Home Indústria Naval Argentina comprará quatro OPVs franceses da classe ‘L’Adroit’

Argentina comprará quatro OPVs franceses da classe ‘L’Adroit’

7781
66
OPV L’Adroit, em 27 de novembro de 2011

PARIS – A Argentina decidiu finalizar a aquisição de quatro navios de patrulha offshore da classe “L’Adroit” OPV-90 do Naval Group francês, disse o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, ao jornal argentino La Nación depois de se encontrar com seu homólogo argentino, Jorge Faurie.

A venda havia sido inicialmente acordada enquanto Le Drian era ministro da Defesa na administração francesa anterior, mas foi posteriormente suspensa pelo presidente argentino Mauricio Mori sobre o preço, que ele julgou excessivo.

Reunido com o presidente francês Emmanuel Macron no Fórum Econômico Mundial, Macri pediu uma redução de preço, o que resultou em uma equipe do Naval Group retornando a Buenos Aires para apresentar uma nova oferta, que foi aceita.

“A oferta técnica foi aceita, agora estamos discutindo os métodos de pagamento desses navios”, disse Faurie ao jornal La Nación depois de conhecer Le Drian. “O preço final, que foi decidido depois que o Naval Group viajou para a Argentina, estava muito mais próximo das cotações que o país recebeu dos outros estaleiros”, disse Faurie, referindo-se a dois outros concorrentes para o contrato, um estaleiro chinês e o espanhol Navantia.

“Com evidente satisfação, Le Drian evocou o acordo final alcançado entre Buenos Aires e Paris para a compra”, disse La Nacion, acrescentando que Le Drian afirmou que “o princípio foi aceito e a operação será concluída em breve”.

O acordo cobre quatro navios de patrulha offshore da classe Gowind, incluindo três navios novos e o navio Gowind original, L’Adroit, operado sob um contrato de arrendamento sem custos pela Marinha Francesa para validar o projeto.

Desenvolvidos e financiados pelo Naval Group como um empreendimento privado, os navios da classe Gowind foram comprados pelo Egito (quatro navios) e pela Malásia (seis navios).

Visão em corte do OPV L’Adroit (clicar na imagem para ampliar)

FONTE: Defense-Aerospace.com

Subscribe
Notify of
guest
66 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cbamaral
Cbamaral
2 anos atrás

Só acredito quando estiverem com as cores e a bandeira argentina, e navegando em águas argentinas pós pagamento.

GeneralSofá
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

Somos 2

tomcat3.7
tomcat3.7
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

Somos 3

Marcos
Marcos
Reply to  tomcat3.7
2 anos atrás

4, nem os super etandart usados pagaram…

Tiago Silva
Tiago Silva
Reply to  Marcos
2 anos atrás

Somos 5!

São tantas notícias sobre isso ou aquilo que só vendo para acreditar!

Cronauer
Cronauer
Reply to  tomcat3.7
2 anos atrás

Somos todos campeões, digo, desconfiados!!!!!!!!!!!!!!!!
.
[Somos 6]

Almeida
Almeida
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

+1

Só depois de pagar o último boleto…

Lucas F39
Lucas F39
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

Isso que chamo de “Fake News” Legítima! Hehehe.

Abraham
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

somos 6 amigo

Alan Peter
Alan Peter
Reply to  Abraham
2 anos atrás

Somos 7…arrumar financiamento…..kkkkkkk…..quem vai arriscar com um país quebrado e que vai levar longos e longos anos para recuperar-se do rombo que a esquerda provocou?????

Fábio Mayer
Fábio Mayer
2 anos atrás

Calma, ainda falta definirem o financiamento…

Eduardo von tongel
Reply to  Fábio Mayer
2 anos atrás

Aí vai travar tudo novamente…e nada de navios…

Samuca cobre
2 anos atrás

Será??? Kkkk

Rennany Gomes
Rennany Gomes
2 anos atrás

É um começo, e tinham que começar de algum lugar, agora se fosse aqui o que ia ter de defensor de OPV bombada reclamando de sub-armamento com canhãozinho de 20 mm, boa sorte aos hermanos!

FERNANDO
FERNANDO
2 anos atrás

Hummmmmm, e nós outros????????????

