sábado, maio 15, 2021

Saab Naval

Marinha Peruana começa modernização do BAP Chipana

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

BAP Chipana (SS 34)

Trabalho incluirá corte no casco resistente do submarino

Por Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval

O Presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, preside amanhã (quinta, 14.12) pela manhã a cerimônia de traslado do submarino tipo IKL-209 BAP Chipana (SS-34) das águas do porto de Callao – sede do maior complexo militar naval da Armada peruana – para o pátio de transferência do Arsenal Naval, que acaba de ser ampliado e melhorado a um custo de 115 milhões de dólares.

O trabalho, a cargo da empresa estatal Servicio Industrial de la Marina (SIMA-Peru), se estenderá por dois anos e incluirá o corte do casco resistente do navio, para a substituição de equipamentos eletro-mecânicos, hidráulicos, eletrônicos e ópticos nos sistemas de comando e controle do navio, em seu grupo propulsor, na parte de navegação e no setor dos armamentos.

O Chipana receberá, entre outras novidades, o sistema de combate Kallpa – desenvolvido pela própria SIMA (com assistência SAE) –, o ESM/ELINT modelo Timnex II da empresa israelense Elbit Systems, periscópios Airbus DS Optronics SERO 250, e uma interface que capacitará o submarino a usar qualquer um dos seus oito tubos lança-torpedos de 533 mm para disparar o míssil antinavio SM-39 Exocet.

Operacional a bordo de submarinos em todo o mundo, o sistema ESM/ELINT submarino Timnex é um equipamento avançado de coleta de dados táticos e de inteligência. A tecnologia receptora oferece acurada sensibilidade para detectar, analisar, identificar e neutralizar um espectro completo de emissores sofisticados, em ambientes eletromagnéticos extremamente intensos.

A remodelação do SS-34, que foi comissionado há exatos 35 anos, será feita com a assessoria e a assistência técnica da empresa alemã ThyssenKrupp AG, no âmbito do chamado “Programa dos Submarinos 209/1200 (Classe Angamos)” – e permitirá que o Chipana se mantenha em atividade por mais 15 ou 20 anos (a partir do término da reforma).

Os chefes navais peruanos pretendem modernizar todos os seus quatro submarinos Angamos e, posteriormente, substituir os torpedos filoguiados que eles empregam hoje, dos modelos SST-4 (de 40 anos atrás) e SUT-264.

- Advertisement -

14 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Burgos

Desculpa o palavriado aí !!!
Mas falando abertamente!!!
Só espera-se que não façam c@#$% que fizeram no San Juan.

Joao Moita Jr

“A remodelação do SS-34, que foi comissionado há exatos 35 anos, será feita com a assessoria e a assistência técnica da empresa alemã ThyssenKrupp AG.”
Aqui está a chave para que o mesmo não se repita…

Walfrido Strobel

Burgos, tem certeza que fizeram caca no San Juan?

leonel testa

Subs convensional nao tem vida util em torno de 35 anos ? vao modernizar um com 35 esse vai passar facil dos 50 Que beleza !!!!!!!

AL

Leonel Testa, Taiwan se não me engano, tá fazendo modernização de subs com mais de 50 anos. Não tá fácil pra ninguém, equipamentos militares tenderão a terem vida beeeeem longa daqui pra frente…

Mikhail Bakunin

PPK levantando o Peru

Dalton

Submarinos que são mais modernizados/revitalizados acabam passando mais tempo
indisponíveis e portanto poupados do estressante emergir e imergir e podem mesmo acabar
tendo algum tipo de limitação, mas, se não se tem recursos para adquirir novos submarinos
o jeito é “remendar”.

Gaineth

Walfrido Strobel 13 de dezembro de 2017 at 17:20
Burgos, tem certeza que fizeram caca no San Juan? -A caca foi tão GRANDE que afundou!

pangloss

Mikhail Bakunin 13 de dezembro de 2017 at 21:16
PPK levantando o Peru
—————————-
????!!!!

Walfrido Strobel

Gaineth 14 de dezembro de 2017 at 11:22
Gaineth, não vi o resultado de nenhuma investigação.

Jr

pangloss, acho que ppk são as inicias do atual presidente do Peru, o mesmo que essa semana todo mundo descobriu que recebeu $$$$$$$ da Odebrecht para ser CONSULTOR de diversas obras por aquelas bandas

César A. Ferreira

Deixe-me ver…
Na América Latina as nações capacitadas a cotar o casco, revisar e manutenir submarinos são:
Argentina, Brasil, Chile e Peru…
Não sei se Venezuela e Colômbia exibem tal capacidade, principalmente pelo fato do Caribe, da Armada Bolivariana da Venezuela estar a passar um por um PMG…

Gaineth

Walfrido Strobel 14 de dezembro de 2017 at 16:32
Gaineth 14 de dezembro de 2017 at 11:22
Gaineth, não vi o resultado de nenhuma investigação. Walfrido, e nem vera! Mas os trabalhos que foram feitos no submarino foi uma GRANDE gambiarra. E gambiarra e submarinos não combinam.

Walfrido Strobel

Gaineth, agora entendi, foi só um “achismo” de vcs.
Estão certos, cada um é livre para achar o que quiser.

- Publicidade -

Reportagens especiais

Poder Naval faz ‘Fotex’ do novo UH-15 Super Cougar da MB – parte 2

Passagem baixa do novo UH-15 Super Cougar durante a cerimônia de transferência de comando do CON
- Advertisement -