Home Marinhas de Guerra Royal Navy pode desativar duas fragatas Type 23 mais cedo

Royal Navy pode desativar duas fragatas Type 23 mais cedo

15863
92
Fragata Type 23 HMS Lancaster
HMS Lancaster, fragata Type 23

O jornal britânico The Sunday Times noticiou citando “fontes de defesa” que a Royal Navy está preparada para mais uma rodada de cortes.

Ele informou que os navios de assalto anfíbio baseados em Devonport, o HMS Albion e o HMS Bulwark, foram salvos depois de uma campanha dos deputados de Plymouth, mas que pelo menos duas fragatas do Type 23 terão que ser cortadas.

Luke Pollard, deputado trabalhista de Sutton e Devonport, disse: “Precisamos estar cientes de que existem lacunas de capacidade em nossas forças armadas. Podemos lidar se houver um plano para cobrir isso.

Ele acrescentou: “Ainda estamos no mesmo lugar em que estávamos há meses, nos cortes dos Royal Marines e dos navios anfíbios.

“Isso é ainda mais especulação sobre os cortes. Como o governo não consegue chegar a um acordo sobre quanto gastar em defesa, levou essas decisões para adiante, e isso continua a desgastar a confiança.

Sea King Mk7
Sea King Mk7

Desativação dos helicópteros Sea King Mk7

Cortes de defesa podem deixar os navios de guerra britânicos vulneráveis ​​a mísseis, segundo especialistas militares.

Eles alegam que, com a retirada dos helicópteros Sea King Mk7 da Marinha Real Britânica, que têm radar de alerta antecipado, a Marinha Real poderia estar voltando aos erros dos anos 80.

Durante a Guerra das Malvinas de 1982, os navios de guerra britânicos ficaram vulneráveis ​​aos mísseis argentinos Exocet devido à falta de capacidade de vigilância. Vinte marinheiros morreram e 26 ficaram feridos quando o destróier HMS Sheffield foi atingido por um Exocet.

O Crowsnest, um sistema de radar de substituição, não estará operacional por mais 18 meses. O MoD já gastou mais de 17 anos e cerca de 40 milhões de libras no projeto.

Merlin Crowsnest
Merlin Crowsnest

Espera-se que os mísseis Harpoon montados em navios sejam cortados em 2023 sem que seja tomada uma decisão sobre a substituição.

Nigel “Sharkey” Ward, um ex-piloto do Sea Harrier que liderou o 801 Naval Air Squadron durante a Guerra das Malvinas, disse ao The Sunday Times: “Não estamos preparados para o que estamos enfrentando no mar e é uma tragédia”.

Iain Ballantyne, editor da revista Warships International Fleet Review, de Plymouth, disse: “Eles estão criando uma marinha que, em qualquer ambiente de alta ameaça, terá muitas vulnerabilidades e lacunas”.

No entanto, um porta-voz do Ministério da Defesa disse que o Crowsnest estaria agora em serviço a partir de 2020, antes do planejado anteriormente, e antes que o novo porta-aviões Queen Elizabeth atinja a capacidade operacional inicial. Onde necessário, a lacuna poderia ser “mitigada” pelos Merlin Mk2, Wildcat, E-3D Sentry e os destróieres Type 45.

O The Sunday Times também afirmou que a Marinha está enfrentando um déficit de 1.330 militares em mão de obra, agravada pela necessidade de tripular os novos porta-aviões.

Observar no gráfico abaixo (clicar na imagem para ampliar) o cronograma de entrada em serviço das novas fragatas Type 26/Type 31 e de desativação das Type 23.

 

HMS Lancaster, Type 23
HMS Lancaster, Type 23

92
Deixe um comentário

avatar
49 Comment threads
43 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
67 Comment authors
James MarshallGustavoMercenárioGlasquis7india-mike Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ozawa
Visitante
Ozawa

O Alto Comando da MB deve ter ido recentemente numa cruzada de fé e milagres navais . . .

AL
Visitante
AL

Bravo Ozawa!!!! Seus comentários são sempre sensacionais!!!

