Home Indústria Naval Cápsulas de escape de emergência para submarinos

Cápsulas de escape de emergência para submarinos

5644
59
Cápsula de escape do submarino russo Kostroma sendo içada por guindaste

A matéria “O desastre do submarino russo K-278 Komsomolets” repercutiu bastante e alguns leitores pediram mais informações sobre cápsulas de escape de submarinos.

Algumas classes antigas de submarinos russos possuem a cápsula de escape dentro da vela e os novos submarinos que estão sendo construídos também estão recebendo este dispositivo.

A imagem acima mostra a cápsula de escape do submarino russo Kostroma, da classe “Sierra I”, sendo içada por um guindaste. As imagens abaixo mostram o submarino russo Smolensk, da classe “Oscar”, nas instalações do estaleiro Zvezdochka de Severodvinsk. Nelas pode-se ver a vela e a seção que é ocupada pela cápsula de escape de emergência marcada em vermelho.

A cápsula pode ser ocupada e acionada pela tripulação caso o submarino tenha se acidentado até sua profundidade máxima de operação. No caso do Komsomolets, a cápsula resistiu a uma profundidade muito maior, mas lamentavelmente só um tripulante sobreviveu quando ela chegou à superfície.

A parte marcada em vermelho é a seção da vela que contém a cápsula de escape de emergência da tripulação.

Apesar do volume da cápsula parecer pequeno, toda a tripulação do submarino pode ser acomodada e organizada em vários níveis circulares dentro da cápsula, como mostra a ilustração abaixo:

Cápsula de escape do submarino Severodvinsk classe “Yasen” sendo posicionada para teste
Cápsula de escape do submarino Severodvinsk sendo testada no mar

Cápsula de escape dos submarinos indianos classe Type 209/1500

Os submarinos diesel-elétricos de ataque da classe “Shishumar” da Marinha Indiana são muito parecidos com os Type 209/1400 da Marinha do Brasil, mas o deslocamento deles é maior e eles possuem uma cápsula de escape capaz de receber os 40 tripulantes em uma situação de emergência.

A cápsula foi projetada pelo estaleiro alemão Howaldtswerke-Deutsche Werft (HDW) a pedido da Marinha Indiana, porque na época ela não contava com navios de salvamento submarino que pudessem resgatar os tripulantes caso necessário.

Submarino Shishumar Type 209/1500. O retângulo no convés superior à frente da vela marca a parte superior da cápsula de escape
Submarino indiano Type 209/1500 em teste de mar, mostrando a cavidade no casco ocupada pela cápsula de escape
Cápsula de escape de submarino Type 209/1500 indiano destacada e em teste de mar
Funcionários do estaleiro HDW testam a esfera de escape do submarino indiano Type 209/1500
Ilustração da disposição interna dos tripulantes na cápsula de escape do submarino Type 209/1500 indiano

59
Deixe um comentário

avatar
50 Comment threads
9 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
36 Comment authors
ROBINSON CASALLuiz TrindadeLucianoAugustojoão brasil Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jose de Pádua
Visitante
Jose de Pádua

Nunca entendi o pq das “janelas” na vela dos sub russos.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

O porquê é para dar alguma proteção ao pessoal na vela durante a navegação em superfície em regiões de clima muito frio.

Baschera
Visitante
Baschera

As equipes de salvamento do COAA da ARA somente tinham, ou tem, condições de salvamento em profundidade de até 30 metros. Mais uma informação que os comandantes deveriam ter levado em conta ao planejar as missões para o ARA San Juan. A informação é do Infobae.com . TEXTO: Por Alejo Santander – Infobae.com – asantander @ infobae.com Infobae accedió a un documento presentado en febrero que informaba sobre el riesgo de que el buque navegara a la profundidad que lo hacía. Un informe presentado en febrero pasado por el Servicio de Salvamento ante el Comando de Adiestramiento y Alistamiento de… Read more »

Lucas Henrique
Visitante
Lucas Henrique

Matéria bastante interessante e esclarecedora.

