Home Noticiário Internacional INS ‘Sindhurakshak’: Marinha indiana longe de concluir investigação sobre acidente

INS ‘Sindhurakshak’: Marinha indiana longe de concluir investigação sobre acidente

215
0

B_Id_410561_sailors

Após mais de um mês desde o naufrágio do submarino INS Sindhurakshak no porto de Mumbai, a Marinha indiana ainda está longe de uma conclusão sobre as causas do acidente que matou 18 tripulantes, incluindo três oficiais.

Mergulhadores navais já acumulam 1.500 horas de trabalho desde o incidente, em 14 de agosto, e recuperaram 11 vítimas até o momento. “A estrutura interna do submarino, especialmente o compartimento de armas e outras seções próximas, estão severamente danificadas. O casco externo também sofreu rachaduras e teve sua integridade comprometida”, descreveu um oficial da Marinha.

O comitê de inquérito, presidido pelo Contra-Almirante Deepak Bisht, só conseguirá concluir as investigações quando o submarino de 3 mil toneladas for “pescado” para análises forenses. Atualmente o navio está a 8 metros de profundidade.

Descobertas iniciais apontam como possível causa das explosões “um acidente ou manejo inadequado de munição” no compartimento de armas do INS Sindhurakshak. O Times o India informou anteriormente a possibilidade de a explosão de um míssil ou torpedo ter causado o desastre.

O submarino da classe Kilo, com capacidade para 18 torpedos e mísseis, foi designado para um desdobramento de longo prazo no mesmo dia do acidente. Os armamentos não detonados foram encontrados espalhados na carcaça do navio, mas a possibilidade de detonação é “muito remota”, uma vez que “já foram expostos a explosões, alta pressão e estiveram submersos por mais de um mês”, segundo fontes do comitê de inquérito.

O naufrágio assustou as autoridades navais. Além das mortes, o episódio também frisa que a Marinha indiana conta agora com apenas 13 submarinos diesel-elétricos cada vez mais obsoletos – nove da classe Kilo, de fabricação russa, e quatro HDW de origem alemã – Apenas sete ou oito desses navios estão operacionais a qualquer momento.

O INS Sindhurakshak custou 113 milhões de dólares quando adquirido em 1997, e em janeiro deste ano passou por um programa de atualização e reforma avaliado em 156 milhões.

FONTE: The Times of India (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of