Home Aviação Naval Helibras realiza primeiro voo de ensaio do sistema TDMS da Marinha do...

Helibras realiza primeiro voo de ensaio do sistema TDMS da Marinha do Brasil

499
42

Helibras realiza primeiro voo de ensaio do sistema TDMS da Marinha

Os tripulantes da equipe de ensaio em voo da Helibras realizaram, no final do semestre, o primeiro voo oficial de teste do sistema de gerenciamento tático (TDMS) sobre o mar. O TDMS será empregado na versão operacional do helicóptero H225M da Marinha para controle dos demais sistemas de missão na aeronave. Os técnicos da Helibras puderam verificar as funcionalidades desse gerenciamento e o controle de outras funcionalidades e opcionais desenvolvidos exclusivamente para essa versão do helicóptero, como o radar de patrulha APS143.

DIVULGAÇÃO: Helibras

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Juarez
Juarez
4 anos atrás

observem o que é um gambiarra na acepção da palavra Atentem para o vão livre entre o domo do radar e o solo. Vai durar exatamente até o primeiro pouso em um deck com mar classe 5 apra cima.
Este troço é uma píada, um atentado a engenharia.

Grande abraço

Genesio Gomes
Genesio Gomes
4 anos atrás

É apenas um teste. O mais importante será a conclusão detalhada parta sua finalidade em uso em Porta Aviões.

Eparro
Eparro
4 anos atrás

Juarez 5 de agosto de 2015 at 22:22

Pô Juarez, eles vão calibar os pneuzinhos com umas 5 libras a mais e tudo certo, nem vai relar.

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Antigamente dizia que a diferença era de um palmo (cerca de 22cm), na foto dá pra ver que tem uns meio metro ou mais, poderia ter uns dois metros de altura (praticamente a altura dos dois grandalhões de laranja) e mesmo assim ainda iria reclamar. rsrsrs

A minha única reclamação com este aparelho em questão, é ele não ter capacidade para operações ASW (antissubimarino) de forma autônoma e segura. A bem da verdade, no meu entendimento, acho melhor a MB pensar em ter nas futuras fragatas dois Lynx Wildcat do que um único Seahawk.

Até mais!!! 😉

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Ulha… pintaram a Kombi com cor de kombi… kkkkkk

Esse aparelho é uma piada… tanto é que os caras já mudaram de nome, de novo…

…como eu gostaria que a m. fosse pro ventilador nessa negociata.

Grande Abraço.

Beto
Beto
4 anos atrás

E uma vitoria para a helibras e a marinha de guerra do brasil

Juarez
Juarez
4 anos atrás

O vão livre ficou abaixo do 25cm.

Grande abraço

HMS_TIRELESS
HMS_TIRELESS
4 anos atrás

E segue o enterro, com a grana que está sendo enterrada na Kombi voadora podendo ter sido utilizada de outras formas melhores.

Jakson de Almeida
Jakson de Almeida
4 anos atrás

O que passa na cabeça desse pessoal da MB? Aqui mesmo foi noticiado o recente recebimento de dois MH-60 e a MB continua perdendo tempo e principalmente dinheiro com essa Kombi ,alega questões orçamentarias e cancela esse troço.

JagderVband#44
JagderVband#44
4 anos atrás

Helicóptero naval tem nome e sobre nome:

SH-60 / HH-60H / MH-60 Seahawk, Sikorski

O resto é gambiarra.

grulla
grulla
4 anos atrás

Não sabia que os LINXS eram gambiarras,novidade essa.

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Jagder, realmente helicóptero naval tem nome e é Sikorsky também, mas o nome dele é Sea King.

O Seahawk é uma “gambiarra” do Black Hawk que veio pra substituir o Sea king, mas não tem as mesmas capacidades, uma delas é poder navegar, literalmente, na água. Proeza esta que podem ser feita tanto pelo Sea King, quanto pelo Mi-14.

Até mais!!! 😉

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

“Gambiarra”, ao que parece, está sendo o CH-146 Ciclone (o S-92 naval da marinha canadense).