José, acredito que as “janelas” na vela dos submarinos russos servem para realizar observações, obviamente.

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Se o ARA estiver a 1050mt como estão dizendo por aí,como ficaria a integridade do casco que foi projetado para 200mt !?!?
Mas acho que não fica mesmo!!!

luiz antonio
Visitante
luiz antonio

Essas capsulas possuem sistema de pressurização independente do submarino? Minha pergunta se justifica para os casos em que algum problema com o sistema de suporte de vida do sub provocasse uma emergência.
Uma outra dúvida refere-se ao fato de no caso da capsula ter sido lançada, como será enviada novamente para o sub e pressurizada para nova retirada de parte da tripulação?
Desculpem-me se as perguntas são idiotas, mas agradeço se alguem esclarecer.

Top Gun Sea
Visitante

Nunão
Os scorpenes e o Subnuc da MB terão está cápsula de fuga?

Top Gun Sea
Visitante

O espaço é bem claustrofóbico mas, o importante é se salvar.

John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

Top Gun, como diz um velho pensador naval SB: “Para quem está se afogando jacaré é Tronco !!!” kkkkkk

A 200 ou 300 m de profundidade não importa embarcar em uma capsula dessas apelidadas de “A Vingança da Sardinha” rs ….

JT8D
Visitante
JT8D

luiz antonio 28 de novembro de 2017 at 20:45
luiz antonio, pelo que entendi toda a tripulação cabe na capsula de uma vez. O texto diz isso no caso do submarino Type 209 da India.
Show de bola essa matéria. Muito obrigado aos editores por nos trazer tanta informação interessante.

Ferreira Junior
Visitante
Ferreira Junior

Os nossos não tem! Deveriam ter.

Audax
Visitante
Audax

Jose de Pádua 28 de novembro de 2017 at 20:09
Nunca entendi o pq das “janelas” na vela dos sub russos.

Nossos Guppy também tinham essas janelas pelo motivo que o Nunão explicou. Sds.

Alex
Visitante
Alex

Cápsulas de salvamento são bem mais antigas que os anos 80 e os soviéticos.

Quem viu 007 O Espião Que Me Amava (1977) , ainda na era Roger Moore, o Atlantis, James Bond e a Major Anya Amasova, sabe do que estou falando. E ainda por cima tinham cama com lençóis de linho, travesseiros de pena de ganso e uma garrafa de champanhe gelada esperando pelos resgatados por ela. 🙂

César A. Ferreira
Visitante
César A. Ferreira

Para aqueles que como eu mostraram-se insatisfeitos com a “não presença” do K-11 “Felinto Perry” no “Mar Argentino”.
Ele está em Mar del Plata e foi filmado por uma emissora de tv da Argentina.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

César, estávamos falando bastante do Felinto Perry ter atracado em Mar del Plata nos comentários desde hoje de manhã, e do desvio da rota do navio para lá desde ontem. Acho que você não reparou.

Top Gun Sea
Visitante

John Paul Jones 28 de novembro de 2017 at 21:04
Top Gun, como diz um velho pensador naval SB: “Para quem está se afogando jacaré é Tronco !!!” kkkkkk

A 200 ou 300 m de profundidade não importa embarcar em uma capsula dessas apelidadas de “A Vingança da Sardinha” rs ….

John Paul Jones
O importante é se salvar, mesmo sem os braços rsrsrs, você tem razão! rsrsrs

Bille
Visitante
Bille

Senhores editores

Saiu uma notícia agora que encontraram o ARA SAN Juan a 70m.

Procede?

https://youtu.be/030yZsSSGcA

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

Bille, essa notícia é do dia 19, dez dias atrás, e foi barrigada do jornal Gaceta Mercantil da Argentina, na qual a Globo e o G1 embarcaram.