Airacobra
Airacobra
2 anos atrás

“A oferta técnica foi aceita, agora estamos discutindo os métodos de pagamento desses navios”

Isso ai pode fazer alguma coisa dar errado

Eduardo von Tongel
Reply to  Airacobra
2 anos atrás

Daí não comprarão…

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
2 anos atrás

Navios de patrulha da França? Com o Brasil aí do ladinho??? Comeram nosso almoço…

Bavaria Lion
2 anos atrás

Merecido. 😉

Manock
Manock
2 anos atrás

Pelo visto não há rancores pela ajuda da França à Inglaterra na guerra das Malvinas.

Flamenguista
Flamenguista
Reply to  Manock
2 anos atrás

Segundo a lenda, se os franceses nao cooperassem com os ingleses, Margareth Tacher teria usado armas nucleares contra a Argentina….
Particularmente eu nao acredito nessa versao, mas acredito que os ingleses atacariam sim, o territorio continental !!

SRN

Cbamaral
Cbamaral
Reply to  Flamenguista
2 anos atrás

Se os ingleses atacassem o território continental iriam arrastar boa parte da América latina para a guerra, e nessas condições seria um belo tiro no pé.

Flamenguista
Flamenguista
Reply to  Cbamaral
2 anos atrás

Concordo… mas vindo da Dama de Ferro, tudo era possível!

Roberto Medeiros
Roberto Medeiros
Reply to  Flamenguista
2 anos atrás

Na época o Brasil (leia-se presidente Figueiredo) alertou a Inglaterra q se armas nucleares fossem usadas, a America do sul em peso – e aí incluia o Brasil – entraria na guerra, e que não haveria como garantir a integridade de propriedades” empresas e cidadãos britânicos.

Mk48
Mk48
Reply to  Roberto Medeiros
2 anos atrás

Onde você leu sobre esse alerta? Nunca vi nada a respeito disso em nenhuma literatura relacionada à Guerra das Malvinas.

Luiz Fernando Costa Carvalho
Luiz Fernando Costa Carvalho
Reply to  Mk48
2 anos atrás

Saiu na imprensa da época

Alejandro Perez
Alejandro Perez
Reply to  Manock
2 anos atrás

Nunca houve ajuda francesa aos ingleses.

Cronauer
Cronauer
Reply to  Manock
2 anos atrás

Quem não pode fabricar salame não se preocupa com a origem da mortadela…

Thom
Thom
2 anos atrás

Sim é um começo.
Os argentinos minguaram nesses dois governos últimos governos.
Um país que tem capacidade de construir aeronaves, como o Pampa.
(http://www.aereo.jor.br/2017/07/05/fadea-apresenta-primeiro-ia-63-pampa-iii-para-forca-aerea-da-argentina/)

Espero que ao termino dessa década, tenha o minimo, pois o necessário não terão.

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

Agora que os chinas vão ver o que é bom para a tosse. Esses barquinhos vão botar os pesqueiros a correr. But…se os chinas mandam cobertura de 053, aí a coisa esquenta.

Marcos
Marcos
Reply to  Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

Navio de militar escoltando em águas territoriais alheias , será que os China iam mandar um ato de guerra com todas as implicações políticas e comercias que teriam, me dia como exagero, seria uma nova ” guerra da lagosta”…

BMIKE
BMIKE
2 anos atrás

São bons navios, más penso que são pequenos e leves demais para o mar agitado do sul. Sua operação será limitada.

Nunão
Nunão
Reply to  BMIKE
2 anos atrás

BMIKE,

Nessa lógica, as corvetas classe Drummond (classe francesa de avisos D’Estienne d’Orves) que a ARA opera na região com sucesso há 40 anos também seriam pequenas e ainda mais leves e limitadas, já que a L’Adroit tem comprimento, boca e deslocamento maior que as Drummond (o calado, descontando domo de sonar, é semelhante).

Assim, creio que não dá pra dizer, de cara, que seriam pequenas leves e limitadas para as condições argentinas.

BMIKE
BMIKE
Reply to  Nunão
2 anos atrás

Correto NUNÃO, são OPVs e somente isso. Dedicada as missões que foi projetada.

Stenio
Stenio
2 anos atrás

Navios que ninguém quer, os hermanos quiseram. Abraçaram a trolha.

Almeida
Almeida
Reply to  Stenio
2 anos atrás

Ninguém quer? Na própria reportagem diz que já venderam 10 para dois clientes. É cada uma…

Nunão
Nunão
Reply to  Almeida
2 anos atrás

Almeida, acho que ele quis dizer dessa versão específica de OPV da chamada “família” Gowind.

Essa família inclui corvetas de porte bem maior, que foram efetivamente os navios comprados pelos outros países mencionados. Esse porte e configuração bem específicos da L’Adroit ainda estava devendo quanto a vendas.

