Home Petróleo e Gás Pré-sal é viável até barril a US$ 40

Pré-sal é viável até barril a US$ 40

417
34

26-10-2010-fpso-cidade-de-angra-dos-reis

ClippingNEWS-PAApesar da forte queda do preço do petróleo, a situação ainda é favorável para o pré-sal. O vice-presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, calcula que a exploração do pré-sal só seria inviabilizada se o custo do barril chegar abaixo de US$ 40.

Sexta-feira, o preço do petróleo tipo Brent caía mais de US$ 1, para cerca de US$ 85 por barril. Foi o menor valor desde outubro de 2010. Em março de 2012, a cotação do barril chegou a quase US$ 125.

Desde junho, pico do preço em 2014, de US$ 115, houve perda de mais de um quarto do valor da cotação. Pelo Plano de Negócios da Petrobras para os próximos quatro anos, a cotação prevista para o petróleo tipo Brent é de US$ 105, em 2014, e de US$ 100 até 2017.

De acordo com análise do Goldman Sachs, citada pela Aepet, os Estados Unidos, gradativamente, estão assumindo a função de regulador dos preços no mercado mundial de petróleo, em detrimento da Organização dos Países Exportadores (Opep). Isto ocorre em função do contínuo crescimento da oferta fora da Opep.

Para Siqueira, os EUA e a Arábia Saudita articularam a queda para criar dificuldades para a Rússia e o Irã. “Caindo o mercado e o preço, o Irã passa a precisar que o barril vá a US$ 140. A Rússia também. Na década de 1990, Inglaterra e EUA, junto com a Arábia Saudita, quebraram o país, levando o barril a US$ 10”, lembra Siqueira.

Já a Arábia Saudita tem interesse em inviabilizar o gás de xisto (folhelo), cujo custo de produção está a US$ 90 o barril. No entanto, o preço baixo do petróleo pode ser um “tiro no pé” para os sauditas, pois o país não sustenta produção acima da média por muito tempo, destaca Siqueira.

Quarta-feira passada, o secretário-geral da Opep, Abdullah al-Badri, disse não haver necessidade de pânico diante do recente colapso dos preços do petróleo, porque os fundamentos do mercado não mudaram muito.

FONTE: Monitor Mercantil

34
Deixe um comentário

avatar
34 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
mdantonRibeiroMarcosOganzaGilberto Rezende Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Colocar todos os ovos no mesmo cesto pode dar nisso. Até onde os biocombustíveis são uma alternativa, ou são são definitivos não sei mas estamos bobeando nessa área também e creio que não há maiores investimento e pesquisas na eólica e solar. No caso do álcool, é deprimente ver cidades como Sertãozinho/SP, o que em partes não deixa de ser o problema da “cesta de ovos” mas se não fosse um problema de todo o país. http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,sertaozinho-quer-desapegar-do-etanol,1560052 Biodiesel então, parece que estagnou também. E notei que o gás de xisto está encontrando muita oposição e críticas mas é uma alternativa… Read more »

CVN76
Membro
Noble Member

Galante

Você teria por favor mais informações sobre o navio da foto??

Qual a função? Parece uma refinaria móvel….

Com tanta coisa instalada; o pessoal no passadiço ainda tem uma visão do que está a frente?

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Não é bem assim…. Viável é uma coisa, lucrativo é outra. A coisa toda não se resume a se pagar, ou ter um ponto de equilíbrio, mas de retornar um investimento multi-bilionário com uma remuneração satisfatória que compense o risco altíssimo de uma campanha exploratória como essa. Assim, levando tudo isso em conta, o valor do mercado (que é quem coloca o dinheiro na roda, portanto, o que de fato interessa) é de apox. USD $ 68-75/barril. A pergunta não é se a Petrobrás será eficaz, mas se será eficiente. Se os lucros não serão corroídos pela má administração, gerando… Read more »

