Home Indústria de Defesa DSME vai construir navio de resgate submarino ASR-II para a Marinha sul-coreana...

DSME vai construir navio de resgate submarino ASR-II para a Marinha sul-coreana por US$ 400 milhões

8070
27

A construtora naval sul-coreana Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) recebeu um contrato de 444 bilhões de won (aproximadamente US$ 400 milhões) para construir uma nova embarcação de resgate submarino para a Marinha da República da Coreia (ROK Navy).

O contrato detalhado de projeto e construção ocorre 12 meses depois que a Administração do Programa de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul (DAPA) anunciou que a fase de projeto do navio de 5.200 toneladas havia sido concluída.

O projeto de desenvolvimento de um novo navio de resgate submarino, denominado ASR-II, foi iniciado em novembro de 2015, juntamente com a construtora naval sul-coreana Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME).

A Marinha sul-coreana já opera um navio de resgate submarino menor, de 3.200 toneladas, ROKS Cheonghaejin, que foi comissionado em 1995.

De acordo com a DAPA, a ASR-II será um navio mais potente capaz de resgatar submarinistas de até 500 metros de profundidade. Um veículo operado remotamente embarcado poderá descer até 1.000 metros abaixo da superfície. Comparado ao ROKS Cheonghaejin, que só pode operar com ondas abaixo de 2 metros de altura, o ASR-II tolerará condições de mar mais adversas.

De acordo com um comunicado da DAPA de 2017, o novo navio terá um poço central através do qual embarcações de salvamento em águas profundas serão desdobradas. O poço central permite um escopo mais amplo de operações de suporte submarino, além de permitir que a ROK Navy realize a exploração submarina. O Cheonghaejin conta com um A-Frame para desdobrar DSRVs.

A DSME espera concluir todo o trabalho no novo navio e entregá-lo à marinha até 2022.

27
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
12 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
MigBarSanHermesCarlos SinésioFoxtrotKemen Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wellington
Visitante
Wellington

A Marinha podia comprar um desses!

EricWolff
Visitante
EricWolff

O usado, de 1995, né!?

Wellington
Visitante
Wellington

Visando os futuros novos submarinos que terá capacidade maior de submergir.
Alguém pode me dizer se a nossa Marinha tem navio com função semelhante?
Pode aproveitar o casco de uma corveta ou fragata que será desativada e reconstruir para essa finalidade?
Desde já agradeço quem me responder.

Vitor Banaszewska de Paiva
Visitante
Vitor Banaszewska de Paiva

Sim, nós temos o Navio de Socorro Submarino Celinho Perry (K-11). Mas já se comenta a substituição dele devido ao tempo de uso.

Vitor Banaszewska de Paiva
Visitante
Vitor Banaszewska de Paiva

Desculpa… Corretor me traiu. Rsrs
NSS Felinto Perry

Vovozao
Visitante
Vovozao

16/12 – domingo – bnoite, acho que seria muito interessante para nossa MB; se possível, adquirir o navio de resgate deles de 3.200 que ”deverao” descomissionadsd. Vale ficar de olho nosso tá bem caidinho.

Claudio Luiz
Visitante
Claudio Luiz

Com a limitação de operacionalidade em condições de mar com ondas de no máximo 2 metros de altura não nos serve dadas as condições existentes no atlântico sul.

Gilbert
Visitante
Gilbert

A nossa MB poderia ter um desse mas com uso dual, afinal esperamos nunca precisar usar um navio de resgate de submarinistas, antão o navio poderia ter laboratórios e usar o veículo submersível para pesquisas científicas quando não está fazendo treinamento de resgate. Aí o ministério da Ciência e Tecnologia ajuda a rachar a conta.

Carlos Sinésio
Visitante
Carlos Sinésio

A ideia é boa, mas precisa de projeto e a construção em estaleiro nacional, com incentivo do governo e de empresas como a Petrobras, que também pode se interessar pelo uso da embarcação.

Diego K
Visitante
Diego K

Como funciona um navio desse? Como ele resgata o submarino?

Paulo costa
Visitante
Paulo costa

resgatar submarinistas .. .a ilustração diz tudo

paulo costa
Visitante
paulo costa

parece tudo ser muito bom menos o preço que e exorbitante para a Marinha

Daniel Ricardo Alves
Visitante
Daniel Ricardo Alves

Eu não acho. É o preço de uma “Tamandaré”. Sem falar que além do aspecto humano de salvar submarinistas altamente treinados, também pode servir como um navio de pesquisa submarina.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Olha, bacana demais viu. Excelente para substituir o Felinto Perry.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

As condições econômicas ainda são precárias mas espero que em médio prazo a marinha possa dispor de um meio moderno de salvamento.

João Francisco Neves
Visitante
João Francisco Neves

Antes de ter submarinos a gente precisa de navios de salvamento, imaginem uma tragédia com um subnuc, é coisa de gente grande, não é para meninos…Na boa, acho que se acontecer alguma coisa a gente só pode contar com os EUA mesmo.

Bardini
Visitante
Bardini

OFF Topico: WEG and Praxis sign MoU to support Damen Saab bid for the Brazilian Navy.
.
https://www.damen.com/en/news/2018/12/weg_and_praxis_sign_mou_to_support_damen_saab_bid_for_the_brazilian_navy

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Junta a isto o fato do Wilson Sons ter o pré projeto de modernização e adequação aprovado pelo FMM, dá pra ver que a SAAB não joga pra perder e tem grandes/enormes chances de vencer a disputa. Pelo conjunto da obra(vide FX2) é minha favorita.

Kemen
Visitante
Kemen

Esses navios de resgate tem muitas limitações. Existem no mercado mini robos ou mini submarinos comandados remotamente que dispõe de canais de video e até braços mecânicos que poderiam levar um tubo com ar a um submarino submerso até 1000 metros. A realidade é a seguinte, como resgatar a tripulação em um submarino a mais de 500 metros? Se o submarino for localizado, o que pode levar seu tempo e, houver tempo para suprir a tripulação com ar, como efetuar o resgate da tripulação? Sera que não pensaram em desenvolver capsula(s) de ejeção de tungstenio para os tripulantes dos submarinos?

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Uma capsula fixa no sub? Não tem espaço ou só serviria para poucos tripulantes.

Kemen
Visitante
Kemen

Teriam que dimensionar o submarino com a(s) cápsulas.

Kemen
Visitante
Kemen

Supondo que o submarino não explodisse pela pressão e estivesse a 200 / 300 / 400 / 500 metros inerte, como resgatar a tripulação ? Poderiam passar de alguma forma por algum meio de um submarino para outro ?

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Oportunidade para a MB em cooperar com a marinha sul coreana e participar do projeto e construção deste navio.
Adquirindo assim a verdadeira transferência de tecnologia
Ainda mais agora com a entrega dos SBR e futuro SNBR, precisamos urgentemente de um substituto moderno para o K-11.

Carlos Sinésio
Visitante
Carlos Sinésio

Acho interessante a opção de módulos de salvamento embarcáveis. Mas um não exclui o outro. Devemos projetar e construir um navio resgate, que possa ser empregado em outras funções de pesquisa, apoio à exploração etc. Considerando a prioridade atribuída à força de submarinos, é imprescindível incluir esses projetos no planejamento de curto prazo.

Hermes
Visitante
Hermes

Todo mundo falando que quer e que é ótimo, mas alguém tem um comparativo com os de outras nações com necessidades semelhantes as nossas para ver se esse aí presta mesmo? E para quem tem dúvidas sobre como são efetuadas buscas e resgate de tripulações de submarinos sinistrados, nos posts sobre o submarino argentino que afundou tem muuuiita informação. Bom dar uma olhada.

MigBarSan
Visitante

É, precisamos de uma Ambulância UTI off road que também se engaje em Frete e Mudanças por meses a fio. E tenha 100% de prontidão 24 por 7.

Ou combinar um revezamento nada estratégico do tipo: – quando não tiver submarino patrulhando, agente pesquisa.

Podemos fazer dois então.

Mas, eu devo estar errado.

Obs: Fora a troca de tripulação na emergência.

MigBarSan
Visitante

Desculpe se pareceu agressivo, na realidade estou só brincando, mas no fundo chamando uma reflexão mais profunda sobre a divisão das tarefas de “busca” e “salvamento”.