Home Noticiário Internacional Primeiros feitos da Marinha Chinesa em 10 anos de operação

Primeiros feitos da Marinha Chinesa em 10 anos de operação

7551
16

1. Primeira força-tarefa de escolta

Em 26 de dezembro de 2008, navios de guerra Wuhan, Haikou e Weishanhu da PLA Navy (Marinha do Exército de Libertação Popular da China) navegaram de Sanya para realizar missões de escolta em águas somalis no Golfo de Aden.

Esta foi a primeira vez que a República Popular da China utiliza as forças militares no exterior para salvaguardar seus interesses estratégicos nacionais, cumprir suas obrigações humanitárias internacionais e defender importantes rotas de transporte.

2. Primeira missão de comboio

Em 6 de janeiro de 2009, a Marinha do Exército de Libertação Popular da China iniciou sua primeira missão de comboio, escoltando quatro navios mercantes chineses de Sanya até o Golfo de Aden.

3. Primeira missão de evacuação

Em 26 de março de 2015, a PLA Navy realizaou a evacuação de 897 pessoas do Iêmen, incluindo centenas de cidadãos chineses, sob a ameaça de um ataque de artilharia.

4. Primeiro resgate armado de um navio estrangeiro

Em 9 de abril de 2017, a PLA Navy interceptou um navio cargueiro de Tuvalu que havia sido abordado e sequestrado por piratas no Golfo de Aden. Dezesseis membros de uma equipe das forças especiais da Marinha Chinesa invadiram no navio, resgataram a tripulação e capturaram três piratas.

5. Primeira viagem de volta ao mundo

Em 3 de abril de 2015, após completar uma missão de escolta, uma força-tarefa da PLA Navy visitou 13 países, incluindo Egito, Suécia, Estados Unidos, Cuba e Austrália. A viagem de 309 dias levou a força-tarefa através de três oceanos e cinco continentes, e atracou em 18 portos em 16 países. A missão estabeleceu um recorde na China por ser a mais longa viagem a atravessar a maioria das áreas e países marítimos.

6. Primeiro Prêmio por Serviços Especiais humanitários e em transporte

Em 23 de novembro de 2009, os navios da PLA Navy Wuhan, Haikou, Shenzhen, Huangshan e Weishanhu receberam o Prêmio de Serviço Especial para Navegação e Seres Humanos pela IMO, International Maritime Organization.

FONTE: China Plus

16
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
11 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
CláudioDaltonPedroRene Dos Reismarcus Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

A MB teve participação na “formação” da marinha chinesa??
A MB treinou ou não treinou a marinha chinesa na operação de um porta aviões??

Diego K
Visitante
Diego K

Que diferença faz..

BILL27
Visitante
BILL27

Treinou …Li uma reportagem na época .Acho que foi em 2008

José Carlos David
Visitante
José Carlos David

É uma evolução espetacular num tempo relativamente curto! Parabéns aos chineses!

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Acho que tudo que eles colocaram na água de 2008 pra cá, se tornou maior que 95% das marinhas de outros países.

Cláudio
Visitante
Cláudio

Em tonelagem perde para a Marinha dos Estados Unidos.

Rene Dos Reis
Visitante

E senhores , se preparem para conviver com números astronômicos como foi na guerra fria , os americanos com esse impressionante numero de 73? submarinos todos nucleares dedicados a missões diversas e os chineses querendo pelo menos igualar nos números , acho que em caso de conflito os números podem fazer a diferença sim porque em caso de guerra total ninguém constrói mais nada.

Pedro
Visitante
Pedro

Errado, pela história dos conflitos modernos é na guerra que se constrói mais, melhor e novos equipamentos.

Dalton
Visitante
Dalton

Isso era verdade antes quando praticamente se podia montar uma aeronave de caça no quintal de uma casa…e podia se contar também com a proteção da distância…hoje, os equipamentos são muito complexos, caros e portanto mais precisos e com maior alcance e isso reflete na quantidade e na velocidade com que podem ser produzidos e integrados. . Os EUA por exemplo chegaram a ter dezenas de estaleiros grandes e médios durante a Segunda Guerra…ainda no início dos anos 1960 havia 3 estaleiros capazes de construir NAes…hoje há apenas um e um outro capaz de construir grandes navios anfíbios e destroyers… Read more »

Rene Dos Reis
Visitante

Caro Pedro , acha que seria possível nos dias atuais e futuros uma um senário de guerra total e de atrito entre potencias?