cristiano.gr
Visitante
Member
cristiano.gr

Até quando seremos palhaços da indústria petrolífera? As riquezas de Dubai poderiam estar no Brasil. No Brasil já foi criado carro a água com fusão a frio. Só que em seguida deram um sumiço no inventor. Também existe no Brasil carro a ar. No tio Sam um senhor inventou um motor a água e foi preso no estado de Utah, querendo que ele morresse não deixavam nem ser atendido por dentista, ele teve uma perna quebrada dentro da prisão e não teve atendimento médico. Hoje ele está solto, mas não sei se com o motor. Diesel foi morto por ter… Read more »

cristiano.gr
Visitante
Member
cristiano.gr

Se o petróleo deixasse de usado para combustível, imaginem a desvalorização que teria o produto e, consequentemente, os papéis das empresas petrolíferas, sendo 4 delas de uma só família.

Seguiria tendo uso o petróleo, mas apenas para produtos têxteis, solventes, farmacêuticos, tintas, venenos, pneumáticos, impermeabilizantes, e demais usos não tão lucrativos como para eles como com combustíveis.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Hahahahaha… ta bom é pra rir muuuito mesmo, mas é muuuuito. O dia em que nós investidores consultarmos um engenheiro para alguma orientação de mercado, o mercado deixa de existir… kkkk Bateu o desespero nos caras 😉 Ok, vamos lá botar pingos em alguns “i”s e antes de mais nada segue o realese produzido para os investidores feito pelo Goldman Sachs, que por sinal já vai fazer 1 ano que eu o recebi. http://www.goldmansachs.com/s/2013annualreport/assets/downloads/GMS015_8_Shale.pdf basicamente ele trata da estabilização do mercado de petróleo e como a extração em áreas de xisto vai incrementar a produção energética e a economia americana.… Read more »

mdanton
Visitante
mdanton

Gás de xisto uma “ova”!
Os EUA estão colocando suas imensas reservas no mercado e falando que são dos Gás de xisto. Todos sabem que os EUA tem quase 2 anos de consumo interno estocados/injetados em antigos poços de petróleo secos.
Tudo truque para sufocar “inimigos”.
Faço uma previsão! Após os EUA pararem de importar óleo ESCONDIDO e reexportar falando que é gás de xisto e/ou suas reservas estratégicas já estiverem quase exauridas..isso demanda uns 1-2 anos à partir desta data.

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

O mercado mundial de Petróleo é um TO (teatro de operações) de guerra econômica e querer dizer que o Brasil estaria errado ao investir no pré-sal é uma ingenuidade e desconhecimento de história econômica mundial do século 20. Passamos todo século passado sofrendo como nação pelo fato de sermos importadores de petróleo, o que sempre nos limitou o crescimento e nos deixou a mercê de decisões e acontecimentos externos. Descobrir e explorar o pré-sal demanda tenacidade, dinheiro e tempo. Se o leitor da notícia for atento ao seu claro conteúdo se verá que ao contrário que dizem os defensores que… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

mdanton, acho que vc se enganou e feio. Se vc está se referindo ao Strategic Petroleum Reserve ou SPRs, vc está errado meu caro… área de xisto é uma coisa e o SPR é outra. No Brasil se fala muita asneira e burrices sobre petróleo e a maioria é forjada pela própria Petrobras. Como o nome diz, são reservas estratégicas de “óleo devolvido”, reservas essas que foram criadas a partir de 1975 aki no Golfo do México e que se tivessem um ritmo de exploração comercial, se esgotariam em uns 60 dias, mas como é para emergências, como aconteceu no… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

É ridiculamente infantil como os “aparelhados” junto com a Petrobras conseguem fazer a população acreditar que nós podemos influenciar de alguma forma o mercado de petróleo… mas tem que rir muito… kkkkkk e isso é fruto da desinformação de alguns coitados e da preguiça mental de outros mais “privilegiados”. Os beócios e obtusos de plantão “acham” que a dependência americana por Petróleo importado é pelo fato dos EUA não ter petróleo e nada é mais longe da verdade do que isso… Na verdade eles tem muuuuito petróleo, mas são tb o maior consumidor e hoje o consumo já bateu os… Read more »

Leonardo Pessoa Dias
Visitante
Leonardo Pessoa Dias

CVN76:

Essa embarcação é um FPSO – floating, production, storage and offloading. É um tipo de plataforma de produção onde a planta de processamento é montada no convés e a produção é estocada internamente. Periodicamente um navio-tanque aliviador (vulgo petroleiro) se conecta a esta unidade, recebe a produção armazenada e transporta para terra (até um terminal de recebimento).