Nonato
Visitante
Nonato

Como a cápsula é pequena bem como o próprio submarino, acredito que submarinista não pode ser gordo…

MO
Membro

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

Com certeza Nonato, e é bom que não seja muito alto. Mas a cápsula é tecnologia simples, comprovada. É como míssil, que é só um tubo com explosivo dentro e gps na ponta. Mas aí é uma esfera com gente dentro e uma escotilha na ponta. Os egípcios já faziam milhares de anos atrás pirâmide com faraó dentro e pedra brilhante na ponta, então é tecnologia já dominada. Vinha a cheia do Nilo mas não afundava a pirâmide nem afogava a múmia do faraó. Já era uma cápsula de escape do Egito. Os russos em vez de pirâmide fizeram a… Read more »

MO
Membro

Viu ai Nonato, o Tutankhanmon utilizou teu conceito de missel ser um tubo com um explosivo sem neccessidade de custar milhoes de dinheiros, olha ai Fernandinho, o nonato tinha razão sobre os misseus

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

Que papo é esse de censura, Carlos? Você sozinho tem mais de 1200 comentários publicados só aqui no Poder Naval. Nem me atrevo a checar nos outros dois sites. Só ontem, mais de 25 comentários. Parte deles seguidos na mesma matéria, que nem soluço. Um monte de vídeo seguido. Já xingou comentaristas e editores e tomou suspensão. E deixamos voltar a comentar. E você vem falar de censura? Cara, você reclama de barriga cheia, não deve fazer ideia do que tem de blog que censura comentários por aí, ou que só publica depois que os editores leem um por um… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Almirante Maximiniano rumo a Punta Arenas:

https://www.marinetraffic.com/en/ais/home/shipid:775660/zoom:10

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Aparentemente o Nunão perdeu a paciência hoje.
Não tem como culpá-lo.
Uma ironizada sensacional no Nonato. Afinal, para certos casos, só ironizando mesmo!

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Nunão, aproveitando seu “bom humor”, espero que deixe pra me responder mais tarde, mas ai vai uma pergunta meio besta:

Supondo que um submarino esteja no limite de sua capacidade (cerca de 300 metros) e seja necessário o escape por essa cápsula, como fica a questão da despressurização? Não há risco de algum impacto significativo nessa profundidade ou a cápsula garante isso aos tripulantes?

Pelo “aperto” das imagens, me parece que é meio que “melhor uma doença de descompressão do que afundar com o submarino”. É isso mesmo?

Guizmo
Visitante
Guizmo

Kkkkkk “que nem soluço”…..
Nunão, aproveitando, atualiza a posição do NP Macaranã kkkkkk

JT8D
Visitante
JT8D

Felipe Morais 29 de novembro de 2017 at 1:09
Certamente o Nunão pode responder melhor do que eu, mas me parece que não há nenhum problema de descompressão porque o ambiente da capsula tem pressão semelhante ao do submarino, ou seja, ao sair da capsula na superfície é como estar saindo do submarino. Problema de descompressão ocorre com mergulhadores.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

JT8D, é isso mesmo. A esfera é como se fosse o submarino, isola os ocupantes da pressão externa e mantém internamente, como o submarino, uma pressão o mais próximo possível da atmosfera.

Top Gun Sea
Visitante

Sei que é um baita peso a mais no sub,r reduzindo armamentos e espaços mas, acho totalmente necessário. Evita perdas humanas, custo de resgate…., os Russos, Indianos estão certos em assegurar vidas. Este sistema de segurança não será adotado pela MB? Sabendo que a severidade é alta em qualquer sub seja ele zero ou maís tecnólogico que for!

Dalton
Visitante
Dalton

Sobre “janelas na vela” caso não tenha ficado claro…são para observação apenas quando o
submarino encontra-se na superfície já que o compartimento é alagado quando o submarino
encontra-se debaixo da água.
.
Diferente do meu amado “Seaview” este sim com janelas de observação na proa feitas
de “herculite” capazes de aguentar a pressão de centenas de metros !

