz Otávio,

Não, tais aeronaves não tem potência para decolar sozinhas.Geralmente esse NAe tem uma pista com catapulta, ou então são PA’s de ataque, e não transportam tais aeronaves.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Dois porta-aviões dos EUA entram no Mar da China Meridional para ‘combater influência maligna’

Dois grupos de porta-aviões dos Estados Unidos entraram no disputado Mar da China Meridional para treinamento, disse o Departamento...
- Advertisement -