São utilizados petroleiros antigos para conversão em FPSO, onde toda suas máquinas de propulsão e leme são retiradas.

O FPSO é rebocado até a locação e depois ancorado.

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Organza que me conste o único troll dono da verdade aqui e vossa senhoria. A partir do momento que o Brasil passar a ser um exportador de petróleo ele passa a influir e jogar o jogo do mercado de petróleo também pela outra ponta. Que me consta eu nunca falei que o Brasil iria dominar o mercado mundial. Isso é coisa da tua cabeça de troll. Outra coisa é sobre reservas comprovadas, o que falas está em linha geral correto mas entenda meu caro o que falo é sobre futuro e o cenário daqui a quatro anos que comentei é… Read more »

CVN76
Membro
Noble Member

@Leonardo

Muito obrigado pela explicação; bem interessante!

Ampliando a foto; tive a impressão de que o navio estaria em movimento.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Gilberto bom, nunca te chamei de troll, a trolagem é do texto do post, do atual sistema, da grande empresa que o representa e que se comporta, agindo assim, como uma empresinha, simples assim. Como o colega Corsário colocou magistralmente: empresa boa é empresa eficiente e não necessariamente empresa grande. Depois nunca falei que foi vc quem disse que o Brasil “vai dominar” o mercado de petróleo, o que eu disse, ou melhor perguntei, é “Como, eu repito, como isso vai influenciar o mercado de petróleo?”, onde o “isso” são nossas reais capacidades atuais e futuras de exploração que “podem”… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Meus caros, as white flys já estão no ar. Somos poucos ainda… mas o anti-tsé-tsé é poderoso e não tem antídoto kkkkkkk…

… e temos 2 qualidades que não se compra: lastro e principalmente paciência.

Sds.

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Caro Oganza,

“Em 11 anos de investimentos em nosso país nunca perdi um centavo pq eu respeito os fatos. ”

Por favor, indique alguma ação da Bovespa para a gente ganhar um dindin, rsrsrs.

No mais, agradeço as informações sobre o mercado do petróleo.

Abraço!

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Fica difícil compreender teus argumentos Organza, se lucras a 11 anos investindo no Brasil (apesar do governo) é que apesar da política atual não ser a festa neoliberal anterior ainda há espaço para trabalho empresarial honesto e lucro decente. Muitos empresários de vários setores se queixam que estão quebrando fornecedores porque a Petrobras atual é bem mais técnica e criteriosa nos contratos e aditivos. É comum investidores e industriais (ex-) criticarem que o governo desindustrializou o Brasil e o país perdeu 1,5 milhões de empregos industriais na última década como disse Delfim Neto a Folha nesta semana, entretanto a maior… Read more »

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Errata A imortal frase citada é de John D. Rockfeller…

Oganza
Visitante
Member
Oganza

hahahahaha como eu suspeitava: Mercado é um conceito complicado para você. kkkkk 😀 O porto da sua cidade é a prova disso. Fiz e faço parte da transformação dele no segundo porto do país, bem ainda não, oficialmente faltam alguns TEUs para isso… 🙂 Tudo auditado, seus tão maravilhosos impostos pagos e nenhum, repito, nenhum escândalo. Ele já é até citado pelo ParTido como motivo de orgulho kkkkkk tudo feito do nosso jeito. O Nosso medo era o fator humano, como algum de nossos parceiros ai fazer alguma burrice, subir a cabeça, essas coisas, mas como eu disse, o grupo… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Gilberto, o empresário brasileiro no geral (não são todos, mas é a maioria) é a pessoa mais burra que eu ja tive o desprazer de fazer algum planejamento… Eu sou o primeiro a dizer que parte da merda que ai está não é só culpa do governinho não, pq é dos empresários tb…. isso se dá por any questões culturais e históricas, mas com o resultado final sendo essa relação simbiótica nefasta que ocorre entre Governo e iniciativa privada… é um passando a perna no outro e já faz 514 anos que é assim.

