Home Noticiário Internacional DCNS inicia construção da primeira corveta Gowind 2500 do Egito

DCNS inicia construção da primeira corveta Gowind 2500 do Egito

1126
2

Gowind 2500 - imagem DCNS

Entrega de todas as quatro corvetas à Marinha Egípcia, uma de construção francesa e outras três a serem construídas em Alexandria, deverá ocorrer até 2019, com a primeira unidade em 2017

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 16 de abril, a DCNS informou que em suas instalações de Lorient (França) foram iniciados os cortes de metal para a primeira corveta Gowind 2500 encomendada pelo Egito, na presença de autoridades da Marinha Egípcia. A cerimônia foi realizada no dia 15.

O Egito encomendou quatro corvetas do tipo à DCNS, uma a ser construída na França e outras três no Egito, em estaleiro localizado em Alexandria, com transferência de tecnologia. O contrato foi assinado em julho de 2014 e prevê-se que a primeira unidade seja entregue em 2017 (menos de quatro anos após a assinatura) e que toda a encomenda seja finalizada até 2019. Segundo a DCNS, a oferta da Gowind 2500 venceu concorrentes pelo contrato egípcio devido tanto à qualidade quanto ao custo atrativo, assim como o compromisso com prazos bem curtos.

Gowind 2500 para o Egito - primeiro corte de metal - imagem DCNS
Corte de metal para a primeira Gowind 2500 do Egito – foto DCNS

A empresa também informou que busca uma parceria de longa duração com a marinha e a indústria do Egito, e nesse contexto também está a venda de uma fragata FREMM ao país em fevereiro deste ano. A DCNS deverá fornecer ao país tanto o conhecimento para a construção das corvetas quanto o apoio à operação da FREMM.

O modelo Gowind 2500 também já tem contrato com a Malásia para o projeto e construção local de seis unidades. A corveta responde a necessidades de marinhas que desejam um navio multimissão para exercer soberania, proteger operações navais e combater o tráfico ilícito. Os navios incorporam o sistema de combate SETIS (desenvolvido também para a FREMM) o “módulo panorâmico de sensores e inteligência” (PSIM – Panoramic Sensors and Intelligence Module) que incorpora diversos instrumentos num mastro integrado, assim como o Centro Operacional e os compartimentos técnicos. Contam também com alto grau de integração, automação e comunalidade com outros sistemas da DCNS.

Gowind 2500 - imagem 2 DCNS

Características básicas da Gowind 2500

  • Comprimento total: 102 metros
  • Boca: 16 metros
  • Deslocamento: 2.600 toneladas
  • Velocidade máxima: 25 nós
  • Alcance: 3.700 milhas náuticas a 15 nós
  • Tripulação: 65 pessoas (incluindo destacamento aéreo)

IMAGENS: DCNS (em caráter meramente ilustrativo)

VEJA TAMBÉM:

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
AlexDouglas Falcão Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Douglas Falcão
Visitante
Douglas Falcão

Alguém comparou com as nossas Tamandaré?
Perceberam que podemos melhorar nosso projeto tornando-o mais robusto, considerando somente nossas necessidades atlânticas?

Alex
Visitante
Alex

A França está arrebentando! E o Egito com corvetas gowind e 2 mistral. Uma economia muito, mais muito menor e de menor pujança tecnológica que a nossa. Que país é esse? O Brasil, é claro. Sugestão para composição de parceiros de longo prazo para um aliança em nossa indústria de defesa para as 3 forças: França, Israel, Itália, Suécia, Africa do Sul e Alemanha.