_RR_
Visitante
_RR_

Excelente matéria.

Parabéns ao Naval.

Carvalho2008
Visitante
Carvalho2008

O que ocorreria na opinião de voces se esferas metalicas que pudessem simular ecos de snorkel fossem despejadas as milhares por um c-130 em correntes e zonas de passagem de uma hipotetica força naval agressora superior?
.
Esta força agresora não poderia exaurir seus recursos para confirmar se cada uma delas trata-se de um engodo ou de um SSK real?

FMR
Visitante
FMR

Excelente matéria!
Parabéns ao PN.
Há tempos estava procurando informações sobre o assunto.
Muito bom mesmo!

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Com o K-11 fora as missões de nossos submarinos ficam paralisadas até a volta, ou continuam.O Brasil poderia comprar mais um navio de resgate.

Willhorv
Visitante
Willhorv

Acho que deveriam possuir cápsulas, assim como estas, menores possuindo localizadores de emergência, rádio sinalizador, rojão, som de pancadão, sei lá….
Mas o mais importante…um GPS contendo as coordenadas de quando foi lançada…
Assim a região do incidente fica mais delimitada e mais fácil achar o sub!!! Em menor tempo e a tempo de alguma coisa!!!
Não deve ser difícil implantar estas cápsulas de sinalização não!!?? E ainda se me falarem que na superfície está não transmite direito….adotem um sistema que libera um balão na superfície com a antena….
Acho que tecnologia há para dizer….
Estou aqui!!!! Me salvem!!!

Sequim
Visitante
Sequim

Kkk kkkkkkk. Nunão, rindo kilos aqui. Sensacional!

Dalton
Visitante
Dalton

Renato…
.
houve ocasiões em que por motivos de manutenção de rotina o “Felinto Perry” achava-se
indisponível e mesmo assim os submarinos da marinha cumpriram normalmente suas missões
e treinamentos e o mesmo ocorre com submarinos de marinhas que não possuem nenhum
navio especializado para salvamento…nessas horas…se algo der errado e em mais de 100
anos nunca aconteceu, ajuda internacional é o caminho natural.

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Cruz credo, eu morrei na capsula de escape, não gosto de lugares fechados ou muito apertados.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

Fernando, pra quem já está no submarino, a cápsula é só um aperto a mais… um bocado mais.

Quem não suporta certo grau de muvuca não deve se dar bem servindo em qualquer navio de guerra, e em submarino eu acredito que nem passaria em testes psicológicos.

AL
Visitante
AL

Gente, o MO anda tão calmo e com um bom humor que não via fazia anos!!! É muito bom termos vc assim mesmo Marcelão!!!!!!! Abraço.

MO
Membro

oi Al, na verdade estou bem desinteressado, vendo tudo muito “un passant”, as vezes tem um tema ou outro que desperta uma certa curiosidade(rsss), mas fica mais rsumido as nossas conversas internas, mas no modo geral to bem desinteressado, rsss

To mais preucupado em como conseguir “meu” buneu do Wasp

Abs !

“Al

Gente, o MO anda tão calmo e com um bom humor que não via fazia anos!!! É muito bom termos vc assim mesmo Marcelão!!!!!!! Abraço.”

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Trusted Member

Carvalho 2008, a ideia é interessante, mas chuto que deve ser bem difícil a exequibilidade de um engodo de snorkel em suas várias pequenas assinaturas: radar, calor, ruído (nesse caso, do submarino em relação a sonares, pra completar o “pacote” de enganação), além da adaptação de tudo isso pra mais de um tipo de snorkel a simular. Mas a tecnologia em engodos, ao menos lançados de aviões, tem mostrado muito avanço. Nesse caso específico, teria que ser um engodo em múltiplas assinaturas de um artefato (snorkel) que já é feito para ter uma assinatura o mais reduzida possível. Temo que,… Read more »

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Valeu,Dalton obrigado!