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Devem ter apelado para todas as religiões… incrível…

Alexandre
Visitante

Os chineses ofereceram a type54 nova a um custo de aproximadamente 350 milhões de dólares pq o Brasil pelo menos estuda a proposta.

Bosco
Visitante
Bosco

Porque os marinheiros brasileiros não vão entender aquelas “letrinhas” chinesas.

Eduardo von Tongel
Visitante
Eduardo von Tongel

Bosco, pra isso existem tradutores. Aliás, se novas já compra traduzida.

ALEXANDRE
Visitante

Melhor pegar os destroyers novos com o Japao

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Até pq cada destroyer japonês novo custa a mesma coisa que uma Type-23 usada…

USS Montana
Visitante
USS Montana

”Glóóória à Deussssss!!” hehehe

Mk48
Visitante
Mk48

É isso aí. Na falta de conhecimento técnico vamos de rimas e trocadilhos sem graça. Impressionante.

USS Montana
Visitante
USS Montana

Quer mais lenços?

Souto.
Visitante
Souto.

XO amigo o senhor pode nos dizer se essas fragatas caso disponiveis
para venda podem vir para o Brasil?

XO
Visitante
XO

Poder até que pode… mas tem de ver muita coisa antes de bater o martelo… veja o processo de aquisição do Bahia e Atlântico… tome-os como exemplo… abraço…

Mk48
Visitante
Mk48

Podem sim, conforme disse o XO, porém há de se ter cuidado para que não venham as duas primeiras da classe, que são justamente as que não foram contempladas com o upgrade na motorização, ou seja , são as que estão mais detonadas.

Lucas Schmitt
Visitante

Fura o olho do Chile e compra as duas correndo, pra ontem. Não importa se não recebeu modernização, não temos margem de tempo pra nada.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Caramba já pega e traz junto com o Wave e já fecha às OHP’s com titio Sam .rs

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Embrulha e entrega para a MB, Assis poucos vamos virando a Royal MB.

AL
Visitante
AL

Tinha de ter botão de curtir aqui! Sensacional seu comentário!

Claudio Moreno
Visitante
Claudio Moreno

Opa fecha um pacote USNAVY e ROYAL, sem os Sea King no lugar que venha dois navios tanques para a esquadra.
CM

Burgos
Visitante
Burgos

Vixi !!!
É muita empolgação !!!
Cuidado senhores !!!
Excesso de “vibração” mata o combatente !!!
Brincadeirinha !!!
Kkkkkkkkkkkk
Particularmente entre a OHP e Type 23 suspiro mais a 2ª opção mas aí precisaríamos pelo menos de mais 2.
Acredito que a MB vai “padronizar” seus Escoltas.
O que seria o mais correto !!!

Burgos
Visitante
Burgos

Essa droga de corretor ortográfico !!!
Kkkkkkk
Onde se lê Suspiro !!!
Leia-se indico !!!

pm
Visitante
pm

Esse negocio de comprar fragata velha é mais ou menos assim: – Seu vizinho tem um Gol 1.0 2003, 240mil Km rodados. Ele jura que o caro está em otimo estado apesar da pintura queimada, alguns amassados e aqueles bancos ralados. Ele te pede R$9mil mas vc sabe que ele vai te dar umas despesas (pneus novos, revisao, etc). Coloca ai mais uns R$2mil para deixar o carro em ordem e pode usar ele mais uns dois anos. Alem disso, carro velho sempre te dá mais manutençao e te deixa na mao de vez em quando. – Vc vai numa… Read more »

Fabio
Visitante
Fabio

As Type 23 são mais interessante que as Oliver Perry, mas o melhor ter 3 fragatas novas do que 8 quarentonas, três novas fazem com sobra o serviço de 8 ! Eu acredito que com uma pressão do ministério da Defesa o BNDES pode financiar a construção de novos meios a MB.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Vamos de type 23 é largue essa ideía de ohp, daremos um folego não sei se posso chamar assim pelo menos um respirada legal.

Cleber
Visitante
Cleber

Débito ou crédito ?

BILL27
Visitante
BILL27

o brasil nao tem saldo nas duas opções q vc mencionou rs

Airacobra
Visitante
Airacobra

FMS têm credito sim hein

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Os Ingleses possuem a modalidade FMS para a venda de seus equipamentos militares?

XO
Visitante
XO

Não, Gonçalo, o programa funciona nos EUA apenas… abraço…

MK48
Visitante
MK48

Não.

XO
Visitante
XO

Aira, para cada aquisição no FMS é aberto um “case” específico… e para abrir, tem de colocar dindin… ainda existem “depósitos” regulares a serem feitos no dito case… funciona como uma cinta em banco… a cada pedido de fornecimento ou reparo, o saldo é debitado… braço…

Juscelino S. Noronha.
Visitante
Juscelino S. Noronha.

E agora MB? Destroyer Classe Asahi (Japão), Fragatas Classe Oliver Hazard Perry (USA), ou Fragatas Type 23 (Reino Unido)? A MB tem que pensar em preencher pra ontem as lacunas de “novas” escoltas pra a esquadra e analisar também a vida útil de tais aquisições. Que venha o melhor “pra ontem”.

Cristiano
Visitante
Cristiano

Olha a classe asahi seria ótima mais o preço salgados

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Nossa essa é a notícia que todos esperavam 😀 , manda por a placa de reservado agora!

Já era, são nossas hahahaha.

*P.S: Mandar vir full, com Artisan, Sea Ceptor, Harpoon (ou trocamos por Exocet) e o que mais puder.

Karl Bonfim
Visitante
Karl Bonfim

“Ozawa 25 de setembro de 2018 at 16:38 O Alto Comando da MB deve ter ido recentemente numa cruzada de fé e milagres navais . . .”
Brilhante observação!!!

Luiz Floriano Alves
Visitante

As corvetinhas não vão assustar ninguém. Temos que ter um minimo de escoltas com capacidade AAW e ASW. Umas oito OHP mais umas quatro T. 23 fica de bom tamanho. Menos do que isso é renunciar ao nosso mar e abrir a nossa Zona Econômica, ou Amazônia azul, para quem quiser e puder se instalar, que não será incomodado.

willhorv
Visitante
willhorv

Ããhhhh!
Quando virão para o Brasil?
Já deram os nomes ou iniciaram o bolão de quais serão?
Eu aposto em “Esperança” e “Baita Sorte”.
A pergunta é…vai agregar ao que temos em operação (disponíveis) ou aposentarão algumas delas?
No fim…quantas restarão?

Juarez
Visitante
Juarez

Prezado Ozawa, o problema é que o pai de santo chileno parece ser um Exu tranca rua, aí vai ser complicado…..

Ozawa
Visitante
Ozawa

“Calce as suas luvas brancas, segure bem firme as fotos das Type 23 que você anseia para sua Esquadra e levante um copo com a água do mar da Baía de Guanabara repetindo comigo: Eu declaro – agora – que duas Type 23 – serão desativadas muito em breve – sendo doadas à MB – em nome da Rainha! Agora beba dessa água do mar e não cuspa!” Fontes, que preferem o anonimato, garantem que o Alto Comando da MB participou de uma reunião de fé e milagres navais em que foram ditas essas palavras confessionais. Então, prezado Juarez, o… Read more »

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

“Calce as suas luvas brancas, segure bem firme as fotos das Type 23 que você anseia para sua Esquadra e levante um copo com a água do mar da Baía de Guanabara repetindo comigo: Eu declaro – agora – que duas Type 23 – serão desativadas muito em breve – sendo doadas à MB – em nome da Rainha! Agora beba dessa água do mar e não cuspa!”

Desculpe o linguajar, mas quase engasguei de tanto rir quando lí isso.

Glasquis7
Visitante

O Problema está em que a ARCh já fe até a inspeção dessas fragatas.

Gustavo
Visitante

Claramente essa relato não passa de uma mentira já que se os participantes tivessem bebido mesmo dessa água nenhum teria sobrevivido pra contar a história! haha

Overandout
Visitante
Overandout

Manda vir, eu pago o uber da ida da equipe ao Galeão

Tobias
Visitante
Tobias

Bom, não sei como funciona o pagode…mas li ontem que estariam cortando a grana para os submarinos….agora teríamos grana para comprar essas fragatas?

Vovozao
Visitante
Vovozao

Terça-feira, 25/09, vejo da seguinte maneira RN não quer ficar mal com ninguém, então fará Wave, vai para o Brasil. Fragatas para o Chile, fica de boa com os dois compradores deles, acho.uma ótima para a MB as Perry, iríamos ter um frota padronizada, peças disponíveis, por 15 anos seriam úteis, e a MB, poderia usar argumento que elas teriam vida curta e continuar construindo as corvetas.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Manda as 2 type 23, canabaliza uma e bota a outra ativa, faz o mesmo com as OPH, pega 4, canabaliza 1-2 e fica 2-3 em operação.
De praxe compra tbm os Lê Fayette que os franceses querem desativar.
Os Italianos irão desativar uns OPV nos próximos anos tbm, navios com cerca de 20 anos de uso e de classes que concorreram no PROSUPER.

ALDO GHISOLFI
Visitante

Juscelino S. Noronha, boa noite.
Penso que devemos nos focar nas 2 Type 23, sempre de olho em mais duas.
Esse negócio de construirmos as fragatas novas por aqui não dá certo, rapidamente teremos as verbas contingenciadas e tudo pára, como está correndo sério risco o ProSub.
Torço pelas inglesas!

Paulo Guerreiro
Visitante
Paulo Guerreiro

Nao tem jeito, a Marinha do brasil precisa de fragatas mas também precisamos de um navio anfíbio classe Albion e de um navio apoio classe Wave

Mas, fico imaginando um pacotao completo entre a Royal Navy – Royal MB esses deputados ingleses ficam dificultando tudo kkk

Washington Menezes
Visitante

Vai querer CPF na nota?

José Luiz
Visitante
José Luiz

José Luiz 25 de setembro de 2018 at 20:22
off topic: Para quem puder, oportunidade de ver o tiro ao vivo de artilharia antiaérea do Exército, amanhã na Praia Grande, litoral de São Paulo às 10h00. Dá para ver da faixa da areia.

http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/exercito-realiza-disparos-reais-com-canhoes-e-metralhadoras-em-praia-grande/?cHash=15c9d0678d47ac05991ba28c325da319

Vovozao
Visitante
Vovozao

Terça-feira, 25/09, coincidência ou não a coisa de mais ou menos 1 mês, o secretário de defesa Americano esteve no Brasil em reuniões com MD, MB, e, logo depois surgem 10 perry’,s disponíveis, e ou não é coincidência, alguém pode responder.

Dalton
Visitante
Dalton

Respondi na outra matéria onde você também perguntou…então… repetindo…as fragatas foram disponibilizadas quando foram descomissionadas…entre 2013 e 2015, portanto não há nenhuma relação com a visita do “secretário de defesa”…e logo logo…essas 10 entrarão também na lista de navios a serem afundados ou desmantelados…a melhor ocasião para adquiri-las já passou.

cipinha
Visitante
cipinha

O Brasil precisa analisar muito bem essa questão das escoltas no mercado de usados, até porque essas embarcações em algum nível precisará de modernização e talvez até troca de armamento, já que alguns estão sendo descontinuados. Talvez de tudo que existe o melhor seja tentar modernizar nossas velhas Niterói que devem está bem menos rodadas que essas fragatas, o problema está na turbina Olympus.

José Luiz
Visitante
José Luiz

Encontra-se em curso um fornecimento de sistemas de armas por parte dos EUA ao Brasil, pode ser acompanhado no Poder Terrestre. Creio que dentro desta perspectiva as OHP vem sim, mas são navios bem desatualizados infelizmente, no entanto na possibilidade do zero, são opções viáveis. Resta saber o que virá operacional com elas. Quando o Brasil comprou as classe Garcia, que vieram a ser denominadas aqui de contratorpedeiros classe Pará, não tinha internet e não havia muita forma de se atualizar, então eu nem sabia que a Marinha tinha comprado, tomei um susto quando as vi atracar no porto, nem… Read more »

Gerson Carvalho
Visitante
Gerson Carvalho

Bons e Velhos tempos dos classe Pará D27(Ex-Classe Garcia) Fortes e imponentes, tempos em que busquei-as, e naveguei por anos em nossos mares de Norte a Sul! Naqueles bons tempos, tínhamos uma Frota de tamanho descente!

O vídeo abaixo mostra diversas fainas abordo!

Juarez
Visitante
Juarez

Vovozao 25 de setembro de 2018 at 20:33

Terça-feira, 25/09, coincidência ou não a coisa de mais ou menos 1 mês, o secretário de defesa Americano esteve no Brasil em reuniões com MD, MB, e, logo depois surgem 10 perry’,s disponíveis, e ou não é coincidência, alguém pode responder.

Não, não, é, apenas aguardam se no primeiro domingo de outubro uma
Flying Fortress fará um rasante sobre o planalto central.

Guizmo
Visitante
Guizmo

Versão J?

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Desconheço a existência da versão ‘J’ do B-17 O.o

Guizmo
Visitante
Guizmo

Ja ja vc vai descobrir

cipinha
Visitante
cipinha

Parece que duas fragatas classe Adelaide estão disponíveis, dependendo do estrado… A modernização de uma possível OHP adquirida dos EUA deveria levar em consideração o que foi feito pelos australianos.

RONEI MEDEIROS MIRANDA
Visitante

Pega logo essas OHP, na mais detonada faz engenharia reversa e faz que nem os Chineses e manda fazer a toque de fábrica nos estaleiros que estão fechando aqui no Brasil. Quanto ao armamento coloca o que tem aqui e quando tiver oportunidade compra ás Type 23.

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

Não se preocupem, nosso próximo presidente irá valorizar nossas Forças Armadas e disponibilizar mais verbas para as mesmas, tá ok?

Guilherme santos
Visitante
Guilherme santos

Quem ? kkkkkkkk o Senhor da proposta mais vaga às forças armadas ?

Juscelino S. Noronha.
Visitante
Juscelino S. Noronha.

KKKKK concordo plenamente, logo logo as verbas cortadas do Prosub fomentaram novamente o programa e no “tocante” o aparelhamento de nossas forças voltará com força total!! “Tá ok?” rs.

Cinturão de Orion
Visitante
Cinturão de Orion

Com certeza.

Anderson Rodrigues
Visitante
Anderson Rodrigues

Deus é Brasileiro!!!

Mario Heredia
Visitante
Mario Heredia

Deus é brasileiro e o Papa é argentino. Olha a bosta que está lá.

Mario Heredia
Visitante
Mario Heredia

Deus não costuma mandar mandar anjos descerem para resolver problemas de reaparelhamento.

Delfim
Visitante
Delfim

Parece aquela estória, quando alguém quer comprar ou vender aparecem ofertas pelos 4 cantos.
Ou seja, a MB deve estar emitindo sinais de interesse mundo afora.

logan
Visitante
logan

O Ministro de Estado das Forças Armadas já estava no Chile {https://twitter.com/ukinchile/status/1001173629130985472} e neste ano eles vão levar um tipo23 para a Exponaval para Valparaíso, o Chile já tem contratos com o Reino Unido para a logística dessa classe de fragatas e seus novos mísseis

Eles não são bons presságios.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Pode é uma coisa …..

Aconteceu é outra ….

Os Britanicos são muito gratos aos Chilenos, que bom.

USS Montana
Visitante
USS Montana

Pergunto aos demais:

Seria bom a MB adquirir umas 4 OHP e essas duas T 23 pra desativar 3 Niteróis e as 2 Greenhalghs?

Rodrigo
Visitante

Baita Navio de Guerra !!! seria muito bom, melhor que as OHP na minha opinião acho mais negócio, no entanto como não é certeza vamos aguardar e torcer.