Stenio
Stenio
Reply to  Nunão
2 anos atrás

Exatamente. Pelo que vi, os classe “L’Adroit” virão pelados e não são preparados para navegar pelos mares do Atlântico Sul.

Bardini
Bardini
Reply to  Stenio
2 anos atrás

Pois é. Deveria vir com ICBMs e ter 11.000 tonelanes, para Patrulhar a ZEE e cumprir obrigações SAR.

Nunão
Nunão
Reply to  Stenio
2 anos atrás

Discordo, Stenio.
O porte, como escrevi mais acima, é similar ao das corvetas classe Drummond que a Argentina opera há 40 anos na região.
E o armamento com o qual vierem, pra dizer se virão peladas ou não, depende unicamente do que a Argentina deseje instalar, não está de forma alguma limitado a metralhadoras de 20mm. Uma opção é também reaproveitar armas de navios que deem baixa (até mesmo da classe Drummond, se for o caso), para economizar.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Stenio
7 meses atrás

Pois não, os perigosos mares do sul, que as opv uk da class river, que patrulham as Falkland há anos e nunca tiveram o minimo problema, aliás barcos de pesca bem mais pequenos por lá andam.

JagderBand44
JagderBand44
2 anos atrás

20 mm é suficiente para afundar pesqueiro chinês.
Torço por eles.

Nilson
Nilson
2 anos atrás

Essa compra é igual quando o governo dá aumento de salário, só acredito na hora que o dinheiro cai na conta…

Nilson
Nilson
Reply to  Nilson
2 anos atrás

Aliás, a forma verbal “comprará” poderia ser alterada, na manchete, por “continua negociando a compra”, pois essa história vem de longa data:

Link de matéria de 2015 que conta a história, desde 2000, das tentativas argentinas de adquirir OPVs:
http://www.naval.com.br/blog/2015/01/07/armada-argentina-tentara-pela-3a-vez-obter-os-seus-navios-patrulha-oceanicos/

Por isso somos tão céticos… Mas pode ser que agora mude, para o bem de todos que compartilhamos o Atlântico Sul.

Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

Bom para eles, que tudo acabe correndo bem. ótimo navio.

RL
RL
2 anos atrás

Também só acredito vendo.

colombelli
colombelli
2 anos atrás

Dica forte: receber adiantado o valor

Bardini
Bardini
2 anos atrás

Esse L’Adroit pra mim, se parecem muito como uma releitura do projeto do HMS Leeds Castle e HMS Dumbarton Castle…

Antunes Neto
Antunes Neto
Reply to  Bardini
2 anos atrás

Gosto do Desenho dessa embarcação. Talvez mais interessante por portar um heli orgânico que as nossas Amazonas.
.
Porém prefiro que comprem logo mais 3 Amazonas do que ficar na ceulema de qual vaso é melhor. Precisamos policiar nossos mares.

Nilson
Nilson
2 anos atrás

Nunão 5 de Abril de 2018 at 14:43
“corvetas classe Drummond (classe francesa de avisos D’Estienne d’Orves) que a ARA opera na região com sucesso há 40 anos”
.
Irresistível relembrar que, conforme relatos, o HMS Splendid (sub nuclear) ficou vigiando as 3 classe Drummond e provavelmente por isso não encontrou o ARA 25 de Mayo, que fazia parte de outra força-tarefa. Isso em 1982…

filipe
filipe
2 anos atrás

Os Argentinos vão comprar 4, e depois vão construir mais 4, eles têm uma industria naval forte.

Mercenário
Mercenário
2 anos atrás

Quando são os OPV’s operados pela MB chovem críticas pela falta do hangar.

No caso da pretensa escolha dos hermanos estou aguardando as críticas pela falta de hangar, sem falar no armamento principal de 20mm…

Bardini
Bardini
Reply to  Mercenário
2 anos atrás

Cara… O L’Adroit tem um Helideck capaz de operar um helicóptero de 10t e um hangar para abrigar um helicóptero de 5t ou UAVs
comment image

Nunão
Nunão
Reply to  Mercenário
2 anos atrás

“No caso da pretensa escolha dos hermanos estou aguardando as críticas pela falta de hangar”

Sério que mesmo com desenho com corte em “raio-x” do navio na matéria você não viu o hangar?

Sem falar que, de quebra, ainda tem uma boa solução para lançar, recolher e abrigar lanchas à ré do convoo. O projeto tem muitos detalhes interessantes, ressalvado o fato do resultado final ser feio que dói.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Nunão
2 anos atrás

Corretos sobre o hangar, Nunão e Bardini.