Gustavo
Visitante
Gustavo

O Typhoon em especial possui duas cápsulas, uma para cada casco principal de pressão. Aqui vai as imagens capsula e de onde ela é acoplada na embarcação:
——–

Agnelo
Visitante
Agnelo

Boa tarde Nunão
Me dirigi ao Galante, mas não houve resposta.
Com os contatos dos senhores, vcs conseguem saber Q hrs o WASP chega no Rio?
Não é nesse tópico, mas agradeço.
Sds

Nunão
Visitante
Nunão

Boa tarde, Agnelo. Eu não sei e não tenho como perguntar agora, mas um leitor já postou a informação abaixo no tópico do USS Wasp:

“Audax 28 de novembro de 2017 at 12:45
O USS WASP está previsto entrar na boca da Barra às 07:30 do dia 30/11. Vai ser bonito para quem tiver a oportunidade de ver.”

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

Fernando “Nunão” De Martini 29 de novembro de 2017 at 9:51 ” Carvalho 2008, a ideia é interessante, mas chuto que deve ser bem difícil a exequibilidade de um engodo de snorkel em suas várias pequenas assinaturas: radar, calor, ruído (nesse caso, do submarino em relação a sonares, pra completar o “pacote” de enganação)…” . https://player.slideplayer.com/42/11341407/data/images/img12.png . Pois é Nunão, mas é justamente aí que talvez exista uma vantagem…já existem modelos como o AN-SLQ 49 decoy, o qual simula um navio para os sensores atacantes de um missil. . Para um SSK, a area quadrada a simular é infinitamente menor,… Read more »

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Obrigado JT8D e Nunão!

joão brasil
Visitante
joão brasil

suspendam as buscas esse submarino já era.

Augusto
Visitante
Augusto

Porque so a Rússia e a India usam essa capsula, pq outros paises nao usam? Paises inclusive com tradições submarinas como EUA,RN entre outros ? Eu achei estranho isso.

Luciano
Visitante
Luciano

Como nos botes infláveis,elas contam com equipamento de sobrevivência (rações/água/ primeiros socorros) e sinalizadores?

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Ferreira Junior 28 de novembro de 2017 at 21:09
Os nossos não tem! Deveriam ter.

Com o acidente do ARA San Juan esta mais do que na hora da MB instalar essas cápsula de escape heim?!?

Nonato
Visitante
Nonato

Não vi graça nenhuma. A cápsula é muito apertada, isto é fato. Não apenas magro, tem de ser baixo. Não vi graça na zoação quanto à minha teoria de que equipamentos militares custam uma fortuna desnecessariamente… Isto é outro fato. Tipo um caça custar 300 milhões… Um navio um bj… Ou dois bi. Enquanto só para não me alongar russos e chineses fazem algo similar no mínimo pela metade do preço. Nos EUA ou Europa só para fazer um estudo preliminar se vão alguns bilhões… A Coreia do norte, sem dinheiro, constrói mísseis balísticos e armas nucleares… Se o mesmo… Read more »

Nonato
Visitante
Nonato

Sem pé nem cabeça… Sem nexo…

JT8D
Visitante
JT8D

Nonato 29 de novembro de 2017 at 21:12
Não se ofenda Nonato, é que você tem um estilo muito peculiar de escrever, meio telegráfico. Mas Hemingway também escrevia assim e foi um gênio da literatura

Agnelo
Visitante
Agnelo

Nunão 29 de novembro de 2017 at 13:32
Obrigado!
Vou ter q ver do Morro da Urca! Esse horário era dificil, infelizmente!
Sds

ROBINSON CASAL
Visitante

Veja o vídeo com o acidente do submarino K-278 no canal Arte da Guerra: