Home Noticiário Internacional Marinha compra primeiro lote de canhões BAE Systems Bofors AB de 40...

Marinha compra primeiro lote de canhões BAE Systems Bofors AB de 40 mm (MK4)

1023
9

BAE_Bofors_40_Mk_4_Naval_Gun_System

A Marinha do Brasil vai assinar com a BAE Systems Bofors AB o contrato de fornecimento de um lote de canhões de 40 mm Mk.4, destinados aos navios-patrulha da classe “Macaé”:

“DIRETORIA DE SISTEMAS DE ARMAS
EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 2/2015
Processo nº 63435.004597/2014-85. Objeto: Aquisição de Armamento. Contratada: BAE Systems BOFORS AB.
Fundamento Legal: Inciso XXVIII do art. 24 da Lei nº 8.666/1993.
Valor: SEK 117.949.000,00.
Ratificação em 30/04/2015 pelo V Alte Alipio Jorge Rodrigues da Silva (Diretor).”

A assinatura do contrato deverá ser agendada, pela CNBE, para ser realizada em Londres.

macae-gustavo-casto-29-06-13
NPa Macaé
Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
wwolf22
wwolf22
5 anos atrás

Eu tenho eh doh da MB…
Coitados, tem de tirar leite de pedra… o Pre Sal que seria a “salvação” foi pro saco…

Brandenburg
Brandenburg
5 anos atrás

Aposto que teremos canhões em depósito, sem navios disponíveis para instala-los, se continuar a atual situação de penúria. Vou propor aos editores fazermos um bolão para ver qual será o proximo a ficar sem máquinas em alto-mar. Pena…

Baschera
Baschera
5 anos atrás

Certo… compraram os cavalos sem ter as carroças….

Este “paif” não tem jeito mesmo.

Sds.

rafael oliveira
rafael oliveira
5 anos atrás

A compra, em si, é boa, dada a qualidade do canhão.

O preço de R$ 43.428.821,80 é substancial. Seria interessante saber quantos canhões estão no pacote.

Ao menos em tese, dois navios da classe Macaé serão entregues em 2015 – conforme cronograma divulgado em meados do ano passado – então a compra é oportuna.

Lyw
Lyw
5 anos atrás

Brandenburg, na verdade os dois navios da classe Macaé já entregues à MB deverão já receber estes canhões. Além destes, como já citado pelo amigo Rafael têm mais dois para serem entregues, talvez este ano apenas um seja recebido, mas de qualquer forma os canhões não ficarão em desuso.

Off topic pertinente:

http://www.revistaoperacional.com.br/marinha/marinha-do-brasil-define-quem-ira-projetar-seus-futuros-novos-npa-500-ton/#.VUgEIOzRxIw.facebook

Marinha parece que não vai mais comprar navios da classe Macaé, já que vai lançar concorrência para um novo patrulha de 500t. Na minha opinião o Inace leva fácil…

_RJ_
_RJ_
5 anos atrás

Mas até agora só ouvi elogios à Macaé. Por que diabos foram inventar de reinventar os navios patrulha? É para ter chance de enfiar algum defeito? É para ficar mais caro (afinal vai ter custo de desenvolvimento)? Para mim parecia óbvio que era só encomendar a INACE que fizesse os restantes (e se bobear até os que a EISA deveria ter feito). A única mudança necessária é a desse canhão (opa! não é isso que a reportagem acabou de mostrar que foi resolvido?)

Douglas Falcão
Douglas Falcão
5 anos atrás

Nossa!
Que administração de primeira!!
Chegaram a conclusão que os Macaé não estão adequados..?

Agora?
Qual será o motivo?
Preço?
Velocidade ?
Royalties desnecessários?

De qualquer forma , esse canhão com quase 12 km de alcance não é adequado para patrulha de pequenos barcos.
Calibres menores, mais baratos e de maior cadencia serviriam. Cheguei à essa conclusão.

Não há condição de engajar com tiro-radar em atividade de patrulha marítima.

Abraço a todos

Oganza
Oganza
5 anos atrás

[A próxima concorrência será para lanchas misileras, afinal temos que “dotar” a Guarda Costeira Brasileira com um poder de fogo para disfarça-la de Marinha.]

[OFF]

Oganza
Oganza
5 anos atrás

Editores, tem uma postagem minha presa na moderação.

Por favor, poderiam verificar?

Muito Obrigado.