Home Indústria de Defesa Consórcio Damen Saab Tamandaré fará mais uma apresentação para indústrias brasileiras

Consórcio Damen Saab Tamandaré fará mais uma apresentação para indústrias brasileiras

6097
24
Sigma 10514 Tamandare - imagem Damen Saab Wilsons
Sigma 10514 Tamandare – imagem Damen, Saab e Wilson Sons

Com o intuito de fomentar assuntos relacionados à concorrência para o fornecimento de quatro corvetas da Classe Tamandaré à Marinha do Brasil, especialmente na promoção do conteúdo local, o Consórcio Damen-Saab Tamandaré promoverá um encontro na ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, no dia 31 de janeiro às 13h30, para apresentar a Proposta de Construção das Corvetas, e também sobre as oportunidades de fornecimento para o consórcio e seus parceiros locais.

A holandesa Damen Schelde Naval Shipbuilding, a sueca Saab, o estaleiro brasileiro Wilson Sons e as empresas parceiras Consub, WEG e Akaer estarão juntos na ABIMAQ com o objetivo de se aproximar ainda mais das indústrias brasileiras e viabilizar uma nova cadeia de fornecimento com as pequenas e médias empresas locais e nacionais. Além disso, as empresas apresentarão o consórcio, que está entre os quatro finalistas para o fornecimento das quatro corvetas da Classe Tamandaré (CCT) ao Brasil.

A Saab, empresa de origem sueca com mais de 75 anos de experiência no setor de defesa, deve fornecer, caso a proposta dos parceiros seja escolhida pela Marinha do Brasil, o sistema de gerenciamento de combate Saab 9LV, utilizado por marinhas de vários países, conhecido por sua flexibilidade e fácil integração de módulos de terceiros.

A Damen é uma empresa líder em construção naval, com sede na Holanda e que já construiu mais de 6 mil embarcações. Mais de 20 Marinhas em todo o mundo operam navios produzidos pela Damen. A empresa será responsável pelo fornecimento do navio, modelo SIGMA 10514, um produto já produzido pela empresa, que pode ser adaptado de acordo com as exigências do cliente.

“A nossa proposta contempla uma ampla transferência de tecnologia, além de parcerias já estabelecidas com diversas empresas locais, beneficiando a indústria nacional de Defesa do Brasil. O Consórcio Damen-Saab Tamandaré está pronto e conta com integrantes de confiança para firmar parcerias de longo prazo, pois isso faz parte da cultura dos negócios das empresas”, comenta Marianna Silva, diretora geral da Saab do Brasil.

“Reconhecemos que auxiliar a Marinha do Brasil a proteger o domínio marítimo contra as ameaças e os desafios atuais e futuros é uma tarefa muito importante. E por isso, esperamos poder participar de maneira construtiva neste processo”, diz Richard Keulen, diretor de vendas navais da Damen.

A reunião é aberta para a participação de possíveis fornecedores e jornalistas. Para o credenciamento, basta acessar aqui.

Sigma 10514

 

Serviço:

  • Local: ABIMAQ São Paulo
  • Endereço: Avenida Jabaquara, 2925, São Paulo/ SP

Programação:

  • 13h30 – Credenciamento
  • 14h – Boas-vindas ABIMAQ
  • 14h10 – Apresentação institucional da Câmara Setorial de Equipamentos Navais, Offshore e Onshore da ABIMAQ
  • 14h20 – Apresentação do consórcio Damen Saab Tamandaré e apresentação da Proposta de Construção para o Projeto das Corvetas Tamandaré
  • 16h – Perguntas e Respostas
  • 16h50 – Considerações finais e encerramento (ABIMAQ)
  • 17h – Networking

DIVULGAÇÃO: MSLGROUP/Publicis Consultants

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ALEXANDRE
ALEXANDRE
1 ano atrás

Nada como a concorrência

Paulo Costa
Reply to  ALEXANDRE
1 ano atrás

Tomara que a Fincantieri vença essa concorrência …

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Cada uma das propostas com suas qualidades, mas como eu gostaria de ver a notícia que a SAAB foi escolhida como vencedora do PROSUPER…

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Eu também

Marcelo Bardo
Marcelo Bardo
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

Eu também [2]

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
1 ano atrás

Acho que o consórcio Damen/Saab está sentindo que a reaproximação entre os governos de Brasil e Itália pode ser um fator determinante na concorrência, algo como “um voto de Minerva” em caso de “empate”.

