S-BR, Scorpene modificado
S-BR, Scorpene modificado

Segundo nota publicada no site da revista Portos & Navios, o cronograma do Programa de Construção de Submarinos da Marinha do Brasil (Prosub) foi atrasado mais uma vez:

  • O SBR-1 tem lançamento previsto para julho de 2018 e entrega em julho de 2020.
  • O cronograma prevê o lançamento do SBR-2 em setembro de 2020 e entrega em dezembro de 2021.
  • O SBR-3 será lançado em setembro de 2021 e entregue em dezembro de 2022.
  • E o SBR-4 será lançado em dezembro de 2022 e entregue em dezembro de 2023.
  • O SNBR está atualmente em fase de projeto básico e assinatura de contratos. O cronograma prevê o início da fase de detalhamento no segundo semestre de 2018. O início da construção está em análise.
Subscribe
Notify of
guest
140 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Miguel
Miguel
4 anos atrás

Lamentável, taí um meio naval que nenhuma novidade tecnológica detecta em 100 %. Fundamental para a defesa da Amazônia Azul.

camargoer
4 anos atrás

Olá Miguel. Também lamento, mas como manter o cronograma se paralisaram a Odebrecht que tocava a construção do estaleiro? Não creio que seja um problema financeiro porque o projeto é financiado por bancos franceses. Também preciso mencionar o absurdo de manter o Alm.Othon preso, o que desarticulou parte do programa nuclear. Contudo, tem gente aplaudindo.

Iväny Junior
4 anos atrás

Perderam a ultima oportunidade de cancelar esse programa anencéfalo. O novo cronograma é este:
2018 – quebra geral da marinha.

Edcarlos
Edcarlos
4 anos atrás

Não tenho nada contra aos SBR, agora o SNBR esse tem que ser cancelado. Com a economia desses recursos outras coisas mais urgentes poderiam ser providenciadas.
.
.
Saudações!

Farias Cardoso
4 anos atrás

Quem defende o cancelamento do submarino nuclear está contra s interesses do Brasil. Os militares tem é que pressionar esse governo corrupto pela liberação de verbas para os programas já existentes. Dinheiro tem muito, senão não teriam criado 14.000 novos cargos comissionados e dado aumento a todos os funcionários públicos (gastos de 59 bilhões até 2018).
Se não fosse o orgulho e a paranoia anti-PT os militares admitiriam que deram um tiro no pé ao apoiarem a tomada do poder pelo vice

Antonio Cançado
Antonio Cançado
4 anos atrás

Bom, ESSE ‘governo corrupto’ é apenas uma versão ‘light’ do que foi deposto, cerca d eum mês atrás, por ser o mais corruPTo e inePTo de toda a História deste país. A Odebrecht não foi ‘paralisada’, ela apenas está colhendo aquilo que plantou, a não ser para os que acham que a corrupção deveria continuar, solta e descarada, Quanto ao almirante Othon, foi pego com a boca na botija, por isso está preso. Quem mandou ser corrupto e ladrão? Quanto a ‘dinheiro ter muito’, TINHA, até ser praticamente todo roubado, pelo governo mais corruPTo e inePTo que o país já… Read more »

Antonio Cançado
Antonio Cançado
4 anos atrás

Aliás, quem aplaudia as ‘gracinhas’ do governo deposto sequer pode ser classificado como ‘gente’, sinto muito.

Antonio Cançado
Antonio Cançado
4 anos atrás

Sobre o submarino nuclear e o estaleiro, seguinte: NÃO PRECISAMOS do primeiro, e a MB NUNCA REIVINDICOU o segundo. Ambos só serviram para enriquecer gente essencialmente desonesta, às custas do já combalido eráriio.
Uma vergonha.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
4 anos atrás

by, Até 2020, vamos ver

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

Camargoer, onde você viu/leu que o Almirante Othon participava, após ir para reserva, do PROSUB?
.
No mais, infelizmente ele não está preso. Aliás, está solto e sem tornozeleira eletrônica, mesmo com provas robustas do recebimento de propina por meio de empresa controlada por sua filha, consultora de wikipédia,

Mateus
Mateus
4 anos atrás

“militares admitiriam que deram um tiro no pé ao apoiarem a tomada do poder pelo vice”

Não tinha ninguém só de “verde, azul ou branco” nas ruas, acho que você deve estar confundindo-se, eles estavam de “verde e amarelo” e sem armas!
E foi o dito cujo do PT que elegeu esse vice!

Alexandre Samir Maziz
4 anos atrás

Acho que marinha deve fazer o básico primeiro termina o mais rápido de construir esse submarinos convencionais ou já compra alguns prontos , e depois parte para essa “novela mexicana ” submarino nuclear escuto essa história que vai construir um desde que sou criança e olhe já estou quase chegando nos 40 rsrrs abraços !!!!

