segunda-feira, março 8, 2021

Saab Naval

Segundo OPV da classe Holland inicia testes de mar

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Guilherme Poggiohttp://www.naval.com.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Na quarta-feira, 31 de Agosto, o segundo de quatro navios de Patrulha Oceânica (OPV) classe “Zeeland” construído pelo estaleiro Damen Schelde Naval Shipbuilding (DSNS) para a marinha dos Países Baixos deixou Vlissingen para a realização de testes de mar.

Durante os testes a plataforma, bem como partes das armas, dos sensores e comunicações serão testados extensivamente. Os testes serão realizados por representantes do estaleiro em estreita cooperação com os representantes da marinha e os sub-empreiteiros principais.

Os quatro navios da classe Holland medem 108 metros de comprimento e 18 metros de boca máxima com um deslocamento de aproximadamente 3.750 toneladas.

Eles possuem a capacidade de operar e hangarar um helicóptero NH-90 ou equivalente. Seu armamento será composto de um canhão Oto Melara 76mm, um de 30 mm e duas metralhadoras de 12,7mm. As armas têm controle remoto total. Graças aos sensores no estado-da-arte e do Módulo Mastro Integrado (IMM), a detecção e o acompanhamento de alvos aéreos em alta e baixa altitude, lanchas rápidas, periscópios, minas e até mesmo os mergulhadores serão possíveis.

Os dois primeiros navios de patrulha, Hr.Ms. Holland e Zeeland foram construídos no estaleiro DSNS em Vlissingen, e parte das seções foi fornecida pelo estaleiro Damen, em Galati. O Hr.Ms. Holland foi entregue à Marinha da Holanda no início deste ano, em maio.

O terceiro e quarto navio da classe, Groningen e Friesland respectivamente, estão em construção no estaleiro Damen, em Galati. Testes de mar parciais estão programados para o Groningen para o final de setembro.

FONTE:Damen Schelde Naval Shipbuilding

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Desta classe, 2 cascos não estariam disponíveis??? Não que a MB deva comprá-los, mas da última rodada de cortes do MD de lá, 2 entraram na faca. Por outro lado os 3 OPV BAe 90 metros ex-Trinidad&Tobago, deveriam ser do interesse imediato da MB. Pois poderiam mostrar tanto a força qnto a indústria, o que está se fazendo lá fora em termos de novos designs, podendo induzir nossos poucos estaleiros a buscarem aquelas capacidades que os tornariam aptos a disputarem as eventuais encomendas de navios patrulha oceânicos, que a MB pretende colocar. Os estaleiros teriam seus próprios designs, ao invés… Read more »

Ivan

Em função da carência extrema HOJE de meios navais para missões de patrulha off shore da Marinha do Brasil valeria a pena uma compra de oportunidade dos 3 (três) OPVs da BAE Systems que Trinidad & Tobago desistiram de adquirir (ou não poderam pgar).
http://www.naval.com.br/blog/2010/09/15/falando-em-bae-systems-novo-opv-de-trinidad-e-tobago-completou-provas/

Mas um par destes OPVs Classe Holland seriam muito interessantes também.

Mauricio R.

Enquanto isso o OPV chileno, vai ocupando espaços:

(http://www.asmar.cl/download/PZM.pdf)

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Sea Dragon 2021: Exercício ASW multilateral entre os EUA e nações parceiras

De 14 a 28 de janeiro, Índia e Japão se juntarão ao 'Sea Dragon 2021', exercício de guerra antissubmarino...
- Advertisement -
- Advertisement -