Luiz Floriano Alves
Visitante

Essas T. 23 serão disponibilizadas sem os armamentos e sem os eletrônicos. Sua Majestade está economizando para pagar o Brexit e vai reaproveitar as armas em barcos novos. Para fazer caixa venderão até o que está em boas condições de operação. Mas se não mostrarmos influencia e dar aos britânicos alguma verba agora o negócio não sai e pode cair nas mãos do Chile que está de olho nesses barcos e tem forte influência na Inglaterra desde a guerra das Malvinas .

Lucas Schmitt
Visitante

Temos os armamentos e eletrônicos das Niteróis.

logan
Visitante
logan

A Marinha do Brasil deveria pedir o Harpoon RGM-84 ou pagar pela integração de outro míssil àquele eventual Tipo 23. Os britânicos, quando venderam essas fragatas para o Chile, desmantelaram toda a suíte de guerra eletrônica, além de outras coisas. Eles nunca os venderão com tudo operativo.

Fabiano
Visitante
Fabiano

Fiz uma pesquisa por fotos recentes das Type 23, a única das 13 que não achei fotos recentes portando o Artisan foi a HMS Portland F79. OS upgrades pelo que apurei foram acontecendo aos poucos: 1º Fase, grupo motor com nova hélice para melhorar o desempenho/consulmo, DS-30 remotas, atualização do Sea Wolf e atualização do Mk8. 2º Fase, Sonar 2087 (Não instalado nas HMS Montrose, Monmouth, Iron Duke, Lancaster e Argyll) 3ª Fase, Artisan como acima, só não achei imagens do Portland com ele. 4ª Fase, CAAM. Aqui não sei exatamente quais já receberam o sistema. Não consegui achar nada… Read more »

logan
Visitante
logan

Iron Duke – Monmouth – Somerset – Sutherland não possui mísseis CAMM. As 5 fragatas mais antigas não têm Sonar 2087. Todas as fragatas têm o novo radar 3D Artisan … algumas estão em reequipamento para isso.

Fabiano
Visitante
Fabiano

Um lance q me deixa muito confuso em relação ao Sea Ceptor nas Type 23, é em relação ao Lançador.

Nas imagens de testes, aparece os lançadores do Sea Wolf adaptados para o novo sistema, já em alguns site fala-se em um novo lançador, mas não vi nenhuma imagem desse nos navios que teoricamente já receberam o sistema.

Alguém sabe mais a respeito?

Marcelo Danton
Visitante
Marcelo Danton

Senhores! Como já tinha alertado quando da vinda do Atlântico “aguardem que vão vir mais surpresas” …. Tudo tem haver com o pré sal, com SNBR, fronteira petrolífera maritima mais competitiva do mundo.
É a geopolítica funcionando. Será que vão rifar o SNBR?! Em troca receberiam vasto equipamentos de oportunidades preferencialmente?
Aguardemos!
EU QUERO O SNBR e VLS!

Kemen
Visitante
Kemen

Está furado… Sea Wolf ? Duas fragatas em 2023 com Sea Wolf… As nossas corvetas terão maior capacidade de proteção aérea que essas duas Duke que possivelmente só estejam disponiveis em 2023!
A Marinha tem que ter verba liberada para novas, digo novissimas fragatas isso sim.

Charly Diego
Visitante
Charly Diego

Olha, sempre gostei de ler os comentários do Ozawa, mas hoje ele se superou. Brilhante. Que venha qualquer coisa que se possa operar de modo descente por um preço adequado, por um período descente.

india-mike
Visitante
india-mike

@Fabiano e outros que perguntam sobre o status das Type 23 (info de julho/18):
https://twitter.com/navylookout/status/1014168598766673920

todas já receberam o Artisan. o atual programa de revitalização se chama LIFEX e inclui além do Sea Ceptor novos geradores diesel – mais sobre este programa: https://www.savetheroyalnavy.org/new-engines-for-the-royal-navys-type-23-frigates/