Rogerio Rufini
4 anos atrás

Se for ver pelo lado menos ruim, teremos nesse cronograma, 9 submarinos ´´operacionais´´ em 2023, ate 2030, período que o Tupi deve dar baixa, sendo substituído por outro submarino Scorpene já com modificações inteiramente nacionais,

Celso
Celso
4 anos atrás

Meu comentario acredito estar preso……….sds

camargoer
4 anos atrás

Olá Rafael. Sobre vazamentos, notinhas e outras artimanhas, estou farto. Parei de ler as noticias diárias. Confesso não ser capaz de acompanhar a velocidade das coisas e se incapaz de compreender dado a imensa confusão e jogo de interesses. Estava ficando realmente doente. Comprei um monte de livros e estou lendo. Sobre o Alm. Othon, li algumas entrevistas dele e conversei com pessoas que o conhecem. As coisas simplesmente não combinam. Tem caroço nesse angu.

TEREU
TEREU
4 anos atrás

na internet tem várias fotos de como seria a concepção do SNBR alvaro alberto…uma parecido com classe virginia dos EUA e outro parecido com barracuda da FRANÇA…alguem tem ideia de como seria???

sendo que o parecido no classe virginia…na concepção do desenho, ele possui silos verticais para misseis de cruzeiro…queria a opinião de vcs que concepção de submarino seria melhor para a marinha….

Jorge Knoll
4 anos atrás

Péssima notícia,
A MB vai de mal a pior. E com certeza o novo cronograma não será mais uma vez cumprido, pois o atual almirantado é fraco, e a Marinha merecia melhor direção e sorte.

Carlos Campos
Carlos Campos
4 anos atrás

realmente 2018 ano da morte da Marinha, vai ser Guarda Costeira Brasileira, o Japão que tecnicamente falando não tem Forças Armadas, não pode lutar tem um poder Ofensivo que mete respeito em toda Asia

AL
AL
4 anos atrás

Esse tipo de notícia é digna de um novo blog: Notícias de Defesa da Depressão… 🙁

MO
MO
Reply to  AL
4 anos atrás
Oganza
Oganza
4 anos atrás

Isso se chama retardamento intelectual do Almirantado. Um Estado Maior que não estuda será sempre derrotado. O finado Jarbas Passarinho certa vez disse que depois de fazer TODOS os cursos da Escola Superior de Guerra, o EB nunca tinha estudado e nem ensinado os conceitos de Estabelecimento e Manutenção de Ordem Social, os estudos era para “Além Fronteiras” e só… Isso foi em 1968. Nosso Estado Maior não entende de Gestão dos Ativos e Passivos e muito menos da Gestão de Projetos, dai é querer de mais esperar que eles compreendessem o que é o nosso cenário político. – Eles… Read more »

Ze Abelardo
4 anos atrás

camargoer, Não tem caroço nenhum. Nas palavras da própria defesa do Almirante Othon, ele prestou consultoria a Andrade Gutierrez. Como não havia contrato e ele já era presidente da Eletronuclear, os valores foram pagos a empresas por meio de contratos forjados. Ora, não é possível que uma pessoa que chega ao posto de Almirante faça um contrato verbal de 3 milhões de reais.

Ze Abelardo
4 anos atrás

camargoer disse:“Olá Miguel. Também lamento, mas como manter o cronograma se paralisaram a Odebrecht que tocava a construção do estaleiro?” Quem foi que paralisou a Odebrecht?

Ze Abelardo
4 anos atrás

MO, surpreso vou ficar se o 4o sub for entregue em 2023. Obrigado pelo link.

camargoer
4 anos atrás

Olá Zé. Como disse, não tenho como discutir a partir que a mídia publica. Sobre os Scorpenes, fico pensando se os Tupi aguentariam três ou cinco anos a mais de operação além do programado para cobrir esse alongamento do prazo. Como eles têm passado por um processo de modernização, talvez o atraso na entrega dos S-BR não afete a operacionalidade dos submarinos da MB. O pior seria acontecer com na FAB que ocorreu a retirada dos Mirage sem um substituto disponível no GDA. Talvez com o atraso dos S-BR, os Tupis trabalhem alguns anos a mais. Só isso.

Dalton
4 anos atrás

Carlos Campos… de fato a marinha japonesa ou força marítima de auto defesa do Japão “mete respeito” e pode sim “lutar” se necessário, apenas, não esqueçamos que a US Navy mantém mais de 20 navios PERMANENTEMENTE baseados no Japão incluindo um NAe, fora navios que operam de lá sob rodízio e que fazem frequentes visitas, sem mencionar que as demais forças armadas dos EUA estão presentes lá também. . Não sou contra alianças militares, mas, se existem é porque ou o país não consegue se defender sozinho ou o país encontra-se na linha de fogo ou, as duas coisas !… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

Camargoer, mas suas fontes falaram que ele ainda trabalhava no PROSUB?

