Home Ciência e Tecnologia Batismo e lançamento do ‘Ciências do Mar II’

Batismo e lançamento do ‘Ciências do Mar II’

3921
15

A Universidade Federal do Rio Grande (FURG) estará, brevemente, recebendo o segundo de quatro navios do tipo Laboratório de Ensino Flutuante.

A embarcação terá a finalidade de aumentar a experiência embarcada de estudantes e a execução de estudos e pesquisas ligadas às Ciências do Mar nas quatro regiões do Brasil.

No dia 15 de Março, ocorreu o batismo e lançamento ao mar do “Ciências do Mar II”: casco 654, possuindo 32m de comprimento. A embarcação foi batizada por Germana Araújo, funcionária do Estaleiro INACE.

DIVULGAÇÃO: INACE

15
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Pedro MeloWalfrido StrobelJorge KnollEdson ParroIvan BC Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luiz Floriano Alves
Visitante
Luiz Floriano Alves

Os navios oceanográficos também dsempenham um papel importante para a Marinha de Guerra. Antes da WWII o barco alemão METEOR, hidrográfico mapeou a costa do Atlantico Sul no primeiro trabalho desta magnitude. Durante a guerra seus submarinos utlizaram essas cartas para mergulhar com conhecimento do relvo submarinio.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

depois da 2 WW muita coisa mudou.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Esses navios tem sua importância mas que é feio ele é.O Brasil tem que investir em ciências,em educação,e dar condições do povo desenvolver.E essas iniciativas são louváveis.

Jorge Knoll
Visitante

Nesta altura do campeonato, quanto mais navios agregarmos a esquadra brasileira, melhor não interessando se é feio ou não, contando sua utilidade.

Luiz Floriano Alves
Visitante
Luiz Floriano Alves

É pode ser muito feio, mas, a julgar por suas linhas de casco, não sofrerá dos problemas náuticos das Inhaúmas. E se a coisa ficar feia botamos uma ponto 50, um lança rojão AC, um Bofors AA portátíl, e está feito um Aviso Oceanico, armado. Durante a WWII fizeram isso com o rebocador “Honório Bicalho”, lá em Rio Grande, que foi armado e recebeu essa classificação.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

como eu disse muita coisa mudou. nao vejo utilidade belica nisso.porem serve para seu proposito cientifico/educacional.

Luiz Floriano Alves
Visitante
Luiz Floriano Alves

Luiz Campos
Concordo plenamente com vc. O cenário de guerra naval mudou muito. A referencia que fiz foi mais de cunho histórico e inserido nos objetivos do blog, acho.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

prezado Luiz, concordo com seu comentario dentro da perspectiva historica.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Parabéns!

Edson Parro
Visitante
Edson Parro

Cadê o MO?
Olha aí o “design” TugSupply/ATHS sendo usado para navios de pesquisa!
Aos poucos MO, aos poucos as coisas vão caminhando.

Walfrido Strobel
Visitante

Este é um navio de pesquisas de uma universidade e vcs já estão querendo armar e mandar para uma guerra?

Pedro Melo
Visitante
Pedro Melo

Aparentemente e pelo histórico da FURG, é um antigo ATUNEIRO apreendido pelo IBAMA/PF que foi doado para a universidade.
Que mais iniciativas como essa surjam e nosso país desenvolva mais pesquisa e menos guerra.

Walfrido Strobel
Visitante

Pedro Melo, sobre qual navio está falando?
Estes “Ciencia do Mar” são novos, construídos pelo estaleiro INACE do Ceará.

Walfrido Strobel
Visitante

Cultura inútil: Eu fiquei curioso querendo saber porque a Universidade Federal do Rio Grande tem a sigla FURG e não UFRG, descobri que foi criada como Fundação Universidade do Rio Grande, por isso a sigla FURG, assim não é confundida com a UFRGS(Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

Walfrido Strobel
Visitante

Um PDF com fotos detalhadas e deficiencias apontadas no primeiro navio.
. http://cienciasdomarbrasil.com.br/upload/arquivos/RELATORIO%20DE%20VISITA%20TECNICA%2004_2017%20(Final).pdf