Até mais!!! 😉

helio
helio
4 anos atrás

O complexo de vira-lata (salve o conservador Nelson Rodrigues, que somente deixou de sê-lo quando a ditadura torturou o filho dele, o Nelsinho). Tudo que é iniciativa nacional não vale, apenas o que é feito nos esteites. Essa turma ou é sacoleira de maiami ou tem um parafuso sem trava rosca na cabeça.

helio
helio
4 anos atrás

O complexo de vira-lata (salve o conservador Nelson Rodrigues, que somente deixou de sê-lo quando a ditadura torturou o filho dele, o Nelsinho)continua firme nesta área. Tudo que é iniciativa nacional não vale, apenas o que é feito nos esteites. Essa turma ou é sacoleira de maiami ou tem um parafuso sem trava rosca na cabeça.

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Wellington Góes, meu Deus… quando o cara é contaminado não tem mais cura não… só nascendo de novo…hihihihihi se vc conhecesse a história das asas rotativas talvez e apenas talvez vc não falasse essa besteira ai. kkkkk Vai descobrir o pq do Sea King ter essa “capacidade” vai… “é poder navegar, literalmente, na água”… como faz falta o conhecimento do contexto histórico… triste. Até onde eu e o mundo sabe, gambiarra de verdade é na lá ná Eurobambi-Copter, onde até hj, ainda está patinando em seu primeiro e único projeto de helo militar inteiramente original… Toda a sua atual linha… Read more »

BJJ
BJJ
4 anos atrás

Não sei de onde tiraram que esta alteração é uma gambiarra. Falar isso é no mínimo rebaixar o trabalho da equipe de engenheiros envolvidos no projeto. O próprio Alm. LM já afirmou que não vai afetar o funcionamento das portas nem diminuir a capacidade dos tanques de combustível, como estavam alerdando por aí. A armada chilena opera o Cougar a um bom tempo, com uma adaptação bem parecida, e não teve problema nenhum com isso. Na verdade, o problema não é com o helicóptero em si, mas sim com os países envolvidos. Duvido que seria tratado assim, se esta mesma… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

“A armada chilena opera o Cougar a um bom tempo, com uma adaptação bem parecida, e não teve problema nenhum com isso.”

Helicóptero mais leve, radomo menor.

Oganza 6 de agosto de 2015 at 21:17 #

Nem perca seu tempo, mas repare no discurso:

Como ela fala bem dos produtos Airbus, helicópteros e C-295.

Juarez
Juarez
4 anos atrás

MO 6 de agosto de 2015 at 15:41 #

Juarez and Oganza and os Cara …

FYI pegamos os japas, chegando e atracando, estamos envolvidos com trecos dos japas, entao tempo ralo (Paulo osso vestido de Gozilla para ser bandeira de faina do YYamigiri e afins) … mas como vcs pediram pegamos tudo (excruzivel tambem os buneus), assim que baixar a bola, post compreto … hehehehehe

Eeeeeeeeeeee os Pixulecos como é que ficam ahhh??

Grande abraço

Juarez
Juarez
4 anos atrás

BJJ 7 de agosto de 2015 at 0:47 # Não sei de onde tiraram que esta alteração é uma gambiarra. Falar isso é no mínimo rebaixar o trabalho da equipe de engenheiros envolvidos no projeto. O próprio Alm. LM já afirmou que não vai afetar o funcionamento das portas nem diminuir a capacidade dos tanques de combustível, como estavam alerdando por aí. como não, por um acaso o Alm LM alterou as leis da física?? amigo, informe-se, leia, aprenda, deixe de ler matperias pagar pela Lixocopter. Para alocação dos cabides dos míssies foi necessário sim reduzir o tamanho do sponsosn… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Oganza, já te escrevi respondendo a tual “esplendida” intervenção, mas até agora a moderação não liberou, vamos ver se até mais tarde eles liberam, senão vou ter que te escrever de novo.

No mais, deixa eu te lembrar uma coisa, estamos debatendo (foi esta a minha intervenção) sobre helicópteros navais e não sobre helicópteros em grandes altitudes, como no Afeganistão. Você que se acha tão inteligente, acima da média, deveria ter percebido isso.