Sds.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

rafael, meu caro, infelizmente ou felizmente eu não tenho um centavo em bolsa… apesar de estarmos olhando para sua movimentação a cada 15 minutos. Nosso grupo, que está mais para uma confraria de investidores é gerido por brasileiros aki nos EU e em 3 países na Europa, onde nosso principal objetivo é literalmente colar boas ideias à investimentos e gerar uma mentalidade de responsabilidade econômica, nosso objetivo é fazer com que as coisas andem. Um exemplo é o Startroit, em Detroit, que pode “reativar” uma população inteira. Uma cidade que sofreu uma favelização urbana vista em uma cidade dakele tamanho… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

“E meu caro dizer que a Petrobrás seja ineficiente volta-se a imortal frase do barão capitalista Robert Rockfeler ” A melhor empresa do mundo é uma petroleira que dá lucro, a segunda melhor é uma petroleira que dá prejuízo”. A frase é bonita, mas a realidade se impõe: os lucros são grandes, mas os prejuízos idem. Por poços secos, a Petrobras, em uma única tacada, teve prejuízo de R$ 2 bilhões. No mais, a Petrobras vem transferindo plataformas da Bacia de Campos, ainda lucrativas, para as áreas do Pré Sal, ou seja, está transferindo custos de produção baratos para custos… Read more »

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Boa noite, Oganza Pelos comentários anteriores, eu imaginei que a atuação do seu grupo era em private equity, mas não custava tentar obter um conselho que trouxesse um dinheirinho honesto rsrsrs. Sobre Paragominas, eu sou assinante da NGB e conhecia a reportagem. Separei ela aqui na estante para ler de novo e refrescar a memória. Mas, se permite, farei umas correções (ou atualizações), dado que você não está mais na cidade. Ela tem mais de 100 mil habitantes e foi inaugurado, esse ano, o Hospital Regional Público De Integração do Leste do Pará lá. Tomara que o choque de capitalismo… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

🙂 Rafael, não… nós trabalhamos com ideia de colher boas ideias mas que se conectam, vamos atrás de conexões em ambientes (uma pequena cidade, um bairro, uma cadeia produtiva ou logística de uma “pequena” região… etc) que possam se tornar “maiores” que seus criadores para evitar uma praga que existe no Brasil que é a reivindicação da paternidade de alguma coisa. O brasileiro sofre da síndrome da centésima martelada, ou seja, nós só lembramos da marretada nº 100, aquela que arrebenta a rocha e nunca damos o crédito para as outras 99 que a enfraqueceram. O centro do investimento tem… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

“esse ano, o Hospital Regional Público De Integração do Leste do Pará lá.”– Como eu disse, o Estado passa a “depender” dakela cadeia. A 15 anos atrás seria só um Posto de Saúde, mas hj com “poder” econômico, é um Hospital Regional de Integração… …sem falar nas outras “benfeitorias” (Ginásio, teatro, 2 estradas e o nosso xodó – o Centro de Capacitação Técnica Violeta Dantas, 100% privado e mantido pelo Capital Privado), que foram promovidas por instituições privadas parceiras, como foi o caso da Hidro (Canadá) que encampou a operação da Vale no município. Mas o mais importante é que… Read more »

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Caramba Oganza!

Surpreendente tudo isso que foi relatado. Eu sou um defensor do “capitalismo para os pobres”, mas isso que você contou é um exemplo que não imaginava que tivesse acontecido aqui no Brasil.

Fantástico. Vou pesquisar mais sobre isso.