Dalton
4 anos atrás

O “Tupi” qua passou recentemente pelo segundo PMG deve durar mais uns 8 anos portanto em 2024 ele poderia ser substituído pelo quarto “Scorpene” resultando em uma força de 8 submarinos. Se um novo lote de 4 submarinos for encomendado em breve será possível substituir os 3 “Tupis” remanescentes e o “Tikuna” mantendo o estaleiro ocupado e sua preciosa mão de obra não apenas construindo novos submarinos como realizando as manutenções e mantendo uma força de 8 submarinos relativamente novos o que é mais do que a marinha brasileira jamais teve…diferente de 3 submarinos modernos e 5 velhos “Guppys” nos… Read more »

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
4 anos atrás

Carlos Campos,

Realmente a Marinha Chinesa tem um “medo tremendo” do Japão!!!!

moises
moises
4 anos atrás

Uma dica, a PF identificou que o apelido do Palocci na Odebretch era italiano. Entenderam no que isso vai dar?

Roberto Santos
Roberto Santos
4 anos atrás

Quando lançar o último Submarino, a tecnologia já estará ultrapassada, o mesmo que o microchip de hoje e as válvulas de ontem….kkkkkkk só mesmo no Brasil

Celso
Celso
4 anos atrás

Em meio a tantos comentarios e onde ate alguns sao mais objetivos qto ao corporativismo do oficialato e aos desmandos da MB q a levaram ao atual estado de falencia, so posso mesmo me surpreender qto a edicao de meu comentario anterior…….sera q o Nunao poderia me explicar o porque…ou sera q nao se pode criticar a MB a luz de tantas e constantes gestoes do tipo arrasa a terra ( ou sera navios rsrs) …….gostaria de uma resposta. Sds _ NOTA DOS EDITORES: NÃO HÁ NENHUM COMENTÁRIO SEU PRESO NO ANTISPAM OU AGUARDANDO LIBERAÇÃO, ASSIM COMO NÃO HÁ COMENTÁRIO… Read more »

Luiz Campos
Luiz Campos
4 anos atrás

Depois de 14 anos de governo corrupto do PT a culpa pelo atraso é de um mês de governo corrupto do PMDB. A verdade é que só temos governos corruptos, o resto é consequência.

Bardini
4 anos atrás

Tem algum planejamento nesse país que é cumprido?
.
Somos uma mentira, um bando de irresponsáveis!
.
Riachuelo em 2018… Conta outra…

camargoer
4 anos atrás

Olá Dalton. Muito bem colocado. Acho que li (faz muito tempo) que o número ideal de submarinos convencionais em uma base fica entre 7 e 9 (3 a 5 nucleares). Vejamos, 01 em uma grande manutenção, 02 em pequenas manutenções (portanto sempre teríamos 03 submarinos indisponíveis), Sobrariam entre 4 e 6 submarinos operacionais. Considerando um ciclo de 30 anos, significa o lançamento de um novo submarino a cada 5 ou 6 anos, o que é uma excelente cadência. Isso daria a oportunidade para pequenas melhorias no projeto original em cada nova unidade.

Lucas Silva
Lucas Silva
4 anos atrás

Não acho que isso seja motivo para tanto alarme. Esse tipo de atraso não é tão incomum assim, ainda mais se tratando de produtos novos fabricados em países sem experiência. No mais, os novos submarinos não são tão urgentes, e mesmo que estivessem entrando em serviço agora (o primeiro), nem sei como operaríamos, tendo em vista que nem a manutenção dos nossos IKLs temos dinheiro para fazer. O programa está atrasado, está lento, mas está andando, com boa parte do pagamento já feito, e apesar dos atrasos, não acredito que seja cancelado. O que preocupa mesmo é o caso das… Read more »

Bardini
4 anos atrás

Lucas Silva 8 de junho de 2016 at 18:05
.
Cada dia de atraso em um projeto demanda uma conta maior a se pagar, e a advinha quem é que paga a conta dessa palhaçada de “está lento, mas está andando” ? é… Os mesmos de sempre.

Lucas Silva
Lucas Silva
4 anos atrás

Bardini

Entendo, mas quem esperava mesmo que o prazo seria seguido a risca? Como disse, isso não é incomum, e até mesmo a Índia, que não tem problema de falta de verbas para a defesa (ao contrário de nós), tem adiado a entrada em serviço de seus Scorpenes, mesmo tendo muito mais tradição na construção naval que o Brasil. Atrasar a construção é uma coisa boa? De forma alguma, mas também não é o fim do mundo e não foge do esperado…

Adriano Luchiari
Adriano Luchiari
4 anos atrás

O Prosub é talvez a maior entubação que o governo do PT deixará de herança. Deveria ser auditado e cancelado. A MB deveria ter mantido a parceria com os alemães e construir novos IKL com AIP, mais baratos e confiáveis que os Scòrpene, e abandonar a loucura do SUBNUC.

Deia Linhares
Deia Linhares
4 anos atrás

Senhores, não seria mais interessante, como a FAB fez recentemente com um KC, uma espécie de terceirização dos meios navais, ocupando tempo ocioso de navios americanos? Claro que sob comando brasileiro, seria muito mais barato e eficiente. Esse modelo atual, de re-inventar a roda, redundâncias, milhares de pessoas em atividades-meio com estabilidade e pensão, como garçons, cozinheiros, pintores, barbeiros e tantos outros que nada tem com a atividade-fim militar, já se mostrou -mais ainda sob governo populista e demagógico- ineficiente e fonte de propina e corrupção. Ver um Almirante preso é demais, para quem é do ramo. Um casarão de… Read more »

André LUis
André LUis
4 anos atrás

Quanto iria custar o projeto dos submarinos Alemães. Eu me lembro vagamente que na época falavam que a proposta dos Alemães ficaria em 1 bilhão de dólares por 4 submarinos convencionais. Para aqueles que dizem que não tem problema ter gasto 10 ou mais bilhões de reais neste projeto e e ter que esperar mais 5 anos para talvez ter o primeiro submarino, tendo que gastar mais outros 20 bilhões de reais, eu digo que parece óbvio que o Brasil foi prejudicado quando comparado ao que poderia ter sido com o projeto mais simples dos Alemães, sem nova Base naval,… Read more »

André LUis
André LUis
4 anos atrás

Ao invés de gastar 1 bilhão de dólares para ter quatro submarinos convencionais alemães, o governo do Brasil escolheu 10 bilhões de dólares para ter 5 submarinos franceses mais um estaleiro e base nova. Agora nós vamos ter que aguardar mais 5 anos e aumentar mais ainda os impostos para termos dinheiro suficiente para tudo que precisamos pagar.

camargoer
4 anos atrás

Olá André. Cuidado com as contas. Você está comparando os valores sem considerar o valor da construção da base e do estaleiro. Não dá para fazer regra de três nesse caso.

camargoer
4 anos atrás

Em uma nota de esclarecimento publicada aqui no PN, a MB menciona que “o custo do estaleiro e da base naval foi atualizado de R$ 4.997,998.215,00 para R$ 7.880.000,00, a preços de 2008″ e que até agosto/2015, o Gov.Federal havia desembolsado pelas obras civis (estaleiro, base naval e a UFEM) feitas pela Odebrecht o valor de R$ 6.145.520.268,46” e que todo o contrato tem sido auditado pelo TCU desde 2009.

camargoer
4 anos atrás

Há um outro documento da MB disponível na web de julho/2014 que menciona um desembolso de R$12,5 bilhões até 2014 e que faltaria outros R$11 bilhões (total de R$23,5 bilhões, ou cerca de US$ 6,7 bilhões para a construção de 4 SBN, da base de submarinos, do estaleiro e da UFEM. Números da MB.

camargoer
4 anos atrás

Aliás, há uma nota da MB de 2009 que menciona que a oferta da Alemanha era para a construção de 2 IKL2014 com propulsão diesel sem nacionalização de nenhum item, não havendo no contrato qualquer valor sobre a manutenção dos submarinos.

camargoer
4 anos atrás

Encontrei um documento da UFSJ que menciona uma proposta de 1 bilhão de euros para a construção de dois IKL2014 e a modernização dos 5 IKL209 em 2007, ou algo como US$ 1,3 bilhão, aproveitando o AMRJ.

camargoer
4 anos atrás

Enfim, o valor unitário dos IKL2014 e dos Scorpenes é da mesma ordem de grandeza. A maior parte dos recursos do ProSub foram para as obras do estaleiro, da base e das instalações industriais.

Airacobra
Airacobra
4 anos atrás

E ainda tem gente que acha que será cumprido esse novo prazo, daqui a alhuns anos veremos um novo adiamento do prazo, como bem sempre falou o Juarez, o tempo é o senhor das verdades, é triste mas é a realidade

Airacobra
Airacobra
4 anos atrás

Ai la pra 2018/20 sair uma nova nota adiando novamente vai aparecer um monte de gente com desculpas novamente, e eu igual a motinha do saudoso desenho carangos e motocas: eu te disse, eu te disse, mas eu te disse!

Airacobra
Airacobra
4 anos atrás

*Sai