Até mais!!! 😉

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Maurício, sugiro usar um pouco mais a massa cefálica, isso te ajudará mais sobre o que venho escrevendo a um tempão. Aliás, você que vive dizendo para as FFAA usarem o expediente da licitação para escolha de seus equipamento, quero te informar que: Em primeiro lugar, nem Seahawk, e muito menos Black Hawk, foram escolhidos dessa forma e nem por isso te vejo esbravejando, o que é isso, dois pesos e duas medidas?! Seja mais coerente com suas posições. Ou, assim como você deixa entender de mim, é “amante” ou lobista da Sikorsky?!?! Em segundo lugar, eu falo sobre o… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

O Cougar da Armada chilena, apesar de possuir capacidade ASW, tem diversas limitações operacionais ante helicópteros como o Sea King, Seahawk, Merlin, NH-90, etc…. Sim, ele pode operar, mas com restrições. Vale lembrar que o UH-15A não foi uma imposição do MD, mas opção da MB em ter uma versão de combate do aparelho básico (H225M) outrora ofertado (ou entubado, você escolhe a melhor expressão). Acontece que, se a MB bancou o desenvolvimento do UH-15A com capacidade de combate ASuW, então deveria ter bancado mais ainda e ter desenvolvido uma aeronave que pudesse fazer as duas missões satisfatoriamente, ou seja,… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

*tempo máximo pairado e não tempo mínimo.

Juarez
Juarez
4 anos atrás

Deixa eu ver se eu entendi, por o preço de dois SH 16 se desenvolve um Heli multi missão, tá, tá bom, eu desisto.

Realmente, é por estas e outras que o Brasil está merd….

JagderVband#44
JagderVband#44
4 anos atrás

Prezados Wellington e Grulla.

Vocês tem razão. Quando falei em gambiarra, esqueci de excluir o Lynx, e principalmente a versão HMA.8.

Mas o principal problema da Kombi, sem sombra de dúvida, é o preço. Acredito que nenhum outro país pagaria o que estamos pagando por cada heli destes.

BJJ
BJJ
4 anos atrás

Juarez Luiz Monteiro 3 de junho de 2014 at 17:32 # Prezados, Seguem abaixo algumas considerações sobre o UH-15A: 1. Todas as portas laterais poderão ser abertas totalmente, mesmo quando os mísseis estiverem “embarcados”. As portas laterais traseiras são bipartidas, sendo que, metade corre para frente, e metade para trás da aeronave. Todavia, o operador de armas (Que ficará na cabine traseira operando o console) precisará pisar no suporte do míssil para adentrar ou deixar a aeronave. As condições de segurança deste tripulante estão sendo avaliadas de perto pela DaerM, DGMM e DSAM; 2. O tanque de combustível localizado em… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

“…você que vive dizendo para as FFAA usarem o expediente da licitação para escolha de seus equipamento, quero…” A legislação pertinente permite, dispensa de licitação. “…em seguir o raciocínio lógico (coisa que parece tu não usar) levamos em frente novas aquisições usando o princípio da Economicidade (tu sabes o que é isso, não é?!), ou…” O seu “raciocínio” defende que se continue a comprar aeronave, cujo pós-venda praticado pelo fornecedor já deixou diversas células inoperantes por períodos demasiado longos, afetando a operacionalidade da FAB. Além de variadas deficiências técnicas (colapso do trem de pouso, perda de potência motriz ante certas… Read more »

Juarez
Juarez
4 anos atrás

JJ 7 de agosto de 2015 at 15:53 # Juarez Luiz Monteiro 3 de junho de 2014 at 17:32 # Prezados, Seguem abaixo algumas considerações sobre o UH-15A: 1. Todas as portas laterais poderão ser abertas totalmente, mesmo quando os mísseis estiverem “embarcados”. As portas laterais traseiras são bipartidas, sendo que, metade corre para frente, e metade para trás da aeronave. Todavia, o operador de armas (Que ficará na cabine traseira operando o console) precisará pisar no suporte do míssil para adentrar ou deixar a aeronave. As condições de segurança deste tripulante estão sendo avaliadas de perto pela DaerM, DGMM… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

BJJ, esquece, o problema do Juarez com este helicóptero é de outra ordem, é algo passional. rsrsrsrs Quanto a isto não tem argumentação que dê jeito.

Até mais!!! 😉

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

E ai Oganza (o intindido). Como a moderação (sei lá quais os motivos, mas tenho as minhas suspeitas) não liberou o que eu te respondi, o farei agora. É o seguinte, eu estava intervindo quanto a helicópteros navais e o Chinook (apesar de tu achares isto, kkkkkkkkk) não foi concebido como tal. Como eu coloquei, estávamos debatendo sobre helicópteros navais, o que diabos têm haver com o Afeganistão (só tu deve saber, PQP. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk). De repente deve ter algum super mar nos altos das montanhas afegãs, ou um super lago, ou um rio caudaloso, ou mesmo uma piscina super profunda,… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás
Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Vergonhosamente lamentável é ver um babaca bancando o maioral. rsrsrsrs