Parabéns pela iniciativa!

Grande abraço!

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Rafael, só para encerrar, já estamos fora do tópico a muito tempo: Não é iniciativa, digamos altruísta não, somos investidores atrás de lucros… estamos apenas “arriscando” em propor um modelo diferente. O Porto de Rio Grande foi o mais arriscado que entramos dado ao tamanho e a conjuntura que ele envolvia, apesar de nossa participação financeira ter sido bem menor do que em outros projetos, mas conseguimos manter a liderança no conceito para a Gestão de Investimento. Nossas responsabilidades lá acabam em Maio de 2015. Os 2 maiores projetos hj em Paragominas é o Shopping Paricá, com 35% do financiamento… Read more »

Leonardo Pessoa Dias
Visitante
Leonardo Pessoa Dias

CVN76:

Pois é, as ondas quebrando no casco e a esteira na popa dão essa impressão de movimento mesmo.

Mas isso por um motivo: esse FPSO é do tipo turret, ou seja, ele é ancorado em apenas um ponto (no turret), sendo que este é montado em um gigantesco rolamento, que permite a embarcação girar se alinhar com a correnteza e o vento, o que dá essa impressão de movimento devido a passagem da água pelo casco, e não o casco cortando a água.

Grande abraço!

Ribeiro
Visitante
Member
Ribeiro

Dito isto, vamos deixar o petróleo lá… a Petrobras vai diminuir seu tamanho para 1/5, nossa capacidade de extração e refino vai cair, vamos economizar em manutenção esegurança, vamos ter acidentes e plataformas afundando…
Que cenário terrível….
Gilberto, como você não enxerga isso…

CVN76
Membro
Noble Member

@Leonardo

Vivendo e aprendendo……:-)

Obrigado pela Aula!

mdanton
Visitante
mdanton

Oganza. Refiro-me as questões militares que as vezes se infiltram nas questões econômicas. Claro que estas informações são classificadas e a tal transparência (a verdade) é a primeira a morrer. Os EUA são estrategistas ao extremo da paranôia (no bom sentido). Eles tem estas reservas nas cavernas de sal para desastres naturais e/ou entreveros econômicos dispersos. Refiro-me a outros e mais substânciosos armazenamentos que foram feitos no auge da guerra fria…no Estado do Texas. Quanto à definições do que é petróleo, gás, ou outro derivado qualquer…na papelada de importação/exportação, origem/destino…tudo se aceita e a “verdade e transparência NUNCA é efetiva.… Read more »

mdanton
Visitante
mdanton

Oganza Boa tarde!

Você gostaria (ou outra pessoa qualquer) de fazer alguns “papers” econômicos/investimentos liberais especificamente da área militar/defesa? Uso dual.
Estamos precisando de “voz” pertinente sobre este setor que EU acho extremamente importante e gostaria de fomenta-los num novo conceito político.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

mdanton, de modo bem geral isso é meio complicado de se fazer pelo ambiente conjuntural vigente em nosso país. O problema do Brasil é cultural com suas origens lá atrás, nas raízes de nossa fundação como nação. Para os Estados Unidos existir, tiveram que morrer centenas de milhares de americanos, eles tiveram que sangrar para que essa idéia existisse. Os Estados Unidos é uma idéia e é ai que reside sua força. Mas uma coisa eu lhe digo, a mente do brasileiro não é comunista/socialista, ela é mais oligárquica do que qualquer outra coisa. O brasileiro tende a aceitar mais… Read more »

mdanton
Visitante
mdanton

Como havia escrito acima….

agora é capaz que acreditem, pois figuras proeminentes disseram a mesma coisa. Contra o falacioso e cansado argumento de “sindrome da conspiração” contra ataco…”SE DÁ PRA IMAGINAR, DÁ PRA FAZER!”

http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,gorbachev-mundo-esta-proximo-de-nova-guerra-fria,1590110

http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,acao-russa-recria-cenario-de-tensao-da-guerra-fria-imp-,1592030