Os alemães, após críticas de parlamentares deste país e representantes do governo, talvez tenha diminuído, em muito, uma possibilidade de vitória; eles devem fazer uma proposta financeira no BAFO muio atraente.

Mas…. os franceses estão muito quietos…..

Moriah
Moriah
Reply to  Roberto Bozzo
1 ano atrás

Os italianos estão vindo com força e eu fico pensando como o projeto da MB vai ser executado, sendo algo “quase” do zero… sei não. Eu ficaria com Sigma (pelo menos poderia acompanhar a construção aqui…kkk) ou Meko.

Hélio
Hélio
Reply to  Roberto Bozzo
1 ano atrás

Eu não me surpreenderia se os holandeses oferecessem participação no projeto Ômega e os leopards que tem estocados.

hartmam
hartmam
1 ano atrás

Tomara que ganhe o consorcio italiano.

Robsonmkt
1 ano atrás

A aproximação da indústria brasileira para fornecimento de peças e equipamentos é um ponto muito positivo e vai ao encontro do objetivo da MB de depender o mínimo possível de fornecedores externos para a manutenção de seus meios.

Burgos
Burgos
1 ano atrás

Sei lá !!!
Só acho que se os Italianos quiserem realmente jogar água no chopp dos Alemães e Holandeses tem que oferecer algo a mais para poder “acirrar”essa disputa na concorrência !!!
E o prazo tá chegando pra declarar o vencedor.

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
Reply to  Burgos
1 ano atrás

Acabou de sair a notícia que os italianos ofereceram duas Fremm que já estão em construção para a MB… Eles estão jogando “pesado”.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Roberto Bozzo
1 ano atrás

Se eu fosse da MB comprava estas duas Fremms italianas e as quatro corvetas da DAmen/Saab

Burgos
Burgos
Reply to  Roberto Bozzo
1 ano atrás

Mas aonde é o setor de faturamento?!
Passa a régua e fecha conta !!!
Pra ontem !!!

Vovozao
Vovozao
1 ano atrás

30/01/19 – quarta-feira, bnoite, todos já SAABem quem será o vencedor.

FighterBR
FighterBR
1 ano atrás

A pior corveta em questão de estrutura de casco na concorrência, mas a eletrônica é de primeira. É bater o olho nela que já dá pra perceber que esse casco não aguenta o nosso mar. Doa a quem doer

Paulotd
Paulotd
Reply to  FighterBR
1 ano atrás

Qual motivo pra dizer que não aguenta nosso mar? Coloque argumentos técnicos na mesa e não fale baboseira. 2600 ton são mais que sufiente pra navegação oceânica, a Barroso tem 2300 ton e já fez missão no Líbano.. O casco deles é hidrodinâmico e moderno. Essa proposta da Damen sem dúvida é a de menor risco, por ser um navio de construção modular. A eletrônica é top sim, e acredito que oferecerão um pacote com canhões bofors, Vls de 16 células, Sea Ceptor, radar Sea Giraffe 3D. Quanto ao antinavio fico em dúvida, mas acho que a Saab vai tentar… Read more »

João carlos
João carlos
Reply to  FighterBR
1 ano atrás

Nosso mar é pior que os mares do norte, o báltico e o Ártico? Bom saber.

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
1 ano atrás

Ué, e a Marinha não se fará presente

Pedro Marçal
Pedro Marçal
1 ano atrás

Essa está no estado da arte…

Vitor
Vitor
1 ano atrás

Espero que o GF e Ministerio da Defesa estejam articulando como contra partida venda de KC-390 para a Suécia (SAAB) e Holanda (DAMEN).
Holanda possui 4x C-130H
Suécia possui 5x C-130H

Todos saem ganhando com um potencial negocio como este. Alem disso, apoio de ambos os paises para acordo EU x Mercosul.
Concordam ?

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

correndo atrás dos italianos que estão com sangue nos olhos, querendo pegar essa venda

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Infelizmente o melhor projeto usando a tonelagem como critério fica cada vez mais distante!

Marcos Campos
Marcos Campos
1 ano atrás

Pouco se fala do projeto dos italianos. Parece até que as páginas também estão fazendo loby, mas eu já lhes digo; FINCANTIERI é a vencedora e a DAMEN está desesperada.