Home Marinha Mercante N/M ‘Mercosul Itajaí’, o mais novo Porta Container nacional

N/M ‘Mercosul Itajaí’, o mais novo Porta Container nacional

3877
11

mercosul-itajai-ricardo-silva-nardes-24-03-16-

O mais novo porta container nacional, N/M “Mercosul Itajaí” (IMO 9697002, ex “Nordpacific”), comissionado em Manaus/AM, após viagem procedente de Guangzhou, P.R.C., no início do mês de fevereiro de 2016, em imagens por ocasião de sua primeira escala comercial na cidade que lhe deu o nome, no dia 19/03/2016.

mercosul-itajai-ricardo-silva-nardes-24-03-16-2

Após mudança de nome e bandeira, assumiu o Comando o CLC Celso Gomes COUTO, seu primeiro Comandante sob bandeira brasileira e suspendeu para realizar sua primeira viagem comercial, sob bandeira nacional, onde carregou pela primeira vez em portos brasileiros, com destino final a Itajaí.

Sua oficialidade de recebimento (parcial):

  • Comandante: CLC Celso Gomes COUTO
  • Imediato: CCB Rogério Valois

mercosul-itajai-clc-celso-gomes-couto

Comandante CLC Couto, Imto Rogério no Passadiço

mercosul-itajai-ricardo-silva-nardes-24-03-16-5

O “Nordpacific” foi construído pelo estaleiro Guangzhou Wenchong Shipyard Co. Ltd., Guangzhou, P.R.C., casco nr. GWS448, em novembro de 2015, sob encomenda do armador ER Schiffahrt GmbH & Cie KG, Hambugo, Alemanha.

Principais datas:

  • Batimento de quilha: 29/01/2015
  • Lançamento: 05/06/2015
  • Entrega: 30/11/2015

mercosul-itajai-ricardo-silva-nardes-24-03-16-3

Durante a finalização de sua construção foi vendido ao armador Royal P&O Nedlloyd NV (Koninklijke P&O Nedlloyd NV), Rotterdam, Holanda (Masersk Line A/S, Copenhagen, Dinamarca), e afretado a caco nú a sua subsidiária Mercosul Line Navegação e Logística Ltda. (Mercosul Line), Santos/SP.

mercosul-itajai-ricardo-silva-nardes-24-03-16-4

Para ler / saber mais (25 fotos)

Seja bem-vindo Mercosul Itajaí, bons mares e operações tranquilas a toda sua guarnição !

mercosul-itajai-ricardo-renan-raul-man-28-02-16

Fotos: Luiz Fernando Nardes, Renan Raul

11
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Wellington GóeskfirmodmoMOfonsecaIvan dos mares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Do jeito que as coisas vão, o “Mercosul” vai sair e vai ficar só… Itajaí.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Belas fotos, bom texto e 11 meses entre batimento de quilha e entrega.

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Realmente, o prazo de 11 meses entre batimento de quilha é impressionante e demonstra a importância com que os estaleiros tratam a necessária otimização dos custos decorrentes do período de fabricação. Exemplo a ser seguido….

burusera
Visitante
burusera

Realmente, exemplo a ser seguido!

Ivan dos mares
Visitante
Ivan dos mares

Nome justo, partido do fato do porto de itajaí ser o segundo maior do país em movimentação de contêineres.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Rommelqe 27 de março de 2016 at 18:10
Ivan dos mares 27 de março de 2016 at 23:32
_______________________
Lá não tem CLT, Sindicato, CUT etc etc etc………
_______________________
O trabalho é semi escravo, a grana é planejada e se o orçamento estourar ninguém fica sabendo. A imprensa não é livre e o partidão sempre varre a sujeira para baixo do tapete.
Cerca de 500 milhões de chineses ainda praticam a cultura agro de enxada e tração animal (a principal são seres humanos mesmo).

fonseca
Visitante
fonseca

Prazos curtos deveriam ser a norma.
Não faz sentido passar vários anos construindo um navio.

modmoMO
Visitante

os coreenses e japonélicos constroem no msmo praso

kfir
Visitante
kfir

Carteira de trabalho é algo fascista, impressionante como o socialismo de esquerda esta impregnado.

o Estaleiro eisa, já falecido, uma vez teve de exportar o aço fabricado no Brasil, para depois reimportado pagando menos.Se não me engano este aço foi usado em navios da marinha.

Enquanto o Brasil for um país socialista/ patrimonialista, vamos ficar neste situação..

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Uma coisa é certa, a cabotagem precisa ser ainda mais incentivada. É lamentável estarmos passando pelo quê estamos, mas faz parte do processo de aprendizagem e aprimoramento das políticas públicas. Entendo eu que não podemos, mesmo, é retroagirmos à situação da segunda metade da década de 90. É o que penso.

Até mais!!! 😉