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Mauricio R. Realmente a legislação permite a dispensa da licitação, mas no caso específico não houve licitação e você, mesmo sabendo que se pode dispensar tal procedimento, quando lhe convém, roga para que tudo seja adquirido por licitação, por que agora (no caso Black Hawk) é diferente?!?! Dois pesos e duas medidas?!?! Quanto aos Amazonas, a FAB, mesmo tendo enfrentado os problemas supracitados, encomendou mais unidades do C-295, se os problemas não tivessem sido sanados a contento, tenho certeza que novas aquisições não ocorreriam. Acredito que um dos principais problemas que a FAB enfrentou foi ter que saber utilizar a… Read more »

Toro
Toro
4 anos atrás

Estava fazendo algumas pesquisas sobre essas aeronaves (SH-16 e o EC-725) e pelo visto ao entrar em serviço elas irão ser complementares. O SH-16 é talvez a melhor aeronave ASW existente hoje salvo o Merlin, na tarefa ASuV o Penguin é um bom míssil, é infra-vermelho e tem um alcance em tese de +55Km mais ou menos. O EC-725 terá um ótimo radar de superfície e poderá levar o Exocet que é guiado por radar e tem um alcance em torno de 120km. Tratei de ler informações em sites/fóruns estrangeiros e a minha conclusão é que até aonde consta só… Read more »

Juarez
Juarez
4 anos atrás

Toro, não vou confrontar tecnicamente as informnações que tu coletastes porque precisaríamos um dia aqui explanar o nosso pensamento e realidade operacional deste helicóptero que infelzimente não cumpre a missão e tem desempnho em função de seu power train, inferior até ao seu predecedssor o Super Puma.

Quanto a possibilidade de algum “xunxo” no negócio do SH 16, posso te informar o seguinte, via FMS, nós compramos diretamente do governo americano pelo mesmo preço que a Marinha americana paga.

Grande abraço

Juarez
Juarez
4 anos atrás

O resto, como o Merlin, NH-90, Seahawk, Cyclone, Cougar, Lynx, Dauphin, etc…… são remendos, gambiarras, ou sei lá o que tu queiras chamar, adaptações de helicópteros pensados prioritariamente para operações sobre a terra, no máximo poucos km sobre o mar, mas que sofreram melhorias (uns mais, outros menos) para operarem em ambiente marinho, ponto. Eu copiei este posto do Wellington para os senhores observem quando a empáfia, a burrice e a cegueira ideológica superam a razão, o bom senço e o entendimento. Merlin eLynx foram criados e pensados prioritariamente apartir do ameiente naval, SH e NH 90 nasceram com capacidade… Read more »

Adriano Luchiari
Adriano Luchiari
4 anos atrás

Juarez dando um show de aula, como sempre. Bravo

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Ok suprassumo do conhecimento, rsrsrsrs Quer dizer então que de tudo que eu coloquei, tu retiras uma fração do que escrevi e daí faz a esplendida conclusão que sou o cara com empáfia, o burro e com cegueira ideológica?!?! Putz, outro metido a psicólogo de araque. kkkkkkkkkkkkkkkkk Tu és o que então Juarez? A Madre Tereza de Calcutá de tão humilde?!?! kkkkkkkkkkk Voltando ao assunto………. Merlin, Lynx e NH-90 realmente foram pensados desde o início para operações navais, mas isto não quer dizer que são helicópteros navais dedicados como os que eu supracitei. Todos estes possuem adaptações (ou gambiarras na… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás
Juarez
Juarez
4 anos atrás

Wellingon, de novo Merlin e Lynx nasceram como projetos navais em função da experiência da Royal Navy durante as operaçõpes de acompanhamento de subs Russos durante a guerra fria.

SH e NH 90 nasceram desde o papel com multi roles….

Se tu não enteder eu desenho, o Billi, meu cachorro que está aqui ao lado já entendeu e nem precisei desenhar.

Se eu for falar de coerência, tu vais ter que ficar em silêncio.

Grande abraço

Wellington Góes
Wellington Góes
4 anos atrás

Jura (me permita a intimidade, rsrs)

Acho que quem não entendeu o que eu escrevi foi tu, mas deixa pra lá, se com tudo isto que eu coloquei tu ainda não conseguiste entender (tenho certeza que tu entendeste sim, mas não quer dar o braço a torcer), não adiantará escrever mais nada.

Até mais e fique com Deus!!! 😉