No celular o tamanho da imagem prejudica e, como efeito, o destaque ficou para o heli de maior porte.

Agradeço pela retificação.

Saudações.

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

But…a julgar pelo corte mostrado, o barco possui hangar e pista para heli médio/pesado. Quanto a arma principal parece mais para 30 mm. que é o mais especificado, no momento. Posição para duas .50 também não faltam. Para OPV, não precisa mais. Radar e bom sistema de comunicação completam o pacote. É tudo que os Argies necessitam agora.

Bardini
Bardini
Reply to  Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

“Quanto a arma principal parece mais para 30 mm”
É uma metralhadora 20 mm modèle F2…
.
Nada impede os argentinos de colocar coisa maior, ou uma Nexter Narwhal, para maior precisão…
.
Fora isso, tem duas metralhadoras de 12,7mm, duas 7,62mm e dois Canhão d’água.
.
O pacote de sensores é muito bom.

Alessandro
Alessandro
2 anos atrás

Daqui a pouco chega a turminha querendo que a Argentina use-os para invadir as Falklands rsrs..

José Luiz
José Luiz
2 anos atrás

Não consigo entender qual a lógica usada para defenderem que um navio deste tipo venha sub armado, digamos com um canhão de 20 mm, com o comentário de que basta para os “pesqueiros chineses”. Pois vejamos os argentinos possuem poucos cascos, salvo engano: 03 corvetas antigas francesas, 06 corvetas tipo Meko 140 e 03 destróieres Meko 360. Desses navios somente o alto comando argentino sabe o que pode ir ao mar. Então o governo compra 04 navios novos, que vão ser bem caros custando com certeza mais de uma centena de milhões de dólares, que serão operados por uma força… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  José Luiz
2 anos atrás

Cara, cai na real antes de falar em “retrocesso absurdo e blablabla”… Esse navio foi projetado, construído, equipado e cedido a Marine Nationale com um propósito: Programa BATSIMAR. Esse programa previa a aquisição de até 20 navios, mas foi postergado e caiu na enrolação… Compare com o concorrente direto, neste programa: https://cmn-group.com/products-and-services/military-vessels/vigilante/vigilante-1400-cl79/ Outro Navio Patrulha. Mesma linha de pensamento. . L´Adroit não é um navio que foi projetado, construído e equipado para a Argentina. A Argentina esta comprando? Pode estar… Já sabemos tudo o que vai vir embarcado no 4 navios? Não. Não sabemos nem se esses navios realmente vão… Read more »

José Luiz
José Luiz
2 anos atrás

Bardini – Retrocesso sim, grande retrocesso para qualquer país que venha a adquirir OPV desarmados. Sou crítico desta ideia na minha opinião descabida de se construir navios militares armados com apenas metralhadoras sob a alegação que são navios policiais. Acredito que aqui é um espaço em que se pode colocar ideias e não vou pensar no quadro porque algum especialista da área coloque os seus argumentos aqui, também deixo claro que não comparo OPV com corvetas, tenho consciência das suas limitações de casco, inerentes a sobrevivência destes etc. Esclarecendo que não se trata de bombar OPV’s enchendo o de sistemas… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  José Luiz
2 anos atrás

José… . mais como curiosidade mesmo, os navios da Guarda Costeira dos EUA também devem ser capazes de reforçar a US Navy em caso de guerra como já fizeram no Iraque, seus navios maiores do porte de fragatas chegaram a ser adicionados a Grupos anfíbios Expedicionários e não raro participam de exercícios e mesmo navios de porte médio são enviados para águas distantes como o Golfo Pérsico por exemplo. . São navios que podem receber armamento adicional como mísseis anti navios, mas, em tempo de paz os grandes e novos navios da classe “Legend” deslocando carregados cerca de 4500 toneladas,por… Read more »

BRAstrong
BRAstrong
2 anos atrás

Só acredito o dia que o verbo for conjugado como “COMPROU” ! Querer eu quero uma Lamborguini, mas tenho que me contentar com algo beeem mais humilde, kkkk

Marco Figueiredo
Marco Figueiredo
2 anos atrás

Tem um link aqui sobre o radar terma scanter 4102 desse OPV que e interessante:

https://youtu.be/fUUmxLVbo80

Alexandre Esteves
Alexandre Esteves
2 anos atrás

Somos 7.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Dependendo do preço e condições, bom negócio para a Armada Argie.