Kemen
Visitante
Kemen

O upgrade completo vai até 2024, não acredito que as 2 Duke que serão dadas de baixa da RN estejam com o upgrade completado, não seria lógico quando se fala agora em 2019 da possivel retirada das Duke, sem considerar que apesar da pontualidade britanica, no pais da rainha também ocorrem atrasos. Acho que as 2 Duke liberadas teriam Sea Wolf, entretanto nada impede que se alguma marinha se interessar se garanta com o upgrade antes ou depois da compra, dai se a nossa Marinha as comprasse teria junto com as corvetas como foi divulgado anteriormente como padrão de misseis… Read more »

india-mike
Visitante
india-mike

Exato, se a RN liberar alguma Type 23 agora serão as mais antigas entre as não modernizadas no LIFEX, provavelmente a Iron Duke e Monmouth.

No entanto, eu não acredito que a MB iria investir na modernização desses meios para o Sea Ceptor e elas provavelmente viriam como estão. A única chance que eu viria dessas naves virem modernizadas seriam num pacotão caso a BAE vencesse a concorrência das CCT…

Juarez
Visitante
Juarez

india-mike 26 de setembro de 2018 at 17:17

@Fabiano e outros que perguntam sobre o status das Type 23 (info de julho/18):
https://twitter.com/navylookout/status/1014168598766673920

todas já receberam o Artisan. o atual programa de revitalização se chama LIFEX e inclui além do Sea Ceptor novos geradores diesel – mais sobre este programa: https://www.savetheroyalnavy.org/new-engines-for-the-royal-navys-type-23-frigates/

E que ser]ao todos retirados, juntos com os CAAM para reequipar as T 31 e T 26.

india-mike
Visitante
india-mike

Depende Juarez… uma das coisas que se especula no RU é que a retirada precoce de 2 Type 23 abra precedente para que sejam construídas apenas 11 substitutas para elas (entre Type 26 e 31e). Com isso os sistemas dessas 2 naves seriam considerados excedentes e poderiam ser vendidos com elas. Na hora de planejar os substitutos, ninguém lembra por exemplo das Type 23 vendidas para o Chile e só se pensa em substituir as 13 unidades atualmente em serviço. Teme-se agora no RU que o mesmo aconteça caso essas duas unidades sejam vendidas, reduzindo o pedido total de novas… Read more »

Mercenário
Visitante
Mercenário

India-mike,

Salvo engano, a RN adquiriu 3 pacotes de armamentos e sensores extra, para evitar problemas na retirada e reinstalação desses componentes durante a transição das T23 para as T26.

No momento não reencontrei a fonte desta informação. De qualquer forma, segue notícia dando conta da aquisição de 3 novos sonares 2087, fornecendo uma ideia do planejamento que eles estão adotando.

https://www.thalesgroup.com/en/united-kingdom/press-release/royal-navys-latest-warships-be-equipped-thales-anti-submarine-warfare

Kemen
Visitante
Kemen

A primeira fragata a ter o upgrade completado foi a HMS Westminster e teve o seu retorno operacional, após os necessarios testes, com os novos sistemas na primavera de 2017, faltariam mais 12 fragatas que devem ter o upgrade terminado em 2024.
https://navaltoday.com/2016/10/04/hms-westminster-first-type-23-frigate-to-complete-life-extension-upgrade/

“HMS Westminster will now undergo a series of harbor-based and sea trials ahead of an anticipated return to service in spring 2017.”

Juarez
Visitante
Juarez

Prezado India Mike, tudo isto eu compreendo, mas tudo que tu citou de forma muito pontual, como diria um ex comandante meu:
“Está no ministério do ar”, ou seja por enquanto trata-se de vontade, pensamento ou ideia, quando e se virar realidade voltamos a analisar.
Se, e tão somente se, nós voltarmos ao passado, quando da transferência das T 22 Batch 1 a MB, as ditas foram literalmente desdentadas pelo RN.

James Marshall
Visitante
James Marshall

Duas Type 23 e duas OHP, só pra dar um respiro à Marinha.