Home Sistemas de Armas F-35B: o futuro chegou à aviação embarcada

F-35B: o futuro chegou à aviação embarcada

412
15

No dia 31 de julho de 2015 o U.S. Marine Corps fez a decisão de tornar o F-35B pronto para o combate. O sistema de armas agora está na mão dos combatentes e pode ser chamado para cumprir sua missão. Parabéns aos Marines pela liderança!

Assista ao vídeo feito sobre o primeiro embarque dos Marines em novembro de 2011.

15
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
ViniciusVaderjoseboscojrJoseFernando Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Danilo José
Visitante
Danilo José

Digam o que quiser, mais que é uma bela maquina voadora ninguém pode negar !

Gustavo Garcia
Visitante
Gustavo Garcia

Lindo! Com esse novo método de pouso e decolagem o F-35B vai otimizar muito os Porta-aviões em que for implantado.

Uma dúvida, com o F-35B operando nos antigos porta-aviões, eles teriam sua capacidade de aviões abordo aumentada? Digo isso pois ele parece ser mais fácil de se manusear.

Luiz Ricardo C.
Visitante
Luiz Ricardo C.

Olá Gustavo,

O F-35B é a versão STOL dos Marines. Ele será usado em essência nos LHDs como as classes Wasp e America.

O F-35C é que é a versão de NAes convencionais. Seu modo de operação é o mesmo.

Acredito que por ser uma aeronave mais nova, seus sistemas apoiarão a realização de manobras no deck de forma mais efetiva, como demonstrado em alguns videos.

Sobre números, aí é com os especialistas que aqui frequentam…

Abraço!

Dalton
Visitante
Dalton

Gustavo…

quais seriam os “antigos porta-aviões” ?

E só complementando o Luiz, o F-35C precisa de catapulta
para decolar e cabos de frenagem e pista em ângulo para pousar a bordo de NAes enquanto o F-35B precisa de um mínimo de 160 metros de pista para decolar e pousa verticalmente ou após um rolamento curto dispensando os
cabos de frenagem.

abraços

Fernando
Visitante

Eu tenho uma duvida quanto ao sistema de decolagem vertical do F-35, durante os pousos decolagem verticais tem um negocio(nao sei como se chama) que se abre logo atras do lift-fan alguem sabe o que é aquilo? E qual asua função?

Jose
Visitante

É um patamar muito acima de qualquer avião o F35, não dá nem para a saída, e com F15, F16, F18 e etc os americanos ainda vão mandar por muito anos
Quem dera tivéssemos algo ao menos parecido, mas os nossos empresários preferem uma outra via para ganhar dinheiro, os políticos nem dá para comentar

Jose
Visitante

Só uma pregunta:
Porque não colocaram um canhão na versão B e C??? Não lembraram do F4??

Dalton
Visitante
Dalton

Fernando…

o que é é até fácil de encontrar, agora, saber exatamente o funcionamento aí fico devendo até porque questões muito técnicas definitivamente não são minha praia.

Mas, adianto pelo que já vi que o nome do “negócio” em inglês é “auxiliary vent doors” o que pode ser traduzido como portas do respiradouro auxiliar, ou seja,
uma forma de escapamento para gases.

abraços

Dalton
Visitante
Dalton

José…

só para você ter uma ideia os F-4s da US Navy nunca tiveram um canhão e o motivo alegado entre outras coisas era que o canhão ocuparia espaço precioso que poderia ser usado com uma antena de radar mais capaz.

Da mesma forma que o “Harrier” que nunca teve canhão interno F-35B também poderá levar um canhão externo e o F-35C também pois no caso dele acharam que não valia a pena ter os problemas associados com o aumento de peso nem que um canhão interno seria utilizado na grande maioria das vezes.

abraços

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Fernando, Como no modo STO ou no VL o F-35 está em baixa velocidade ou mesmo estacionário há um menor aporte de ar para alimentar o motor e justo na hora que ele mais precisa de potência, pra poder fazer funcionar o lift fan. Daí ele precisar abrir aqueles painéis para auxiliar as tomadas de ar convencionais, pra melhorar o fluxo de ar. Quanto ao canhão, complementando o que o Dalton disse, ele seria usado em casos esporádicos e alvos de oportunidade tendo em vista que o F-35 é um caça bombardeiro com capacidade de ataque profundo que usa a… Read more »

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Esqueci de me dirigir também ao José.
Perdão!!

Fernando
Visitante

Dalton Bosco, agradeço a explicação.

Jose
Visitante

Valeu!!! Boa essa do pessoal da USAF serem bobos kkkkk
Belo aviao, aliás, sou o maior fã da aviação militar e civil americana

Vader
Membro
Member

É amigos, o F-35B, o mais achincalhado, o mais zuado, o mais questionado de todos os F-35, aqui, na América e no resto do mundo, atingiu sua ” maioridade”, contra tudo e contra todos. Parece que a “intervenção” sofrida no meio da fase de testes serviu para acelerá-lo. Está apto a voar, está apto a embarcar, e está apto a combater, ainda que esta última com apenas partes de suas capacidades e armas liberadas. Porém mais integrações e mais capacidades virão com o tempo, com certeza. Esta arma e suas capacidades de decolagem curta e vôo e pouso pairados irá… Read more »

Vinicius
Visitante
Vinicius

Pessoal, eu tenho uma dúvida, o F-35 não é um caça de superioridade aérea, certo? Então no caso da RN, caso seus porta aviões precisem se defender de um ataque aéreo, realizado por caças inimigos, como seria isso? O F-35 parece levar vantagem, quando é o atacante e não quando é o defensor, alguém poderia me explicar como funcionaria isso? Os Porta aviões britânicos serão indefesos? Os F-35B seriam capazes de além de realizar ataques, proteger os navios? Outra, com F-35, estariam as forças armadas do Reino Unido com vantagem em relação as forças francesas? E mais uma coisa, ouvi… Read more »