Home Marinha do Brasil Sessentona, a ‘Imperial dos Mares’ deixa o setor operativo para virar guardiã...

Sessentona, a ‘Imperial dos Mares’ deixa o setor operativo para virar guardiã da memória da Marinha

537
4

Imperial Marinheiro - foto NGB

Uma portaria do Comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Eduardo Leal Ferreira, datada da última sexta-feira, 5 de junho, determinou a baixa da corveta Imperial Marinheiro (V15) – navio de construção holandesa que a MB incorporou em 1955 – e redefiniu seu destino: a partir de 5 de agosto, o navio, que cumpriu uma das trajetórias mais ecléticas da Força Naval brasileira, continuará prestando serviço como navio-museu na área do 5º Distrito Naval.

Conhecida entre seus tripulantes como a “Imperial dos Mares”, a corveta desloca pouco mais de 900 toneladas.

Em seus 60 anos de travessias, prontidões, patrulhamentos e salvamentos, ela esteve alocada à Força de Submarinos – como navio de apoio aos submarinos –, foi empenhada em diversas edições da Operação Unitas, atuou como navio do SALVAMAR e cumpriu papel relevante em missões de cooperação com a Força Aérea Brasileira e com o Exército.

Nos últimos 31 anos a Imperial Marinheiro integrou a flotilha do Grupamento Naval do Sul.

O Poder Naval se congratula com um navio que é símbolo do espírito de sacrifício e permanente estado de prontidão dos nossos militares do mar.

Bravo Zulu!

Abaixo reproduzimos o texto da portaria de 5 de junho:

COMANDO DA MARINHA

GABINETE DO COMANDANTE

PORTARIA N 249/MB, DE 5 DE JUNHO DE 2015

Baixa do Serviço Ativo da Armada da Corveta “Imperial Marinheiro” e dá outras providências.

O COMANDANTE DA MARINHA, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 4º da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999, alterada pela Lei Complementar nº 136, de 25 de agosto de 2010, e o art. 26, inciso V, do Anexo I ao Decreto nº 5.417, de 13 de abril de 2005, resolve:

  • Art. 1º. Dar baixa do Serviço Ativo da Armada na Corveta “Imperial Marinheiro”.
  • Art. 2º. O casco da Corveta “Imperial Marinheiro” deverá ser convertido em Navio-Museu, mantendo sua subordinação ao Com5ºDN.
  • Art. 3º. O ComOpNav baixará os atos complementares que se fizerem necessários à execução desta Portaria.
  • Art. 4º. Esta Portaria entra em vigor no dia 3 de agosto de 2015.

 

EDUARDO BACELLAR LEAL FERREIRA

4
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
XOVaderaldoghisolfiJohn Paul Jones Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
John Paul Jones
Visitante
Member
John Paul Jones

Apenas quem serviu nesta classe de navio pode dimensionar o quanto ela foi resistente, operativa e feliz na MB !!!

Bravo Zulu a todas CV IM e em especial a Mãe da Classe a nossa gloriosa Imperial Marinheiro !!!

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Merecida e honradamente BRAVO ZULU!

Vader
Membro
Member

E a “Caboclo”?

XO
Membro
XO

Przeado Vader, a Caboclo ainda está rodando, o próximo Comandante será o atual Chemaq da F49, meu último Navio… abraço…